• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Segunda, 20 Maio 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qui.
 26° / 12°
Períodos nublados
Qua.
 27° / 12°
Períodos nublados
Ter.
 24° / 11°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  23° / 10°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A grande festa da música do concelho de Torres Novas

Cultura  »  2018-10-14 

Não é fácil encontrar palavras para dizer o que significa o encontro de bandas filarmónicas do concelho de Torres Novas, realizado este domingo, 14 de Outubro, na praça 5 de Outubro, bem no coração da cidade.

Em primeiro lugar, trata-se da maior e mais importante reunião de músicos, em termos absolutos, que se pode fazer no concelho, quase 300, a representar oito filarmónicas: não há nenhuma outra expressão musical local, do pop ao rock, do fado à música tradicional, que neste momento transmita esta vitalidade e energia. Depois, as filarmónicas do concelho, oito em actividade neste momento, corporizam o mais poderoso movimento artístico e musical do concelho e da região, já que nenhum concelho das redondezas (haverá outro no país?) possuirá oito filarmónicas, sete das quais centenárias, em actividade. Finalmente, as filarmónicas são bandeiras de resistência das comunidades locais e, ao mesmo tempo, instituições de excelência na instrução e educação musical de centenas de jovens.

As filarmónicas do concelho de Torres Novas são um caso sério de promoção e desenvolvimento da música, representam um esforço das comunidades deste concelho (e da cidade) em manter instituições de enorme prestígio e importância histórica e cultural e de representação simbólica das populações. A singularidade do caso torrejano assenta no facto de persistirem, ainda em actividade mais de um século depois, oito das dez filarmónicas que chegaram a existir. Ficaram pelo caminho, apenas, a Sociedade Filarmónica de Vila do Paço e a Sociedade Musical Argense.

Os encontros de bandas do concelho de Torres Novas têm uma longa história. Começaram a realizar-se ainda nos anos 70 do século passado, quando aconteceram várias edições seguidas, depois nos anos 90 o município retomou essa actividade (a estas oito bandas, somava-se, ainda no activo, a Sociedade Musical Instrução e Recreio Argense), também com uma longa série de edições e, este ano, a grande festa da música de Torres Novas regressou, ainda pela mão do município, tendo contado com a participação da Banda Operária Torrejana, a mais antiga em actividade, Centro Recretivo e Musical de Outeiro Grande, Sociedade Musical União Matense, Sociedade Filarmónica União Pedroguense, Sociedade Filarmónica Velha Riachense, Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense, Sociedade Filarmónica Lealdade União Ribeirense e Sociedade Musical União e Trabalho (Lapas), que vai ser centenária em 2020.

Todas as filarmónicas presentes se apresentarm ao mais nível em termos de qualidade de execução musical, estiveram superiormente dirigidas e, das suas actuações, transpareceu o empenhamento dos músicos e o trabalho das direcções em manter viva uma chama que mobiliza todos quantos são capazes de se maravilhar e sentir a beleza de uma filarmónica.

Fez bem o município em prolongar o aluguer do pavilhão desmontável para acolher este encontro de bandas, fez bem em distribuir um programa de concerto impecavelmente produzido, e tudo estaria perfeito se não faltasse, em cada um dos palcos, um pano de cenário a deixar para a posteridade, nas imagens e nos olhares, o que ali estava decorrer. É uma falha imperdoável, que não se desculpa nem a amadores, mas que não deslustra o balanço final de uma iniciativa de mérito e que, claramente, terá de tornar-se uma “instituição” anual.

 

 

 

 

 Outras notícias - Cultura


Andreia Carreira - mulher, mãe, médica, música e maestrina: “A maternidade foi a única coisa que me fez sentir diferente por ser mulher” »  2019-04-20 

Andreia Carreira tem 35 anos e é natural de Torres Novas. É médica, mãe, mulher. Toca clarinete na Banda da Mata e frequenta o curso de direcção de banda e coro no Orfeão Foz Douro, no Porto, uma formação que sentiu necessidade de fazer para melhor cumprir a sua tarefa de maestrina na banda Nabantina, de Tomar.
(ler mais...)


Bons Sons: Júlio Pereira a fechar a grande festa da música portuguesa deste ano »  2019-04-19 

Diabo na Cruz, First Breath After Coma + Noiserv, Glockenwise + JP Simões, Joana Espadinha + Benjamim, Lodo + Peixe, Sensible Soccers + Tiago Sami Pereira, Sopa de Pedra + Joana Gama, são alguns dos nomes do enrome cartaz artísitico do BONS SONS deste ano, numa edição que vai encerrar com Júlio Pereira, que recentemente ganhou o prémio José Afonso com o seu álbum Praça do Comércio.
(ler mais...)


Mira de Aire: teatro a favor do Círculo Cultural, a 27 e 28 »  2019-04-19 

A pretexto da efeméride da elevação de Mira de Aire a vila, o Círculo Cultural Mirense leva à cena a peça “O Gato”, na Casa da Cultura, nos dias 27 e 28 de Abril (sábado e domingo, às 21H30 e 15H30, respectivamente), com receitas a favor das obras da sede do Círculo Cultural.
(ler mais...)


Emigração em Torres Novas (1958-1974) é tema de livro de Jorge Salgado Simões »  2019-04-10 

Está aprazada para o próximo dia 27 de abril, às 17h30, a apresentação do novo livro de Jorge Salgado Simões, intitulado de “Para melhorar a situação: os processos da Junta da Emigração no Arquivo Municipal de Torres Novas (1958-1974)”.
(ler mais...)


D. Pedro de Lencastre é tema da 10.ª edição da feira de época de Torres Novas »  2019-04-06 

Com o tema «Tempos Sombrios - D. Pedro de Lencastre, inquisidor-geral do reino», Torres Novas volta a recuar no tempo com a sua décima edição da feira de época que este ano tem lugar de 29 de maio a 2 de junho.
(ler mais...)


Gravações inéditas de José Afonso apresentadas também em Torres Novas »  2019-03-15 

O livro, cds e disco de vinil, “José Afonso ao Vivo”, contendo gravações inéditas de dois concertos de José Afonso, numa edição da TradiSom, vai ter apresentação pública também em Torres Novas, no dia 22 de Abril.
(ler mais...)


Pedro Abrunhosa deixou Torres Novas ao rubro »  2019-01-13 

Pedro Abrunhosa actuou em Torres Novas, em dose dupla: ao concerto do dia 12 de Janeiro, em que os bilhetes esgotaram num ápice, foi agendado um segundo concerto (para o dia 11) e esteve em cima da mesa a possibilidade de fazer um terceiro espectáculo.
(ler mais...)


Concerto de Reis é domingo às 17 horas »  2019-01-03 

O tradicional concerto de Reis do Choral Phydellius, que abre o ano musical em Torres Novas, realiza-se no domingo, pelas 17 horas, na Igreja do Carmo.

Participam no programa as classes do Conservatório, o coro juvenil e o Choral Phydellius, dirigido pela maestro João Branco.
(ler mais...)


Alcanena: concerto de Ano Novo com a filarmónica de Minde »  2019-01-01 

O Cine-Teatro São Pedro recebe, no dia 5 de Janeiro de 2019, sábado, às 21H30, o concerto de Ano Novo, pela banda filarmónica da Sociedade Musical Mindense, sob a direcção do maestro João Carlos Roque Gameiro.
(ler mais...)


Torres Novas: Colectivo 249 abre portas no Lamego »  2018-12-22 

“Cuidado com o degrau” é o aviso de abertura, mas também pode ser uma metáfora: o mundo está cheio de degraus que é preciso subir e descer em segurança para agarrar os tempos conturbados e interessantes que vivemos.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2019-04-20  Andreia Carreira - mulher, mãe, médica, música e maestrina: “A maternidade foi a única coisa que me fez sentir diferente por ser mulher”