• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Segunda, 15 Agosto 2022    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qui.
 34° / 16°
Céu limpo
Qua.
 26° / 16°
Períodos nublados
Ter.
 28° / 17°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  30° / 16°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Concelhos do distrito: quebra de eleitores faz adivinhar sangria demográfica quase generalizada

Sociedade  »  2021-07-05 

Ainda não são conhecidos os resultados preliminares dos Censos deste ano, mas a crer na diminuição do número de eleitores nos últimos quatro anos, extensiva a quase todo o distrito, o panorama demográfico da região tenderá a agravar-se. Menos gente, mais velhos, menos jovens. Os mais de 20 concelhos do distrito têm, em conjunto, praticamente os eleitores do concelho de Sintra.

 A razia é quase geral: apenas Benavente (à custa de Samora), Salvaterra de Magos e Cartaxo conhecem um ligeiro aumento do número de eleitores nos últimos quatro anos, não sendo estranha esta condição à proximidade geográfica da área metropolitana de Lisboa ou, pelo menos, das suas periferias. No resto a descida é geral, embora no Entroncamento (foto) o valor seja mínimo.

O mapa dos eleitores recenseados foi já publicado em Diário da República e os dados são mais uma vez desanimadores para a região. O distrito de Santarém perde 10 913 eleitores, com Abrantes e Ourém a contribuírem em larga escala para esse cenário de quebra generalizada. Em termos absolutos, as perdas de eleitores foram desta ordem, nestes concelhos: Alcanena (-604), Abrantes (-1649), Tomar (-919), Torres Novas (-834), Golegã (-147), Barquinha (-70), Entroncamento (-130), Ourém (-1423), Constância (-61) e Santarém (-889), também com descidas em todos os restantes, nuns casos menos acentuada (como Almeirim), noutros mais crítica, como na Chamusca, Mação ou Sardoal.

É claro que estes números ganham mais significado se forem vistos na proporção da população de cada concelho e aí sim, Abrantes e Alcanena surgem na frente do pelotão com uma quebra do número de eleitores de 4,9%, cifra relevante por respeitar a um período de apenas quatro anos. Ourém regista uma quebra de 3,3%, a Golegã 2,9%. Tomar, que parece resistir à decadência demográfica que caracteriza Abrantes, tem uma quebra de 2,6%, exactamente igual à de Torres Novas. Na frente, com perda mínima, está o Entroncamento, com uma regressão de apenas 0,7% dos eleitores.

Nos últimos decénios, a hierarquia do número de eleitores e de habitantes dos concelhos do distrito alterou-se ligeiramente: durante muito tempo, no topo estava, e está ainda, Santarém, depois seguia-se Abrantes, Tomar, Ourém e Torres Novas. Actualmente, a Santarém segue-se Ourém, Tomar também ultrapassou Abrantes e Torres Novas continua no quinto posto. Só que, a quebra demográfica em Abrantes sobretudo, e também em Tomar, tem sido tal que estes dois concelhos estão agora praticamente a par de Torres Novas. Isto é, Torres Novas resistiu mais regressão demográfica que Tomar e Abrantes. Há 40 anos, Abrantes tinha cerca de 44 mil habitantes e Torres Novas 37 mil. Hoje estão os dois concelhos em redor do 35 mil habitantes, mas os resultados dos censos deste ano, que estão para breve, dirão com mais clareza o que se passou na última década.

Voltando aos eleitores, a contabilidade oficial assinala agora 40 801 para Ourém, 33 895 para Tomar, 31 614 para Abrantes e 30 745 para Torres Novas. No funda da tabela está o Sardoal, com 3197, mas Constância também não chega aos 4000 (tem 3 309) e Golegã, mesmo com a anexação recente do Pombalinho, não atinge os 5000 eleitores, fixandos-e nos 4 859.

Um país muito desigual

A rede de concelhos portugueses tem praticamente 200 anos, desde que a reforma de Mouzinho da Silveira, em 1835, reduziu os cerca de 1500 municípios aos cerca de 300 actuais (na região, terras como Asseiceira e Atalaia, Ulme ou Pernes, foram concelhos). Daí para cá, tudo mudou no país e no mundo, na economia e na sociedade, mas nada se alterou em termos do desenho dos municípios (a não ser a criação de mais meia dúzia), cujas disparidades demográficas e geográficas chegam ao ponto de termos dezenas de concelhos com pouco mais de 2000 ou 3000 eleitores e outros com 200 mil ou mais de 300 mil, caso de Sintra.

A lista dos municípios com mais eleitores é liderada por Lisboa (476 860), mas Sintra, que está em segundo lugar nacional, deverá dentro de alguns anos ultrapassar a capital, contando actualmente com 322 614. Seguem-se Vila Nova de Gaia (266 945), Porto (206 846), Cascais (178 860), Loures (169 119), Braga (165 888), Almada (151 676), Matosinhos (151 290), Oeiras (147 099), Gondomar (146 114), Amadora (145 361), Guimarães (142 702) e Seixal (142 437 eleitores). Os números dos Censos não deverão alterar esta hierarquia, mas pelo contrário deverão cavar o fosso entre estes e os pequenos municípios do interior, com inferiores percentagens de população jovem (-de 18 anos), que é aquela que se vai somar aos eleitores.

Repare-se em meia dúzia de exercícios comparativos: o concelho de Sintra tem praticamente os mesmos eleitores que o vasto conjunto geográfico dos distritos de Portalegre, Beja e Évora. Aliás, Sintra tem mais eleitores que todos os concelhos do Médio Tejo e tem eleitores em número idêntico ao de todos os dos 21 concelhos do distrito de Santarém.

Portalegre é um distrito em dolorosa sangria demográfica: o distrito inteiro já só tem apenas 94 mil eleitores, tantos como uma cidade periférica do Porto como Valongo, por exemplo, e apenas os concelhos de Portalegre, Ponte de Sôr, Nisa, Elvas e Campo Maior têm mais de 5 mil eleitores. Alter do Chão, Arronches, Avis, Castelo de Vide, Crato, Gavião, Fronteira, Monforte, Sousel e Marvão (a maioria dos municípios do distrito) têm pouco mais de 2000 ou pouco mais de 3000 eleitores, uma escala dificilmente compatível com a possibilidade da existência de um poder local democrático efectivo.

Os concelhos com semelhante dimensão estão espalhados por outros distritos, casos de Mora (3 957 eleitores) ou Mourão (2 149) no distrito de Évora, Castanheira de Pêra (2 522) ou Pedrógão Grande (3 090) em Leiria, Alvito (1 905) em Beja, Vila de Rei (2 740) ou Vila Velha de Ródão (2 813) em Castelo Branco. Beja é também, aliás, um distrito cujos eleitores ou residentes cabiam todos num médio concelho como Setúbal.

No concelho de Torres Novas

No concelho de Torres Novas, quase todas as freguesias apresentam diminuição do número de eleitores: Assentis (-107), Chancelaria (-62), Pedrógão (-103), Riachos (-115), Olaia (-69), Torres Novas S.Pedro (-159), Torres Novas Santa Maria (-80), Zibreira (-38), Brogueira, Alcorochel, Parceiros (-112). Também neste caso, importa referir que o fenómeno de quebra demográfica que vem sendo observado em Pedrógão está mais uma vez visível, com a freguesia a comandar o ranking da quebra de eleitores, 5,6%, praticamente o dobro da média concelhia. O panorama também é complicado na Zibreira e UF Brogueira, Alcorochel, Parceiros, com quebras de 4,6%, e em Assentis e Chancelaria, com diminuição de 4%. Riachos está no meio da tabela, com quebra de 2,5%, enquanto as freguesias da cidade apresentam decréscimos menores, 2,1% (S.Pedro) e 1,1% (Santa Maria). Escapa a este panorama a freguesia de Meia Via, que regista um aumento de 11 eleitores, mas tratando-se de um universo tão pequeno, está por avaliar se se trata de uma tendência inversa ou se o caso tem uma explicação mais fortuita: basta o ingresso de 20 ou 30 pessoas nas chamadas estruturas residenciais para idosos para alterar os números e esconder tendências numa freguesia tão pequena. J.C.L.

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Médica agredida na Chancelaria »  2022-08-08 

A médica Sandra Matorino foi agredida por um utente na passada quarta-feira, quando se encontrava a dar consultas no posto de saúde de Chancelaria, Torres Novas.

Segundo o JT apurou, a dado momento a médica saiu do seu consultório para ver o que se passava na sala de espera, alertada por uma altercação entre o funcionário administrativo e um utente.
(ler mais...)


Morreu Carlos “Pinhão”, treinador de futebol »  2022-08-03 

Vai a enterrar amanhã, no cemitério de Torres Novas, Carlos Manuel Silva (“Pinhão”), figura de destaque do futebol da região nas décadas de 70 e 80 do século passado.

Começou por jogar as “escolas” do Clube Desportivo de Torres Novas e só nos amarelos jogou oficialmente, mas enquanto esteve a estudar em Lisboa foi campeão nacional de juniores de ténis de mesa, ao serviço do SL Benfica, corria a década de 60.
(ler mais...)


Cristina Tomé reafirma: “Na Renova a precaridade é total e despedimentos assumem processos intimidatórios” »  2022-08-01 

 Na reunião da assembleia municipal de Torres Novas do passado dia 27 de Julho, a eleita pela CDU Cristina Tomé reafirmou o que dissera há cerca de um mês e meio sobre a política de despedimentos da Renova.

Nessa reunião, a militante do PCP afirmara que “já desde há algum tempo que a Renova não contrata ninguém, aliás despede, utilizando formas muito pouco claras para o efeito”, denunciando que a empresa recorre a empresas de trabalho temporário para contratar trabalhadores.
(ler mais...)


Riachos: cortejo da Bênção do Gado é domingo »  2022-07-29 

A preparar-se para os últimos dias do calendário festivo desta edição, a festa da Bênção do Gado aguarda o dia mais esperado, o “cortejo da Bênção do Gado”, sempre apresentado como o momento mais marcante da festa, cerimónia que se realiza no domingo, dia 31 de Julho.
(ler mais...)


Dia histórico: povo de Torres Novas diz basta à Renova »  2022-07-28 

A assembleia municipal de Torres Novas, reunida ontem quarta-feira, tomou uma deliberação de significado político tremendo: aprovou quase por unanimidade uma recomendação à Câmara que esteve na base de um abaixo-assinado de quase mil assinaturas exigindo o acesso público à nascente do rio Almonda.
(ler mais...)


Bloco quer agricultura intensiva com avaliações de impacto ambiental e laboral »  2022-07-24 

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, exigiu hoje que as explorações agrícolas que usam o método intensivo e superintensivo sejam sujeitas a “avaliações de impacto” a nível ambiental e laboral.
(ler mais...)


Morreu José Duarte da Piedade: operário, escritor, militante comunista »  2022-07-23 

Morreu ontem, aos 98 anos de idade, José Duarte da Piedade, natural da freguesia da Brogueira, histórico militante anti-fascista, operário e escritor.

Segundo uma nota da concelhia de Torres Novas, José Duarte da Piedade “era o mais idoso e antigo militante do Partido Comunista Português no concelho de Torres Novas, tendo aderido ao Partido nos anos 40 quando havia um núcleo do partido na sua terra, a Brogueira”.
(ler mais...)


Bons Sons: resultados do passatempo já foram comunicados ao festival e aos premiados »  2022-07-21 

O passatempo do JT realizado no dia 12 de Agosto habilitou cinco concorrentes às cinco entradas permanentes do Festival Bons Sons que tínhamos para oferecer. Recorde-se que as cinco entradas seriam entregues aos primeiros cinco concorrentes que fizessem chegar, por mail, as respostas correctas às questões colocadas.
(ler mais...)


Lamego: 700 mil euros para atirar os esgotos ao rio, mais uma trapalhada »  2022-07-15 

As obras do Largo do Lamego, cuja telenovela já aqui mereceu destaque, continuam a ser um poço sem fundo de surpresas, perplexidades e agora, de escândalo, dito com as letras todas.

Note-se bem: as referidas obras são apenas parte de uma intervenção, mais ampla, do sistema de saneamento de toda a zona que vai da Bácora ao Largo do Lamego, passando pelo “largo da Caixa” e que tinha por objectivo acabar com os últimos esgotos da cidade que ainda estavam a verter para o rio, como que era o caso.
(ler mais...)


Rede Wifi de acesso público alargada à vila de Riachos »  2022-07-14 

A rede de pontos de acesso internet do concelho de Torres Novas irá ser alargada às freguesias, “tendo-se iniciado esta estratégia de expansão pela vila de Riachos, que dispõe agora de internet sem fios gratuita e de acesso livre no Largo Manuel Simões Serôdio e no Jardim da Vila”, diz nota do município.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2022-07-28  Dia histórico: povo de Torres Novas diz basta à Renova
»  2022-08-08  Médica agredida na Chancelaria
»  2022-08-01  Cristina Tomé reafirma: “Na Renova a precaridade é total e despedimentos assumem processos intimidatórios”
»  2022-08-03  Morreu Carlos “Pinhão”, treinador de futebol
»  2022-07-23  Morreu José Duarte da Piedade: operário, escritor, militante comunista