• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Terça, 20 Agosto 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qui.
 38° / 22°
Períodos nublados
Qua.
 37° / 18°
Céu limpo
Ter.
 33° / 14°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  26° / 15°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A grande festa da música do concelho de Torres Novas

Cultura  »  2018-10-14 

Não é fácil encontrar palavras para dizer o que significa o encontro de bandas filarmónicas do concelho de Torres Novas, realizado este domingo, 14 de Outubro, na praça 5 de Outubro, bem no coração da cidade.

Em primeiro lugar, trata-se da maior e mais importante reunião de músicos, em termos absolutos, que se pode fazer no concelho, quase 300, a representar oito filarmónicas: não há nenhuma outra expressão musical local, do pop ao rock, do fado à música tradicional, que neste momento transmita esta vitalidade e energia. Depois, as filarmónicas do concelho, oito em actividade neste momento, corporizam o mais poderoso movimento artístico e musical do concelho e da região, já que nenhum concelho das redondezas (haverá outro no país?) possuirá oito filarmónicas, sete das quais centenárias, em actividade. Finalmente, as filarmónicas são bandeiras de resistência das comunidades locais e, ao mesmo tempo, instituições de excelência na instrução e educação musical de centenas de jovens.

As filarmónicas do concelho de Torres Novas são um caso sério de promoção e desenvolvimento da música, representam um esforço das comunidades deste concelho (e da cidade) em manter instituições de enorme prestígio e importância histórica e cultural e de representação simbólica das populações. A singularidade do caso torrejano assenta no facto de persistirem, ainda em actividade mais de um século depois, oito das dez filarmónicas que chegaram a existir. Ficaram pelo caminho, apenas, a Sociedade Filarmónica de Vila do Paço e a Sociedade Musical Argense.

Os encontros de bandas do concelho de Torres Novas têm uma longa história. Começaram a realizar-se ainda nos anos 70 do século passado, quando aconteceram várias edições seguidas, depois nos anos 90 o município retomou essa actividade (a estas oito bandas, somava-se, ainda no activo, a Sociedade Musical Instrução e Recreio Argense), também com uma longa série de edições e, este ano, a grande festa da música de Torres Novas regressou, ainda pela mão do município, tendo contado com a participação da Banda Operária Torrejana, a mais antiga em actividade, Centro Recretivo e Musical de Outeiro Grande, Sociedade Musical União Matense, Sociedade Filarmónica União Pedroguense, Sociedade Filarmónica Velha Riachense, Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense, Sociedade Filarmónica Lealdade União Ribeirense e Sociedade Musical União e Trabalho (Lapas), que vai ser centenária em 2020.

Todas as filarmónicas presentes se apresentarm ao mais nível em termos de qualidade de execução musical, estiveram superiormente dirigidas e, das suas actuações, transpareceu o empenhamento dos músicos e o trabalho das direcções em manter viva uma chama que mobiliza todos quantos são capazes de se maravilhar e sentir a beleza de uma filarmónica.

Fez bem o município em prolongar o aluguer do pavilhão desmontável para acolher este encontro de bandas, fez bem em distribuir um programa de concerto impecavelmente produzido, e tudo estaria perfeito se não faltasse, em cada um dos palcos, um pano de cenário a deixar para a posteridade, nas imagens e nos olhares, o que ali estava decorrer. É uma falha imperdoável, que não se desculpa nem a amadores, mas que não deslustra o balanço final de uma iniciativa de mérito e que, claramente, terá de tornar-se uma “instituição” anual.

 

 

 

 

 Outras notícias - Cultura


Município paga 100 mil por imóveis para o Museu Agrícola de Riachos »  2019-08-13 

 

O Município de Torres Novas vai adquirir fracções urbanas junto ao antigo lagar, na Rua do Sargaço e Rua Dr. José Marques, em Riachos, onde estão a funcionar diversos departamentos do NAR - Núcleo de Artes Riachense e do Museu Agrícola de Riachos.
(ler mais...)


Actualização: Passatempo Bons Sons até domingo »  2019-07-29 

Aproxima-se o festival Bons Sons e, como habitualmente, o JORNAL TORREJANO tem cinco entradas para distribuir por leitores, que só têm de participar neste passatempo para se habilitarem ao sorteio. Dado que o fluxo de participantes, especialmente forte nos primeiros dias, já praticamente parou, não adianta manter aberto o passatempo por mais tempo e assim, domingo, será o limite.
(ler mais...)


Manuel Fernandes Vicente: novo livro é apresentado dia 13 »  2019-07-06 

“O Vento das Sete Serras” é o título do novo livro do professor e jornalista Manuel Fernandes Vicente, um beirão radicado no Entroncamento há décadas e um dos mais apreciados repórteres e cronistas da região.
(ler mais...)


ZêzereArts regressa com a melhor música erudita »  2019-07-03 

O ZêzereArts está de regresso, comprometido com a divulgação da música erudita da região. Entre os dias 14 e 27 de Julho de 2019, Ferreira do Zêzere, Tomar, Vila Nova da Barquinha, e também Batalha e, ainda, Dornes recebem concertos, recitais e exposições de arte.
(ler mais...)


Intemporal inquietação, por Carlos Tomé »  2019-07-03 

Quando os primeiros acordes da Gare de Austerlitz se fizeram ouvir no Estúdio Alfa, em Torres Novas, no último sábado de Junho, fui imediatamente transportado para a o concerto do José Mário Branco na Aula Magna, em 1982.
(ler mais...)


BONS SONS: o cartaz em detalhe, todos os artistas e final com Júlio Pereira »  2019-06-28 

 O BONS SONS está à porta, entre 8 e 11 de Agosto, em Cem Soldos, uma aldeia em manifesto aqui tão pertinho Quatro dias, dois novos palcos (10 palcos) e mais de cinquenta concertos, num recinto mais alargado. Há mais aldeia e menos pessoas, tendo a lotação diminuído de 40 mil para 35 mil pessoas, nesta edição comemorativa dos 13 anos e das 10 edições.
(ler mais...)


Phydellius: música em festa no Teatro Virgínia »  2019-06-20 

O Teatro Virgínia foi ontem palco de mais uma excelente jornada artística, com a realização do Concerto Semper Phydellius 2019, num encerramento em beleza das actividades lectivas do Conservatório.

Em palco estiveram 70 jovens músicos e coralistas a solo, em ensemble e em orquestra, numa magnífica mostra do trabalho realizado pela instituição, através de uma selecção classes disciplinares e dos 28 docentes e colaboradores especializados da escola de música.
(ler mais...)


Sérgio Godinho fecha última noite das festas da cidade »  2019-06-19 

As Festas da Cidade (ou do Almonda, consoante os humores), que assinalam anualmente a elevação de Torres Novas a cidade, realizam-se este ano entre 4 e 7 de Julho, como habitualmente no Jardim da Fontinha. Destaque para a presença de Sérgio Godinho, 25 anos após a sua primeira actuação na cidade.
(ler mais...)


Por este rio abaixo: fotografias de Abílio Dias »  2019-06-06 

“O Almonda da nascente à foz” - foi este o programa cumprido por Abílio Dias, fotógrafo amador torrejano, que durante alguns anos fez imagens do curso do rio e agora as mostra numa exposição patente no edifício do antigo hospital até final de Julho.
(ler mais...)


Bertino Coelho Martins homenageado pelo Fórum Ribatejo na Barquinha »  2019-05-25 

Bertino Coelho Martins, natural de Lapas, um dos maiores vultos da cultura torrejana e da região ribatejana, foi homenageado hoje, dia 25, na Barquinha, no decorrer do II Encontro de Cultura Popular do Ribatejo, organizado pelo Fórum Ribatejo em parceria com a autarquia barquinhense.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2019-07-29  Actualização: Passatempo Bons Sons até domingo
»  2019-08-13  Município paga 100 mil por imóveis para o Museu Agrícola de Riachos