• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Sexta, 18 Junho 2021    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Seg.
 22° / 12°
Períodos nublados com chuva fraca
Dom.
 23° / 13°
Céu nublado com chuva fraca
Sáb.
 20° / 13°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  22° / 14°
Céu nublado com aguaceiros e trovoadas
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

João Farinha Cordeiro morreu ontem aos 73 anos

Sociedade  »  2021-02-18 

Prestigiado comerciante de Torres Novas, pessoa bastante conhecida e estimada pela comunidade torrejana, João Farinha Cordeiro morreu ontem, dia 17, após um período de doença que o acometera há alguns meses.

“Nasci praticamente numa loja de mercearia de família, nas Tufeiras, e com cinco ou seis anos comecei a vir para a oficina do meu pai, na rua da Levada, de modo que sempre me identifiquei muito com o comércio” – Era assim que João Farinha Cordeiro recordava os tempos de infância e a influência que o pai teria no seu percurso, em entrevista ao JT no verão passado.

João farinha Cordeiro fez a escola primária na Casa Mogo, passou pelo colégio e depois pela Escola Industrial, antes de seguir para o Instituto Comercial de Lisboa, onde concluiu o curso de contabilidade. Uns anos após o regresso da tropa ingressa como contabilista na PRACEL, um consórcio de distribuição de comércio alimentar sediado no Botequim, que fecharia portas em 1979. “Nessa altura, em 1973, podia ter dado outro rumo à minha vida académica e profissional, prosseguir até os estudos de contabilidade, mas era bem pago na PRACEL, era um excelente ordenado, e acabei por ficar por Torres Novas”.

Pelo meio, a construção civil e mais alguns negócios foram-lhe ocupando os dias e os anos, até 1980, quando o pai, já adoentado, quis deixar a oficina e lhe colocou a questão de continuar com o negócio. João Farinha Cordeiro fez a vontade ao pai João Lúcio, passou a assentar arraiais na Levada, até que há trinta anos se mudou para a estrada do Vale, local mais propício às características da empresa, que cresceu, firmou um nome e angariou uma grande carteira de clientes e amigos.

Deixara a actividade há cerca de um ano, quando a firma passou a integrar uma empresa de Montalvo, mas mantendo-se na estrada do Vale, em Torres Novas. Antes, a empresa tinha recebido a medalha de mérito-economia da autarquia torrejana

O JT prestou-lhe uma pequena homenagem como amigo de primeira hora deste jornal, no jantar do 25.º aniversário do jornal.

À família, a direcção do JT manifesta o seu sentido pesar pela partida de um amigo de sempre.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Ribatejo e Oeste agora ou nunca, dizem CIMs »  2021-06-17 

No fecho da nossa edição de papel, na noite de terça-feira, não tinha ainda chegado às redacções a informação da realização da cerimónia de hoje, quinta-feira, em Santarém, em que os dirigentes das três Comunidades Intermunicipais (Lezíria, Médio Tejo e Oeste) iriam assinar um memorando de entendimento a exigir que as três unidades territoriais sejam aglutinadas numa única de nível superior (de 3 NUT III a uma NUT II), prefigurando uma futura região fora da actual grande Região de Lisboa e Vale do Tejo.
(ler mais...)


Crédito Agrícola tem “balcão 24” em Torres Novas »  2021-06-15 

A partir do dia 16 de Junho, a CCAM Ribatejo Norte e Tramagal passa a disponibilizar aos seus clientes um novo serviço bancário na agência de Torres Novas. O Balcão 24 é o serviço de self-service do Crédito Agrícola e faz parte do conjunto de serviços que compõem o sistema multicanal cujo objectivo é oferecer aos clientes um leque alternativo de canais de utilização, diz a instituição em comunicado de imprensa.
(ler mais...)


Renova lança higiénico Divine »  2021-06-14 

A Renova acaba de revelar o seu novo papel higiénico “Divine”, “direccionado a todos os que procuram um papel higiénico verdadeiramente ímpar, com elevado grau de maciez e suavidade para o conforto na sua utilização, sem descurar a preocupação com a redução do consumo de plástico de uso único, sendo embalado em papel reciclável e biodegradável”, diz comunicado de imprensa da empresa.
(ler mais...)


O rio Almonda e o futuro da RENOVA - João Carlos Lopes »  2021-06-05 

1.

A Fábrica de Papel do Almonda, hoje assumidamente RENOVA, foi constituída em 1939 e começou a laborar no dia 3 de Maio de 1940. No local, margem direita do rio Almonda frente à povoação de Moinho da Fonte, existira em tempos mais recuados uma primitiva fábrica de papel que captava a água do rio através de uma vala (ainda não havia qualquer represa), elevando-a para dentro do edifício fabril com uma tarambola, construída na grande empreitada de 1825, adjudicada a Francisco Lopes Marques, um mestre de obras de Torres Novas.
(ler mais...)


Autárquicas 2021: CDU avança com Guedelha para recuperar lugar na vereação »  2021-05-17 

Nuno Guedelha, de 45 anos, é o cabeça-de-lista da CDU à câmara municipal de Torres Novas nas próximas eleições autárquicas. Este é o quarto candidato conhecido, depois de Tiago Ferreira (PSD), Pedro Ferreira (PS) e António Rodrigues (independente).
(ler mais...)


Impotência institucional - carlos paiva »  2021-05-10 

Segundo noticia a TSF, a Agência Portuguesa do Ambiente multou a Fabrióleo em 400 mil euros e ordenou a demolição de várias edificações ilegais, incluindo uma ETAR, presentes naquela unidade industrial.
(ler mais...)


Nascente do rio Almonda: recuperação de casa junto à barragem vai valorizar o local »  2021-05-10 

Um projecto de recuperação de uma casa e sua envolvência junto à nascente do rio Almonda, propriedade particular de Natércia Torrinha, pode ajudar a tornar o local mais aprazível a quem o visita, já que se pretende, também, garantir o acesso às margens do rio.
(ler mais...)


Vexame: 20 milhões para o rio Nabão, 5 milhões para o Alviela, meio milhão para o Almonda »  2021-05-07 

É verdade que não passam de promessa do Governo para empurrar câmaras socialistas em ano de eleições. Mas mesmo no campeonato das promessas, Torres Novas é humilhada.

 Em meados de Abril, o Ministério do Ambiente anunciou querer travar a poluição do rio Nabão com um investimento de cerca de 20 milhões de euros, destinados a obras de infraestruturas de combate à poluição, cuja principal causa é atribuída à estação de tratamento de Seiça, no concelho de Ourém.
(ler mais...)


António Rodrigues vai a jogo: “Estou a concorrer só para presidente da Câmara” »  2021-05-04 

Candidata-se para vencer, não esconde, mas admite que não há vitórias antecipadas. Não concorre contra ninguém, apenas por amor a Torres Novas: “O movimento P’la Nossa Terra nasceu antes das autárquicas de 2017.
(ler mais...)


Tudo e mais alguma coisa sobre o jardim do Almonda Parque: 100 anos e muitas histórias »  2021-04-23 

Foi horta durante séculos, logo pegada à fábrica de chitas, depois “social club”, picadeiro da cavalaria, campo de jogos, recinto de feiras e mercados para ser trucidado por um parque de estacionamento. Na posta restante, fica agora um pequeno jardim.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2021-06-05  O rio Almonda e o futuro da RENOVA - João Carlos Lopes
»  2021-06-14  Renova lança higiénico Divine
»  2021-06-15  Crédito Agrícola tem “balcão 24” em Torres Novas
»  2021-06-17  Ribatejo e Oeste agora ou nunca, dizem CIMs