• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Sexta, 22 Novembro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Seg.
 19° / 12°
Céu nublado com chuva fraca
Dom.
 16° / 7°
Céu nublado com chuva fraca
Sáb.
 15° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  19° / 8°
Céu nublado com chuva moderada
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Ainda as eleições: Tomar, Abrantes e Mação em queda acentuada num distrito quase todo a encolher

Sociedade  »  2019-06-06 

Nos últimos cinco anos, o distrito de Santarém perdeu mais de 15 mil eleitores. Dos 21 concelhos, 20 deles perderam eleitores e vão continuar a perder população. Apenas o concelho de Benavente dá conta de um aumento, resultado da sua proximidade com a área metropolitana de Lisboa, onde o rio o liga a outro concelho ribatejano a crescer, o de Vila Franca de Xira.

Perturbantes são as quedas do número de eleitores em Tomar (6,9%), Abrantes (6,7%), Mação (8,3%) ou, ainda mais, a Chamusca (10,4%). Há cerca de 30 anos, Tomar e Abrantes, com territórios maiores e populações rurais também mais significativas em número, ainda tinham mais de 6 ou 7 mil habitantes que o concelho de Torres Novas, mas a distância tem vindo a encolher. Meste momento, e em termos de eleitores, Abrantes tem pouco mais de mil em relação a Torres Novas e Tomar tem apenas mais 2400. No próximo censo da população, o próprio efectivo populacional dos três concelhos deve resultar em dados que os aproximam cada vez, isto se a quebra verificada em Torres Novas continuar a ser mais lenta, como tem acontecido até aqui, o que também não é certo que aconteça.

À volta de Torres Novas a diminuição do número de eleitores apresenta percentagens mais baixas, mas ainda assim significativas: Torres Novas perdeu 3,7% dos seus eleitores, a Golega 3,5%, a Barquinha 3,7%, Constância 3,4%, e só Alcanena ultrapassa esta média, com uma quebra de 5,7% de eleitores nos últimos cinco anos, o que não deixa de ser curioso e penalizador para a gestão autárquica de Alcanena das últimas décadas.

O Entroncamento apresenta a quebra mais baixa, menos 1,1% de eleitores do que há cinco anos, mas trata-se de um caso que tem de ser visto à parte por não ter área “rural”. A tendência de diminuição dos eleitores e de habitantes no Entroncamento será sempre mais lenta do que nos concelhos com áreas “rurais”. Aliás, qualquer dado estatístico ou parâmetro sociológico relativos ao Entroncamento só têm validade comparativa se vistos em confronto com indicadores das cidades de Tomar, Abrantes ou Torres Novas sem os seus termos “rurais”. De outra forma, é estar a comparar duas realidades completamente distintas. Ainda num recente inquérito sobre condições de vida dos centros urbanos, o Entroncamento apareceu situado num lugar cimeiro, mas o Entroncamento é uma cidade. Tomar, com uma área muitas vezes superior e mais de 200 povoações “rurais”, não poderia obviamente ter indicadores semelhantes. Vista a cidade de Tomar apenas, em comparação com o Entroncamento, é evidente que terá melhores parâmetros e mais funções urbanas do que a capital do combóio.

Voltando aos eleitores, e agora ao concelho de Torres Novas, diga-se que se verifica uma redução em todas as freguesias, mas essa redução é particularmente grave na Zibreira, que parece uma freguesia a prazo (quebra de 8,5%), tal como a Chancelaria (8,7%), mas também Olaia/Paço (7,9%), Brogueira/Alcorochel/Parceiros (6,4%) e Assentis (5,9%), bem acima da média do concelho. Meia Via, Riachos e as freguesias de Torres Novas cidade (que escondem reduções em aldeias como Ribeira, Carvalhal ou outras) são as que apresentam quebras menos significativas, o que espelha a já conhecida divisão do território em duas realidades: o eixo Lapas, Torres Novas, Riachos, Meia Via, e o resto.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


A capa rasgada de São Martinho, por Inês Vidal »  2019-11-21 

Sou uma ribatejana fajuta. Nasci numa cidade que poderia estar em qualquer ponto do país, sem grandes raízes, vínculos ou características que a tornem parte indissociável de sítio algum. Sou daqui, como poderia ser de outro local.
(ler mais...)


Câmara de Torres Novas financia há ano e meio a Rádio Local de Torres Novas »  2019-11-20 

Os financiamentos e subsídios da Administração Pública aos órgãos de comunicação social são proibidos, mas Pedro Ferreira e Luís Silva arranjaram maneira de injectar 1200 euros por mês na estação local de rádio, por conta de um “contrato de prestação de serviços de publicidade”.
(ler mais...)


João Quaresma, vereador do PSD: “Descargas na Ribeira da Boa Água voltaram em força” »  2019-11-12 

O vereador do PSD na câmara municipal de Torres Novas, manifestou as suas preocupações com as novas descargas que se têm vindo a verificar na Ribeira da Boa Água. João Quaresma reconhece que o município de Torres Novas “não tem autonomia total sobre todos os factos respeitantes à poluição que sucessivamente vem prejudicando a ribeira da Boa Água e a população que reside nas imediações do curso da ribeira”, mas recorda que, para além dos processos judiciais, existem tutelas superiores como a APA e a ARH que se encontram a acompanhar o caso.
(ler mais...)


Torres Novas já não é a “cidade mais segura” »  2019-10-29 

Qualquer ignorante na matéria que visse um ranking das "cinco cidades mais seguras de Portugal" a incluir Seixal e Vila Franca veria logo que alguma coisa de errado se passaria. Ao pé destas cidades, Barquinha e Golegã, por exemplo, deveriam estar dez lugares acima do próprio paraíso na terra.
(ler mais...)


JT na Catalunha: Barcelona não cabe numa rua, por Inês Vidal »  2019-10-22 

Somos cada vez mais um todo. Global. Os meios de comunicação dão-nos o mundo num segundo. Hoje estamos aqui, no nosso sofá, na nossa casa, na nossa terrinha e conseguimos sentir as balas de borracha na luta de Barcelona, ficar sem ar num atolado barco à deriva no Mediterrâneo e ouvir o sussurrar de um brexit em curso.
(ler mais...)


Alcanena em desespero com os maus cheiros »  2019-10-16 

Alcanena está a viver uma situação insustentável e isso é confirmado por qualquer pessoa que passe de carro próximo da vila, logo agredida com um mau cheiro verdadeiramente insuportável.

 Nas redes sociais surgem apelos lancinantes, outros revoltados, a apelar e exigir a solução de um problema que é antigo (todos se recordam de como era difícil estar e viver em Alcanena em meados da década de 80), mas passou uma geração e a poluição ambiental regressou em força nos últimos tempos.
(ler mais...)


PS acaba com farmácia de Alcorochel »  2019-10-15 

Com parecer positivo ao pedido de deslocalização da farmácia de Alcorochel para a cidade de Torres Novas, onde já existem sete farmácias, a maioria socialista põe fim a uma das mais antigas farmácias do concelho.
(ler mais...)


Legislativas: vitória modesta de Costa com descida da oposição »  2019-10-08 

TORRES NOVAS: as contas e as dúvidas

No distrito de Santarém, o PS aumentou a sua votação em 1 921 votos, uma média de 92 votos por concelho. Em Torres Novas, o aumento foi de 90 votos: conforme.
(ler mais...)


Entroncamento: trabalhadores dos CTT em greve »  2019-10-08 

Os trabalhadores do CDP do Entroncamento estão em greve desde hoje, dia 8 e até 15 de Outubro. Entre os problemas laborais destacam-se a má organização do serviço, aliada a uma gritante falta de trabalhadores tem consequências graves para os utentes, nomeadamente atrasos na distribuição, muitas vezes com graves prejuízos.
(ler mais...)


Encontro de apicultores, dia 12, na Lagoa do Furadouro »  2019-10-02 

O 3.º encontro de apicultores da região vai realizar-se no próximo dia 12 de Outubro, sábado, pelas 18 horas, no salão paroquial da Lagoa do Furadouro (próximo de Casais da Igreja, mas no concelho de Ourém).
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2019-10-29  Torres Novas já não é a “cidade mais segura”
»  2019-11-12  João Quaresma, vereador do PSD: “Descargas na Ribeira da Boa Água voltaram em força”
»  2019-11-20  Câmara de Torres Novas financia há ano e meio a Rádio Local de Torres Novas
»  2019-11-21  A capa rasgada de São Martinho, por Inês Vidal