• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Quarta, 25 de Abril de 2018
Pesquisar...
Sáb.
 17° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Sex.
 17° / 10°
Céu nublado com chuva fraca
Qui.
 26° / 11°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  24° / 13°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Vai fechar a casa Alvorão, logo a seguir a Casa Espanhol

Sociedade  »  2018-04-05 

É com mágoa que José António Pereira fala do encerramento da loja

Depois de cerca de nove décadas aberta ao público como loja de ferragens, vai fechar no fim de Maio a drogaria António Costa Alvorão, Lda, anunciou José António Pereira, actual e único empregado da firma, ele próprio há cerca de 48 anos ao balcão do estabelecimento.

É mais uma loja histórica de Torres Novas a encerrar as portas, das poucas que ainda existem. José António Pereira disse ao JT que a ausência de clientes e a falta de gente na cidade são os principais motivos que levaram à decisão. “É uma tragédia o que se passa no centro da cidade. Às quatro da tarde é o silêncio total, pode ouvir-se os saltos de uma mulher que vá a passar na rua, como se fosse noite feita. Tenho dias em que entra aqui um cliente. Num destes sábados, entraram aqui seis pessoas e só uma era cliente. Não dá para continuar assim”.

É com mágoa que José António Pereira fala do encerramento da loja. O estabelecimento funcionava como ponto de encontro de amigos e profissionais, que ali iam dar dois dedos de conversa. De resto, o próprio José António também granjeou uma enorme simpatia junto dos torrejanos, devido ao modo como atende toda a gente, sempre disponível para ajudar, esclarecer e indicar as melhores e mais baratas soluções para os problemas que lhe apresentam ao balcão. Tudo o que falta nas grandes superfícies, mas as lojas tradicionais não se governam apenas com reconhecimento, lamenta José António Pereira.

A firma António Costa Alvorão, Lda estabeleceu-se no primeiro piso que faz esquina com o Largo do Paço, cerca de 1930. António Costa Alvorão, nascido em 1905, era empregado numa loja de materiais pertencente à metalúrgica Costa Nery, situada no edifício onde hoje estão as galerias Rulys. Saíu da empresa e fundou a firma, alugando o actual espaço comercial a Camila Carvalhal (falecida há pouco tempo com 101 anos e mulher do conhecido proprietário Pedro Maia), que o havia herdado de seu pai, o comerciante que antes de Manuel Alvorão estava estabelecido no local com uma loja de tecidos. O pai de Camila, Carlos Gonçalves, o "Gato Bravo", era um galego que tinha vindo para Torres Novas para trabalhar na loja de José Lavos, actual Sofia Modas, ainda em finais do séc.XIX.

Mas a história comercial desta loja da Casa Alvorão começa muito antes. Sabe-se que em 1880 pertencia a António Bexiga, um comerciante  da Nazaré que vinha ao mercado de Torres Novas e que acabou por estabelecer-se na vila, abrindo o espaço como loja de comércio geral, como era uso na época. Os actuais balcões, armários e guarnições de portas interiores são, no mínimo, do ano de 1880. É essa a data inscrita numa das portas interiores da loja, e que deverá assinalar a abertura do estabelecimento de António Bexiga.

Neste momento, a loja mais antiga aberta ininterruptamente, embora não pertencente à mesma família, é a antiga loja de José Lavos, na rua Nuno Álvares. A seguir, será este espaço comercial onde existiu a loja de António Bexiga, depois casa de tecidos do “Gato Bravo” e por fim “casa Alvorão”. Em terceiro lugar do ranking da antiguidade segue-se a loja de ferragens de Abílio Pereira Reis (ostenta no anúncio a data de 1873, ano em que fundou uma oficina em Outeiro Grande, mas só veio para a vila em 1915, abrindo a sua loja num edifício a escassos metros da loja actual, aberta esta em 1918 logo a seguir ao túnel da rua de Trás-os-Muros).

Contudo, o comerciante mais antigo de Torres Novas, ainda em funções, é João José Lopes (“João Espanhol”), à frente da sua loja, inicialmente na cave do velho teatro Virgínia, desde 1940. Mas a loja já era explorada pelo seu pai Juan Lopez (desde o início dos anos 20), que a tomara de um outro espanhol. A Casa Espanhol é, portanto, a terceira ou quarta loja mais antiga ainda em funcionamento (não se consegue apurar, por enquanto, se abriu antes ou depois da loja de Abílio Pereira Reis, de 1915).

Mas a Casa Espanhol também tem o seu encerramento anunciado, o qual deverá ocorrer antes do verão. João Espanhol, o proprietário, conta com 88 anos, mas diariamente continua a fazer trabalhos de arranjos de chaves e lâminas na velha oficina da Rua Carlos Reis.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Lapas: Grutas reabriram em clima de festa »  2018-04-22 

Foi ao som festivo da afinadíssima filarmónica “União e Trabalho” que decorreu hoje, dia 22, o acto de reabertura das catacumbas localmente designadas “Grutas de Lapas”, depois das obras de reabilitação que mudaram por completo a face deste monumento, classificado como imóvel de interesse concelhio.
(ler mais...)


Atrás dos vinhos, sem pressas, há muito para provar »  2018-04-20 

Quando fechou o Zé da Ana, o clássico, o gourmet, instalou-se na vila um sentimento de orfandade e luto cerrado e Torres Novas nunca mais foi a mesma. É verdade que a elitista taberna do Bué já tinha encomendado a alma há muito, bem como o inesquecível “reservado” do Café Portugal, para não falar da adega do Valeriano do Solar do Melro e outros botecos menos conhecidos.
(ler mais...)


Torres Novas: mais um edifício em derrocada, centro histórico continua a cair »  2018-04-13 

Acaba de cair mais um edifício na zona histórica de Torres Novas, desta vez o prédio onde funcionou a oficina auto Júlio & Costa, à entrada da travessa do Lamego.

As autoridades municipais e a junta de freguesia já tinham sido avisadas há várias semanas por alguns moradores, que se deram conta do perigo iminente em que se encontrava uma das paredes do prédio, mas a autarquia limitou-se a encostar uma grade à parede e a esticar uma fita amarela.
(ler mais...)


Entroncamento: comerciante detido em Espanha por suspeitas de abusos sexuais »  2018-04-10 

Um homem de 58 anos, comerciante no Entroncamento, foi detido em Espanha, suspeito de ter abusado sexualmente dois menores, de 14 e nove anos. Na informação prestada à Comunicação Social, a Polícia Judiciária de Leiria refere que a captura foi precedida de um Mandado de Detenção Europeu emitido pela autoridade judiciária competente no DIAP da Comarca de Santarém.
(ler mais...)


Torres Novas: campanha de adopção de animais este fim-de-semana »  2018-04-06 

O Canil Intermunicipal de Torres Novas promove mais uma campanha de adopção de animais de companhia nos dias 7 e 8 de Abril (sábado e domingo), entre as 11 e as 16h30, no jardim das rosas, em Torres Novas.
Como vem sendo hábito, estarão disponíveis diversos cães e gatos para uma adopção responsável.
(ler mais...)


Feira de Época: tema deste ano é apresentado no dia 13 »  2018-04-06 

A praça 5 de Outubro é palco da apresentação do tema da feira  de época  deste ano, que decorre naquele espaço e nas imediações do castelo de 30 de Maio a 3 de Junho. A apresentação está marcada para as 22 horas do próximo dia 13 de Abril (sexta-feira) e ao momento associa-se um espectáculo de fogo “Infirmus Morbus”, a cargo dos grupos Anymamundy e Malatish.
(ler mais...)


Torres Novas: município concorre às sete Maravilhas à Mesa” »  2018-04-06 

O Município de Torres Novas candidatou-se aos prémios das “7 Maravilhas à Mesa” nas quatro categorias a concurso: Gastronomia, Vinhos, Azeites e Roteiros Turísticos. Esta candidatura “pretende honrar e reconhecer a mesa torrejana, pela sua diversidade gastronómica e cultural”, refere a nota de imprensa, que se reflecte nos 7 produtos candidatados: petisco (enguias fritas), peixe (ensopado de enguias), produto endógeno (figo seco), brancos (Zé da Leonor, Reserva 2013, Família Rebelo Lopes, 4.
(ler mais...)


“Torres Rodas” vai para a terceira edição »  2018-04-06 

Torres Novas acolhe nos dias 27, 28 e 29 de Abril a terceira edição da iniciativa “Torres Rodas”, uma feira de automobilia. Para este evento são esperadas centenas de viaturas clássicas, juntando-se ao evento uma street food – concentração de roulottes de comidas rápidas.
(ler mais...)


Morreu Lurdes Azevedo Mendes »  2018-04-04 

Contava 90 anos e foi até há pouco tempo a última habitante da praça 5 de Outubro, em Torres Novas, antes de se radicar num lar em Coimbra. O corpo de Lurdes Mendes chegou já a Torres Novas e ficará na casa de família até ao funeral, que deverá realizar-se amanhã.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 10 dias)
»  2018-04-20  Atrás dos vinhos, sem pressas, há muito para provar
»  2018-04-22  Lapas: Grutas reabriram em clima de festa