• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Quarta, 12 de Dezembro de 2018
Pesquisar...
Sáb.
 16° / 6°
Céu nublado
Sex.
 15° / 7°
Períodos nublados
Qui.
 15° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  13° / 9°
Céu muito nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A importância do sono nas doenças do sistema nervoso

Opinião  »  2017-01-31  »  Juvenal Silva

"Ora, o sono sob o ponto de vista biológico, é de natureza ativa"

Desde os tempos mais longínquos que a humanidade conhece o enorme benefício de um sono reparador e desde sempre os médicos se têm preocupado com os seus doentes, de forma a desfrutaram desse grande benefício para saúde que é um sono renovador.
Nos dias de hoje, esta questão torna-se imperiosa, pelo estilo de vida que as pessoas têm, sem horários, sem tempo para se cuidarem, com solicitações de toda a natureza. As estatísticas revelam que nunca se recorreu tanto aos químicos para dormir como nos tempos modernos. Não é surpresa para ninguém que tanto a Farmacopeia Médica, como a Medicina Natural, recorrem cada vez mais aos soporíferos, em múltiplas formas e abordagens. Todavia, há uma situação que nos deve merecer algumas interrogações. Porque existe uma diversidade tão grande e tanta abundância de remédios com publicidade diária, seja na rádio, televisão, revistas e jornais? Não será motivo para suspeitarmos? Se regularmente existem novos remédios e novas formulações, será que os que existem no mercado funcionam? Infelizmente o mal existe, mas não é o comprimido milagroso que resolve. O problema terá que ser encarado de forma mais profunda, ou seja, estudar as causas e repará-las. Doutra forma, se a causa não for reparada, perdurará…
A imensa maioria dos soníferos derivam de um reduzido número de combinações químicas, que provocam o complexo efeito narcótico e hipnótico, ou seja, que o seu principal resultado é a paralisação do cérebro com perda de conhecimento.
Ora, o sono sob o ponto de vista biológico, é de natureza ativa e de nenhum modo uma paralisação do cérebro e das regiões cerebrais mais profundas, como a que é produzida pelos soporíferos. Durante o sono, devem recuperar-se as energias consumidas durante o dia, porque é no decurso dessa atividade que se desenrolam poderosos e eficazes processos de recuperação. Essa nova acumulação de energia é absolutamente necessária.
Neste sentido, é importante evitar o consumo destes produtos ao menor sintoma de insónia, uma vez que esta, conhecida a causa, é curável com métodos simples e naturais.
Por exemplo, se a insónia tem origem em esforço intelectual excessivo, tem um tipo de tratamento, ou se tem origem de excitações externas procedentes do mundo exterior, ou alimentar, ou excesso de exercício, o tratamento será diferente.
A insónia não é uma doença, mas apenas e tão só, um sintoma.
Se considerarmos que este sintoma poderá ser o início de enfermidades cardiovasculares, depressão, ansiedade, angústia, stress, diabetes, obesidade, é caso para ficarmos atentos e, tratarmos a origem da causa, como por exemplo:
- Suprimir todo o tipo de estimulantes do nosso quotidiano.
- Equilibrar a alimentação tanto em proteínas, como minerais e vitaminas e, baseá-la em produtos de fácil digestão
- Proporcionar ao organismo momentos de diversão e, horas livres de lazer e repouso.
- Exercitar o organismo com atividades e físicas ao livre.
Com a devida vénia, cito o saudoso Dr. Bernard Detmar: “Até onde nos é dado ver, há forças na Natureza que nos impelem para a saúde, para o pleno desenvolvimento e maturidade, e isto tanto no que diz respeito ao homem como aos animais.
Quando verificamos que um homem nos seus melhores anos de rendimento decai e adoece, podemos concluir com absoluta segurança que foi vencido por algum poder estranho à natureza e inimigo desta.”

 

 

 Outras notícias - Opinião


O drama dos partidos de poder »  2018-12-07  »  Jorge Carreira Maia

A crise em que se arrasta o principal partido da oposição, o PSD, é sintomática da natureza dos partidos de poder em Portugal. São fortes e sólidos quando estão no poder; são frágeis e à beira da desagregação quando a governação lhes foge.
(ler mais...)


Mulheres »  2018-12-07  »  Inês Vidal

São mulheres. São presidentes, directoras, empresárias, polícias, bombeiras, autarcas, entre tantas outras profissões ou actividades. Acima de tudo, são mulheres. Ocupam cargos que um dia foram tradicionalmente de homens, ou foram as primeiras a fazê-lo por estas bandas.
(ler mais...)


Direito à indignação »  2018-12-07  »  Fernando Faria Pereira

O conceito deve-se, tanto quanto me lembro a Mário Soares, figura incontornável da democracia, que protagonizou a Presidência Aberta pelo Ambiente em resposta ao artigo 66º da constituição (ambiente e qualidade de vida) que estipula no seu nº 1: todos têm direito a um ambiente de vida humano, sadio e ecologicamente equilibrado e o dever de o defender.
(ler mais...)


Amasso Friday »  2018-12-07  »  Miguel Sentieiro

Vi as imagens daquela massa humana compactada à porta da loja de aspiradores na tal Black Friday. Numa primeira análise temo confessar que também embarquei na tese “ o que passa na cabeça destes mentecaptos para, numa 6ª feira de manhã, se sujeitarem a uma espera de horas neste degredo massivo?”.
(ler mais...)


As estradas do concelho de Torres Novas »  2018-12-07  »  António Gomes

Uma parte muito significativa das estradas, ruas, ruelas, largos, rotundas, somando mais de cem, que fazem parte da rede viária deste concelho, encontram-se em estado de deterioração mais ou menos avançado. Algumas situações estão mesmo num estado miserável, como sabemos.
(ler mais...)


Como funciona a nossa memória »  2018-12-07  »  Juvenal Silva

 

A memória é essencial para a nossa capacidade de gravar, armazenar e recuperar informações. A nossa memória é uma máquina fantástica, que contém as nossas perceções, os nossos sentimentos, as nossas memórias, imaginação e permite-nos pensar e, ser quem somos.
(ler mais...)


Filhos e netos »  2018-11-23  »  Jorge Carreira Maia

Para o meu neto Manuel.

Há uma diferença essencial, para um pai e avô, entre o nascimento de um filho e o de um neto. O nascimento do filho traz com ele, para além do prazer que a sua vinda significa, problemas práticos.
(ler mais...)


Palavra passe »  2018-11-21  »  Fernando Faria Pereira

Estaciono à primeira. Entro no café. Portas automáticas. 3 rapazes: o do lado de lá e outros 2. Boa noite! Bnoite. 1 Água com gás natural sem copo. A televisão está no CM: desgraças, previsíveis ameaças.
(ler mais...)


Biblioteca com vida »  2018-11-21  »  Anabela Santos

Há muitos anos, não quero lembrar quantos para não recordar que já estou na “meia idade”, subia, com alguma regularidade, a ladeira de Salvador e dirigia-me à biblioteca municipal, que ficava junto da igreja.
(ler mais...)


Quais os sintomas e tratamentos naturais dos resfriados »  2018-11-21  »  Juvenal Silva

Os resfriados podem ocorrer em qualquer época do ano. Todavia, são mais comuns entre as estações de outono e inverno.

Os sintomas mais comuns são: coriza, espirros, congestão nasal, tosse, dor garganta, cansaço, perda de apetite, febre baixa, embora nas crianças possa ser mais elevada ocasionalmente.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2018-11-23  »  Jorge Carreira Maia Filhos e netos
»  2018-11-21  »  Juvenal Silva Quais os sintomas e tratamentos naturais dos resfriados
»  2018-11-21  »  Anabela Santos Biblioteca com vida
»  2018-11-21  »  Fernando Faria Pereira Palavra passe
»  2018-12-07  »  Jorge Carreira Maia O drama dos partidos de poder