• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Segunda, 26 Fevereiro 2024    •      Directora: Inês Vidal; Director-adjunto: João Carlos Lopes    •      Estatuto Editorial    •      História do JT
   Pesquisar...
Qua.
 16° / 6°
Períodos nublados
Ter.
 14° / 6°
Períodos nublados
Seg.
 14° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  17° / 12°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Ministro da Cultura inaugurou nova Casa Humberto Delgado

Cultura  »  2023-10-08 

O ministro da Cultura, Adão e Silva, inaugurou no domingo, dia 1 de Outubro, a requalificação da Casa Humberto Delgado, em Boquilobo, Brogueira, após obras de reabilitação do edifício, agora transformado em Centro Humberto Delgado (CHUDE), um Centro de Estudos e Observatório da Liberdade. Antes de seguir para o Boquilobo, Pedro Adão e Silva esteve também na central do Caldeirão, para visitar o núcleo museológico ali instalado e inaugurado no passado dia 1 de Maio.

 A cerimónia em Boquilobo foi acompanhada por dois excelentes grupos de músicos do Choral Phydellius, abrindo e fechando os discursos oficiais que estiveram a cargo de Manuel Júnior, presidente da União das Juntas de Freguesia, que proferiu uma breve mas assertiva e inspirada alocução, bem à altura das circunstâncias, do presidente da Câmara, Pedro Ferreira, de Rita Delgado, a única neta-mulher viva do general Humberto Delgado e do ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, que fez um brilhante discurso, mostrando que veio a Boquilobo com inquestionável interesse pessoal. Tratou-se de autêntico discurso de Estado, que valorizou indelevelmente a cerimónia. Estiveram presentes vários membros da família, com destaque para a filha do general, Iva Delgado.

 O Centro Humberto Delgado - CHUDE aberto no domingo resulta da requalificação da antiga Casa Memorial Humberto Delgado, inaugurada em 1996 pelo Presidente da República de então, Jorge Sampaio. Os edifícios tinham sido adquiridos pelo engenheiro Jorge Oliveira, cerca de 1990, que os ofereceu à junta da Freguesia de Brogueira, a quem de resto pertencem. Nessa altura, a Casa Memorial Humberto Delgado, assim ficou a chamar-se, ficou sob a tutela de uma associação criada para o efeito e sob a direcção da vereadora Manuel Tolda, já o PS era poder maioritário na Câmara.

 Mais tarde, na presidência camarária de António Rodrigues, a Casa esteve sob a gestão da Associação do Património de Riachos – Museu Agrícola, até que acabou por encerrar, ficando anos em qualquer actividade. O actual projecto, que veio resgatar a Casa Humberto Delgado de uma situação de abandono por parte de todas (efectivamente todas) as entidades com responsabilidades na situação, foi concebido e desenvolvido pela técnica superior do Município, Margarida Freire Moleiro, que articulou a produção de conteúdos e o estabelecimento de protocolos com instituições ligadas à história contemporânea. O projecto foi financiado no âmbito do PDR2020, inclui a casa onde nasceu Humberto Delgado, uma área de exposições temporárias e uma biblioteca temática dedicada não só à biografia de Humberto Delgado, mas também aos temas da história e da sociedade contemporâneas.

O CHUDE, assegura o Museu Municipal, parte do legado de Humberto Delgado “para se constituir como um espaço de consciencialização cívica e de estímulo ao pensamento crítico, pugnando pelos valores da Liberdade, da Tolerância e da Pluralidade, de divulgação e de memória da resistência à ditadura portuguesa e ainda como centro de estudos, ligado a universidades e a bibliotecas, arquivos e museus de temáticas congéneres”. No âmbito da salvaguarda da memória, o CHUDE, que é agora um núcleo do Museu Municipal de Torres Novas, tem como missão a recolha e divulgação de fontes documentais relacionadas com Humberto Delgado, a oposição ao Estado Novo e o republicanismo, na freguesia e no concelho.

 Exposição “Torrejanos da Liberdade”

A exposição inaugural do Centro Humberto Delgado, “Torrejanos da Liberdade”, representa uma homenagem a todas as pessoas que no concelho de Torres Novas, de algum modo, lutaram pela Liberdade, desde os alvores do republicanismo até à resistência à ditadura do Estado Novo. A primeira exposição do CHUDE é também um apelo à construção conjunta de uma memória de resistência. Sabendo-se que se trata de um trabalho em curso, todos os que passam pela exposição são convidados a contribuir com nomes e histórias da resistência. É de referir ainda que para a construção da exposição “Torrejanos da Liberdade” foi essencial recorrer à pesquisa já realizada por João Carlos Lopes, publicada em livro em 2021 (“Comunistas. Uma história do PCP em Torres Novas”), tendo os conteúdos gerais sido da responsabilidade de Gabriel de Oliveira Feitor que, com Margarida Moleiro, coordenou a exposição e o catálogo.

 Casa onde nasceu Humberto Delgado

Assim, nesta casa de arquitectura tradicional, onde nasceu Humberto Delgado, cujo projecto de restauro foi da responsabilidade do arquitecto Nuno Santana, estão disponíveis, segundo informação do Museu Municipal de Torres Novas, conteúdos sobre Humberto Delgado (vídeo e áudio), conteúdos sobre a Homenagem realizada a Humberto Delgado, na Brogueira e no Boquilobo, em 22 de setembro de 1976 (vídeo), sobre a arquitetura da casa (parede descoberta para observação das técnicas utilizadas e painéis explicativos), Centro de Documentação/Biblioteca dedicada aos temas da História Contemporânea de Portugal, Humberto Delgado, Oposição e resistência à ditadura portuguesa, um mupi interativo com conteúdos (em português) sobre Humberto Delgado, Republicanismo (Torres Novas), Biografias breves de presos políticos torrejanos (a partir da exposição “Torrejanos da Liberdade”), Observatório da Liberdade (em construção).

O CHUDE - Centro Humberto Delgado está aberto ao público, nos seguintes horários: de terça a domingo, Outubro a Março, 9h-13h/14h-17h; Abril a Setembro, 10h-13h/14h-18h.

 

 

 Outras notícias - Cultura


Novo livro de Maria Sarmento, sábado na biblioteca »  2023-11-27 

A Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes recebe sábado, dia 2 de Dezembro, pelas 15h30, o lançamento do tomo II da trilogia "Alma d`Hybris": Alma d`Hybris - Livro de Saudades do Futuro, da escritora torrejana Maria Sarmento.

Autora de um trabalho poético continuado desde o início dos anos 80, Maria Sarmento traz agora a público o segundo volume do seu tríptico em que o transcendente e o imanente reflectem na sua dualidade a unidade da matéria prima – a palavra poética.
(ler mais...)


LIVROS: Sexta, no São João do Entroncamento, Manuel Fernandes Vicente apresenta "A Tentação do Mar" »  2023-11-27 

 

O escritor e jornalista Manuel Fernandes Vicente vai apresentar na sexta-feira, dia 1 de Dezembro, às 16h30, no Cineteatro São João, no Entroncamento, o seu novo livro A Tentação do Mar, uma obra em que o autor recorre a pequenas histórias cheias de grandes temas e convicções para discorrer sobre a relação histórica, actual e também perspectivada para o futuro entre Portugal e o Mar.
(ler mais...)


Novo livro de António Mário Santos: “Os Judeus em Torres Novas” é apresentado sábado na biblioteca »  2023-11-01 

 

Era com alguma expectativa que os amantes da história local, e de um modo particular todos os que se interessam pela acção da Inquisição em Torres Novas, vinham aguardando o livro de António Mário Santos versando exactamente essa temática.
(ler mais...)


Teatro Meia Via estreia "O Inspector", de Nikolai Gógol »  2023-11-01 

O Teatro Meia Via, Associação Cultural de Torres Novas, vai estrear no dia 4 de Novembro às 21h00, no Teatro Maria Noémia, na Meia Via, a sua nova peça "O Inspector", do dramaturgo russo Nilkolai Gógol.

Volvidos 22 anos do seu nascimento, o Teatro Meia Via, Associação Cultural de Torres Novas apresenta em 2023 aquela que é a sua 22° produção Teatral, desta feita enveredando uma vez mais pelo fértil teatro russo do século XIX e por uma grande "embarcação": “O Inspector”, de Nikolai Gógol.
(ler mais...)


“Senhores de Fátima – Torres Novas e os acontecimentos da Cova da Iria” apresentado dia 14 »  2023-10-08 

“Senhores de Fátima – Torres Novas e os acontecimentos da Cova da Iria”, um novo livro de João Carlos Lopes, vai ser apresentado no próximo dia 14 de Outubro, sábado, pelas 15h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Torres Novas.
(ler mais...)


Câmara dá 6 mil por “direitos” de música publicada há mais de dois anos »  2023-08-29 

O caso não deixa de ser, no mínimo, insólito: a Câmara de Torres Novas acaba de comprar os “direitos” de uma música, sobre a qual foi produzido um vídeo-disco há dois anos e meio, publicado livremente e partilhado desde então no youtube, contando com cerca de 30 mil visualizações.
(ler mais...)


Torreshopping: exposição de arqueologia »  2023-08-08 

Com o objectivo de valorizar o património arqueológico do concelho de Torres Novas e divulgá-lo junto da comunidade, o Torreshopping recebe a exposição “Os Romanos Entre Nós: Testemunhos”, até 21 de Agosto.
(ler mais...)


Cinema: estreia do filme “DASEIN”, hoje, na Biblioteca Municipal »  2023-07-28 

A Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes recebe, hoje, 28 de Julho às 21h30, a estreia do filme “DASEIN”, da autoria de João Canuto, numa iniciativa de entrada livre direccionada a maiores de 16 anos.

Nesta longa-metragem de ficção apresenta-se a segunda parte de “uma trilogia antológica focada em ciclos autodestrutivos, tendo como temas principais os direitos humanos, a igualdade, o perigo das ideologias extremistas e a raiz ou origem da discriminação”, lê-se na sinopse.
(ler mais...)


BARQUINHA: Aurea anima Feira do Tejo 2023 »  2023-06-10 

A cantora portuguesa Aurea é uma das principais atrações da edição deste ano da Feira do Tejo, o maior evento anual do concelho de Vila Nova da Barquinha. Durante cinco dias de festa, até 13 de junho, Vila Nova da Barquinha não vai parar, com animação para toda a família.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)