• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Quarta, 12 de Dezembro de 2018
Pesquisar...
Sáb.
 16° / 6°
Céu nublado
Sex.
 15° / 7°
Períodos nublados
Qui.
 15° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  13° / 9°
Céu muito nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

“Um bom resultado para o PSD de Torres Novas é ganhar as eleições”, João Quaresma

Sociedade  »  2017-09-25 

Candidato do PSD à câmara municipal de Torres Novas

O João Quaresma já foi vereador e é do tempo em que o PSD ainda tinha dois vereadores eleitos, no mandato de 2001 a 2005. Nos anos que se seguiram o PSD apenas elegeu um vereador. Qual será um bom resultado para o PSD nas eleições que se avizinham?
Bom resultado para o PSD de Torres Novas é ganhar as eleições. Ao fim de um quarto de século, o executivo socialista não apresenta um rumo ou uma estratégia de desenvolvimento para o concelho de Torres Novas, que assegure a qualidade de vida dos munícipes, a coesão entre os espaços urbano e espaço rural ou mesmo a sustentabilidade do nosso território.

Há assim que propor uma solução de governação autárquica que rompa com o atual conformismo e com a atual incapacidade de gestão que se instalou no Partido Socialista, a qual ignora as atuais necessidades das pessoas e do concelho. O concelho de Torres Novas parou no tempo. Chegou a hora de um novo rumo trazendo para a gestão autárquica uma nova forma de fazer política.

O vereador do PSD Henrique Rei, a certa altura, deixou de contar com o apoio da estrutura concelhia, depois de as relações entre o vereador e os actuais dirigentes se terem degradado. Que implicações acha que esta narrativa pode ter na hora do voto?
O vereador Henrique Reis nunca deixou de contar com a ajuda do PSD de Torres Novas. Estou certo e não poderá ser negado que sempre que foi solicitada colaboração, a mesma foi prestada. No entanto a política faz-se de escolhas não podendo esta resultar apenas de imposições ou pedidos de um só sentido.

Estar no exercício político e fazer política é partilhar ideais e projetos e, mais que isso, deve proporcionar aprendizagens mútuas, de compromisso com o interesse público. Esse é o nosso desígnio, o interesse público, o qual não se compadece com atitudes impositivas e egocêntricas de sentido único. Estamos certos que as listas do PSD de Torres Novas concorrentes às eleições autárquicas de 2017, no concelho de Torres Novas se apresentam com pessoas com o único propósito de servir a causa pública.

Muitas caras novas para o exercício de cidadania que é estar na política e fazer política. Pessoas com provas dadas, atenta a sua vasta experiência, tanto profissional, como académica, associativa ou na área social, assentes numa matriz de espírito aberto e plural, mas sempre consubstanciada naquela que deverá ser a ética exigente no exercício da prática política. Pessoas que querem contribuir para mudar o concelho de Torres Novas. Esta sim deve ser análise que as pessoas devem fazer na hora do voto. Eu acredito que assim acontecerá e que o PSD de Torres Novas terá uma votação expressiva.

A que se deve, na sua opinião, a sucessiva perda de espaço do PSD no concelho de Torres Novas? De 2009 para 2013, por exemplo, perdeu mais 1100 votos na corrida à câmara municipal.
A redução do enorme número de votos que é indicado na pergunta tem de ser compreendido no contexto dos resultados eleitorais globais das eleições autárquicas de 2013. O PSD registou um dos piores resultados da sua história. Recordo que à data, estes resultados foram considerados uma derrota nacional do PSD.

E estes resultados, onde se inclui os referidos 1100 votos a menos relativamente aos resultados de 2009, foram associados àquele que estava a ser o caminho seguido pelo PSD. Houve claramente uma penalização do PSD por causa da política que se estava a prosseguir a nível nacional. Esperamos, obviamente, contribuir para que em Torres Novas se inverta esta situação e que as pessoas acreditem nas nossas ideias.

Projectando agora o futuro, pedia-lhe para identificar os cinco principais problemas que procurará resolver se for eleito o próximo presidente de câmara?
E esta ideia base de futuro é querer que o concelho de Torres Novas seja um dos concelhos de Portugal com melhor qualidade de vida. É que, apesar da nossa centralidade geográfica, começasse a notar no concelho algumas características próprias de concelhos do interior.

Há, pois, que promover e gerar as necessárias mais-valias da nossa localização estratégica e promover uma maior atratividade das nossas zonas industriais para as empresas, e consequentemente gerar assim mais emprego e crescimento. Devemos conseguir garantir as melhores condições de vida dos cidadãos, ao nível da limpeza das ruas, da recolha de resíduos, de circulação nas estradas, de segurança no espaço público, da manutenção dos espaços verdes e equipamentos municipais.

brigatoriamente, resolver os graves problemas ambientais que assolam o concelho. Dinamizar a regeneração urbana tão necessária em todos os espaços urbanos mas em especial no centro histórico de Torres Novas. E não menos importante, assegurar uma relação transparente na forma como a Câmara se relaciona com os munícipes, com as associações ou outras entidades.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


ENTREVISTA: Rosário Marcelino, primeira presidente da Banda Operária »  2018-12-11 

Rosário Marcelino, mulher, mãe, trabalhadora e presidente da BOT:

 “Com esta acumulação de funções alguém tem ficado para trás. E é sempre a família que fica

 Maria do Rosário Nalha Marcelino tem 50 anos, é natural da Chamusca e viveu em Lisboa até aos 17 anos, altura em que se mudou para Torres Novas.
(ler mais...)


Renova apresenta livro em Espanha sobre instalação com rolos de papela higiénico de 20 quilómetros »  2018-12-11 

   Com vídeo 

A Renova apresenta na próxima quinta-feira, dia 13, o livro “Explosão de Cor RAL 7”, na Escola de Design de Sevilha, uma obra que resulta do trabalho de uma equipa de professores e de estudantes do último curso de Design de Interiores.
(ler mais...)


Renova apresenta livro em Espanha sobre instalação com rolos de papela higiénico de 20 quilómetros »  2018-12-11 

A Renova apresenta na próxima quinta-feira, dia 13, o livro “Explosão de Cor RAL 7”, na Escola de Design de Sevilha, uma obra que resulta do trabalho de uma equipa de professores e de estudantes do último curso de Design de Interiores.
(ler mais...)


Ambiente: ProTejo prepara manifestação em defesa de activistas processados »  2018-12-11 

Ainda não se sabe bem como, nem quando, mas o movimento ProTejo pretende organizar uma manifestação em em defesa de activistas ambientais que enfrentam processos judiciais. Activistas que têm dado voz e o peito às balas relativamente a problemas ambientais, nomeadamente focos de poluição no rio Tejo e seus afluentes.
(ler mais...)


Alcanena: “Aquanena” deverá ser o nome da empresa municipal de águas e saneamento »  2018-12-11 

Depois de uma primeira tentativa falhada, a câmara e assembleia municipal de Alcanena aprovaram o nome da recém criada Empresa Municipal de Águas e Saneamento de Alcanena E.M., S.A.. Aquanena é o nome desta nova entidade jurídica, que aparece para fazer a gestão destes serviços que estavam entregues à Austra e Luságua.
(ler mais...)


Constância mantém qualidade de água “exemplar” »  2018-12-11 

O município de Constância mantém o selo de qualidade exemplar de água para consumo humano, atribuído pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), refere a autarquia em comunicado de imprensa.
(ler mais...)


Recolha de sangue em Parceiros de Igreja »  2018-12-11 

A Associação de Dadores de Sangue de Torres Novas, em colaboração com o motoclube “Os Marzias” de Parceiros de Igreja (Torres Novas), promove mais uma colheita de sangue no próximo dia 16 de Dezembro, entre as 9 e a 13 horas, na sede dos motards, em frente ao edifício da junta de freguesia.
(ler mais...)


Ponte da Bácora: obras ainda não começaram, mas custos já aumentaram 30% »  2018-12-10 

 

Mais de 120 mil euros (até ver) para uma ponte pedonal secundária parecem não comover a maioria socialista, que não encontra outras prioridades para gastar o dinheiro do município.

O projecto do PEDU para a zona da Bácora e respectiva ponte e para o que resta da margem do rio na antiga Horta das Pedras, onde pomposamente se quer instalar o “parque Almonda”, foi mote para alguma discussão na reunião camarária de 21 de Novembro.
(ler mais...)


Alcanena: câmara facilita acesso a medicamentos »  2018-12-07 

Realizou-se, no passado dia 28 de Novembro, a assinatura do protocolo do “Programa abem: Rede Solidária do Medicamento”, celebrado entre a Associação Dignitude e o Município de Alcanena, com a presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira, a representar o município e Maria de Belém Roseira, ex-ministra, a Associação Dignitude, tendo a sessão contado também com a presença e a intervenção do Director da Segurança Social de Santarém, Renato Bento.
(ler mais...)


Barquinha: Loja Social promove venda de Natal »  2018-12-06 

A Loja Social de Vila Nova da Barquinha vai promover, juntamente com os seus parceiros, uma venda de Natal que se irá realizar entre os dias 17 e 22 de Dezembro de 2018, na Rua Dr. Barral Filipe, n.º 21, junto à Estação dos CTT de Vila Nova da Barquinha.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2018-11-27  Morreu João Manuel Henriques (“Sapateiro”)
»  2018-11-12  Vêm aí as couves com feijões de Torres Novas
»  2018-11-23  Aprovado o estudo prévio para a reabilitação da Levada/Caldeirão
»  2018-11-15  Barquinha: “o valor do sal”
»  2018-11-13  Morreu Adelino Bairrão Pinho