• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 21 Janeiro 2021    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 15° / 8°
Céu nublado com chuva fraca
Sáb.
 16° / 8°
Céu nublado com chuva moderada
Sex.
 15° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  16° / 11°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Siul Sotnas: resistir é vencer

Cultura  »  2017-04-20 

“Destroços de uma bomba atómica” é apresentado hoje na Praça do Peixe

“Destroços de uma bomba atómica” traz com ele “uma certa mudança no registo da sonoridade”, admitia Luís Santos ao JT quando há dois meses anunciava a saída do disco para Abril, explicando que o gravou com a ajuda de alguns músicos amigos. Por sua conta, informava o músico riachense, ficaram as vozes e as guitarras, ukuleles, teclados, baixos, efeitos sonoros com a voz, copos de vidro com água e vinho, e alguns apontamentos de percussão.

Promessa cumprida: neste seco Abril, e dia de hoje, aí está um conjunto de canções de primeira água, que podem ser ouvidas na Praça do Peixe antiga logo à noite, estando aprazado também o lançamento do disco a quem o quiser agarrar. São dez temas, a saber: A longa batalha pela Humanidade, pt, Feira das vaidades, Vende-te, A rapariga sentada numa pedra, Uma canção de Natal, Intervalo, Tu & eu, Praia dos lilases, A viagem, A longa batalha pela Humanidade, pt2. E a ouvir com atenção: quanto mais se ouve, mais se percebe que se trata de uma grande disco. Depois do conceptual e panfletário “A Máquina”, Luís Santos afirma-se aqui como um valente escritor de canções.


Calem-se por momentos os choradinhos de Úrias, Fachadas e Fúrias, nobre gente sem dúvida, mas com a benção divina, não fossem eles adventistas das trovas do vento que vai passando, com a bênção divina, diga-se em boa verdade, de uma “boa imprensa” sempre a bombar. E ouça-se as histórias contadas e cantadas por Siul Sotnas, Luís Santos do outro lado do espelho. Elas são mais que o resultado da soma, paridas com uma força que vem sabe-se lá de onde por um inspirado e talvez desalinhado cantautor, neste dias negros como o raio que os parta. Podia-se entrar assim aqui, facilmente, pelo enredo das histórias, continuar a relevar frase e palavras de uma surpreendente poética, saltar pelos desenhos melódicos, vaguear pelo grito mais aguerrido ou mais contido das guitarras, deixar entrar no peito belos coros femininos presos por uma corrente a uma atmosfera de vertiginosa nostalgia. É melhor ouvir: “Rapariga...”, “Tu&eu”, “Feira das Vaidades”, “A Viagem”, “Praia dos Lilazes”, “Vende-te”, o grande hino “Uma canção de Natal” são grande canções. E sabe-se como na maior parte dos discos há apenas uma ou duas peças de encher o olho e o resto é para encher, por conta da casa. Não é o caso, juro.


É o quê, esta música de Luís Santos por alma de Siul Sotnas? Pós-rock, pop-rock? Protest song cá da nossa? Boa música ligeira embalada por outra verdade alternativa, suportada numa hábil utilização de recursos técnicos e instrumentais e por uma densidade criativa não muito vulgar por estas paróquias perdidas do portugalório da província, que não existe para o Ipsilon nem para a Blitz? Inúteis os rótulos, sempre simplificadores. É a música de Luís Santos. Se houver paciência, se houver resistência, se não morrermos na praia dos lilazes e ouvirmos bem este disco, veremos simplesmente que é um grande disco. Tão bom que ficava ainda melhor, isto é, dispensava a entrada inicial e o epílogo das batalhas pela humanidade, que isto de batalhas sabe Luís Santos. Se resistir é vencer, a sua resistência na perseguição de uma utopia, ser músico aqui e agora, já é condição de vitória.


FICHA TÉCNICA - Luís Santos/Siul Sotnas: composição, produção, captação, guitarras eléctricas e acústicas, voz, beats, ukuleles, campainhas, copos, teclados, efeitos sonoros, baixos, artwork do disco; Maria Jeromito, produção executiva, melódicas, vozes; Patrícia Pinto e Dora Santos, vozes; Joel Madeira, baixo; Edgar Ferreira, teclados; Pedro Dias e David Santos, bateria; Alexandre Ribeiro, guitarra; Miguel Serra, mistura e masterização; edição, Paralelo 39.

 

 

 Outras notícias - Cultura


Cine-Clube: balanço dos 60 anos »  2021-01-10 

“Um ano que apresentou desafios como há muito o associativismo em geral e o cineclubismo em particular não sentiam, foi objectivo da direcção não parar a actividade, pois a responsabilidade cultural assumida há 60 anos, o amor ao cinema, ao associativismo e ao contacto presencial com o público, com os sócios, com os amigos, ditaram que não tombássemos os braços nem desistíssemos de alguma forma de actividade que, reinventada, pudesse subsistir” – assim começa a nota de imprensa do Cine-Clube de Torres Novas.
(ler mais...)


Samuel Úria: concerto suspenso »  2021-01-08 

O concerto de Samuel Úria, aprazado para amanhã no teatro Virgínia, em Torres Novas, foi suspenso e reagendado para o próximo dia 15, uma nova data que deverá merecer, contudo, todas as reservas.

O agravamento da situação sanitária em quase todo o país e nomeadamente no concelho de Torres Novas (um dos três municípios do distrito com maior índice de contágios), obriga a medidas mais restritivas: neste fim de semana passa a vigorar o recolher obrigatório a partir das 13 horas, enquanto nos dias de semana esse regime tem início às 23 horas.
(ler mais...)


Liteiros: “Os Ceifeiros” festejam 32.º aniversário »  2020-11-21 

“Apesar dos constrangimentos que estamos a atravessar devido ao complexo contexto desencadeado pela actual pandemia e das saudades de estarmos em palco e próximos das pessoas e amigos, não poderíamos deixar passar em claro o aniversário dos “Ceifeiros” e da sua escolinha de folclore”, começa por realçar a colectividade em comunicado de imprensa.
(ler mais...)


Alice Vieira condecorada pelo Presidente da República »  2020-11-17 

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou hoje, terça-feira a escritora Alice Vieira e também e os músicos Jorge Palma e António Variações, este a título póstumo.
(ler mais...)


Virgínia: homenagem a Pedro Barroso com concerto dia 28 »  2020-11-09 

Torres Novas é uma das cidades onde se vai homenagear Pedro Barroso no dia em que o cantautor completaria 70 anos. “Viva quem canta!”, título de uma das mais conhecidas cantigas do músico de origens riachenses, é o mote do espectáculo que terá lugar no teatro Virgínia, no próximo dia 28 de Novembro.
(ler mais...)


Virgínia: Teatro Maior de Idade estreia “A Cantora Careca” »  2020-11-06 

O Teatro Maior de Idade, do projecto “Teatro em Formação” do Teatro Virgínia, estreia sábado, dia 7 de Novembro, às 21h30 o seu mais recente espectáculo, fruto do trabalho desenvolvido ao longo do último ano de ensaios.
(ler mais...)


SMUT de Lapas: fez 100 anos a mais jovem filarmónica do concelho »  2020-10-22 

Fundada em 18 de Outubro de 1920, rezam os anais por Joaquim Silva Nuno, Joaquim Vieira Borga Sobrinho, António Sousa Martins, Olímpio Vieira Borga, Augusto César Lince, Joaquim Ferreira Agulha, Joaquim Santos Emílio, José Martins e António Faria Laureano, e nessa altura a designação oficial indicava que se fundara a Banda Recreativa de Lapas.
(ler mais...)


Tiago Bettencourt no Virgínia, em concerto com lotação “muito limitada” »  2020-10-15 

Tiago Bettencourt apresenta-se ao público no Teatro Virgínia, a 27 de Outubro, no âmbito do 15.º aniversário daquela sala de espectáculos (após obras de renovação). O músico, ex-Toranja, dará um concerto com uma lotação muito limitada e sem venda de bilhetes, às 21h30.
(ler mais...)


Sábado, no Teatro Taborda: "Obrigado Bernardo, Santarém de Portugal" »  2020-10-05 

Depois de ter estreado em Almeirim, “Obrigado Bernardo Santarém de Portugal”  terá apresentação ao público escalabitano numa sessão única, no Teatro Taborda, do Círculo Cultural Scalabitano, amanhã, dia 10 de Outubro, pelas 21H30.
(ler mais...)


Teatro Virgínia: reabertura promete Clã, Rodrigo Leão e Calcanhotto »  2020-09-28 

O Teatro Virgínia reabre após o anterior confinamento provocado pela Covid-19, reagendando espectáculos anteriormente previstos e que tiveram de ser cancelados e com muitas outras novidades, seguindo todas as recomendações da Direção Geral de Saúde.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2021-01-08  Samuel Úria: concerto suspenso
»  2021-01-10  Cine-Clube: balanço dos 60 anos