• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Domingo, 19 Janeiro 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qua.
 14° / 7°
Céu nublado com chuva fraca
Ter.
 14° / 4°
Períodos nublados
Seg.
 12° / 4°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  16° / 6°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Antiga Fábrica de Fiação e Tecidos: sonho ou possível realidade?

Opinião  »  2019-08-25  »  Anabela Santos

"E o rio Almonda? Com um bom aproveitamento das margens do rio, seria maravilhoso"

Falar da valorização de um espaço que é tão importante para uma grande parte dos torrejanos é imperativo mas não é novidade.
Já muitos falaram e escreveram sobre o assunto, desejando que alguma mente iluminada e com vontade de fazer o melhor pela cidade tome alguma iniciativa no sentido de valorizar o património arquitectónico e histórico de uma fábrica que deu tanto à nossa cidade.
Serei mais uma a escrever e a escolha do assunto deste texto não surgiu só porque sim, porque acordei com vontade de fazer uma crítica ou deixar uma sugestão ao nosso executivo camarário.

Na realidade, eu estava fora de Torres Novas quando me lembrei da antiga fábrica de Fiação e Tecidos. Estava na capital. Lisboa é uma cidade de cantos, recantos e encantos e é essa a razão que me faz ir e voltar, e voltar e voltar àquela que já foi eleita a cidade mais bonita do mundo.

Assim, no início do mês de agosto, lá andava eu com a minha querida amiga Natércia a passear pelas ruas do bairro de Benfica, quando decidimos entrar no palácio Baldaya para beber um café. Este é um novo espaço cultural que convida a visitar, a estar e a voltar. Graças ao empenho da junta de freguesia de Benfica, foi transformado num espaço de cultura preparado para acolher várias atividades culturais como exposições, pequenos concertos, tertúlias, entre outras. Um espaço de conhecimento para quem quer usufruir da sua biblioteca e ludoteca e, ainda, um espaço que transmite uma imensa tranquilidade para quem passeia pelo seu lindo jardim ou simplesmente se senta na esplanada da cafetaria, a observar a beleza de todo aquele local.
Ali respira-se cultura e história.

E foi nessa tal esplanada, sentada tranquilamente, num dia maravilhoso, abençoado por Zéfiro, a brisa suave, a desejar que aquele momento passasse lentamente, com vontade de ficar e voltar que, entretanto, me lembrei que, apesar de gostar muito de Torres Novas, falta-me um espaço assim. Eu quero um “Palácio Baldaya” na minha cidade.
É verdade que não temos o palácio, mas lembrei-me que temos a inactiva fábrica de Fiação e Tecidos. Porque não transformá-la num centro cultural composto por salas de exposições temporárias, salas polivalentes para organização de eventos, um auditório, uma cafetaria, uma linda esplanada, um espaço pedonal, espaço infantil, zonas verdes, floridas e tão importante, uma biblioteca/ludoteca ou livraria?

E o rio Almonda? Com um bom aproveitamento das margens do rio, seria maravilhoso. Acredito que seria um espaço muito utilizado pelos Torrejanos e traria vários visitantes à cidade, sendo, assim, uma mais valia, pois melhorava a dinâmica turística, económica e social do concelho.

Este investimento na cultura, tal como fez a junta de Benfica, é possível. Vamos reabilitar um espaço querido sem deixar esquecer as marcas do passado, respeitando sempre o património existente.
Não precisa de ser só um sonho e uma grande vontade de que se torne realidade.

Mas, como já referi, o que escrevi é mais do mesmo, não é novidade. Não vamos esquecer Maria Neves Correia, que apresentou na sua dissertação de mestrado um projeto fantástico para os edifícios da antiga fábrica e todo o espaço envolvente. Parabéns à Maria pelo seu trabalho que, infelizmente, penso ter caído no esquecimento.

No entanto, a esperança é a última a morrer e somos tantos a querer que algo seja feito em prol da cidade, da cultura, da história e do ambiente, que vamos esperar e acreditar.
Entretanto, para mim vai existindo o Palácio Baldaya.

 

 

 Outras notícias - Opinião


O discurso do rancor »  2020-01-10  »  Jorge Carreira Maia

Vivemos num país cordato e seguro, onde a violência é diminuta e o respeito pelos outros é significativo. Somos, ao mesmo tempo, medianamente ricos e medianamente pobres e, ao longo destes anos de democracia, temos sabido resolver os problemas com que nos deparámos.
(ler mais...)


As ciclovias e o debate público »  2020-01-09  »  João Quaresma

No último mês de Dezembro, em duas reuniões de câmara sucessivas, discutiu-se o programa base de uma rede de ciclovias para a cidade de Torres Novas, com cerca de 24 Km na sua totalidade, a construir por fases, bem como uma dessas fases na zona da Quinta da Silvã, com cerca de 6 Km, que será a primeira a ser realizada.
(ler mais...)


Saída de Emergência (uma crónica em atraso), por Maria Augusta Torcato »  2020-01-09  »  Maria Augusta Torcato

Madrugada. Janeiro, dia 4. De 2019.

O comboio deslizava nas linhas com o seu ritmo sereno, como se não tivesse pressa ou tivesse de respeitar passagem ou não quisesse, com brusquidão, ferir o ferro.
Há muito que não andava de comboio.
(ler mais...)


CONSIDERAÇÕES A PROPÓSITO DO BREXIT »  2020-01-09  »  José Alves Pereira

As eleições realizadas a 12 de Dezembro passado estão, tal como a situação na Grã-Bretanha, envoltas em tantas contradições que alinhavar comentários, com alguma linearidade e coerência, não é tarefa fácil.
(ler mais...)


O medo »  2020-01-09  »  António Gomes

Temos vindo a assistir, com alguma insistência por parte do presidente da câmara municipal de Torres Novas, ao anúncio da sua candidatura nas próximas eleições autárquicas. Devido à insistência, até parece que o presidente anda obcecado com tal objectivo.
(ler mais...)


A imprensa »  2020-01-09  »  Anabela Santos

Feliz Natal, boas festas, bom ano, foram os votos das últimas semanas do mês de Dezembro. Em ambiente de festa, de partilha e de solidariedade, cumpriu-se mais uma época festiva que iniciou lá para meados do mês e terminou no dia 1 de Janeiro.
(ler mais...)


Brio »  2020-01-09  »  Rui Anastácio


“Um café bem tirado e com bons modos.”
Fiquei com esta frase na cabeça. Foi dita em tom brincalhão por uma Senhora septuagenária, algures num quiosque à beira mar plantado. Uma forma simples e simpática de pedir competência e brio profissional.
(ler mais...)


Ano novo, Torres “Novas”? »  2020-01-09  »  Ana Lúcia Cláudio

Cada início de ano é, frequentemente, marcado pelo balanço das coisas que não fizemos nos 365 dias anteriores e que, consequentemente, se transformam, agora, em projectos para o novo ano. Nos primeiros dias de Janeiro, todos os anos se repete o mesmo ritual.
(ler mais...)


Serviços públicos, superavit, sistemas eleitorais e vergonha »  2019-12-20  »  Jorge Carreira Maia

DEGRADAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS. Existe a ideia de que a degradação dos serviços públicos se resolveria com uma melhor gestão. Qualquer partido a defende desde que esteja na oposição.
(ler mais...)


O PDM e a sua revisão »  2019-12-20  »  António Gomes

Parece que é desta. Ao fim de dezoito anos, o processo de revisão do PDM de Torres Novas dá sinais. Foi preciso o governo ameaçar com cortes nas receitas às autarquias que não completarem a revisão deste importante instrumento de ordenamento do território em 2020, para se iniciar tão importante tarefa.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2020-01-09  »  Maria Augusta Torcato Saída de Emergência (uma crónica em atraso), por Maria Augusta Torcato
»  2019-12-20  »  Jorge Carreira Maia Serviços públicos, superavit, sistemas eleitorais e vergonha
»  2020-01-09  »  António Gomes O medo
»  2020-01-09  »  Rui Anastácio Brio
»  2020-01-09  »  Ana Lúcia Cláudio Ano novo, Torres “Novas”?