• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quarta, 19 Fevereiro 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sáb.
 22° / 7°
Períodos nublados
Sex.
 21° / 7°
Céu limpo
Qui.
 19° / 5°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  19° / 5°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Jorge Fazenda lança livro de memórias dia 21

Cultura  »  2018-04-06 

São memórias de uma vida, numa escolha selectiva, e o autor assume-o, de momentos felizes e generosos

“Nas longas caminhadas por montes e vales que diariamente fazia nos arredores, travava conhecimento com um mundo fantástico que, aos poucos, ia substituindo aquele a que toda a vida julgara pertencer”: não se sabe onde fica a elevação em que se ergue uma antiga árvore agora confidente do autor e, mais que isso, criatura irmã de uma vida finalmente reconfigurada e atada aos fios das gerações anteriores, não só de homens e mulheres, mas também de outras plantas e árvores, bichos, cheiros, ventos, aragens e sombras. Nas últimas páginas do livro, revela-se o diálogo reparador com a velha azinheira, e dela exala a energia para o dia seguinte de uma temporada de longo curso, como o vôo dos aviões que atravessam continentes.

Diz-se na badana que Jorge Marques Fazenda foi estudante, escriturário, desenhador, topógrafo, fotógrafo, operador de reactor, militar, comissário de bordo, proprietário de restaurante, pintor de artes plásticas, músico, autarca: dessas mil vidas, teria o antigo presidente da Junta de Freguesia de Alcorochel outras tantas histórias para contar num livro que seria imenso e que, parte dele, ficará na memória da árvore companheira. Que poderá situar-se tanto numa encosta do prodigioso vale do ribeiro do Pau, de Alcorochel, como numa onda desse mar de calor e pedra da Charneca. Não se sabe.

Jorge Marques Fazenda correu mundo a bordo dos grandes pássaros e viu paisagens e ouviu gentes, ventura arredada ao comum dos mortais. Só essas histórias dariam vários capítulos, conhecendo-se como se conhece a arte do autor para pintar palavras, mesmo apenas ditas, desses mundos maravilhosos que se abriam ao olhar do menino nascido em Alcântara mas com raízes profundas em Alcorochel, para onde voltaria há cerca de 20 anos.
O livro, que vai ser apresentado no dia 21 de Abril na biblioteca de Torres Novas, abre por isso com um punhado de histórias da infância e da juventude lisboeta do pequeno Jorge, ainda a sonhar ser guarda-redes e enredado em jogos de bola com sapatos de verniz, histórias algumas, belíssimas aliás, já conhecidas de outras vivências literárias.

“À Flor da Pele” inclui, a par e passo, textos poéticos que de alguma forma posicionam o pensamento do autor sobre as coisas do mundo e da vida ou enquadram sequências de histórias, paragens para respiro de outras histórias: de Lisboa, de África, das Europas, dos muitos cenários percorridos e avidamente vividos.

São memórias de uma vida, numa escolha selectiva, e o autor assume-o, de momentos felizes e generosos, como se o filme tivesse quase sempre cenas luminosas, abraços gratificantes, vivências solares e promissoras que parecem só ter sido possíveis nas joviais décadas de 60 e 70 do século passado. Não há, pois, lugar para azedumes e cinismos.

Nem mesmo as pequenas memórias do regresso do autor à terra das suas raízes e nela a sua experiência, já numa fase madura, de dirigente associativo, animador cultural ou autarca, que reergueu a aldeia para um patamar de felicidade comunitária nunca vista para depois tudo se esfumar num pôr-do-sol de equívocos e algum desamor, nem isso logrou tirá-lo de um rumo narrativo afastado de qualquer sentimento de acerto de contas com as frustrações.

Desse último acto comunitário de uma vida, fica a elegante metáfora de uma história a fazer-nos lembrar que um palmo de terra não vale guerras nem arrelias. Que a vida vale imensamente mais que isso. Jorge Fazenda vai falar-nos de tudo isto, aos seus muitos amigos e a todos quantos queiram estar com ele na biblioteca de Torres Novas, dia 21 à tarde.

 

 

 Outras notícias - Cultura


Santarém: teatro, arte e ar livre na oferta do Círculo »  2020-02-04 

“Na Cidade”, a última criação artística do Veto teatro Oficina apresenta-se em duas datas únicas neste mês de fevereiro, no Teatro Taborda, dia 7 (sexta feira) e 8 (sábado), um espectáculo de teatro que concebido no contexto da celebração dos 150 anos de elevação de Santarém a cidade, “uma reflexão sobre a vidas nas cidades, essa realidade plena de múltiplos microcosmos, contradições, alheamentos, indiferença, egoísmos, mas também solidariedades, esperanças, amizades, surpresas”.
(ler mais...)


Música: novo single de Siul Sotnas »  2020-02-02 

Lançado na passada sexta-feira, está já disponível o mais recente single de Siul Sotnas, aliás Luis Santos, músico riachense com uma obra musical assinalável. “Um monte de gente”, canção em registo pop-rock, fala dos desajustes das personagens que retrata, mas as narrativas remetem para metáforas de uma certa interpretação dos paradoxos e contradições do tempo presente.
(ler mais...)


Actriz Céu Guerra esteve hoje em Torres Novas com alunos do concelho »  2020-01-22 

O espectáculo da Companhia de teatro «A Barraca» trouxe hoje a Torres Novas a peça de Gil Vicente "A Farsa de Inês Pereira" e contou, no final, com a presença da actriz e encenadora da peça, Maria do Céu Guerra.
(ler mais...)


David Antunes e Berg em concerto no Cineteatro São João »  2020-01-19 

O Cineteatro São João, no Entroncamento,  recebe, no dia 25 de Janeiro, pelas 21h30m, um concerto intimista, de piano, guitarra e vozes de David Antunes e Berg.

David Antunes, cantor, compositor e pianista, iniciou a sua carreira aos 6 anos a tocar com o pai.
(ler mais...)


Pedro Barroso: medalha de honra do município »  2020-01-09 

Na reunião camarária de terça-feira do executivo torrejano, foi aprovada por unanimidade a atribuição da Medalha de Honra do Município de Torres Novas a Pedro Barroso, que será entregue em ocasião a anunciar oportunamente, anuncia a autarquia em nota de imprensa.
(ler mais...)


Benção do Gado: verba de 60 mil não chegou a ser votada »  2020-01-09 

Ao contrário do que escrevemos na nossa edição de papel, que sai amanhã, a verba de 60 mil euros para apoio à festa da Bênção do Gado deste ano acabou por não ser votada na reunião do executivo municipal torrejano desta terça-feira.
(ler mais...)


Viva quem canta: a despedida de Pedro Barroso no Teatro Virgínia de Torres Novas »  2019-12-22 

Aberto o pano e sem uma palavra dita ainda, do público que enchia por completo o Teatro Virgínia irrompeu um espontâneo e caloroso aplauso, a primeira das muitas ovações a um Pedro Barroso que anunciara ser ali, naquela noite de 21 de Dezembro, o último espectáculo da sua carreira, iniciada precisamente há 50 anos.
(ler mais...)


Quinta da Cardiga: uma história escrita por Luís Batista »  2019-11-18 

O livro de Luís Batista “Cardiga ou a História de uma Quinta” (1169-2019), foi apresentado publicamente ontem, dia 16 de Novembro. A Adega dos Frades, no Palácio da Quinta da Cardiga, foi o local escolhido para a apresentação pública do livro, numa cerimónia organizada pelos municípios abrangidos pelo território da Quinta da Cardiga, Entroncamento, Golegã e Vila Nova da Barquinha.
(ler mais...)


Torres Novas: Britannia House entregou mais de 50 diplomas de Cambridge »  2019-11-17 

O centro de línguas Britannia House homenageou os seus alunos em mais uma cerimónia de entrega de diplomas, que se realizou hoje, 17 de Novembro, durante a tarde, no Teatro Virgínia.

Mais de 50 alunos receberam pela mão de Tim Perry, representante do British Council, os seus diplomas dos exames da Universidade Cambridge, realizados no final do ano lectivo transacto.
(ler mais...)


Santarém: temporada do Círculo Cultural com programa diversificado »  2019-11-05 

Com um programa diversificado, prossegue a Temporada de Outono, organizada pelo Círculo Cultural Scalabitano. Será um domingo, dia 10 de Novembro pleno de oportunidades para públicos distintos.

Assim, para os amantes das caminhadas, logo pelas 9H00 da manhã, tem inicio a segunda caminhada de outono, com partida da Avenida Bernardo Santareno, junto à Pastelaria Delícia, de onde se seguirá em carros próprios, para Marianos – Almeirim.
(ler mais...)


 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2020-01-22  Actriz Céu Guerra esteve hoje em Torres Novas com alunos do concelho
»  2020-02-02  Música: novo single de Siul Sotnas
»  2020-02-04  Santarém: teatro, arte e ar livre na oferta do Círculo