• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 20 Junho 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 24° / 15°
Céu nublado com chuva fraca
Sáb.
 29° / 12°
Períodos nublados
Sex.
 25° / 14°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  24° / 14°
Céu nublado
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Porto cede primeiros pontos

Opinião  »  2010-10-07  »  Denis Hickel

PORTO e Vitória de Guimarães defrontaram-se no estádio D. Afonso Henriques num jogo que se previa muito difícil para o líder do campeonato, exactamente perante a mesma equipa que derrotou o campeão em título e que originou a encomenda de tanta polémica. O Porto entrou forte no jogo, dominando a seu belo prazer e não permitindo que a equipa vitoriana se aproximasse da sua área, ao mesmo tempo que ia criando sucessivas oportunidades de golo, ora anuladas pela intervenção do guarda-redes do Vitória ora por inépcia dos avançados azuis e brancos que nalguns lances pareciam alheados do jogo.

O Vitória de Guimarães assistia ao desenrolar da partida, espreitando a oportunidade para lançar rápidos contra ataques, e num desses lances quase fazia golo não fora o remate desastrado de um seu jogador com a baliza do Porto escancarada. Numa jogada seguinte, o Porto inaugura o marcador, novamente pelo incrível Hulk que entra na área vimaranense e dispara forte com o pé direito fazendo um bonito golo. Pouco antes do intervalo coube a João Moutinho a possibilidade de elevar o marcador sozinho frente ao guarda-redes minhoto, mas a bola saiu rente ao poste.

No segundo período o jogo mostrou o Vitória de Guimarães decidido a criar mais dificuldades ao Porto e equilibrar a partida. O técnico vimaranense procedeu a alguns ajustamentos posicionais na zona intermediária, enquanto o Porto mantinha um ritmo de jogo demasiado baixo. Mas foi o Vitória de Guimarães que chegou ao empate, num lançamento longo para a área azul e branca que o defesa Fucile não abordou de forma satisfatória, deixando-se bater pelo avançado vimaranense que fez o golo do empate.

Sentindo que a vitória lhe fugia, o Porto voltou de novo a pressionar a extrema defesa minhota e criou alguns lances muito perigosos, que aquela anulou com vigor. Já no período de tempo adicional, foi o Vitória de Guimarães que esteve à beira de chegar à vitória, mas Helton com uma grande defesa evitou o pior. Resultado justo para as duas equipas, num jogo nem sempre bem jogado e com muitas falhas, com o Porto a ceder os primeiros dois pontos nos sete jogos já decorridos na Liga Zon Sagres. Por culpa própria.

BENFICA recebeu no estádio da Luz o vice-campeão Braga num jogo entre duas das boas equipas que disputam o campeonato e de resultado imprevisto.

Começou bem o Benfica que cedo se acercou da baliza do Braga a criar algumas ocasiões de golo que o guarda-redes bracarense negou com boas intervenções. O Braga jogava na contenção do adversário, com as linhas muito próximas, retirando espaço ao Benfica e ameaçando aproximar-se da área encarnada em transições rápidas mas incipientes do ponto de vista atacante.

O intervalo chegou com o resultado em branco, e na segunda parte o Benfica, como lhe competia, procurou chegar à vitória, enquanto o Braga surgiu mais desinibido também à procura do golo. Mas foi o Benfica que conseguiu chegar ao golo por Carlos Martins, sem marcação, aproveitando uma desatenção da defesa bracarense. A partir daqui o Benfica encolheu-se, procurou defender a vantagem, enquanto o Braga acabou o jogo a pressionar a defesa encarnada, sem resultados. Vitória justa do Benfica por 1-0 num jogo bem disputado em que sobressaiu como a melhor equipa no terreno.

SPORTING já leva quatro jogos consecutivos sem o sabor da vitória. Desta vez frente ao Beira-Mar em pleno estádio de Aveiro, num jogo em que não foi além de um empate 1-1, com um desempenho na linha dos últimos jogos disputados pelos leões.

Com um futebol desligado e inconsistente, pertenceram mesmo assim ao Sporting as melhores oportunidades de golo, mas as excelentes intervenções do guarda-redes aveirense evitaram que a bola chegasse ao fundo da sua baliza.

Depois do bom desempenho na Liga Europa, esperava-se mais do Sporting, mas tal não sucedeu. Foi o Beira-Mar que inaugurou o marcador, que obteve pronta resposta do Sporting que empatou. Num jogo mal jogado, houve mais posse de bola e mais oportunidades de golo para o Sporting. O empate é lisonjeiro para o Beira-Mar.

 

 

 Outras notícias - Opinião


Democracia »  2019-06-19  »  Inês Vidal

Somos todos pela democracia. Menos quando ganha quem não queremos. Esta coisa da democracia tem que se lhe diga. Que o diga eu que, nunca falhando a umas eleições, nunca vi ganhar nenhumas. Fica sempre um sabor amargo na boca, uma angústia de não ver ganhar quem se quer.
(ler mais...)


O Tempo dos Gelados »  2019-06-19  »  José Ricardo Costa

Uma coisa que a natureza tem de bastante simpático, facilitando-nos a vida, é a sua circularidade. Por exemplo, as estações do ano. Fosse a natureza destrambelhada e nada poderíamos prever, deixando-nos à nora sobre o que fazer no dia seguinte.
(ler mais...)


Problemas de memória »  2019-06-19  »  Hélder Dias

Glifosato Man »  2019-06-19  »  Hélder Dias

Agustina, a crise na direita, a doença da social-democracia e a teia »  2019-06-07  »  Jorge Carreira Maia

AGUSTINA BESSA-LUÍS. O século XX português teve uma mão cheia de excelentes romancistas. A atribuição do Nobel a Saramago reconheceu isso. Se tivesse sido a Agustina, não teria ficado mal entregue.
(ler mais...)


Parabéns, abstenção! »  2019-06-06  »  Anabela Santos

Muito se tem falado, já tudo foi dito e é do conhecimento de todos que as eleições europeias realizadas no dia vinte e seis de Maio trouxeram uma vitória para a esquerda, excepto para o PCP, e uma acentuada derrota para a direita.
(ler mais...)


Encruzilhada »  2019-06-06  »  António Gomes

Já assim era, mas depois das últimas eleições europeias a interrogação subiu de tom: vai ou não haver geringonça após as próximas eleições legislativas? – as pessoas perguntam.
(ler mais...)


GREVE? »  2019-06-06  »  Denis Hickel

gre·ve
(francês grève)
substantivo feminino
Interrupção temporária, voluntária e colectiva de atividades ou funções, por parte de trabalhadores ou estudantes, como forma de protesto ou de reivindicação (ex.
(ler mais...)


Quando a pedra é o sapato »  2019-06-06  »  Ana Sentieiro

Ontem trajei pela primeira vez. A Noite de Serenatas enlatou a comunidade académica da Universidade do Minho no Largo da Sé. A escuridão dos trajes iluminava os corações dos presentes, aquecia os abraços e motivava as lágrimas ao som da melodia das guitarras portuguesas.
(ler mais...)


Bruno Lage, privatizações, comendas e europeias »  2019-05-26  »  Jorge Carreira Maia

BRUNO LAGE. O actual treinador do Benfica é, justamente, louvado pelo que fez no campo desportivo. Se o Benfica é campeão deve-o a Bruno Lage. Quero, porém, louvá-lo por outra coisa.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2019-05-26  »  Jorge Carreira Maia Bruno Lage, privatizações, comendas e europeias
»  2019-06-07  »  Jorge Carreira Maia Agustina, a crise na direita, a doença da social-democracia e a teia
»  2019-06-06  »  Ana Sentieiro Quando a pedra é o sapato
»  2019-06-06  »  António Gomes Encruzilhada
»  2019-06-06  »  Denis Hickel GREVE?