• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Domingo, 20 Setembro 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qua.
 24° / 17°
Céu nublado com chuva fraca
Ter.
 25° / 16°
Céu nublado com chuva fraca
Seg.
 26° / 16°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  25° / 17°
Períodos nublados com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A grande festa da música do concelho de Torres Novas

Cultura  »  2018-10-14 

Não é fácil encontrar palavras para dizer o que significa o encontro de bandas filarmónicas do concelho de Torres Novas, realizado este domingo, 14 de Outubro, na praça 5 de Outubro, bem no coração da cidade.

Em primeiro lugar, trata-se da maior e mais importante reunião de músicos, em termos absolutos, que se pode fazer no concelho, quase 300, a representar oito filarmónicas: não há nenhuma outra expressão musical local, do pop ao rock, do fado à música tradicional, que neste momento transmita esta vitalidade e energia. Depois, as filarmónicas do concelho, oito em actividade neste momento, corporizam o mais poderoso movimento artístico e musical do concelho e da região, já que nenhum concelho das redondezas (haverá outro no país?) possuirá oito filarmónicas, sete das quais centenárias, em actividade. Finalmente, as filarmónicas são bandeiras de resistência das comunidades locais e, ao mesmo tempo, instituições de excelência na instrução e educação musical de centenas de jovens.

As filarmónicas do concelho de Torres Novas são um caso sério de promoção e desenvolvimento da música, representam um esforço das comunidades deste concelho (e da cidade) em manter instituições de enorme prestígio e importância histórica e cultural e de representação simbólica das populações. A singularidade do caso torrejano assenta no facto de persistirem, ainda em actividade mais de um século depois, oito das dez filarmónicas que chegaram a existir. Ficaram pelo caminho, apenas, a Sociedade Filarmónica de Vila do Paço e a Sociedade Musical Argense.

Os encontros de bandas do concelho de Torres Novas têm uma longa história. Começaram a realizar-se ainda nos anos 70 do século passado, quando aconteceram várias edições seguidas, depois nos anos 90 o município retomou essa actividade (a estas oito bandas, somava-se, ainda no activo, a Sociedade Musical Instrução e Recreio Argense), também com uma longa série de edições e, este ano, a grande festa da música de Torres Novas regressou, ainda pela mão do município, tendo contado com a participação da Banda Operária Torrejana, a mais antiga em actividade, Centro Recretivo e Musical de Outeiro Grande, Sociedade Musical União Matense, Sociedade Filarmónica União Pedroguense, Sociedade Filarmónica Velha Riachense, Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense, Sociedade Filarmónica Lealdade União Ribeirense e Sociedade Musical União e Trabalho (Lapas), que vai ser centenária em 2020.

Todas as filarmónicas presentes se apresentarm ao mais nível em termos de qualidade de execução musical, estiveram superiormente dirigidas e, das suas actuações, transpareceu o empenhamento dos músicos e o trabalho das direcções em manter viva uma chama que mobiliza todos quantos são capazes de se maravilhar e sentir a beleza de uma filarmónica.

Fez bem o município em prolongar o aluguer do pavilhão desmontável para acolher este encontro de bandas, fez bem em distribuir um programa de concerto impecavelmente produzido, e tudo estaria perfeito se não faltasse, em cada um dos palcos, um pano de cenário a deixar para a posteridade, nas imagens e nos olhares, o que ali estava decorrer. É uma falha imperdoável, que não se desculpa nem a amadores, mas que não deslustra o balanço final de uma iniciativa de mérito e que, claramente, terá de tornar-se uma “instituição” anual.

 

 

 

 

 Outras notícias - Cultura


Torres Novas: Tapadas nos 35 anos de cidade, hoje, no castelo »  2020-07-08 

Um concerto da fadista Teresa Tapadas assinala, hoje, a efeméride da elevação de Torres Novas a cidade, com o espectáculo aprazado para as 21h30, no recinto exterior do castelo de Torres Novas. Os espectáculos de música, como este, têm lotação limitada a 80 pessoas, com entrada livre mediante levantamento de bilhete no dia do espectáculo a partir das 19 horas junto à estatua D.
(ler mais...)


“A Força de Sentir”, o novo livro de António Rodrigues »  2020-06-12 

Não é um livro de memórias, mas é um livro cheio delas. António Rodrigues, nome que não precisa de maiores apresentações, apresentou na segunda-feira o seu mais recente livro, “A Força do Sentir”, numa cerimónia limitada pelas circunstâncias actuais, mas que teve honras de livreiro.
(ler mais...)


Morreu Pedro Barroso »  2020-03-17 

Pedro Barroso, um dos mais conhecidos músicos portugueses, morreu ontem à noite em Lisboa, na unidade de saúde onde estava internado, informou a família.

O artista contava 69 anos e iniciou-se no célebre programa da RTP ZipZip, em 1969, e desde então prosseguiu uma carreira de cantautor que o levou a actuar em muitos países e a percorrer praticamente todos os palcos de Portugal, sobretudo a partir de 1974.
(ler mais...)


Santarém: teatro, arte e ar livre na oferta do Círculo »  2020-02-04 

“Na Cidade”, a última criação artística do Veto teatro Oficina apresenta-se em duas datas únicas neste mês de fevereiro, no Teatro Taborda, dia 7 (sexta feira) e 8 (sábado), um espectáculo de teatro que concebido no contexto da celebração dos 150 anos de elevação de Santarém a cidade, “uma reflexão sobre a vidas nas cidades, essa realidade plena de múltiplos microcosmos, contradições, alheamentos, indiferença, egoísmos, mas também solidariedades, esperanças, amizades, surpresas”.
(ler mais...)


Música: novo single de Siul Sotnas »  2020-02-02 

Lançado na passada sexta-feira, está já disponível o mais recente single de Siul Sotnas, aliás Luis Santos, músico riachense com uma obra musical assinalável. “Um monte de gente”, canção em registo pop-rock, fala dos desajustes das personagens que retrata, mas as narrativas remetem para metáforas de uma certa interpretação dos paradoxos e contradições do tempo presente.
(ler mais...)


Actriz Céu Guerra esteve hoje em Torres Novas com alunos do concelho »  2020-01-22 

O espectáculo da Companhia de teatro «A Barraca» trouxe hoje a Torres Novas a peça de Gil Vicente "A Farsa de Inês Pereira" e contou, no final, com a presença da actriz e encenadora da peça, Maria do Céu Guerra.
(ler mais...)


David Antunes e Berg em concerto no Cineteatro São João »  2020-01-19 

O Cineteatro São João, no Entroncamento,  recebe, no dia 25 de Janeiro, pelas 21h30m, um concerto intimista, de piano, guitarra e vozes de David Antunes e Berg.

David Antunes, cantor, compositor e pianista, iniciou a sua carreira aos 6 anos a tocar com o pai.
(ler mais...)


Pedro Barroso: medalha de honra do município »  2020-01-09 

Na reunião camarária de terça-feira do executivo torrejano, foi aprovada por unanimidade a atribuição da Medalha de Honra do Município de Torres Novas a Pedro Barroso, que será entregue em ocasião a anunciar oportunamente, anuncia a autarquia em nota de imprensa.
(ler mais...)


Benção do Gado: verba de 60 mil não chegou a ser votada »  2020-01-09 

Ao contrário do que escrevemos na nossa edição de papel, que sai amanhã, a verba de 60 mil euros para apoio à festa da Bênção do Gado deste ano acabou por não ser votada na reunião do executivo municipal torrejano desta terça-feira.
(ler mais...)


Viva quem canta: a despedida de Pedro Barroso no Teatro Virgínia de Torres Novas »  2019-12-22 

Aberto o pano e sem uma palavra dita ainda, do público que enchia por completo o Teatro Virgínia irrompeu um espontâneo e caloroso aplauso, a primeira das muitas ovações a um Pedro Barroso que anunciara ser ali, naquela noite de 21 de Dezembro, o último espectáculo da sua carreira, iniciada precisamente há 50 anos.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)