• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Segunda, 26 Fevereiro 2024    •      Directora: Inês Vidal; Director-adjunto: João Carlos Lopes    •      Estatuto Editorial    •      História do JT
   Pesquisar...
Qua.
 16° / 6°
Períodos nublados
Ter.
 14° / 6°
Períodos nublados
Seg.
 14° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  17° / 12°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Alcanena: Fernanda Asseiceira “intranquila” depois da reunião com administração do centro hospitalar

Sociedade  »  2015-02-19 

”Não fiquei tranquila e muito menos convencida” - foi desta forma que Fernanda Asseiceira se referiu à reunião que se realizou recentemente entre Carlos Andrade, presidente do conselho de administração (CA) do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) e os presidentes de câmara da região do Médio Tejo, acerca do actual momento e as medidas que estão previstas implementar durante o mandato.

”Infelizmente, o estado da saúde no país deve preocupar-nos”, começou por dizer Fernanda Asseiceira, que dimensionou o problema à escala nacional. ”Não esperava ver, em pleno século XXI, as notícias e reportagens sobre o que se tem passado nos hospitais”, disse na reunião de câmara da passada segunda-feira, dia 16 de Fevereiro.

Na sua opinião, a única boa notícia transmitida por Carlos Costa Andrade foi a possibilidade de o CHMT poder vir a contratar mais médicos, enfermeiros e outro pessoal, um sinal de que os recursos humanos, neste momento, são insuficientes, declarou.

”Como autarca e cidadã, estou preocupada com a qualidade da prestação de serviços no centro hospitalar embora acredite que todos os profissionais façam o seu melhor. Mas, a verdade, é que estão no limite das suas capacidades de resistência e isso impede-os de fazer mais e melhor”.

Na sua opinião, o Conselho de Administração tem uma tarefa em mãos difícil, mas sempre foi dizendo que o trabalho da equipa de Carlos Andrade está fortemente condicionado pelas regras impostas em Lisboa e, aproveitando a sua própria deixa, deixou críticas ao ministro da Saúde que não tem respondido aos ”vários” pedidos de reunião feitos pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

O tema do estado da saúde no Médio Tejo foi lançado na reunião de câmara por Artur Rodrigues, vereador independente, que defendeu que a forma como o CHMT está organizado é incompatível com uma boa prestação e serviços. ”É uma leitura empírica que faço com base nos factos e nos relatos que me têm chegado”, advogou, constando um ”esvaziamento” na unidade de Torres Novas, a que mais perto está do concelho de Alcanena.

Rui Henriques, vereador do PSD/CDS, entende que o problema central do CHMT é a desorganização e a possibilidade de todos fazerem o que querem. Rui Henriques comparou o CHMT com o hospital Santo André, de Leiria, e colocou este no pedestal. ”Imagino que não deve ser fácil organizar os serviços em três unidades mas o que existe aqui é um deficit de organização muito sério”, atestou. E deu como exemplo uma situação por si vivida quando, no serviço de ortopedia, deparou-se com uma situação em que três os médicos de serviço estavam a jantar à mesma hora. Ainda mais insólita, continuou, foi a resposta do CHMT à sua reclamação. ”A resposta só dava para rir”, concluiu.

 

Pergunta sobre tempos de espera das consultas sem resposta

Fernanda Asseiceira disse-se ainda desagradada com o facto de, nesta reunião, ter colocado questões que ficaram sem resposta, por exemplo quando questionou o conselho de administração do CHMT sobre os tempos de espera que se verificam para consultas em diversos serviços. A propósito deste assunto, o grupo parlamentar do BE, na Assembleia da República, questionou o ministério da Saúde sobre os atrasos ”significativos” nas chamadas para consultas de especialidade no Centro Hospitalar do Médio Tejo.

”Registam-se, por exemplo, vários meses de espera para consultas solicitadas com carácter de urgência em cardiologia e prazos ainda mais dilatados na chamada para consultas de ortopedia. Temos também conhecimento que consultas e exames são marcados, mas depois remarcados uma ou duas vezes”, refere o BE no requerimento, considerando esse um método desadequado. ”É necessário adoptar medidas que permitam atender os doentes de acordo com a sua prioridade e em tempos de espera adequados, o que parece não estar a verificar-se”, referem ainda os deputados do BE, que querem saber quais as medidas que a tutela pretende adoptar para encurtar esses tempos de espera.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Publicidade Institucional - Centro de Dia São Silvestre de Carvalhal da Aroeira: CONVOCATÓRIA »  2024-02-23 

 Centro de Dia São Silvestre de Carvalhal da Aroeira

 Assembleia Geral Extraordinária

CONVOCATÓRIA

 Convocam-se todos os sócios, nos termos do art.º 25.º e 26.
(ler mais...)


Bombeiros: eleições marcadas para 16 de Março »  2024-02-23 

As eleições para os corpos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Torrejanos estão marcadas para 16 de Março, podendo as eventuais listas candidatas apresentar-se até dia 1.
(ler mais...)


Júlio Clérigo, presidente da União de Freguesias de São Pedro, Lapas e Ribeira: “Se a cidade tem direito a esgotos e estradas, porque é que os outros munícipes não têm?” »  2024-02-22 

Júlio Clérigo é a cara da União de Freguesias de São Pedro, Lapas e Ribeira há dez anos. Acredita que a união das freguesias foi vantajosa para todos, especialmente para as aldeias do concelho.
(ler mais...)


Morreu José Ribeiro Sineiro, um torrejano notável »  2024-02-19 

Morreu hoje segunda-feira, ao fim da tarde, José Ribeiro Sineiro, uma das figuras marcantes da segunda metade do século XX torrejano. Foi um lutador contra a ditadura salazarista, animador cultural nas áreas do cine-clubismo e do património, teve um papel determinante nalgumas realizações culturais na cidade.
(ler mais...)


UDR Zona Alta organiza festival de Patinagem »  2024-02-16 

É já no dia 24 de Fevereiro, sábado, pelas 20 horas, que União Desportiva e recreativa da Zona Alta organiza o seu 2.º Festival de Patinagem Artística.

O evento vai ter como palco o Palácio dos Desportos, em Torres Novas, e conta com a presença dos irmãos Walgode, campeões do mundo de patinagem artística.
(ler mais...)


Dizendo-se vítima de “golpe de estado”, direcção dos Bombeiros demitiu-se em bloco »  2024-02-12 

A direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Torrejanos demitiu-se em bloco, hoje, segunda-feira, divulgando a sua decisão em conferência de imprensa realizada ao fim da tarde.
(ler mais...)


Borrego é na Chancelaria »  2024-02-10 

É já domingo, dia 18 de Fevereiro, o “Festival do Borrego” da freguesia da Chancelaria, Torres Novas, naquela que é a quarta edição do evento. A iguaria pode ser apreciada a partir das 13 horas, decorrendo o certame no salão da União Recreativa da Chancelaria, com aquisição de bilhetes nas associações da freguesia.
(ler mais...)


BOMBEIROS: “FRAUDE FISCAL DE MEIO MILHÃO” IMPUTADA À ANTERIOR DIRECÇÃO »  2024-02-07 

A direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Torrejanos reuniu na segunda-feira da semana passada com autarcas, a seu pedido, com vista a explicar a actual situação vivida nos BVT e a sua perspectiva face à contenda com a anterior direcção e o comandante José Carlos Sénica.
(ler mais...)


Centro de Línguas Britannia House entrega diplomas »  2024-02-07 

É já no próximo sábado, dia 10 de Fevereiro, pelas 15 horas, que o Centro de Línguas Britannia House de Torres Novas realiza a tradicional cerimónia de entrega dos diplomas da Universidade de Cambridge e Quadro de Honra 2022/2023.
(ler mais...)


Escola Profissional: competências em debate »  2024-02-07 

"Competências" profissionais são o tema de um encontro que se realiza amanhã, no auditório da Nersant, reunindo um painel de autarcas e especialistas no "passaporte para o futuro".

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2024-02-19  Morreu José Ribeiro Sineiro, um torrejano notável
»  2024-02-01  BOMBEIROS: “FRAUDE FISCAL DE MEIO MILHÃO” IMPUTADA À ANTERIOR DIRECÇÃO
»  2024-02-10  Borrego é na Chancelaria
»  2024-02-12  Dizendo-se vítima de “golpe de estado”, direcção dos Bombeiros demitiu-se em bloco
»  2024-02-07  BOMBEIROS: “FRAUDE FISCAL DE MEIO MILHÃO” IMPUTADA À ANTERIOR DIRECÇÃO