• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 13 Dezembro 2018   |     Directora: Inês Vidal   |     Estatuto Editorial   |     História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 16° / 7°
Céu nublado com chuva moderada
Sáb.
 17° / 7°
Céu nublado com chuva moderada
Sex.
 15° / 7°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  17° / 9°
Períodos nublados com aguaceiros e trovoadas
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Ribeira da Boa de Água: o perfume especial para as noites de verão

Sociedade  »  2018-07-14 

Tudo com dantes na Ribeira da Boa Água, afluente do rio Almonda

Tudo com dantes na Ribeira da Boa Água, afluente do rio Almonda: a poluição que suscitou, durante todo ano de 2017, muitas lutas e milhares de discursos oficiais, voltou em força, impune, ofensiva, sem vergonha.

Por volta do passado dia 30 de Junho começaram os sinais de múltiplas descargas poluentes em tudo iguais às que se vinham sucedendo há meses, enchendo os ares de um cheiro nauseabundo e o leito do habitual líquido amarelado, pastoso e corrosivo que tudo empesta em redor.

Sucederam-se, como é habitual, protestos e reacções de indignação nas chamadas redes sociais, mas a verdade é que o impacto que estas notícias têm junto das pessoas, atingindo facilmente milhares de visualizações, não têm qualquer tradução ao nível da acção das autoridades nem do próprio movimento ecológico local.

Quanto às chamadas autoridades locais, não se ouviu uma palavra, e daqueles que em plena “crise da poluição de 2017” se travestiram de ecologistas convictos porque vinham aí as eleições, não ecoou desta vez qualquer lamúria, quanto mais as palavras inflamadas que os tornaram, na altura, imprevistos combatentes do ambiente.

Recorde-se que no início do ano, e depois de um percurso penoso, a administração central através do IAPMEI propôs o encerramento da empresa Fabrióleo, a firma do Carreiro da Areia exerceu o contraditório durante o prazo legal que lhe era concedido, o IAPMEI avaliou os argumentos aduzidos e, finalmente, confirmou e ratificou a sua decisão em nome do governo: encerre-se a Fabrióleo.

A empresa interpôs uma providência cautelar com efeitos suspensivo da decisão do governo no Tribunal de Leiria, há vários meses, e aquilo que se esperava, uma decisão urgente (as providências cautelares são normalmente objecto de decisões muito rápidas), não aconteceu até agora. Do Tribunal de Leira, nem novas nem mandados. Do IAPMEI, a quem cabe evidentemente respeitar a autonomia dos tribunais, não se ouviu, o que se esperava, um qualquer gesto ou palavra de escrutínio ou de explicação possível para a passividade que se abateu sobre este processo.

Enquanto isso, as descargas poluentes têm continuado, com o habitual sofrimento para as populações que vivem nas proximidades da ribeira. São poucas centenas de pessoas (é aqui que reside a questão) a lutar contra a passividade dos poderes locais, da inércia disfarçada da administração central que só empurra com a barriga o que pode empurrar, a lutar contra interesses fortíssimos, a lutar contra agências de comunicação e gabinetes de advogados, a lutar contra uma justiça que é fraca com os fortes e dura com os desgraçados.

Nos últimos dias (início desta semana), as descargas conheceram um abrandamento e, até ao próximo episódio, reinará a paz dos justos na Ponte Nova, ali antes do Bairro do Nicho

 

 

 Outras notícias - Sociedade


ENTREVISTA: Rosário Marcelino, primeira presidente da Banda Operária »  2018-12-11 

Rosário Marcelino, mulher, mãe, trabalhadora e presidente da BOT:

 “Com esta acumulação de funções alguém tem ficado para trás. E é sempre a família que fica

 Maria do Rosário Nalha Marcelino tem 50 anos, é natural da Chamusca e viveu em Lisboa até aos 17 anos, altura em que se mudou para Torres Novas.
(ler mais...)


Renova apresenta livro em Espanha sobre instalação com rolos de papela higiénico de 20 quilómetros »  2018-12-11 

   Com vídeo 

A Renova apresenta na próxima quinta-feira, dia 13, o livro “Explosão de Cor RAL 7”, na Escola de Design de Sevilha, uma obra que resulta do trabalho de uma equipa de professores e de estudantes do último curso de Design de Interiores.
(ler mais...)


Renova apresenta livro em Espanha sobre instalação com rolos de papela higiénico de 20 quilómetros »  2018-12-11 

A Renova apresenta na próxima quinta-feira, dia 13, o livro “Explosão de Cor RAL 7”, na Escola de Design de Sevilha, uma obra que resulta do trabalho de uma equipa de professores e de estudantes do último curso de Design de Interiores.
(ler mais...)


Ambiente: ProTejo prepara manifestação em defesa de activistas processados »  2018-12-11 

Ainda não se sabe bem como, nem quando, mas o movimento ProTejo pretende organizar uma manifestação em em defesa de activistas ambientais que enfrentam processos judiciais. Activistas que têm dado voz e o peito às balas relativamente a problemas ambientais, nomeadamente focos de poluição no rio Tejo e seus afluentes.
(ler mais...)


Alcanena: “Aquanena” deverá ser o nome da empresa municipal de águas e saneamento »  2018-12-11 

Depois de uma primeira tentativa falhada, a câmara e assembleia municipal de Alcanena aprovaram o nome da recém criada Empresa Municipal de Águas e Saneamento de Alcanena E.M., S.A.. Aquanena é o nome desta nova entidade jurídica, que aparece para fazer a gestão destes serviços que estavam entregues à Austra e Luságua.
(ler mais...)


Constância mantém qualidade de água “exemplar” »  2018-12-11 

O município de Constância mantém o selo de qualidade exemplar de água para consumo humano, atribuído pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), refere a autarquia em comunicado de imprensa.
(ler mais...)


Recolha de sangue em Parceiros de Igreja »  2018-12-11 

A Associação de Dadores de Sangue de Torres Novas, em colaboração com o motoclube “Os Marzias” de Parceiros de Igreja (Torres Novas), promove mais uma colheita de sangue no próximo dia 16 de Dezembro, entre as 9 e a 13 horas, na sede dos motards, em frente ao edifício da junta de freguesia.
(ler mais...)


Ponte da Bácora: obras ainda não começaram, mas custos já aumentaram 30% »  2018-12-10 

 

Mais de 120 mil euros (até ver) para uma ponte pedonal secundária parecem não comover a maioria socialista, que não encontra outras prioridades para gastar o dinheiro do município.

O projecto do PEDU para a zona da Bácora e respectiva ponte e para o que resta da margem do rio na antiga Horta das Pedras, onde pomposamente se quer instalar o “parque Almonda”, foi mote para alguma discussão na reunião camarária de 21 de Novembro.
(ler mais...)


Alcanena: câmara facilita acesso a medicamentos »  2018-12-07 

Realizou-se, no passado dia 28 de Novembro, a assinatura do protocolo do “Programa abem: Rede Solidária do Medicamento”, celebrado entre a Associação Dignitude e o Município de Alcanena, com a presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira, a representar o município e Maria de Belém Roseira, ex-ministra, a Associação Dignitude, tendo a sessão contado também com a presença e a intervenção do Director da Segurança Social de Santarém, Renato Bento.
(ler mais...)


Barquinha: Loja Social promove venda de Natal »  2018-12-06 

A Loja Social de Vila Nova da Barquinha vai promover, juntamente com os seus parceiros, uma venda de Natal que se irá realizar entre os dias 17 e 22 de Dezembro de 2018, na Rua Dr. Barral Filipe, n.º 21, junto à Estação dos CTT de Vila Nova da Barquinha.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2018-11-27  Morreu João Manuel Henriques (“Sapateiro”)
»  2018-11-23  Aprovado o estudo prévio para a reabilitação da Levada/Caldeirão
»  2018-11-15  Barquinha: “o valor do sal”
»  2018-11-13  Morreu Adelino Bairrão Pinho
»  2018-11-21  Torres Novas: ministro do Ambiente assinou protocolos do Fundo Ambiental no antigo hospital