• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 21 Janeiro 2021    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 15° / 8°
Céu nublado com chuva fraca
Sáb.
 16° / 8°
Céu nublado com chuva moderada
Sex.
 15° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  16° / 11°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Plano de Nacional de Investimentos: lamúria geral, só Abrantes está feliz

Sociedade  »  2020-11-05 

O Plano Nacional de Investimentos que o Governo apresentou deixa a Chamusca revoltada, Santarém queixa-se, o PCP diz que os principais investimentos ficam por fazer, o PSD diz mais ou menos o mesmo. O PS distrital está satisfeito, Abrantes rejubila com uma nova ponte à porta. No Ribatejo, cada um puxa para seu lado e só o rio corre no mesmo sentido.

O autarca da Chamusca tem razão para se sentir queimado com as sucessivas promessas de contra-partidas ao seu concelho pelo facto de a “vila branca” ter aceitado, numa perspectiva de missão nacional, receber no seu território o lixo e os resíduos perigosos que ninguém queria à porta. Aquilo que era uma promessa em 2019, a conclusão do IC3 com nova travessia do Tejo e ligação ao nó da A23, com a retirada do tráfego de transporte de produtos perigosos da estrada que atravessa a vila (e também Alpiarça ou Almeirim) e o descongestionamento da velhinha “ponte da Chamusca”, como é conhecida, fica mais uma vez adiado para as calendas.

Santarém pugna pelo desvio da linha do Norte, querendo retirá-la do seu percurso ribeirinho e trazendo-a para mais perto da cidade (acabando, é certo, com a visão de uma das mais fascinantes paisagens portugueses), ao mesmo tempo que protesta porque a linha de alta velocidade, que se anuncia mais uma vez, esquece a velha Scalabis e "volta costas ao distrito". Os municípios da chamada Lezíria puxam os cabelos e atiram-se ao chão, dizendo-se desprezados pelo Governo.

Os comunistas, pela voz da sua estrutura distrital, acham que o distrito exige uma mão cheia de projectos que não cabem naquilo que foi contemplado este ano no Plano Nacional de Investimentos (a conclusão do IC3 entre Atalaia e Almeirim, as novas travessias do Tejo na Chamusca e Constância, a travessia do Vale do Sorraia em Coruche, a modernização da Linha do Norte entre Vale de Santarém e Entroncamento com a variante em Santarém e a modernização da Estação do Entroncamento), enquanto PSD afina pelo mesmo diapasão (acha um erro grosseiro a não conclusão do IC3 e a travessia entre Chamusca e Golegã, e a alta velocidade Lisboa-Porto passar ao lado do distrito).

Os socialistas do distrito, não podendo demarcar-se do Governo que apoiam, são entusiastas das medidas previstas, lembrando timidamente e esquecendo outras que, quando o PS estava na oposição, defendiam com unhas e dentes.

Constância não está convencida da excelência da localização da nova travessia do Tejo, que por sua vez faz as delícias de Abrantes: os abrantinos, com uma presença directa no Governo, querem e dizem que o local para a ligação rodoviária da A23 ao IC9 e IC13 é entre Abrantes e Ponte de Sor, incluindo uma nova ponte sobre o Tejo, a ligar ao Alentejo, que tem de ser entre Rio de Moinhos e Abrantes, enquanto os da antiga Punhete querem-na mais abaixo, junto a Santa Margarida, afirmando que uma única nova ponte sobre o Tejo pode resolver-se o problema de três municípios, Constância, Abrantes e Chamusca.

Baralhando, os autarcas preocupam-se basicamente com quem entra no Ribatejo pelo Sorraia, com quem passa pelo distrito a caminho de Lisboa e Porto e com quem atravessa o norte do distrito entre o litoral e o norte-alentejano. Curiosamente, nem uma palavra consistente sobre o que os une a todos: de Abrantes a Vila Franca, o maior rio da Península Ibérica, talvez o recurso de mais elevado potencial do país, é como se não existisse.

Reclamam, que o distrito está partido em duas CCDR e que devia ter um plano integrado de desenvolvimento com o Oeste, juntando a Lezíria, o Médio Tejo e Oeste numa região-plano, mas continuam a alimentar a panelinha  dos negócios de circunstância, acorrendo a legitimar a farsa que foi a eleição dos presidentes da “regiões”. Isto é, quando podiam ter falado grosso, acobardaram-se e participaram no teatro.

E não se lembraram, ao menos, de se juntarem numa qualquer praia aqui perto, durante o verão, para tentar um consenso mínimo de intenções a enviar ao Governo antes das definições do PNI. Cada um calou-se bem calado, mandando recados, movendo influências, esperando as sobras do bodo. Aí estão elas.

O Ribatejo e o distrito não podem ter tudo o que decorre das visões místicas dos seus autarcas. Não pode haver universidades, aeroportos ou TGV espalhados por todo o país. Aliás, já existem politécnicos a mais (porque não há nem haverá alunos que os queiram em tanta quantidade), não se percebe porque não se deixa cair o segundo aeroporto e ninguém entende o que o país ganha com o encurtar da viagem Lisboa/Porto em meia hora.

O distrito de Santarém, o Ribatejo genericamente (na sua versão mínima) mereciam mais tino por parte dos seus autarcas. Tendo eles alguma legitimidade política, integrando duas CIM que congregam, no essencial, o antigo distrito, juntando-se eles para tanta e mais alguma coisa, não se lembraram de fazer duas ou três reuniões para desenharem um acordo sólido, coerente e efectivamente tendente à coesão territorial da região? J.C.L.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


COVID-19: Município de Alcanena testa todos os trabalhadores e autarcas »  2021-01-19 

O Município de Alcanena vai efectuar, durante esta semana, testes de rastreio à COVID-19 a todos os trabalhadores, incluindo os funcionários das escolas, sapadores bombeiros municipais de Alcanena e também a todos os membros das mesas de voto para as eleições presidenciais, delegados e presidentes das juntas de freguesia ou seus representantes.
(ler mais...)


Bombeiros Torrejanos: assembleia-geral adiada »  2021-01-11 

A assembleia-geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Torrejanos, convocada para o próximo dia 19 de Janeiro, foi adiada, esperando-se agora uma nova convocatória. A reunião magna dos bombeiros torrejanos tinha como ordem de trabalhos a eleição de novos corpos sociais da associação, mas como até ao prazo estipulado pelos estatutos não deu entrada nenhuma lista candidata, o presidente da mesa da assembleia não teve outro remédio que não adiar a reunião.
(ler mais...)


Olhos de Água: estacionamento vai custar meio milhão »  2021-01-10 

 

A Câmara Municipal de Alcanena aprovou, por unanimidade, na sua reunião realizada a 21 de dezembro, o projeto de execução do parque de estacionamento da praia fluvial dos Olhos de Água, adjudicado à firma EcoSalix – Sistemas Ecológicos de Engenharia Natural, Lda.
(ler mais...)


Entroncamento: deputados do PS querem obras na estação »  2021-01-10 

Depois de todos os partidos da oposição terem levantado o assunto aquando do orçamento de Estado, chegou a vez de os deputados do PS eleitos por Santarém defenderem agora uma “intervenção profunda” na Estação Ferroviária do Entroncamento para tornar esta infraestrutura “moderna e segura”.
(ler mais...)


Montepio agradece a colaboradores »  2021-01-10 

“Chegados ao fim do ano, ano em que muitos de nós, de uma ou outra forma, vimos a nossa vida suspensa, o Montepio Nossa Senhora da Nazaré de Torres Novas regozija-se por chegar ao fim de todos estes meses, sem ter tido necessidade de encerrar as suas portas, de virar costas aos seus utentes”, assinala a colectividade em nota de imprensa.
(ler mais...)


Rotary Club do Entroncamento apoia famílias carenciadas »  2021-01-10 

Apesar de um ano 2020 imensamente atípico, com implicações devastadoras na sociedade em múltiplos domínios, entres os quais a sustentabilidade de diversas famílias, o Rotary Club do Entroncamento levou à prática alguns dos seus projectos, nomeadamente o apoio a famílias necessitadas.
(ler mais...)


Fátima: escola de hotelaria ganha prémio nacional »  2021-01-10 

A Escola de Hotelaria de Fátima foi galardoada com um prémio nacional numa edição dos Hospitality Education Awards, os prémios da formação turística em Portugal. A edição é promovida pela Forum Turismo e pretende distinguir projectos, instituições e pessoas, que se destacam no sector da Hotelaria e Turismo.
(ler mais...)


Alcanena - Município cede imóvel para lar do CRIT »  2020-12-19 

Foi assinada, no dia 27 de Novembro de 2020, a escritura da cedência do direito de superfície a favor do Centro de Reabilitação e Integração Torrejano – CRIT, do edifício propriedade do Município de Alcanena, sito na Avenida Marquês de Pombal, em Alcanena, no qual será criado um Lar Residencial para Pessoas com Deficiência, não existindo, no concelho, uma resposta social para casos que requeiram internamento em estruturas deste tipo.
(ler mais...)


História de Natal: Beatriz nasceu na ambulância dos voluntários torrejanos »  2020-12-11 

Nuno Gorjão e Pedro Matos, do corpo de Bombeiros Voluntários Torrejanos, vão ter uma história para contar: por volta da meia-noite do dia 4 de Dezembro, estes homens dos  "voluntários torrejanos" receberam uma chamada telefónica de uma mulher grávida e as circunstâncias levaram a que tivessem realizar o parto na ambulância, a caminho do hospital.
(ler mais...)


Companheiros de estrada: um acordo sem objecto e um ante-projecto mais rápido que a luz »  2020-12-07 

É mais uma história de encantar da maioria socialista que envolve obras e outras especialidades. Um acordo que não tem objecto e um ante-projecto de uma estrada de 500 mil que foi mais rápido que a velocidade da luz.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2021-01-11  Bombeiros Torrejanos: assembleia-geral adiada
»  2021-01-10  Olhos de Água: estacionamento vai custar meio milhão
»  2021-01-10  Entroncamento: deputados do PS querem obras na estação
»  2021-01-19  COVID-19: Município de Alcanena testa todos os trabalhadores e autarcas
»  2021-01-10  Rotary Club do Entroncamento apoia famílias carenciadas