• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Sábado, 14 Dezembro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Ter.
 12° / 4°
Períodos nublados
Seg.
 14° / 7°
Céu muito nublado com chuva moderada
Dom.
 16° / 12°
Céu muito nublado com chuva moderada
Torres Novas
Hoje  17° / 10°
Céu nublado
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Rodrigo Leão, Né Ladeiras e Mão Morta: Bons Sons mantém parada alta

Cultura  »  2017-03-21 

Música portuguesa em festa em Cem Soldos, entre 11 e 14 de Agosto

Rodrigo Leão, Né Ladeiras e Mão Morta, em diferentes géneros e expressões musicais, são os nomes mais carismáticos da edição deste ano do festival de Cem Soldos, que mantém uma aposta clara na música portuguesa alternativa e emergente. O Bons Sons decorre aqui ao pé da porta, entre 12 e 14 de Agosto.

Se a dificuldade esperada, quando o Bons Sons anunciou a periodicidade anual, seria manter um cartaz suficientemente renovado e mobilizador ano após ano, a verdade é que Luís Ferreira tem conseguido levar a nau a bom porto e o festival não dá mostra de cansaço quando se olha para a programação deste ano: Né Ladeiras, Rodrigo Leão, Mão Morta, nomes com história na história da música portuguesa, vão ter a companhia de gente como Samuel Úria, o cantautor do momento, Capitão Fausto, Franckie Chavez, Paulo Bragança num surpreendente regresso aos palcos a fazer a representação do novo fado, Orelha Negra, Virgem Suta, as Señoritas Mitó e Sandra, o já grande Manuel Fúria...uma soma de expressões e tendências que têm um denominador comum e um sentido único: revelam a criatividade da nova música portuguesa, em todos os seus registos, do tradicional ao rock, da pop à música electrónica, do fado aos diferentes modelos de fusão e experimentalismo.

Por junto, são 44 nomes e outros tantos concertos, a que se junta a programação informal do palco garagem, as actividades para crianças, a animação social de uma aldeia que já é paradigma de coisa nova e que merecia, quem sabe, uma abordagem antropológica a que a academia portuguesa tem estado desatenta.

Durante quatro dias, o festival funde-se com uma comunidade que lhe dá um cenário, alma e coração, e sobretudo muito trabalho em prol de um projecto, muito conceptual, que de início parecia ousado e até de difícil apreensão quanto aos seus objectivos transversais: como poderia um festival de música contribuir para travar o despovoamento de uma aldeia, servindo de âncora a um futuro em que a escola voltasse a encher-se de crianças e os jovens tivessem, ali, um palco de possibilidades criativas só ao alcance dos centros urbanos?

Ainda é cedo para um balanço das realidades extra-festival, mas Luís Ferreira garante que a batalha está a ser ganha. Na sessão de apresentação que decorreu hoje em Cem Soldos, o programador do Bons Sons diz manter o entusiasmo do início:”Somos uma inspiração, como projecto de valorização do espaço rural e do interior”. A dimensão utópica do Bons Sons permanece, pois, intacta: o jardim de infância tem mais crianças, a aldeia oferece um calendário cultural invejável em redor da sua colectividade, que co-organiza o festival, surgem actividades a envolver os idosos, enfim, em Cem Soldos contraria-se o destino marcado para a grande maioria das aldeias portuguesas a esvaírem-se rapidamente a cada dia que passa.

Em Agosto, milhares de pessoas vão acorrer mais uma vez a esta aldeia do concelho de Tomar, aqui a dois passos, comungando desse deslumbre de viver um festival de música diferente de todos os outros, onde tudo é palco e cenário: as eiras e os largos que são palcos, os pátios e os jardins das casas que se transformam em salas de visita, até a capela de São Sebastião acolhe alguns dos espectáculos do programa. “É um festival para quem gosta de música e de música portuguesa e para quem gosta de descobrir a nova música que se vai fazendo”, reitera Luís Ferreira, que assinala os vários prémios e galardões, nacionais e internacionais que o Bons Sons alcançou.

Daquela que será a 11.ª edição do Bons Sons, em que se repetem apenas três nomes das centenas que já passaram pelo festival, daremos notícia da programação detalhada à medida que se for aproximando a data do evento, mas os alinhamentos já  vãoestando disponíveis nas plataformas habituais postas em linha pela organização.

(No video, SURMA, que actua a 12 de Agosto, numa performance informal por cima dos sons da aldeia, em 21 de Março)

 


 

 

 Outras notícias - Cultura


Quinta da Cardiga: uma história escrita por Luís Batista »  2019-11-18 

O livro de Luís Batista “Cardiga ou a História de uma Quinta” (1169-2019), foi apresentado publicamente ontem, dia 16 de Novembro. A Adega dos Frades, no Palácio da Quinta da Cardiga, foi o local escolhido para a apresentação pública do livro, numa cerimónia organizada pelos municípios abrangidos pelo território da Quinta da Cardiga, Entroncamento, Golegã e Vila Nova da Barquinha.
(ler mais...)


Torres Novas: Britannia House entregou mais de 50 diplomas de Cambridge »  2019-11-17 

O centro de línguas Britannia House homenageou os seus alunos em mais uma cerimónia de entrega de diplomas, que se realizou hoje, 17 de Novembro, durante a tarde, no Teatro Virgínia.

Mais de 50 alunos receberam pela mão de Tim Perry, representante do British Council, os seus diplomas dos exames da Universidade Cambridge, realizados no final do ano lectivo transacto.
(ler mais...)


Santarém: temporada do Círculo Cultural com programa diversificado »  2019-11-05 

Com um programa diversificado, prossegue a Temporada de Outono, organizada pelo Círculo Cultural Scalabitano. Será um domingo, dia 10 de Novembro pleno de oportunidades para públicos distintos.

Assim, para os amantes das caminhadas, logo pelas 9H00 da manhã, tem inicio a segunda caminhada de outono, com partida da Avenida Bernardo Santareno, junto à Pastelaria Delícia, de onde se seguirá em carros próprios, para Marianos – Almeirim.
(ler mais...)


ORQUESTRA TÍPICA SCALABITANA APRESENTA-SE NO TEATRO TABORDA »  2019-10-30 

A Orquestra Típica Scalabitana volta a apresentar-se no seu espaço, o renovado Teatro Taborda, Círculo Cultural Scalabitano, num concerto único, no próximo dia 7 de Novembro, às 22H00, retomando assim um habito antigo, interrompido nos últimos anos.
(ler mais...)


José Cid evocado em Ulme »  2019-09-24 

A Junta de Freguesia de Ulme (Chamusca), no decorrer do evento "Já te dou o Arroz", e inserido no projecto Pin`Arte, prestou homenagem ao artista natural do concelho da Chamusca José Cid, recentemente premiado com Grammy Latino de Excelência Musical, com uma pintura mural ao vivo executada inspirado no LP "10.
(ler mais...)


Manel Cruz em Minde, sábado »  2019-09-24 

O BONS SONS é mais uma vez responsável pela programação musical do Festival Materiais Diversos, que este ano também comemora as 10 edições e acontece de 27 de Setembro a 5 de Outubro, em Minde, Cartaxo e Alcanena.
(ler mais...)


“Opiário”, de GOMES PEREIRA, sábado na Casa do Povo de Riachos »  2019-09-24 

Sábado, dia 28 de Setembro, a Casa do Povo de Riachos acolhe uma exposição singular em vários sentidos: um artista, uma obra, um dia. Baseado em “Opiário”, obra literária de Álvaro de Campos, vai estar perante uma pintura de 1,20m por 90 centímetros, cuja técnica de concepção aplicada foi `nanquim`* sobre a tela, e envernizado após.
(ler mais...)


Aldeia de Porto de Mós recebe 500 tocadores de concertina »  2019-09-23 

Mais de 500 tocadores de concertina são esperados no dia 28 de Setembro na 18.ª edição do Encontro da Barrenta, uma pequena aldeia situada no coração da Serra de Aire, no concelho de Porto de Mós.

Oriundos de todo o país, mas sobretudo do norte, os tocadores "peregrinam" até esta celebração da cultura tradicional e popular, transformando totalmente a aldeia onde vivem apenas 39 habitantes.
(ler mais...)


Mazgani traz o álbum “The Poet’s Death” ao Teatro Virgínia no sábado »  2019-09-16 

The Poet’s Death é o último álbum de originais de Mazgani, editado a 29 de Setembro de 2017 e com entrada directa para o 13º lugar no TOP de vendas nacional. A tour que o apresenta tem esgotado salas por todo o país.
(ler mais...)


Museu Carlos Reis, Torres Novas: Setembro com concertos, conferências, programa educativo e visitas grátis »  2019-09-05 

A rentrée do Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas, não podia ser melhor: Kumpania Algazarra no pátio, no dia 21 de Setembro, concerto integrado no festival Brass it, com entrada livre, e um programa especial nas Jornadas Europeias do Património-JEP 2019 que decorrem no fim de semana de 27, 28 e 29 de Setembro, com oficinas educativas na sexta à tarde e no sábado de manhã e visitas guiadas no domingo de manhã.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2019-11-17  Torres Novas: Britannia House entregou mais de 50 diplomas de Cambridge
»  2019-11-18  Quinta da Cardiga: uma história escrita por Luís Batista