• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Quarta, 14 de Novembro de 2018
Pesquisar...
Sáb.
 20° / 11°
Céu nublado
Sex.
 20° / 10°
Períodos nublados
Qui.
 21° / 11°
Períodos nublados com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  21° / 10°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A grande festa da música do concelho de Torres Novas

Cultura  »  2018-10-14 

Não é fácil encontrar palavras para dizer o que significa o encontro de bandas filarmónicas do concelho de Torres Novas, realizado este domingo, 14 de Outubro, na praça 5 de Outubro, bem no coração da cidade.

Em primeiro lugar, trata-se da maior e mais importante reunião de músicos, em termos absolutos, que se pode fazer no concelho, quase 300, a representar oito filarmónicas: não há nenhuma outra expressão musical local, do pop ao rock, do fado à música tradicional, que neste momento transmita esta vitalidade e energia. Depois, as filarmónicas do concelho, oito em actividade neste momento, corporizam o mais poderoso movimento artístico e musical do concelho e da região, já que nenhum concelho das redondezas (haverá outro no país?) possuirá oito filarmónicas, sete das quais centenárias, em actividade. Finalmente, as filarmónicas são bandeiras de resistência das comunidades locais e, ao mesmo tempo, instituições de excelência na instrução e educação musical de centenas de jovens.

As filarmónicas do concelho de Torres Novas são um caso sério de promoção e desenvolvimento da música, representam um esforço das comunidades deste concelho (e da cidade) em manter instituições de enorme prestígio e importância histórica e cultural e de representação simbólica das populações. A singularidade do caso torrejano assenta no facto de persistirem, ainda em actividade mais de um século depois, oito das dez filarmónicas que chegaram a existir. Ficaram pelo caminho, apenas, a Sociedade Filarmónica de Vila do Paço e a Sociedade Musical Argense.

Os encontros de bandas do concelho de Torres Novas têm uma longa história. Começaram a realizar-se ainda nos anos 70 do século passado, quando aconteceram várias edições seguidas, depois nos anos 90 o município retomou essa actividade (a estas oito bandas, somava-se, ainda no activo, a Sociedade Musical Instrução e Recreio Argense), também com uma longa série de edições e, este ano, a grande festa da música de Torres Novas regressou, ainda pela mão do município, tendo contado com a participação da Banda Operária Torrejana, a mais antiga em actividade, Centro Recretivo e Musical de Outeiro Grande, Sociedade Musical União Matense, Sociedade Filarmónica União Pedroguense, Sociedade Filarmónica Velha Riachense, Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense, Sociedade Filarmónica Lealdade União Ribeirense e Sociedade Musical União e Trabalho (Lapas), que vai ser centenária em 2020.

Todas as filarmónicas presentes se apresentarm ao mais nível em termos de qualidade de execução musical, estiveram superiormente dirigidas e, das suas actuações, transpareceu o empenhamento dos músicos e o trabalho das direcções em manter viva uma chama que mobiliza todos quantos são capazes de se maravilhar e sentir a beleza de uma filarmónica.

Fez bem o município em prolongar o aluguer do pavilhão desmontável para acolher este encontro de bandas, fez bem em distribuir um programa de concerto impecavelmente produzido, e tudo estaria perfeito se não faltasse, em cada um dos palcos, um pano de cenário a deixar para a posteridade, nas imagens e nos olhares, o que ali estava decorrer. É uma falha imperdoável, que não se desculpa nem a amadores, mas que não deslustra o balanço final de uma iniciativa de mérito e que, claramente, terá de tornar-se uma “instituição” anual.

 

 

 

 

 Outras notícias - Cultura


Chamusca: Orquestra da Casa Pia dá concerto dia 24 »  2018-11-14 

“Casa Pia no Coração do Ribatejo” é o lema do concerto que vai ser dado pela Orquestra da Casa Pia, no próximo dia 24 de Novembro, no cineteatro da Chamusca, às 18h.

A Casa Pia da Lisboa tem como uma das suas marcas identitárias a oportunidade que proporciona aos seus alunos contacto com a arte e a expressão artística.
(ler mais...)


Histórias para crianças pela escritora Clara Haddad, na biblioteca de Torres Novas »  2018-11-13 

Com  grande expressividade, Clara Haddad vai apresentar no dia 24 de Novembro, sábado, uma sessão de histórias para crianças, jovens e famílias. A iniciativa, intitulada «Contos Daqui e Dacolá», terá lugar na Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, realizando-se duas sessões disponíveis, às 11 e às 15 horas.
(ler mais...)


Município da Chamusca apoia espaço comum para colectividades »  2018-11-11 

 

A Câmara Municipal da Chamusca celebrou um protocolo com a União Desportiva da Chamusca para a requalificação e adaptação do seu edifício-sede, com a contrapartida de cedência de espaços para a instalação de associações do concelho, visando criar um projeto para albergar associações do concelho que não disponham de espaço para sede.
(ler mais...)


Exposição “Uma aventura da fotografia em Torres Novas” abre domingo »  2018-11-09 

 

A exposição “Fótica, uma aventura da fotografia em Torres Novas” surge na sequência de uma generosa doação feita ao Museu Municipal Carlos Reis por Fernando Duque Simões, empresário local, esclarece nota do município.
(ler mais...)


Nova Augusta n.º 30 lançada domingo »  2018-11-09 

No próximo dia 11, pelas 16h, será lançado, no Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas, o número 30 da revista de cultura, Nova Augusta. Como sempre, vários artigos, nas áreas da história e do património locais e regionais, compõem uma revista que é já uma referência no seu campo, diz nota da autarquia.
(ler mais...)


“Con-creto-aparente”, pintura no Atrás das Artes »  2018-10-27 

Deste mês de Outubro até Janeiro, está patente no Atrás das Artes (agora denomianado “Tasca Chic”) uma mostra de pintura de Alexandra Sirgado, coincidindo coma reabertura, sob nova gerência, daquele espaço de restauração e cultura.
(ler mais...)


Joel Neto apresenta “Meridiano”, na biblioteca »  2018-09-26 

O escritor Joel Neto apresenta a sua obra “Meridiano 28”, na biblioteca municipal de Torres Novas, em duas sessões, uma para alunos do ensino secundário e outra, para o público em geral, às 21h30. Joel Neto, nascido em 1974, é um romancista e colunista português.
(ler mais...)


Saul Roque Gameiro expõe na Praça do Peixe e no Museu »  2018-09-17 

Terá lugar no sábado, dia 22 de setembro, pelas 15h30 horas, a inauguração da exposição “Percurso pela Paisagem”, de Saul Roque Gameiro, na Praça do Peixe, em Torres Novas, uma mostra centrada no tema da paisagem e que estará patente na Praça do Peixe e no Museu Municipal Carlos Reis, até aodia 14 de outubro.
(ler mais...)


Escritor Hugo Santos vai ser homenageado dia 22 »  2018-09-12 

No dia 22 de Setembro (sábado), pelas 16h30, no auditório da Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, decorrerá uma homenagem ao escritor Hugo Santos.

Hugo Santos nasceu em Campo Maior, no ano de 1939, mas radicou-se em Torres Novas há décadas.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 10 dias)
»  2018-11-09  Exposição “Uma aventura da fotografia em Torres Novas” abre domingo
»  2018-11-09  Nova Augusta n.º 30 lançada domingo
»  2018-11-11  Município da Chamusca apoia espaço comum para colectividades