• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quarta, 12 Agosto 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sáb.
 27° / 16°
Períodos nublados
Sex.
 28° / 15°
Períodos nublados
Qui.
 30° / 15°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  31° / 17°
Períodos nublados com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Bons Sons: radiografia de um amor de verão

Cultura  »  2018-04-15 

Há várias dimensões a analisar quando se trata de avaliar um festival e o BONS SONS passa com distinção em todas. O estudo realizado junto do público do festival mostra que há todo um país a convergir a Cem Soldos, em Agosto. Em termos nacionais, o BONS SONS é visitado desde o Porto (15%) e região norte (24%), passando por Lisboa e grande Lisboa/Vale do Tejo, de onde provém a grande maioria (58%). Em termos regionais, 48% dos visitantes são de localidades a menos de 40 km de Cem Soldos - Tomar, Ourém, Alcanena, Torres Novas, Abrantes e Fátima.

O estudo é resultado de questionários aplicados durante quatro dias na última edição do festival, junto de uma amostra composta por homens e mulheres de vários pontos pontos do país, de diferentes grupos etários e diversificado perfil académico, com o objectivo de caracterizar os perfis de público, considerando o seu perfil sócio-cultural e a sua relação com o festival.

Um dos grandes atractivos para os visitantes questionados é o facto de o festival fazer parte de algo maior, de um projecto comunitário, erguido por voluntários, pela amizade e pelo amor a um ideal. Os festivaleiros reconhecem esse ideal e sentem-se felizes por fazer parte dele. A reunião com amigos, a possibilidade de fazer novos, é outra das razões que leva milhares a Cem Soldos.

Quem vai uma vez volta sempre
Interessante verificar que a maioria que vai pela primeira vez ao festival volta (58% dos inquiridos foi e voltou uma ou mais vezes). Os visitantes mais fiéis, isto é os que já estiveram em edições anteriores, valorizam mais a dimensão comunitária do BONS SONS e o programa musical (ver actuar um artista em particular) do que os visitantes que vêm ao festival pela primeira vez, sendo que a maioria tem conhecimento do festival através de amigos e familiares (74%). Este resultado reforça a ideia de que o BONS SONS é um festival de amigos e para os amigos.
Para os visitantes, é possível perceber que o BONS SONS contribui também para uma imagem positiva de Cem Soldos, para tornar a comunidade mais aberta, para reforçar laços intergeracionais, para o sentimento de comunidade e contribui com benefícios económicos e receitas para projectos sociais na aldeia.
Constata-se também que a satisfação geral é bastante elevada entre os visitantes. Mais de 87% declara-se muito ou totalmente satisfeito com o festival, 98% assume que provavelmente ou certamente irá voltar ao festival, e 99% recomendaria o festival aos amigos e familiares.

Tudo isto com uma banda sonora proporcional ao amor que se sente ao entrar na aldeia que se fecha de tanto abrir os braços. Os concertos são o vento que empurra paixões, amizades e encontros. O programa do BONS SONS é realçado pela sua qualidade, pelo seu enquadramento na aldeia e pela forma como consegue transmitir energia e alegria durante os quatro dias de festival.

Um festival sustentável
E depois há a sustentabilidade, uma qualidade que o BONS SONS teima e teimará ter sempre. Realçando, novamente, o facto de o festival ser erguido por voluntários, a ecologia está sempre presente de forma muito profissional e estimada. Não há desperdícios e a reciclagem ou reutilização das já famosas canecas ou copos reutilizáveis são ponto de honra na aldeia. São, acima de tudo, algo natural.
Este amor de verão já tem data marcada, de 9 a 12 de Agosto. “Em Cem Soldos há bons sons, bons palcos, boas vibrações e boas amizades. E amor de verão. O resto se verá”.

 

 

 Outras notícias - Cultura


Torres Novas: Tapadas nos 35 anos de cidade, hoje, no castelo »  2020-07-08 

Um concerto da fadista Teresa Tapadas assinala, hoje, a efeméride da elevação de Torres Novas a cidade, com o espectáculo aprazado para as 21h30, no recinto exterior do castelo de Torres Novas. Os espectáculos de música, como este, têm lotação limitada a 80 pessoas, com entrada livre mediante levantamento de bilhete no dia do espectáculo a partir das 19 horas junto à estatua D.
(ler mais...)


“A Força de Sentir”, o novo livro de António Rodrigues »  2020-06-12 

Não é um livro de memórias, mas é um livro cheio delas. António Rodrigues, nome que não precisa de maiores apresentações, apresentou na segunda-feira o seu mais recente livro, “A Força do Sentir”, numa cerimónia limitada pelas circunstâncias actuais, mas que teve honras de livreiro.
(ler mais...)


Morreu Pedro Barroso »  2020-03-17 

Pedro Barroso, um dos mais conhecidos músicos portugueses, morreu ontem à noite em Lisboa, na unidade de saúde onde estava internado, informou a família.

O artista contava 69 anos e iniciou-se no célebre programa da RTP ZipZip, em 1969, e desde então prosseguiu uma carreira de cantautor que o levou a actuar em muitos países e a percorrer praticamente todos os palcos de Portugal, sobretudo a partir de 1974.
(ler mais...)


Santarém: teatro, arte e ar livre na oferta do Círculo »  2020-02-04 

“Na Cidade”, a última criação artística do Veto teatro Oficina apresenta-se em duas datas únicas neste mês de fevereiro, no Teatro Taborda, dia 7 (sexta feira) e 8 (sábado), um espectáculo de teatro que concebido no contexto da celebração dos 150 anos de elevação de Santarém a cidade, “uma reflexão sobre a vidas nas cidades, essa realidade plena de múltiplos microcosmos, contradições, alheamentos, indiferença, egoísmos, mas também solidariedades, esperanças, amizades, surpresas”.
(ler mais...)


Música: novo single de Siul Sotnas »  2020-02-02 

Lançado na passada sexta-feira, está já disponível o mais recente single de Siul Sotnas, aliás Luis Santos, músico riachense com uma obra musical assinalável. “Um monte de gente”, canção em registo pop-rock, fala dos desajustes das personagens que retrata, mas as narrativas remetem para metáforas de uma certa interpretação dos paradoxos e contradições do tempo presente.
(ler mais...)


Actriz Céu Guerra esteve hoje em Torres Novas com alunos do concelho »  2020-01-22 

O espectáculo da Companhia de teatro «A Barraca» trouxe hoje a Torres Novas a peça de Gil Vicente "A Farsa de Inês Pereira" e contou, no final, com a presença da actriz e encenadora da peça, Maria do Céu Guerra.
(ler mais...)


David Antunes e Berg em concerto no Cineteatro São João »  2020-01-19 

O Cineteatro São João, no Entroncamento,  recebe, no dia 25 de Janeiro, pelas 21h30m, um concerto intimista, de piano, guitarra e vozes de David Antunes e Berg.

David Antunes, cantor, compositor e pianista, iniciou a sua carreira aos 6 anos a tocar com o pai.
(ler mais...)


Pedro Barroso: medalha de honra do município »  2020-01-09 

Na reunião camarária de terça-feira do executivo torrejano, foi aprovada por unanimidade a atribuição da Medalha de Honra do Município de Torres Novas a Pedro Barroso, que será entregue em ocasião a anunciar oportunamente, anuncia a autarquia em nota de imprensa.
(ler mais...)


Benção do Gado: verba de 60 mil não chegou a ser votada »  2020-01-09 

Ao contrário do que escrevemos na nossa edição de papel, que sai amanhã, a verba de 60 mil euros para apoio à festa da Bênção do Gado deste ano acabou por não ser votada na reunião do executivo municipal torrejano desta terça-feira.
(ler mais...)


Viva quem canta: a despedida de Pedro Barroso no Teatro Virgínia de Torres Novas »  2019-12-22 

Aberto o pano e sem uma palavra dita ainda, do público que enchia por completo o Teatro Virgínia irrompeu um espontâneo e caloroso aplauso, a primeira das muitas ovações a um Pedro Barroso que anunciara ser ali, naquela noite de 21 de Dezembro, o último espectáculo da sua carreira, iniciada precisamente há 50 anos.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)