• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Terça, 11 de Dezembro de 2018
Pesquisar...
Sex.
 15° / 9°
Céu nublado
Qui.
 15° / 9°
Períodos nublados com chuva fraca
Qua.
 15° / 9°
Céu muito nublado com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  17° / 7°
Céu nublado
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

O PROVADOR DOS LEITORES: mil contos para o croquete

Sociedade  »  2018-02-08 

Avisam-se os leitores que a notícia contém em si uma série de aditivos

Inaugura-se, nesta semana, a rubrica “O Provador dos Leitores”, que consiste essencialmente em apresentar aos leitores do JT determinadas notícias que circulam pelo espaço mediático (jornais, internet, páginas oficiais, etc), mas só depois de serem provadas pelo nosso provador de modo a identificar aditivos, conservantes e outros venenos que normalmente estão agarrados a estes produtos nocivos. Começamos hoje por uma nota de imprensa enviada às redacções pelo gabinete de imprensa do município
de Torres Novas. Eis a peça, que se esperaria ver reproduzida sob a forma de notícia por esses pasquins e pagelas das redondezas, e ainda por cima à borla:


“Torres Novas
aposta no combate
ao insucesso escolar”
O Município de Torres Novas viu, recentemente, aprovadas as medidas propostas no projeto PEDIME (Plano Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal da Educação no Médio Tejo) e incluídas na candidatura apresentada pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo ao Centro 2020 “PEDIME Médio Tejo – Fase 1”, no âmbito da operação “Planos Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar”.
As medidas de nível municipal, agora aprovadas, visam, essencialmente, a melhoria das aprendizagens dos alunos e a redução das taxas de insucesso, retenção e abandono escolar precoce. Definidas em articulação com os planos de ação estratégica dos dois agrupamentos de escolas do concelho, incidem, entre outras, na intervenção de equipas de mediadores para o sucesso escolar, que trabalharão ativamente e em proximidade com os alunos que apresentam um maior risco de insucesso escolar, assim como na realização de seminários, workshops e conferências direcionadas para pais, professores e educadores.
As ações, nesta primeira fase, traduzem-se num investimento de aproximadamente 400.000,00€, com uma comparticipação comunitária de 85%.”

Em primeiro lugar, diga-se que houve jornais, mais papistas que o papa, que foram mais longe do que a propaganda oficial podia imaginar que fariam e puxaram, para o título da “notícia” que publicaram, os alegados 400 mil euros que vão ser gastos no combate ao insucesso escolar, gritando ao mundo que a câmara de Torres Novas vai investir 400 mil euros nas criancinhas com pouco aproveitamento escolar.

Lê-se a “notícia” e imagina-se logo dois carros de mão cheios de notas de 500 euros destinados a pagar aulas suplementares e actividades didácticas destinadas aos alunos com mais fraco aproveitamento - 400 mil euros é muita fruta e mesmo o barrão mais distraído vacila e pensa: espera aí, 400 mil?

O texto, e é o que vale, começa logo cheio de precisão ao informar que o “município viu aprovadas”, e “recentemente”, medidas propostas no programa PEDIME. Portanto, o município viu, digamos que avistou em parte incerta alguém a aprovar as medidas, ficando o leitor imediatamente identificado com o assunto. Pergunte-se ao município, que ele viu e pode dar mais detalhes.

A prédica depois avança e, de “recentemente”, as medidas foram aprovadas, afinal, “agora”, agorinha mesmo, há bocado, e visam essencialmente, registe-se o “essencialmente,” a melhoria das aprendizagens dos alunos e a redução das taxas de insucesso”. Veremos que essencialmente é tudo muito exagerado e que mesmo os 400 mil paus não passam de um efeito decorativo, com o mesmo resultado da iluminação de Natal e da música pirosa nas vendas do comércio tradicional, que vende sempre menos de ano para ano, donde se prova que a iluminação e a música têm um efeito pernicioso nas próprias vendas.

Para isso, para vermos que os 400 mil são uma história bastante exagerada, qualquer mortal pode pegar no best seller “Orçamento Municipal – Grandes Opções do Plano – 2018”, dado à estampa recentemente e amplamente divulgado, e verificar, entre rubricas e slogans, como param as modas relacionadas com este PEDIME e os seus amestrados 400 mil euros.
De imediato se vê que para o ano corrente está definida uma verba de pouco mais de 200 mil euros para o tal PEDIME, que ainda assim é dinheiro, ficando a imaginar-se que os tais 400 mil, se alguma vez o forem, serão distribuídos pelos tempos imemoriais da imaginação autárquica.

E, destes 200 e picos mil, uma pessoa mesmo muito crédula, não pode deixar de notar que a festa abre logo com 1000 euros para “material de divulgação”, estamos a citar, de um encontro para pais: isso mesmo, duzentos continhos na moeda antiga para divulgar um encontro de pais. Para o mesmo encontro de pais, há ainda 500 euros para comprar “outros bens” e ainda mais 1500 eurinhos para os oradores do “invento”, como diz o povo.

Já parou? Não, há ainda outros 1500 aéreos para “despesas de deslocação e alojamento” dos oradores. Parecia que mais não seria possível nesta encarniçada guerra ao insucesso escolar: atenção, são mais 5000 mil euros (cinco mil, por extenso), mil contos, para o “catering” do encontro, isto é, para o rissol e o croquete, que isto do combate ao insucesso escolar abre o apetite dos pais, neste caso, e dos penetras do costume nestes eventos. Note-se, mil contitos para o croquete.

Encerra-se este já por antecipação inolvidável encontro de pais para “partilha de boas práticas” com uns trocos de mais 400 euros para “serviços”, que pode sempre aparecer mais qualquer coisita de que não se está à espera numa organização complexa e difícil como é um encontro de pais com oradores e convidados e rissóis e essas coisas todas.

Depois, atenção, vem aí verba de peso: 64 mil euros para “mediadores”, em regime de prestação de serviços, certamente para o combate em si. E como os mediadores vão precisar de material para captar a atenção das crianças (são tão distraídos, estes garotos), aí vão mais 31800 euros para Kits temáticos da actividade “Ciências sobre Rodas” que vai ser, de caras, um sucesso nesta missão de luta contra o insucesso, porque só ela, a “Ciência sobre Rodas”, também vai ter mais 35 mil dele para “prestação de serviços”.

Concluindo, e dando por provada a “notícia” posta a circular pelos serviços de propaganda do município de Torres Novas, avisam-se os leitores que a mesma contém em si uma série de aditivos com inicial “E”, aqueles piores, e que neste caso o E quer dizer que a “notícia” é enganosa, exagerada, pelo que não deve ser consumida dados os seus graves efeitos secundários. O Provador dos Leitores aconselha a que, no caso de alguém ter engolido o seu teor, mesmo parcialmente, deve procurar um médico.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Ponte da Bácora: obras ainda não começaram, mas custos já aumentaram 30% »  2018-12-10 

 

Mais de 120 mil euros (até ver) para uma ponte pedonal secundária parecem não comover a maioria socialista, que não encontra outras prioridades para gastar o dinheiro do município.

O projecto do PEDU para a zona da Bácora e respectiva ponte e para o que resta da margem do rio na antiga Horta das Pedras, onde pomposamente se quer instalar o “parque Almonda”, foi mote para alguma discussão na reunião camarária de 21 de Novembro.
(ler mais...)


Alcanena: câmara facilita acesso a medicamentos »  2018-12-07 

Realizou-se, no passado dia 28 de Novembro, a assinatura do protocolo do “Programa abem: Rede Solidária do Medicamento”, celebrado entre a Associação Dignitude e o Município de Alcanena, com a presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira, a representar o município e Maria de Belém Roseira, ex-ministra, a Associação Dignitude, tendo a sessão contado também com a presença e a intervenção do Director da Segurança Social de Santarém, Renato Bento.
(ler mais...)


Barquinha: Loja Social promove venda de Natal »  2018-12-06 

A Loja Social de Vila Nova da Barquinha vai promover, juntamente com os seus parceiros, uma venda de Natal que se irá realizar entre os dias 17 e 22 de Dezembro de 2018, na Rua Dr. Barral Filipe, n.º 21, junto à Estação dos CTT de Vila Nova da Barquinha.
(ler mais...)


Chamusca: município dá árvores de Natal ao comércio local da vila »  2018-12-06 

O Município da Chamusca vai disponibilizar árvores de Natal aos estabelecimentos comerciais da vila, aderentes a esta iniciativa. O objectivo, diz nota de imprensa camarária, é apoiar o comércio local a receber melhor os seus clientes e criar um elo de ligação entre os vários espaços da vila.
(ler mais...)


Torres Novas: passagem de ano volta à Praça 5 de Outubro »  2018-12-06 

Para dar as boas-vindas a 2019, o Município de Torres Novas promove, pelo quarto ano consecutivo, um programa de passagem de ano no centro histórico, com entrada livre, sendo que o cenário escolhido desta vez foi a Praça 5 de Outubro, onde actuam pelas 22h30 os RH+ Música Positiva, seguindo-se, à meia-noite, o habitual espectáculo de fogo de artifício, lançado a partir do castelo (sujeito às condições climatéricas), anuncia a autarquia em nota de imprensa.
(ler mais...)


Alcanena dá 20 mil para vencedor do orçamento participativo jovem »  2018-11-28 

A Câmara Municipal de Alcanena aprovou, por unanimidade, em 19 de Novembro, os critérios de participação do orçamento participativo jovem de 2019.

O Orçamento Participativo Jovem desenvolve-se num ciclo anual, que se distribui pelas fases de divulgação e recolha de propostas, análise técnica, publicação da lista das propostas a votação e votação.
(ler mais...)


Morreu João Manuel Henriques (“Sapateiro”) »  2018-11-27 

Morreu ontem, aos 67 anos, João Manuel Pereira Henriques (“João Sapateiro”, assim conhecido pelos amigos e pela comunidade torrejana).

Homem dedicado ao desporto, em 1966 já envergava a camisola dos juvenis do Clube Desportivo de Torres Novas, tendo como companheiros, entre outros, Alho, Fragata, João Grego, Tempêro, Real, e Rogério Maia.
(ler mais...)


Aprovado o estudo prévio para a reabilitação da Levada/Caldeirão »  2018-11-23 

É mais um dos projectos que fazem parte do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Torres Novas. O estudo prévio da primeira fase do projecto de reabilitação da Levada/Caldeirão (eles chama “Nogueiral”, ver caixa), foi aprovado em reunião camarária (13 de Novembro), contando com os votos favoráveis da maioria socialista, a abstenção do PSD e o voto contra da vereadora do Bloco de Esquerda.
(ler mais...)


Torres Novas: 400 novos agentes da PSP para substituir aposentações »  2018-11-23 

O ministro da Administração Interna anunciou hoje, em Torres Novas, a abertura de um novo curso de formação de agentes da PSP com 600 vagas, sublinhando que a aposta na renovação da polícia “é decisiva”.
(ler mais...)


O Almonda faz 100 anos sábado »  2018-11-23 

O semanário O Almonda, o mais antigo jornal torrejano com publicação contínua, comemora amanhã, sábado, o seu centenário. Fundado em 24 de Novembro de 1918 por um grupo de jovens torrejanos, o semanário passou logo por iniciais dificuldades, tendo interrompido a sua publicação durante sete meses, mas voltaria depois a publicar-se até ao presente.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2018-11-27  Morreu João Manuel Henriques (“Sapateiro”)
»  2018-11-12  Vêm aí as couves com feijões de Torres Novas
»  2018-11-15  Barquinha: “o valor do sal”
»  2018-11-23  Aprovado o estudo prévio para a reabilitação da Levada/Caldeirão
»  2018-11-13  Morreu Adelino Bairrão Pinho