• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 17 Outubro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 19° / 10°
Céu limpo
Sáb.
 20° / 13°
Céu nublado com chuva fraca
Sex.
 23° / 14°
Céu nublado com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  23° / 16°
Céu nublado com aguaceiros e trovoadas
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

O triunfo dos porcos: só câmara pode impedir mega-suinicultura

Sociedade  »  2019-03-04 

Depois de amanhã, o executivo municipal vai ser chamado a deliberar sobre um assunto de enorme importância ambiental para o concelho: a instalação de uma suinicultura na Quinta de Caniços, freguesia de Brogueira, a dois passos da Reserva do Paul e perto de povoações. O promotor pretende produzir 25 mil “unidades” por ano.

O processo já tem um largo e sinuoso caminho, com atitudes equívocas, aqui e ali, da maioria socialista e da gestão concreta do departamento de urbanismo. Em traços largos, uma empresa pretende instalar em terrenos próximos da quinta de Caniços, Brogueira, uma instalação pecuária de grande dimensões, com o objectivo de produzir 25 mil porcos por ano, estando por isso em permanência entre 8 mil e 10 mil animais na suinicultura. Do próprio projecto dos promotores, fica a saber-se que a unidade, apesar destas dimensões, supõe a criação de cinco (5) postos de trabalho.

Acontece que a implantação prevista fica pertíssimo da Reserva Natural do Paul do Boquilobo (reserva da Biosfera e área integrada na Rede Natura nacional) e também de algumas povoações, e que o uso do solo teria de ser alterado, passando de florestal para outro regime onde se inclua uma exploração pecuária e, para isso, implica a alteração do regime dos terrenos e da sua classificação actual nos planos de ordenamento do território (PDM e outros), o que só acontecerá com uma deliberação autárquica em conformidade.

É neste sentido que, após múltiplos contactos e conversações com o responsável do urbanismo, vem agora a empresa apresentar um PIER (plano de intervenção em espaço rural), uma espécie de plano de pormenor para a zona, que visa exactamente alterar a natureza e o regime dos solos e permitir a implantação de actividades industriais, neste momento vedadas pelos instrumentos de planeamento em vigor.

A empresa conta com um parecer favorável, mas condicionado, da CDCR e de um parecer desfavorável da Reserva Natural do Paul do Boquilobo, cabendo agora à autarquia a decisão soberana: aprovar ou não o plano (PIER) proposto pela empresa, ou considerar que esta actividade económica, neste local, não tem interesse para a estratégia de desenvolviento que tem para o município, recusando pura e simplesmente o PIER e a instalação de uma mega-suinicultura perto de uma das poucas áreas ambientalmente ricas, caso do Paul do Boquilobo.

Acresecnte-se que o assunto está longe de fazer consenso na maioria socialista e que a oposição está contra este projecto. A própria população, quando o assunto foi revelado, movimentou-se através da recolha de assinaturas, acção que agora foi retomada logo que se ouviu falar de novo no tema.

Suiniculturas e desenvolvimento económico
Têm sido várias as autarquias que, nos últimos anos, têm recusado categoricamente a instalação de suiniculturas nos seus territórios, dado que este tipo de instalações tem um unorme impacto ambiental sobre a vida de populações próximas e do próprio território. As grandes lutas e protestos ambientais das populações, um pouco por todo o país, tem acontecido justamente quando estão em causa suiniculturas.

Mas algumas autarquias recusam o aumento desta actividade económica (para além das que já existem e existem sempre) nos seus territórios por ser uma actividade que vai, sem qualquer dúvida, em contra-ciclo de um cenário futuro onde a produção de carne tem de ser reduzida drasticamente sob pena de se rebentar ambientalmente com o planeta. No mês de Outubro, foi publicado um importante estudo na revista científica “Nature”, que defende a necessidade imperiosa de se diminuir em 75% o consumo humano de carne animal, cuja produção (sobretudo em gastos de água) é devastadora.

A própria ONU também já se debruçou sobre o assunto e sensibiliza a comunidade internacional para este problema. As tendências alimentares da novas gerações também vão arrepio das práticas de consumo intenso de carne animal, o que deveria os governos nacionais e locais a, pelo menos, não permitir a ampliação da capacidade produtiva agro-pecuária para além da já instalada, e a incentivar a produção de alimentos proteicos de substituição, mais de acordo com uma civilização que, a médio prazo, vai mesmo reduzir drasticamente o consumo de carne.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Alcanena em desespero com os maus cheiros »  2019-10-16 

Alcanena está a viver uma situação insustentável e isso é confirmado por qualquer pessoa que passe de carro próximo da vila, logo agredida com um mau cheiro verdadeiramente insuportável.

 Nas redes sociais surgem apelos lancinantes, outros revoltados, a apelar e exigir a solução de um problema que é antigo (todos se recordam de como era difícil estar e viver em Alcanena em meados da década de 80), mas passou uma geração e a poluição ambiental regressou em força nos últimos tempos.
(ler mais...)


PS acaba com farmácia de Alcorochel »  2019-10-15 

Com parecer positivo ao pedido de deslocalização da farmácia de Alcorochel para a cidade de Torres Novas, onde já existem sete farmácias, a maioria socialista põe fim a uma das mais antigas farmácias do concelho.
(ler mais...)


Legislativas: vitória modesta de Costa com descida da oposição »  2019-10-08 

TORRES NOVAS: as contas e as dúvidas

No distrito de Santarém, o PS aumentou a sua votação em 1 921 votos, uma média de 92 votos por concelho. Em Torres Novas, o aumento foi de 90 votos: conforme.
(ler mais...)


Entroncamento: trabalhadores dos CTT em greve »  2019-10-08 

Os trabalhadores do CDP do Entroncamento estão em greve desde hoje, dia 8 e até 15 de Outubro. Entre os problemas laborais destacam-se a má organização do serviço, aliada a uma gritante falta de trabalhadores tem consequências graves para os utentes, nomeadamente atrasos na distribuição, muitas vezes com graves prejuízos.
(ler mais...)


Encontro de apicultores, dia 12, na Lagoa do Furadouro »  2019-10-02 

O 3.º encontro de apicultores da região vai realizar-se no próximo dia 12 de Outubro, sábado, pelas 18 horas, no salão paroquial da Lagoa do Furadouro (próximo de Casais da Igreja, mas no concelho de Ourém).
(ler mais...)


Torres Novas: alterações climáticas levam câmara a anular concurso para psicóloga clínica »  2019-10-01 

Quando, no dia 1 de Abril, dia da mentiras, a câmara de Torres Novas fazia publicar no Diário da República o aviso de abertura do concurso para admissão de uma psicóloga, jurando por todos os santinhos a necessidade premente de contratação de uma técnica desse ramo, estava longe de pensar que, escassos meses depois, o aquecimento climático, as manifestações em Hong Kong, o impeachment a Donald Trump e o despedimento de Leonel Pontes do Sporting iriam alterar as circunstâncias de tal modo que, afinal, a psicóloga já não é urgente e até nem se percebe porque é que alguém alguma vez teve semelhante ideia.
(ler mais...)


Conjunto arqueológico monumental descoberto na aldeia da Mata »  2019-09-06 

A designação de “poços” utilizada no ante-título é meramente ilustrativa: trata-se de quase cinco dezenas de estruturas escavadas, de forma cilíndrica, descobertas durante os trabalhos de saneamento da aldeia.
(ler mais...)


Inédito: Torres Novas às escuras há duas noites seguidas »  2019-09-05 

Quando ontem, quarta-feira, ao anoitecer, se verificou que praticamente todo o centro histórico de Torres Novas estava sem uma única lâmpada de iluminação pública, pensou tratar-se de uma momentânea avaria.
(ler mais...)


Câmara: 80 mil para cultura e desporto, o mesmo que quer gastar nos repuxos da rotunda »  2019-08-31 

O executivo municipal aprovou por unanimidade, na reunião ordinária de 6 de Agosto, um conjunto de apoios nas áreas da cultura e do desporto que ascendem a cerca de 80 mil euros. Isto relativo à actividade de um ano, o mesmo que vai gastar nas traquitanas de um repuxo (ver peça mais abaixo).
(ler mais...)


Amália Moita: morreu uma centenária »  2019-08-28 

Há pouco mais de um ano, 18 de Julho de 2018, o JT noticiava que Torres Novas tinha mais uma mulher a atingir a idade de 100 anos: tratava-se de Amália Moita, natural de Alcorochel, aldeia onde sempre viveu, apesar de nas últimas décadas passar temporadas também em Torres Novas, em casa de uma das filhas.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2019-10-01  Torres Novas: alterações climáticas levam câmara a anular concurso para psicóloga clínica
»  2019-10-15  PS acaba com farmácia de Alcorochel
»  2019-10-16  Alcanena em desespero com os maus cheiros
»  2019-10-02  Encontro de apicultores, dia 12, na Lagoa do Furadouro
»  2019-10-08  Legislativas: vitória modesta de Costa com descida da oposição