• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Segunda, 19 de Fevereiro de 2018
Pesquisar...
Qui.
 15° / 4°
Céu limpo
Qua.
 19° / 6°
Céu limpo
Ter.
 20° / 6°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  19° / 8°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

“Com ou sem fundos comunitários, existe um conjunto de investimentos inadiáveis no concelho”, Henrique Leal

Sociedade  »  2017-09-26 

Candidato do Bloco de Esquerda à câmara municipal do Entroncamento

Como avalia o exercício do actual presidente neste último mandato (2013-2107)? Aponte alguns aspectos que não tenham corrido bem e como teria agido se fosse presidente da câmara.
O maltusianismo financeiro que levou ao corte cego em despesas essenciais, afetou diretamente os serviços prestados diariamente à população, como a higiene e limpeza das ruas e outros espaços públicos, o tratamento e manutenção de jardins e espaços verdes, as urgências inadiáveis que não foram acudidas pelos piquetes por  não lhes serem pagas horas suplementares.

O bloqueio absurdo a propostas alternativas e a opiniões diversas. O prometido Orçamento Participativo que ficou na gaveta e chegou a ser ilegalmente recusada a inscrição de um ponto na ordem de trabalhos do executivo, porque vinha do Bloco de Esquerda. A par disto, ou por isto mesmo, o relacionamento com os trabalhadores do município crispou-se a níveis nunca atingidos.

Protelamento questionável de decisões inadiáveis como a requalificação do cineteatro S. João ou a revisão do PDM. Obviamente que esta crítica simples e crua permite afirmar, de forma assertiva, o que teríamos feito se o Entroncamento fosse uma autarquia governada por uma equipa do Bloco de Esquerda.

Passado o ciclo das grandes obras e do essencial dos fundos comunitários, que panorama antevê para o seu concelho em termos de apostas de médio prazo? Qual vai ser a sua agenda?
Talvez seja redutor olhar o investimento local como apenas decorrente dos apoios comunitários. Com ou sem fundos comunitários, existe um conjunto de investimentos inadiáveis no concelho do Entroncamento. É inquestionável a necessidade de requalificar o Cineteatro S. João. É urgente avançar com o projeto de uma nova biblioteca.

A circular de viação fluente sobre a linha do leste, a completar a que já existe sobre a linha do norte, é uma obra protelada daqui a pouco há vinte anos. A requalificação de infraestruturas essenciais como o mercado diário e o pavilhão gimnodesportivo, que apresentam evidentes sinais de desgaste e de falta de manutenção, é outro caso de agenda prioritária.

A dotação de condições materiais e de meios humanos que viabilize o desempenho das forças de segurança por forma a assegurar cabalmente as necessidades dos cidadãos e a acabar de vez com o clima de insegurança dos tempos mais recentes passa pela urgência na construção de uma nova esquadra da PSP.

É óbvio que uma boa parte destes investimentos terão de ser agendados em parceria com o governo da república e alguns serão mesmo da sua responsabilidade e da sua esfera de competências. Contudo, sabemos quão grande é, por vezes, a distância entre os gabinetes ministeriais e as necessidades concretas e prementes dos cidadãos.

Por isso, pela proximidade e pelo contato direto com os problemas, as autarquias têm, mesmo naqueles casos, o dever de pressionar o governo central e de criar condições objetivas facilitadoras para tais investimentos. Por outro lado, é evidente a necessidade de uma planificação rigorosa e de conhecimento da legislação e dos programas europeus para poder candidatar o investimento aos fundos comunitários quando haja condições de elegibilidade para isso.

Se for eleito, indique cinco medidas de realização imediata para os primeiros três meses e outras tantas de cariz estruturante ou grandes investimentos de que o concelho necessite.
A denúncia imediata das condições que levaram a Câmara do Entroncamento a aceitar a passagem aérea pedonal na estação do Entroncamento e a exigir junto das empresas ferroviárias a equação de uma solução que garanta a acessibilidade às plataformas dos comboios em condições de maior segurança e conforto.

A reunião com a PSP para fazer o levantamento rigoroso das ocorrências participadas que têm azedado a vida às pessoas e proceder à inventariação das estratégias de intervenção pertinentes e dos meios indispensáveis para as tornar exequíveis.  A assunção do Centro Cultural exclusivamente como espaço de cultura e como infraestrutura de apoio ao associativismo.

A requalificação imediata, viabilizando o projeto já aprovado, do Cineteatro S. João. O levantamento imediato das necessidades em meios materiais e humanos para garantir a higiene e limpeza dos espaços públicos.

A médio e longo prazo, a construção de uma nova biblioteca, a construção de uma circular de viação rápida sobre a linha do leste que permita retirar os fluxos de trânsito do centro da cidade, a negociação com a Invesfer para iniciar o difícil processo de reabilitação do património ferroviário, nomeadamente dos bairros e da Escola Camões, a requalificação da rede águas, do mercado diário e do pavilhão gimnodesportivo e a revisão do Plano Diretor Municipal.

 

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Fabrióleo: IAPMEI propõe encerramento, empresa vai contestar »  2018-02-15 

A edição on-line do semanário Expresso, de 30 de Janeiro, lançou a confusão generalizada ao dar como certa a ordem de encerramento da Fabrióleo por parte
do Governo. Na sua edição de papel, alguns dias depois, o semanário de Balsemão não escreveu uma única linha sobre tão badalada “notícia”, focando-se apenas no
“caso Celtejo”.
(ler mais...)


Futebol: Amarelos viraram a página em Ourém (1-2) »  2018-02-11 

Campeonato Distrital da 1.ª divisão AFS
Ourém, Campo da Caridade, 11 de Fevereiro de 2018

CA Ouriense: Hélio; Fábio Lúzio, Graça (Afonsos), Tiago, Dino, Leandro, Savá, Patrick, Tiago Lúzio, Major (Matos) e Moleiro; Treinador: Mário Nelson

CD Torres Novas: Galrinho; Timor, Dani, Paz Miguel, Iuri, André Vieira, Ivan, Joel (Marco Carvalho), Ricardi Major, Micael (Soma) e Sudesh (Dias); treinador: Nando Costa

Arbitragem de Mário Vieira, com Miguel Marques e Hugo Parente

O jogo começou bastante confuso, com pontapés à toa e bola pelo ar, tão característico dos campos sintéticos, onde o futebol parece sempre um jogo em quintal de cimento com uma bola de plástico, a milhas do que se passa num relvado natural,mesmo em condições suficientes.
(ler mais...)


Riachos: apanhados a roubar gasóleo de tractores »  2018-02-10 

A GNR localizou hoje, dia 10 de Fevereiro, quatro jovens, dois rapazes e duas raparigas com idades entre os 16 e 21 anos, suspeitos da autoria de furto de combustível em máquinas agrícolas, num estaleiro, em Riachos.

Fonte policial revelou que o alerta foi dado por funcionários de uma empresa detectaram quatro indivíduos a tentar furtar combustível de várias máquinas agrícolas.
(ler mais...)


Barquinha: Vhils, Manuel João Vieira, Violant e Carlos Vicente apresentam propostas finais de intervenção artística »  2018-02-10 

Alexandre Farto (aka Vhils), Manuel João Vieira, Violant e Carlos Vicente apresentam as suas propostas artísticas para o concelho de Vila Nova da Barquinha, no âmbito do Programa Arte Pública da Fundação EDP, no próximo dia 17 de fevereiro, no Centro Cultural, pelas 19h.
(ler mais...)


ProTejo: “Água que vem de Espanha está a limpar o Tejo” »  2018-02-08 

O movimento ProTejo, sediado em Vila Nova da Barquinha, diz que a limpeza do rio Tejo está a ser feita à custa do caudal de água “extraordinariamente elevado” que está a vir de Espanha, na sequência o nível de água das barragens.
(ler mais...)


Constância: prémio para o beijo mais longo (debaixo de água) »  2018-02-08 

Constância (Vila Poema), volta a realizar, pela terceira vez, o concurso em que vencem os casais que conseguirem dar o beijo mais longo, debaixo de água. A iniciativa decorre no sábado à noite (21h30), nas piscinas municipais e insere-se na celebração dos Dia dos Namorados.
(ler mais...)


Teatro: Romeu & Julieta, uma excelente sobremesa para crianças no Virgínia »  2018-02-08 

Romeu & Julieta é o título da peça de teatro para crianças dos 8 aos 12 anos que subirá ao palco do Teatro Virgínia, em Torres Novas, no próximo dia 17 de Fevereiro, às 11 horas. Este novo espectáculo do Teatro Praga é uma oportunidade para voltar a juntar a equipa criativa de Hamlet Sou Eu.
(ler mais...)


Município de Torres Novas adere à Hora do Planeta »  2018-02-08 

O Município de Torres Novas volta a associar-se à “Hora do Planeta”, que consiste em desligar todas as luzes, interiores e exteriores dos edifícios e monumentos emblemáticos das cidades, entre as 20h30 e as 21h30, do próximo dia 24 de Março de 2018, mostrando o seu apoio à acção ambientalmente sustentável.
(ler mais...)


O PROVADOR DOS LEITORES: mil contos para o croquete »  2018-02-08 

Inaugura-se, nesta semana, a rubrica “O Provador dos Leitores”, que consiste essencialmente em apresentar aos leitores do JT determinadas notícias que circulam pelo espaço mediático (jornais, internet, páginas oficiais, etc), mas só depois de serem provadas pelo nosso provador de modo a identificar aditivos, conservantes e outros venenos que normalmente estão agarrados a estes produtos nocivos.
(ler mais...)


Barquinha: cooperativa cultural para o Ribatejo norte »  2018-02-06 

Paulo Passos, Fátima Capela, Carlos Vicente, Pérsio Basso e Marina Honório “um grupo de amigos carregados de sonhos e projectos”, uniu-se para criar uma “coisa nova”: uma cooperativa cultural, cuja filosofia de acção se situará “algures no meio entre o tradicional e o contemporâneo”, entre o antigo e o novo, o manual e o tecnológico, a arte e a ciência – assim se dine o novo colectivo fundado em Vila Nova da Barquinha.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 10 dias)
»  2018-02-10  Riachos: apanhados a roubar gasóleo de tractores
»  2018-02-11  Futebol: Amarelos viraram a página em Ourém (1-2)
»  2018-02-15  Fabrióleo: IAPMEI propõe encerramento, empresa vai contestar