• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quarta, 19 Fevereiro 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sáb.
 22° / 7°
Períodos nublados
Sex.
 21° / 7°
Céu limpo
Qui.
 19° / 5°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  19° / 5°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

20 ANOS JT: as entrevistas

Sociedade  »  2014-09-25 

As grandes entrevistas foram uma das principais apostas editoriais do JORNAL TORREJANO. A ideia era recensear e recolher depoimentos e histórias de vida de personalidades marcantes da vida torrejana nas áreas da política e da cultura, da economia, do desporto e da sociedade. Género jornalístico há muito esquecido pela imprensa local, ou episodicamente relembrado a respeito de alguma efeméride, a grande entrevista como prática editorial sistemática foi um caminho novo trilhado pelo JT a nível local e mesmo regional. Edição a edição, o JORNAL TORREJANO publicava uma grande entrevista, o que obrigava a um grande esforço de planeamento e realização.

Joaquim da Silva Lopes, o director, tinha a seu cargo, para além de outras funções, a realização das grandes entrevistas, e foi ele que concretizou praticamente todos esses grandes trabalhos nos primeiros anos de existência do jornal. Num tempo, registe-se, ainda sem computadores e outras inovações tecnológicas: os depoimentos eram transcritos para uma versão manuscrita, ou directamente dactilografados, para depois o texto ser editado definitivamente e, vinda a primeira prova, ser revisto.

Nesse último trimestre de 1994, Joaquim da Silva Lopes entrevistou um assinalável conjunto de personalidades da vida torrejana: Manuela Tolda, a cumprir o segundo mandato como vereadora, era a primeira mulher no executivo municipal torrejano, 13 anos depois das primeiras e de sucessivas eleições autárquicas democráticas; António José Cardoso, cineasta amador, histórico dirigente cineclubista e programador do Cine-teatro Virgínia; Manuel Conde Marques, empresário de artes gráficas, grande apoiante das colectividades torrejanas, sobretudo dos Bombeiros Voluntários, do CRIT e do Clube Desportivo de Torres Novas; Ilse Saramago, professora; Amílcar Fialho, padre, professor, dirigente associativo, radialista, animador cultural, comandante dos Bombeiros; Mário Azevedo (Alturas), comerciante, continuador da antiga Taberna Alturas, fundada por seu pai no início do século XX.

No ano de 1995, Joaquim Lopes trazia às páginas do JT mais um notável painel de entrevistados: Mário Rafael da Silva (”Mário da Viela”), proprietário do antigo Café ”A Viela”, João José Lopes (”João Espanhol”), comerciante, militante comunista, conhecido vocalista e símbolo do conjunto Níger; Carlos Pais Cabral, funcionário municipal das piscinas, histórico dirigente do CDTN; Jorge Marques fazenda, animador cultural e associativo em Alcorochel, viria a ser presidente da Junta de Freguesia; Saraswati, maestrina e animadora cultural; Joaquim Matias Pedro, comerciante, autarca, histórico dirigente e presidente do Clube Desportivo de Torres Novas; Adrião Monteiro, advogado e figura de referência da boémia e das tertúlias torrejanas; José-Alberto Marques, professor e poeta, agitador cultural nos anos 60 em Torres Novas, Carlos Nuno, médico, pintor e cronista; Alfredo Tolentino, enfermeiro; Domingos Tarouco, empresário, antigo dirigente do Clube Desportivo de Torres Novas; Fernando Antunes, antigo comerciante da vila, com loja ao Açude Real.

E continuava-se no ano seguinte com José Barrela Luís, empresário; Carlos Tavares, industrial; José Duque Simões, animador cultural, desenhador e autor; Arnaldo Santos, ex-presidente da câmara, e em 1997 com António da Luz, empresário de Riachos; Joaquim Godinho, comerciante, dirigente associativo, autarca; Maria da Conceição Horta, a ”santa da Meia Via”; Teresa Ruivo, então a primeira mulher eleita como presidente de uma junta de freguesia do concelho; Francisco Canais Rocha, militante anti-fascista, historiador, dirigente associativo; José Luís Borga, padre, cantautor; Joaquim Rodrigues Bicho, escritor torrejano, militante católico, director da Fábrica de Fiação e Tecidos, director de O Almonda; D. Manuel Pelino Domingues, então novo bispo de Santarém; José Carlos Gonçalves, animador cultural torrejano nos anos 60, poeta, galerista; Pedro Natal da Luz, professor, primeiro presidente da câmara de Torres Novas eleito democraticamente; Fernando Martins da Cunha, antigo presidente da câmara, empreendedor de obras como o estádio municipal e as piscinas; no ano seguinte, António Antunes Canais, militante anti-fascista e antigo preso político; Dr. José Moreira, o médico de Riachos; Pedro Ferreira, como fundador e presidente do CRIT; José Felizardo Vital, proprietário da farmácia Higiene; António Rocha, carismático padre natural do concelho; Joaquim Venâncio, professor e autarca; Manuel Luís da Silva, o último sapateiro de Valverde, bairro de históricas tradições desta indústria artesanal; Eduardo O.P. Brito, o inventor dos ”fenómenos do Entroncamento”, e outros ainda pelos anos seguintes, como José Ribeiro Sineiro, militante anti-fascista, dirigente associativo, fundador da Associação do Património de Torres Novas, Francisco Simões da Clara, carpinteiro, carismático músico da filarmónica riachense.

Para além das entrevistas de fundo, que a certa altura passaram a ser também realizadas por Margarida Trincão, publicavam-se igualmente, em grande cadência, pequenas entrevistas no contexto dos temas da actualidade corrente ou de acontecimentos de carácter político ou desportiv dezenas de autarcas, atletas, empresários e activistas culturais e sociais de Torres Novas e região deram voz às suas acções nas páginas deste jornal.

Com a passagem do jornal a semanário, em 1998, não era possível, obviamente, manter a cadência de publicação de grandes entrevistas. Mas, é preciso dizer-se também, durante estes anos o JT havia entrevistado a grande parte das personalidades de referência da vida local, havia dado voz às pessoas que pela sua acção tinham deixado alguma marca no passado recente e no presente que estava a desenrolar-se nesses agitados anos do final do século XX.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Cruz Vermelha adquire ambulância »  2020-02-11 

Em nota enviada à imprensa, a delegação de Torres Novas da Cruz Vermelha Portuguesa anuncia a aquisição de uma primeira ambulância de transporte de doentes não urgentes, uma carrinha Volkswagen Caddy, de 7 lugares sentados, um investimento de cerca de 19 mil euros.
(ler mais...)


PSD: congresso levou ribatejanos a cargos nacionais »  2020-02-10 

O 38.º congresso nacional do PSD, que decorreu este fim de semana em Viana do Castelo, levou alguns dirigentes locais e regionais a cargos de maior relevo na estrutura partidária nacional.

Isaura Morais, a conhecida ex-autarca de Rio Maior e actual deputada por Santarém, foi protagonista da mais surpreendente ascensão na hierarquia social-democrata, ao ser eleita para a Comissão Política Nacional do partido, e logo como uma dos vice-presidentes, a convite do secretário-geral.
(ler mais...)


Abate de árvores junto à N-349 está a chocar a população »  2020-02-08 

Aquilo que parece, em alguns casos, um abate de árvores sem critério, está a deixar chocados muitos habitantes e proprietários dos terrenos contíguos à estrada nacional 349, no troço que atravessa aldeias da freguesia de Assentis.
(ler mais...)


Fabrióleo desistiu de processo contra Pedro Triguinho »  2020-02-04 

Hoje, no campus de justiça do Parque das Nações, em Lisboa, estava marcada a sentença para um processo judicial de queixa por difamação, da Fabrióleo contra o dirigente ambientalista torrejano Pedro Triguinho.
(ler mais...)


Matilde Bué, presidente da UDR Zona Alta: “Uma associação já não pode ser gerida apenas com o coração” »  2020-01-30 

Ser mulher nunca travou os movimentos a Matilde Bué. Acredita que essa é uma questão do passado. Contabilista de profissão e presidente da União Desportiva e Recreativa da Zona Alta desde Setembro, Bué contou ao JT como chegou até aqui e falou dos desafios que se colocam à colectividade, que nasceu na zona alta da cidade há mais de 40 anos.
(ler mais...)


António Alves: demolição praticamente concluída »  2020-01-23 

As antigas instalações da empresa António Alves, conhecida popularmente por “Alves das lãs”, situadas na várzea grande dos Mesiões, foram nestes dias demolidas depois de terem permanecido em ruínas durante décadas.
(ler mais...)


LIDL: trabalhadores marcam protesto para sábado »  2020-01-23 

Sábado, dia 25 de Janeiro, os trabalhadores do LIDL vão realizar “uma acção de denúncia e protesto pela postura da empresa e da APED (Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição)” que, no dizer do sindicato, arrastam a negociação do contrato colectivo de trabalho desde 2016.
(ler mais...)


A sério: foi você que pediu um PDM? »  2020-01-19 

Na reunião de 10 de Dezembro do ano que findou, a maioria socialista na Câmara de Torres Novas aprovou a suspensão parcial do PDM num terreno às Ferrarias, fronteiro à rotunda de saída de Torres Novas, suspensão que permitirá a eventual instalação, no local, de um pavilhão da Decathlon, para comércio de roupas e material de desporto.
(ler mais...)


Ginásio de Riachos: 20 anos depois, já há ante-projecto »  2020-01-16 

Pendurado há 20 anos, aquando da construção do pavilhão gimnodesportivo de Riachos, o ginásio anexo parece estar agora um pouco mais perto de se tornar realidade. Na reunião de ontem do executivo municipal, foi aprovado por unanimidade “o ante-projecto de arquitectura e especialidades relativos à 2.
(ler mais...)


Torres Novas na devolução do IVA: ANMP assinala disparidades no parecer sobre o orçamento de Estado »  2020-01-15 

No seu parecer habitual à proposta de lei do orçamento de Estado, a Associação Nacional de Municípios Portugueses questiona o Governo sobre os montantes da devolução de parte do IVA cobrado nos municípios e assinala, directamente, o caso de Torres Novas.
(ler mais...)


 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2020-01-23  António Alves: demolição praticamente concluída
»  2020-01-23  LIDL: trabalhadores marcam protesto para sábado
»  2020-02-04  Fabrióleo desistiu de processo contra Pedro Triguinho
»  2020-01-30  Matilde Bué, presidente da UDR Zona Alta: “Uma associação já não pode ser gerida apenas com o coração”
»  2020-02-08  Abate de árvores junto à N-349 está a chocar a população