• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Sábado, 25 de Novembro de 2017
Pesquisar...
Seg.
 17° / 11°
Céu muito nublado com chuva fraca
Dom.
 18° / 10°
Céu nublado
Sáb.
 18° / 12°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  20° / 13°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

“Com ou sem fundos comunitários, existe um conjunto de investimentos inadiáveis no concelho”, Henrique Leal

Sociedade  »  2017-09-26 

Candidato do Bloco de Esquerda à câmara municipal do Entroncamento

Como avalia o exercício do actual presidente neste último mandato (2013-2107)? Aponte alguns aspectos que não tenham corrido bem e como teria agido se fosse presidente da câmara.
O maltusianismo financeiro que levou ao corte cego em despesas essenciais, afetou diretamente os serviços prestados diariamente à população, como a higiene e limpeza das ruas e outros espaços públicos, o tratamento e manutenção de jardins e espaços verdes, as urgências inadiáveis que não foram acudidas pelos piquetes por  não lhes serem pagas horas suplementares.

O bloqueio absurdo a propostas alternativas e a opiniões diversas. O prometido Orçamento Participativo que ficou na gaveta e chegou a ser ilegalmente recusada a inscrição de um ponto na ordem de trabalhos do executivo, porque vinha do Bloco de Esquerda. A par disto, ou por isto mesmo, o relacionamento com os trabalhadores do município crispou-se a níveis nunca atingidos.

Protelamento questionável de decisões inadiáveis como a requalificação do cineteatro S. João ou a revisão do PDM. Obviamente que esta crítica simples e crua permite afirmar, de forma assertiva, o que teríamos feito se o Entroncamento fosse uma autarquia governada por uma equipa do Bloco de Esquerda.

Passado o ciclo das grandes obras e do essencial dos fundos comunitários, que panorama antevê para o seu concelho em termos de apostas de médio prazo? Qual vai ser a sua agenda?
Talvez seja redutor olhar o investimento local como apenas decorrente dos apoios comunitários. Com ou sem fundos comunitários, existe um conjunto de investimentos inadiáveis no concelho do Entroncamento. É inquestionável a necessidade de requalificar o Cineteatro S. João. É urgente avançar com o projeto de uma nova biblioteca.

A circular de viação fluente sobre a linha do leste, a completar a que já existe sobre a linha do norte, é uma obra protelada daqui a pouco há vinte anos. A requalificação de infraestruturas essenciais como o mercado diário e o pavilhão gimnodesportivo, que apresentam evidentes sinais de desgaste e de falta de manutenção, é outro caso de agenda prioritária.

A dotação de condições materiais e de meios humanos que viabilize o desempenho das forças de segurança por forma a assegurar cabalmente as necessidades dos cidadãos e a acabar de vez com o clima de insegurança dos tempos mais recentes passa pela urgência na construção de uma nova esquadra da PSP.

É óbvio que uma boa parte destes investimentos terão de ser agendados em parceria com o governo da república e alguns serão mesmo da sua responsabilidade e da sua esfera de competências. Contudo, sabemos quão grande é, por vezes, a distância entre os gabinetes ministeriais e as necessidades concretas e prementes dos cidadãos.

Por isso, pela proximidade e pelo contato direto com os problemas, as autarquias têm, mesmo naqueles casos, o dever de pressionar o governo central e de criar condições objetivas facilitadoras para tais investimentos. Por outro lado, é evidente a necessidade de uma planificação rigorosa e de conhecimento da legislação e dos programas europeus para poder candidatar o investimento aos fundos comunitários quando haja condições de elegibilidade para isso.

Se for eleito, indique cinco medidas de realização imediata para os primeiros três meses e outras tantas de cariz estruturante ou grandes investimentos de que o concelho necessite.
A denúncia imediata das condições que levaram a Câmara do Entroncamento a aceitar a passagem aérea pedonal na estação do Entroncamento e a exigir junto das empresas ferroviárias a equação de uma solução que garanta a acessibilidade às plataformas dos comboios em condições de maior segurança e conforto.

A reunião com a PSP para fazer o levantamento rigoroso das ocorrências participadas que têm azedado a vida às pessoas e proceder à inventariação das estratégias de intervenção pertinentes e dos meios indispensáveis para as tornar exequíveis.  A assunção do Centro Cultural exclusivamente como espaço de cultura e como infraestrutura de apoio ao associativismo.

A requalificação imediata, viabilizando o projeto já aprovado, do Cineteatro S. João. O levantamento imediato das necessidades em meios materiais e humanos para garantir a higiene e limpeza dos espaços públicos.

A médio e longo prazo, a construção de uma nova biblioteca, a construção de uma circular de viação rápida sobre a linha do leste que permita retirar os fluxos de trânsito do centro da cidade, a negociação com a Invesfer para iniciar o difícil processo de reabilitação do património ferroviário, nomeadamente dos bairros e da Escola Camões, a requalificação da rede águas, do mercado diário e do pavilhão gimnodesportivo e a revisão do Plano Diretor Municipal.

 

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Médio Tejo: comunidade intermunicipal pede equidade de tratamento nos territórios afectados pelos incêndios »  2017-11-23 

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) pede “equidade de tratamento entre os vários territórios assolados pelos grandes incêndios” que ocorreram este ano, aprovando para isso uma moção com diversos pontos.
(ler mais...)


Nersant organiza workshop sobre inovação e sustentabilidade »  2017-11-23 

A Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) vai realizar nos dias 29 e 30 de Novembro um fórum de inovação e empreendedorismo do Ribatejo, no Convento de São Francisco e Startup Santarém.
(ler mais...)


Centro Hospitalar trem nova viatura de emergência médica »  2017-11-23 

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) foi um das 22 unidades do país que recebeu uma nova Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), viaturas que foram entregues pelo secretário de Estado da Saúde numa cerimónia que decorreu no dia 22 de Novembro, no hospital Professor Doutor Fernando Fonseca.
(ler mais...)


Entroncamento: concerto de jazz no aniversário do concelho »  2017-11-21 

Inserido nas comemorações dos 72 anos da fundação do concelho do Entroncamento, realiza-se na próxima sexta-feira, 24 de Novembro, um concerto da banda norte-americana “South River Jazz Band”,, às 21h30, no edifício do mercado diário municipal.
(ler mais...)


Alcanena: presidente da câmara pede mais responsabilidade aos empresários dos curtumes »  2017-11-21 

Na assembleia-geral extraordinária da AUSTRA - Associação de Utilizadores do Sistema de Tratamento de Águas Residuais de Alcanena, que teve lugar na semana passada (16 de Novembro) e que foi pedida pela presidente da câmara municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira (PS) apelou a uma maior “co-responsabilização social e ambiental” aos empresários do sector dos curtumes, alegando que a responsabilidade ambiental “não pode estar dissociada da dimensão económica”.
(ler mais...)


Torres Novas: BE assinala Dia Internacional pela eliminação da violência contra as mulheres »  2017-11-21 

O Bloco de Esquerda (BE) de Torres Novas assinala o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, com a sessão “Crime Dizem Elas” que terá lugar a 25 de Novembro, pelas 16 horas, no bar Estúdio Alfa, em Torres Novas.
(ler mais...)


Torres Novas: direitos das crianças assinalados nas escolas »  2017-11-21 

O município de Torres Novas associou-se à UNICEF e assinalou ontem, 20 de Novembro, o Dia Mundial dos Direitos da Criança com acções de sensibilização junto de alunos do 4.º ano da rede pública.
(ler mais...)


Torres Novas: Associação de Defesa do Património alerta para níveis de “toxicidade relevantes” no rio Almonda »  2017-11-21 

“Um rio com menos água e níveis de poluição preocupantes”. É desta forma que a Associação de Defesa do Património de Torres Novas (ADPTN) classifica o troço urbano do rio Almonda, após uma segunda saída de campo efectuada no passado sábado, dia 18 de Novembro, no âmbito do “Projecto Rios”.
(ler mais...)


Primeiro-ministro de Cabo Verde visitou “Lusitana” em Riachos »  2017-11-19 

Depois de ter chegado a Torres Novas, na quinta-feira, o primeiro-ministro de cabo Verde, Ulisses Correia, foi recebido na Turrisconta, empresa de contabilidade do antigo presidente da câmara, António Rodrigues, de quem partiu o convite para a visita, aliás como tinha sucedido há escassos meses com Xanana Gusmão.
(ler mais...)


Futebol: sorte macaca dos “amarelos” em Amiais (2-0) »  2017-11-19 

CD AMIENSE 2 CD TORRES NOVAS 0
Campos da Azenha, Amiais de Baixo, 18/11/17

CD AMIENSE: Chico; P. Lista, Leo G., Parreira, Costinha, Luís (Fábio), Tico, N. Tiago, Miguel, Ganso e Leo Silva (Arnaldo).
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 10 dias)
»  2017-11-21  Torres Novas: Associação de Defesa do Património alerta para níveis de “toxicidade relevantes” no rio Almonda
»  2017-11-19  Futebol: sorte macaca dos “amarelos” em Amiais (2-0)
»  2017-11-21  Alcanena: presidente da câmara pede mais responsabilidade aos empresários dos curtumes