• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Domingo, 12 Julho 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qua.
 38° / 19°
Céu limpo
Ter.
 35° / 21°
Períodos nublados
Seg.
 39° / 23°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  37° / 20°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Município paga 100 mil por imóveis para o Museu Agrícola de Riachos

Cultura  »  2019-08-13 

Duas das fracções têm inquilinos

 

O Município de Torres Novas vai adquirir fracções urbanas junto ao antigo lagar, na Rua do Sargaço e Rua Dr. José Marques, em Riachos, onde estão a funcionar diversos departamentos do NAR - Núcleo de Artes Riachense e do Museu Agrícola de Riachos. O valor da aquisição será de 102 mil euros. Bloco de Esquerda votou contra.

“A compra afigura-se determinante para o crescimento e requalificação da componente expositiva e das reservas e espaços de trabalho do Museu Agrícola de Riachos. Permitirá também que o NAR, que desenvolve a grande maioria das suas actividades nas instalações contíguas ao museu, continue o seu trabalho de promoção, preservação e salvaguarda do património”, diz a maioria socialista em nota de imprensa.

Há cerca de 20 anos a câmara tinha já comprado à família do dr. José Marques o edifício agrícola onde funciona o museu, o antigo lagar, quintal e dependências anexas. Agora, por mais 100 mil euros, adquire outras instalações contíguas aos herdeiros de Carlos Trincão Marques, uma decisão que mereceu a desconfiança do presidente da Junta de Riachos. José Júlio acha mais prioritário o projecto de recuperação da Casa do Povo para auditório, temendo que o gasto destes 100 mil euros venha a ser usado como desculpa pelos socialistas para o adiamento de outras aquisições que estão há anos na calha, e de mais baixo custo, como por exemplo o edifício do mercado.

Na sua declaração de voto, Pedro Ferreira admite e reconhece as reticências da Junta de Freguesia de Riachos: “Auscultada que foi a Junta de Freguesia sobre esta possível aquisição por parte do município, a mesma, não descurando o interesse e importância para Riachos desta aquisição, sublinhou a importância de outros imóveis que considerou importantes para Riachos, como o edifício da ex-sede da SOPOVO e o espaço do velho Mercado”, escreveu o presidente.

Já o Bloco de Esquerda foi mais directo ao assunto, referindo que as instalações ao serviço do Museu e do NAR estão as ser utilizadas há muito tempo, em regime de comodato, enquanto as outras duas que vão no pacote, uma casa de habitação e uma oficina, têm inquilinos e portanto assim vão ficar: “O BE não concorda que esta aquisição tenha prioridade sobre todas as outras hipóteses de aquisição de imóveis para futuros equipamentos públicos na Freguesia de Riachos. Não se entende o porquê da pressa em concretizar esta aquisição. Não está em causa o normal funcionamento do Museu e de todas as suas actividades, pois existe um contrato de comodato em vigor e passível de ser renovado”, dizem os bloquistas.

O BE recorda que a Câmara Municipal decidiu em reunião de 12 de Setembro de 2014 mandatar o presidente para realizar as negociações para a aquisição do mercado e do Cinema Olímpia, em Riachos. “Já é conhecida a proposta para a aquisição do mercado (60 mil euros). O argumento do presidente, de que é necessário um projecto para o mercado de Riachos, não tem cabimento, pois a Câmara ao votar a aquisição do espaço, votou também a implementação de um projecto em concreto”. Pergunta finalmente o Bloco: “Porque é que a Câmara compra as fracções que correspondem a uma casa de habitação e a uma oficina? Porquê? Nada têm a ver com o museu. Qual o interesse público nesta aquisição?”

Apesar da polémica, a aquisição dos imóveis foi aprovada por maioria (PS e PSD) pelo executivo municipal na reunião de câmara de 23 de Julho, com voto contra do Bloco de Esquerda.

 

 

 Outras notícias - Cultura


Torres Novas: Tapadas nos 35 anos de cidade, hoje, no castelo »  2020-07-08 

Um concerto da fadista Teresa Tapadas assinala, hoje, a efeméride da elevação de Torres Novas a cidade, com o espectáculo aprazado para as 21h30, no recinto exterior do castelo de Torres Novas. Os espectáculos de música, como este, têm lotação limitada a 80 pessoas, com entrada livre mediante levantamento de bilhete no dia do espectáculo a partir das 19 horas junto à estatua D.
(ler mais...)


“A Força de Sentir”, o novo livro de António Rodrigues »  2020-06-12 

Não é um livro de memórias, mas é um livro cheio delas. António Rodrigues, nome que não precisa de maiores apresentações, apresentou na segunda-feira o seu mais recente livro, “A Força do Sentir”, numa cerimónia limitada pelas circunstâncias actuais, mas que teve honras de livreiro.
(ler mais...)


Morreu Pedro Barroso »  2020-03-17 

Pedro Barroso, um dos mais conhecidos músicos portugueses, morreu ontem à noite em Lisboa, na unidade de saúde onde estava internado, informou a família.

O artista contava 69 anos e iniciou-se no célebre programa da RTP ZipZip, em 1969, e desde então prosseguiu uma carreira de cantautor que o levou a actuar em muitos países e a percorrer praticamente todos os palcos de Portugal, sobretudo a partir de 1974.
(ler mais...)


Santarém: teatro, arte e ar livre na oferta do Círculo »  2020-02-04 

“Na Cidade”, a última criação artística do Veto teatro Oficina apresenta-se em duas datas únicas neste mês de fevereiro, no Teatro Taborda, dia 7 (sexta feira) e 8 (sábado), um espectáculo de teatro que concebido no contexto da celebração dos 150 anos de elevação de Santarém a cidade, “uma reflexão sobre a vidas nas cidades, essa realidade plena de múltiplos microcosmos, contradições, alheamentos, indiferença, egoísmos, mas também solidariedades, esperanças, amizades, surpresas”.
(ler mais...)


Música: novo single de Siul Sotnas »  2020-02-02 

Lançado na passada sexta-feira, está já disponível o mais recente single de Siul Sotnas, aliás Luis Santos, músico riachense com uma obra musical assinalável. “Um monte de gente”, canção em registo pop-rock, fala dos desajustes das personagens que retrata, mas as narrativas remetem para metáforas de uma certa interpretação dos paradoxos e contradições do tempo presente.
(ler mais...)


Actriz Céu Guerra esteve hoje em Torres Novas com alunos do concelho »  2020-01-22 

O espectáculo da Companhia de teatro «A Barraca» trouxe hoje a Torres Novas a peça de Gil Vicente "A Farsa de Inês Pereira" e contou, no final, com a presença da actriz e encenadora da peça, Maria do Céu Guerra.
(ler mais...)


David Antunes e Berg em concerto no Cineteatro São João »  2020-01-19 

O Cineteatro São João, no Entroncamento,  recebe, no dia 25 de Janeiro, pelas 21h30m, um concerto intimista, de piano, guitarra e vozes de David Antunes e Berg.

David Antunes, cantor, compositor e pianista, iniciou a sua carreira aos 6 anos a tocar com o pai.
(ler mais...)


Pedro Barroso: medalha de honra do município »  2020-01-09 

Na reunião camarária de terça-feira do executivo torrejano, foi aprovada por unanimidade a atribuição da Medalha de Honra do Município de Torres Novas a Pedro Barroso, que será entregue em ocasião a anunciar oportunamente, anuncia a autarquia em nota de imprensa.
(ler mais...)


Benção do Gado: verba de 60 mil não chegou a ser votada »  2020-01-09 

Ao contrário do que escrevemos na nossa edição de papel, que sai amanhã, a verba de 60 mil euros para apoio à festa da Bênção do Gado deste ano acabou por não ser votada na reunião do executivo municipal torrejano desta terça-feira.
(ler mais...)


Viva quem canta: a despedida de Pedro Barroso no Teatro Virgínia de Torres Novas »  2019-12-22 

Aberto o pano e sem uma palavra dita ainda, do público que enchia por completo o Teatro Virgínia irrompeu um espontâneo e caloroso aplauso, a primeira das muitas ovações a um Pedro Barroso que anunciara ser ali, naquela noite de 21 de Dezembro, o último espectáculo da sua carreira, iniciada precisamente há 50 anos.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2020-06-12  “A Força de Sentir”, o novo livro de António Rodrigues
»  2020-07-08  Torres Novas: Tapadas nos 35 anos de cidade, hoje, no castelo