• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Sábado, 14 Dezembro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Ter.
 12° / 4°
Períodos nublados
Seg.
 14° / 7°
Céu muito nublado com chuva moderada
Dom.
 16° / 12°
Céu muito nublado com chuva moderada
Torres Novas
Hoje  17° / 10°
Céu nublado
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Rita Damásio: um horizonte largo e belo

Cultura  »  2017-03-21 

O princípio da história é conhecido, pelo menos por todos quantos estão atentos à música que se fez e faz por cá e aos protagonistas que lograram alcançar níveis mais elevados: Rita Damásio debutou por grupos de garagem de Torres Novas e Riachos e começou a sua carreira nos Cardilium, de Torres Novas, uma banda alinhada com a tendência gótica, nesses loucos anos 90 da grande explosão da música moderna no concelho.

Passou igualmente pelos AlémMar, radicou-se em Lisboa e experimentou os caminhos do jazz. Cantou também com Tito Paris, Princezito (Cabo Verde), Paulo Flores, Kalaf Angelo, entre outros. Em 2008, com a saída de Teresa Salgueiro dos Madredeus, tornou-se a cantora (juntamente com Mariana Abrunheiro) escolhida para rosto do grupo de Pedro Ayres, mas os Madredeus estavam já na fase de uma certa dissolução conceptual e neles terminou, em pouco tempo, a participação de Rita Damásio.

Nos últimos tempos, Rita tem trabalhado na locução para publicidade, mas continua empenhada em grandes causas. É co-fundadora da AP-IMIDIWAN, uma ONG com base em Niamey, Níger, que se dedica ao apadrinhamento de crianças nómadas tuaregues. Paralelamente, tem tentado definir uma carreira a solo e a saída de “Peregrina”, há uns meses, tem sido pretexto para algumas apresentações ao vivo em pequenos recitais, como aquele que realizou na Casa da Música, no Porto.

O disco resultou resultou de uma crença quase impossível de Rita: trabalhar com produtores de Lhasa de Sela, a sagrada Lhasa que ela tanto ouviu na adolescência. Jean Massicotte e François Lalonde responderam ao seu apelo e ajudaram-na na gravação de “Peregrina”, onde ela empresta a beleza funda da sua voz e do seu talento a um par de canções extraordinárias. “Largo Horizonte”, que dá início ao disco, é uma canção enorme em qualquer parte do mundo e, estivesse Rita no mainstream de quem edita os êxitos, a canção ficaria a marcar estes últimos anos da música portuguesa.

É verdade que se começa a ouvir o disco e vem-nos à memória, de imediato e sem contemplações, Lhasa de Sela: a semelhança dos desenhos vocais, a voz sussurrada, o tom, e muito os arranjos instrumentais, esses sim a parecer saídos de um disco da malograda cantora franco-canadiana e de pai mexicano, tornam a experiência quase arrepiante, ressuscitando a voz e a alma de uma artista que do céu nos espreita com a eterna música que nos agarra pelo coração.

Não se trata de plágio estético, de colagem formal ou de apropriação: Rita Damásio sente-se inspirada por Lhasa e isso é bom. E tomáramos nós que essa inspiração, que outros artistas foram beber a tantos outros, dê a Rita Damásio a força para trilhar os belos caminhos que vão dar a um horizonte promissor: o horizonte do seu talento e da sua vontade.

“A Rita encontra-se no amanhecer da sua carreira individual. A sua voz tem a beleza nocturna do veludo, a doçura do toque da seda, a profundidade dos credos e das orações, a poesia de um quadro de Chagall, é de um atordoamento feminino e profundo. As canções que ela propõe agora são belas, são emanações dela, das flores da árvore que ela é, são puros pássaros sonoros, têm a amplitude dos arrepios que nos atravessam e nos arrebatam”, escreveu para ela Denys-Louis Colaux, escritor e poeta belga. Fica dito. Ouça-se Rita Damásio.

(Rita Damásio, 2016, Peregrina, EP: “Largo horizonte”, “Uma Prece”, “Lado Nocturno”, “Uma tempestade”, “Salomão”, “La Nuit”)

 

 

 Outras notícias - Cultura


Quinta da Cardiga: uma história escrita por Luís Batista »  2019-11-18 

O livro de Luís Batista “Cardiga ou a História de uma Quinta” (1169-2019), foi apresentado publicamente ontem, dia 16 de Novembro. A Adega dos Frades, no Palácio da Quinta da Cardiga, foi o local escolhido para a apresentação pública do livro, numa cerimónia organizada pelos municípios abrangidos pelo território da Quinta da Cardiga, Entroncamento, Golegã e Vila Nova da Barquinha.
(ler mais...)


Torres Novas: Britannia House entregou mais de 50 diplomas de Cambridge »  2019-11-17 

O centro de línguas Britannia House homenageou os seus alunos em mais uma cerimónia de entrega de diplomas, que se realizou hoje, 17 de Novembro, durante a tarde, no Teatro Virgínia.

Mais de 50 alunos receberam pela mão de Tim Perry, representante do British Council, os seus diplomas dos exames da Universidade Cambridge, realizados no final do ano lectivo transacto.
(ler mais...)


Santarém: temporada do Círculo Cultural com programa diversificado »  2019-11-05 

Com um programa diversificado, prossegue a Temporada de Outono, organizada pelo Círculo Cultural Scalabitano. Será um domingo, dia 10 de Novembro pleno de oportunidades para públicos distintos.

Assim, para os amantes das caminhadas, logo pelas 9H00 da manhã, tem inicio a segunda caminhada de outono, com partida da Avenida Bernardo Santareno, junto à Pastelaria Delícia, de onde se seguirá em carros próprios, para Marianos – Almeirim.
(ler mais...)


ORQUESTRA TÍPICA SCALABITANA APRESENTA-SE NO TEATRO TABORDA »  2019-10-30 

A Orquestra Típica Scalabitana volta a apresentar-se no seu espaço, o renovado Teatro Taborda, Círculo Cultural Scalabitano, num concerto único, no próximo dia 7 de Novembro, às 22H00, retomando assim um habito antigo, interrompido nos últimos anos.
(ler mais...)


José Cid evocado em Ulme »  2019-09-24 

A Junta de Freguesia de Ulme (Chamusca), no decorrer do evento "Já te dou o Arroz", e inserido no projecto Pin`Arte, prestou homenagem ao artista natural do concelho da Chamusca José Cid, recentemente premiado com Grammy Latino de Excelência Musical, com uma pintura mural ao vivo executada inspirado no LP "10.
(ler mais...)


Manel Cruz em Minde, sábado »  2019-09-24 

O BONS SONS é mais uma vez responsável pela programação musical do Festival Materiais Diversos, que este ano também comemora as 10 edições e acontece de 27 de Setembro a 5 de Outubro, em Minde, Cartaxo e Alcanena.
(ler mais...)


“Opiário”, de GOMES PEREIRA, sábado na Casa do Povo de Riachos »  2019-09-24 

Sábado, dia 28 de Setembro, a Casa do Povo de Riachos acolhe uma exposição singular em vários sentidos: um artista, uma obra, um dia. Baseado em “Opiário”, obra literária de Álvaro de Campos, vai estar perante uma pintura de 1,20m por 90 centímetros, cuja técnica de concepção aplicada foi `nanquim`* sobre a tela, e envernizado após.
(ler mais...)


Aldeia de Porto de Mós recebe 500 tocadores de concertina »  2019-09-23 

Mais de 500 tocadores de concertina são esperados no dia 28 de Setembro na 18.ª edição do Encontro da Barrenta, uma pequena aldeia situada no coração da Serra de Aire, no concelho de Porto de Mós.

Oriundos de todo o país, mas sobretudo do norte, os tocadores "peregrinam" até esta celebração da cultura tradicional e popular, transformando totalmente a aldeia onde vivem apenas 39 habitantes.
(ler mais...)


Mazgani traz o álbum “The Poet’s Death” ao Teatro Virgínia no sábado »  2019-09-16 

The Poet’s Death é o último álbum de originais de Mazgani, editado a 29 de Setembro de 2017 e com entrada directa para o 13º lugar no TOP de vendas nacional. A tour que o apresenta tem esgotado salas por todo o país.
(ler mais...)


Museu Carlos Reis, Torres Novas: Setembro com concertos, conferências, programa educativo e visitas grátis »  2019-09-05 

A rentrée do Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas, não podia ser melhor: Kumpania Algazarra no pátio, no dia 21 de Setembro, concerto integrado no festival Brass it, com entrada livre, e um programa especial nas Jornadas Europeias do Património-JEP 2019 que decorrem no fim de semana de 27, 28 e 29 de Setembro, com oficinas educativas na sexta à tarde e no sábado de manhã e visitas guiadas no domingo de manhã.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2019-11-17  Torres Novas: Britannia House entregou mais de 50 diplomas de Cambridge
»  2019-11-18  Quinta da Cardiga: uma história escrita por Luís Batista