• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Segunda, 06 Julho 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qui.
 37° / 16°
Céu limpo
Qua.
 32° / 16°
Céu limpo
Ter.
 38° / 17°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  39° / 18°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

“A Força de Sentir”, o novo livro de António Rodrigues

Cultura  »  2020-06-12 

Não é um livro de memórias, mas é um livro cheio delas. António Rodrigues, nome que não precisa de maiores apresentações, apresentou na segunda-feira o seu mais recente livro, “A Força do Sentir”, numa cerimónia limitada pelas circunstâncias actuais, mas que teve honras de livreiro.

Com prefácio de Edite Estrela, sua amiga, e saudações de Xanana Gusmão, líder timorense, e de Jorge Santos, actual presidente da Assembleia Nacional de Cabo Verde, o livro de António Rodrigues faz uma viagem pela sua história e pela história dos últimos anos de Torres Novas, duas linhas que inevitavelmente se cruzam e se acompanham.

“É um livro escrito por um torrejano para os torrejanos”, conta o antigo presidente da Câmara Municipal de Torres Novas. Como tal, um livro onde encontramos muito da sua história pessoal desde a infância, da história do Clube Desportivo de Torres Novas, do qual foi dirigente, da câmara a que presidiu durante vinte anos e de todos os amigos que o ajudaram a ser o que é hoje: “É um testemunho que tenho de deixar. Não é um livro de memórias, mas também tem memórias. Não é um livro sobre a câmara, mas também falo dela, pois estive lá vinte anos. Foi um livro que deu muito trabalho a fazer, mas mais trabalho ainda deu a fazer o seu conteúdo”.

Consciente de que somos o que vivemos e de que nos vamos construíndo com as nossas experiências, vivências e até com quem nos rodeia, o livro de António Rodrigues começou por ser uma ode a todos quantos o ajudaram ao longo da sua vida: “O meu livro começou por ser um conjunto de micro-biografias das pessoas que me ajudaram ao longo da minha vida, porque nada se consegue sozinho. Uma coisa começou a puxar a outra”.

A apresentação da obra decorreu no espaço do alfarrabista “D’Outro Tempo”, em Torres Novas, propriedade de Adelino Pires, que deixou a sua apreciação sobre o livro do ex-autarca: “Estamos perante um ensaio auto-biográfico. É a narrativa na primeira pessoa, que se vai cruzando no tempo e no espaço com os outros. As melhores páginas acontecem quando António Rodrigues se retira da narrativa (...). Foge-lhe o pé quando fala dele próprio e emerge quando fala dos outros”.

Histórias e personagens
Gente ligada à autarquia (Pedro Lobo Antunes ou Carlos Tomé, Conceição Almeida ou Manuel Piranga), amigos do futebol (Joaquim Matias Pedro, Joaquim Canais Rocha, José Maria Zuzarte Reis, Joaquim Godinho), da política, da família e amigos (Joaquim Rodrigues Bicho, Rui Hortênsio, Amílcar Fialho, Joaquim Paiva), são alguns dos muitos nomes de pessoas que merecem destaque próprio nas páginas do livro, em jeito de agradecimento e amizade.

Mas o livro tem início com dois capítulos que memorizam a infância e a adolescência do antigo autarca, com bastante informação sobre o bairro de Santo António, o seu movimento antigo cheio de lojas e ofícios, as personagens da época, a presença da feira de Março, a periferia rural da eira do Barrará. Dois capítulos, também com muita informação detalhada, dizem respeito à passagem de Rodrigues pelo Clube Desportivo de Torres Novas, com algumas histórias bem curiosas, e obviamente pela Câmara Municipal, onde o autor descreve em pormenor as vitórias eleitorais e o ciclo das obras autárquicas que marcaram os 20 anos entre 1994 e 2013.

Finalmente, surgem dois capítulos dedicados a Cabo Verde e Timor, com exuberantes descrições das belezas paisagísticas e da realidade humana daqueles países, ponteadas por retratos de personagens que Rodrigues foi encontrando nas deambulações por aqueles territórios.

A fechar, um pequeno capítulo com algumas considerações sobre “o futuro para Torres Novas”, sem qualquer indicação explícita de que o ex-autarca esteja ou não a ponderar o seu regresso à política local.

O lançamento oficial de “A Força do Sentir” ficará para depois quando, estados de calamidade à parte, for possível juntar numa sala todos aqueles que Rodrigues gostaria de ter presentes. Inês Vidal

foto de Luís Miguel Lopes

 

 

 

 Outras notícias - Cultura


Morreu Pedro Barroso »  2020-03-17 

Pedro Barroso, um dos mais conhecidos músicos portugueses, morreu ontem à noite em Lisboa, na unidade de saúde onde estava internado, informou a família.

O artista contava 69 anos e iniciou-se no célebre programa da RTP ZipZip, em 1969, e desde então prosseguiu uma carreira de cantautor que o levou a actuar em muitos países e a percorrer praticamente todos os palcos de Portugal, sobretudo a partir de 1974.
(ler mais...)


Santarém: teatro, arte e ar livre na oferta do Círculo »  2020-02-04 

“Na Cidade”, a última criação artística do Veto teatro Oficina apresenta-se em duas datas únicas neste mês de fevereiro, no Teatro Taborda, dia 7 (sexta feira) e 8 (sábado), um espectáculo de teatro que concebido no contexto da celebração dos 150 anos de elevação de Santarém a cidade, “uma reflexão sobre a vidas nas cidades, essa realidade plena de múltiplos microcosmos, contradições, alheamentos, indiferença, egoísmos, mas também solidariedades, esperanças, amizades, surpresas”.
(ler mais...)


Música: novo single de Siul Sotnas »  2020-02-02 

Lançado na passada sexta-feira, está já disponível o mais recente single de Siul Sotnas, aliás Luis Santos, músico riachense com uma obra musical assinalável. “Um monte de gente”, canção em registo pop-rock, fala dos desajustes das personagens que retrata, mas as narrativas remetem para metáforas de uma certa interpretação dos paradoxos e contradições do tempo presente.
(ler mais...)


Actriz Céu Guerra esteve hoje em Torres Novas com alunos do concelho »  2020-01-22 

O espectáculo da Companhia de teatro «A Barraca» trouxe hoje a Torres Novas a peça de Gil Vicente "A Farsa de Inês Pereira" e contou, no final, com a presença da actriz e encenadora da peça, Maria do Céu Guerra.
(ler mais...)


David Antunes e Berg em concerto no Cineteatro São João »  2020-01-19 

O Cineteatro São João, no Entroncamento,  recebe, no dia 25 de Janeiro, pelas 21h30m, um concerto intimista, de piano, guitarra e vozes de David Antunes e Berg.

David Antunes, cantor, compositor e pianista, iniciou a sua carreira aos 6 anos a tocar com o pai.
(ler mais...)


Pedro Barroso: medalha de honra do município »  2020-01-09 

Na reunião camarária de terça-feira do executivo torrejano, foi aprovada por unanimidade a atribuição da Medalha de Honra do Município de Torres Novas a Pedro Barroso, que será entregue em ocasião a anunciar oportunamente, anuncia a autarquia em nota de imprensa.
(ler mais...)


Benção do Gado: verba de 60 mil não chegou a ser votada »  2020-01-09 

Ao contrário do que escrevemos na nossa edição de papel, que sai amanhã, a verba de 60 mil euros para apoio à festa da Bênção do Gado deste ano acabou por não ser votada na reunião do executivo municipal torrejano desta terça-feira.
(ler mais...)


Viva quem canta: a despedida de Pedro Barroso no Teatro Virgínia de Torres Novas »  2019-12-22 

Aberto o pano e sem uma palavra dita ainda, do público que enchia por completo o Teatro Virgínia irrompeu um espontâneo e caloroso aplauso, a primeira das muitas ovações a um Pedro Barroso que anunciara ser ali, naquela noite de 21 de Dezembro, o último espectáculo da sua carreira, iniciada precisamente há 50 anos.
(ler mais...)


Quinta da Cardiga: uma história escrita por Luís Batista »  2019-11-18 

O livro de Luís Batista “Cardiga ou a História de uma Quinta” (1169-2019), foi apresentado publicamente ontem, dia 16 de Novembro. A Adega dos Frades, no Palácio da Quinta da Cardiga, foi o local escolhido para a apresentação pública do livro, numa cerimónia organizada pelos municípios abrangidos pelo território da Quinta da Cardiga, Entroncamento, Golegã e Vila Nova da Barquinha.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2020-06-12  “A Força de Sentir”, o novo livro de António Rodrigues