• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Sexta, 22 de Setembro de 2017
Pesquisar...
Seg.
 26° / 16°
Períodos nublados
Dom.
 29° / 11°
Períodos nublados
Sáb.
 28° / 13°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  28° / 14°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Inspiring future

Opinião  »  2017-03-23  »  Jorge Carreira Maia

"Depois de morta a figura do professor às mãos dos gestores de aprendizagens, são estes que terão de ceder o seu lugar ao animador-comediante, que não prepara aulas mas espectáculos."

Assisti há dias, na escola onde lecciono, a uma intervenção da Yorn Inspiring Future que, para além de trazer consigo um conjunto de sessões e workshops, onde 37 universidades e politécnicos tentaram cativar os alunos do 12º ano, explicou, numa sessão de pouco mais de uma hora, o processo de candidatura. Foi a esta sessão que assisti e foi, para mim, verdadeiramente inspiradora. A candidatura ao ensino superior é um processo burocrático e completamente desinteressante. O animador da sessão, porém, transformou aquilo num espectáculo, que, devido aos seus dotes de entertainer e de comediante, prendeu os alunos do princípio até ao fim. Quem organiza estas coisas está bem preparado, conhece os auditórios. Sabe adulá-los.

Conforme me comprazia e espantava com a capacidade comunicacional ali exibida, uma preocupação nascia dentro de mim. Não se tratava sequer de estabelecer conexão entre o que estava a ver e o célebre livrinho de Guy Debord, A Sociedade do Espectáculo. A coisa era mais prosaica. Ao olhar os alunos na sessão ia-se tornando claro o ideal de professor que, sem ninguém ter consciência disso, se manifestava. Não é o saber, o rigor científico ou sequer a clareza na comunicação que são fundamentais. O essencial é que o professor seja um misto de animador de plateias e comediante. Que saiba transformar os conteúdos lectivos num espectáculo leve, onde a comédia desempenha um papel central. A degradação da profissão de professor teve um ponto alto quando se começou a dizer que os alunos não eram estudantes mas clientes e os professores não passavam de gestores de aprendizagens. Esta tontice, porém, está ultrapassada.

Os alunos continuam a não ser estudantes. Talvez sejam clientes, não de aulas mas de espectáculos. O ideal que deverá agora guiar o professor não é o da ciência e do saber – não são inconvenientes, mas não são o essencial – mas o da capacidade de animar os alunos, de os entreter, de os fazer rir. Depois de morta a figura do professor às mãos dos gestores de aprendizagens, são estes que terão de ceder o seu lugar ao animador-comediante, que não prepara aulas mas espectáculos. Em tudo isto, há apenas dois problemas. Olhando para o corpo docente que existe país fora não estou a ver como é que toda essa gente com idade provecta vai conseguir fazer rir quem quer que seja. Em segundo lugar, a formação de professores está completamente deslocada. Técnicas de animação, preparação de comediantes, colecção de anedotas para teenagers continuam a não fazer parte dessa formação. O que é lamentável, pois falhar-se-á o inspiring future que nos aguarda.

http://kyrieeleison-jcm.blogspot.pt/

 

 

 Outras notícias - Opinião


Agências de rating »  2017-09-21  »  Jorge Carreira Maia

Há uma tendência – à esquerda do PS – para censurar continuamente as agências de rating e o papel que elas têm tido na dívida portuguesa. E como consequência dessa censura dizer-se que as avaliações delas não devem ser tidas em conta, o que interessa é a vida dos portugueses e não a opinião de agências de especuladores.
(ler mais...)


Peculiaridades Torrejanas »  2017-09-20  »  Jorge Cordeiro Simões

 

Em tempo de balanço e escolha das melhores soluções para o Governo da nossa autarquia, quero deixar aos futuros edis que vierem a ser eleitos para os diversos cargos, contributos que julgo deverem ser tidos em conta para o seu bom desempenho:
- Que consiga recordar, das cidades portuguesas (e mesmo de algumas vilas) que conheço, Torres Novas é a única que não dispõe de qualquer troço de ciclovia ou ecopista, embora tenha nas redondezas zonas belíssimas onde as mesmas podem ser executadas.
(ler mais...)


Vamos? »  2017-09-20  »  Inês Vidal

Dizem que a idade é um posto e que quantos mais anos temos, mais nos negamos aos fretes, aos sapos engolidos, ao que os outros pensam de nós. Das duas uma: ou estou muito velha ou não quero imaginar como serei quando chegar aos 90.
(ler mais...)


A importância dos intestinos na saúde humana »  2017-09-20  »  Juvenal Silva

Às vezes, sinto uma certa frustração, quando repetidamente tento sensibilizar as pessoas para um estilo de vida saudável, evitando excessos e erros alimentares.

Sinto uma inquietação quando as pessoas pensam que tudo se resolve com remédios, sejam de que natureza seja, químicos ou naturais.
(ler mais...)


A "solução" »  2017-09-11  »  Hélder Dias

As eleições em Loures »  2017-09-07  »  Jorge Carreira Maia

De todas as eleições municipais, a mais importante é a de Loures. Isso deve-se à mobilização por André Ventura (PSD) de temas que têm estado afastados da vida política nacional.
(ler mais...)


A cegueira »  2017-08-26  »  Jorge Carreira Maia

Poder-se-á pensar que os ataques terroristas na Europa (à data que escrevo, os últimos deram-se em Espanha e na Finlândia) devem ser tratados como os ataques que, em períodos anteriores da nossa História, ocorreram nesta mesma Europa.
(ler mais...)


Antigo hospital »  2017-08-22  »  António Gomes

Primeiro foi a mentira, seria a sede do município, até fazia algum consenso na sociedade torrejana, as atuais instalações são exíguas, não oferecem as condições de funcionamento que uma instituição como a CM deve ter, mas afinal deixou de ser a sede do município para ser um espaço cultural, não se explica porquê e para quê.
(ler mais...)


Melancia hidrata o corpo e protege o coração »  2017-08-22  »  Juvenal Silva

A melancia é um símbolo das frutas de verão, por ser refrescante e pouco calórica. Além de ser deliciosa, tem propriedades nutricionais muito benéficas, como por exemplo o licopeno, um antioxidante por excelência, superando mesmo o tomate na sua concentração.
(ler mais...)


As relações PCP e BE »  2017-08-03  »  Jorge Carreira Maia

Uma meditação política antes de férias. No actual arranjo governativo há uma situação a que não se dá a atenção que merece. O governo depende dos acordos na Assembleia com o BE e o PCP.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 10 dias)
»  2017-09-20  »  Inês Vidal Vamos?
»  2017-09-21  »  Jorge Carreira Maia Agências de rating
»  2017-09-20  »  Jorge Cordeiro Simões Peculiaridades Torrejanas