• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quarta, 19 Fevereiro 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sáb.
 22° / 7°
Períodos nublados
Sex.
 21° / 7°
Céu limpo
Qui.
 19° / 5°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  19° / 5°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A sério: foi você que pediu um PDM?

Sociedade  »  2020-01-19 

Na reunião de 10 de Dezembro do ano que findou, a maioria socialista na Câmara de Torres Novas aprovou a suspensão parcial do PDM num terreno às Ferrarias, fronteiro à rotunda de saída de Torres Novas, suspensão que permitirá a eventual instalação, no local, de um pavilhão da Decathlon, para comércio de roupas e material de desporto. Segundo o PDM em vigor, o local, cerca de 1,6 hectares, é zona verde de descompressão urbana, não sendo permitida a construção. Mas a maioria socialista, amiga do comércio e do desenvolvimento do concelho, votou a suspensão parcial do PDM naquele local, viabilizando assim a instalação de mais uma multinacional de retalho. Claro que nestas situações há sempre uma série de bloquistas, comunistas, invejosos e inimigos do progresso que estão contra, logo estão contra a criação de riqueza e de emprego e no fundo não querem que isto ande. São contra Torres Novas, a nossa ­terra, a nossa terrinha. Na forma de perguntas e respostas, vejamos o que se pode responder a esse bando de inimigos do desenvolvimento, que votaram contra a mais esta decisão em prol do progresso torrejano. Perguntam os fanáticos, amigos da Greta e da treta e nós, os donos disto tudo, respondemos.

O terreno em causa, segundo o PDM em vigor, é zona verde de descompressão urbana onde é proíbida a construção, certo?
Certo. Mas qual é o problema? Para que serve o PDM? Para nada. Suspende-se ali e pronto, está a andar, temos a maioria absoluta. Mas acham que alguém se preo­cupa com tretas como o PDM? Bolos, pá, feira medieval, porco no espeto.

Não serve para nada? Então mas os senhores andam a fazer a revisão do PDM há mais de 20 anos, já gastaram centenas de milhares de euros em estudos e pareceres e não serve para nada?
Bom, serve para animar a economia, vamos pagando a uns gabinetes, a uns assessores, para entreter a perna à rã e vai-se suspendendo sempre que é preciso em prol do desenvolvimento. E nós temos a maioria absoluta.

Mas caramba, ir meter uma barracão de venda de materiais de desporto mesmo à entrada da cidade, numa zona verde com alguma importância paisagística, não é um bocadinho de mais?
Zonas verdes? Quem quiser zonas verdes vá para as aldeias, para o pé da serra, há lá muito verde. Nós queremos é progresso. Isto aqui é mais cimento e pavilhões, coisas catitas, cimento, chaparia, alumínio. Querem viver em terras lindas? Vão para Sintra ou para Óbidos. Ou Barquinha, vá. Ou Constância, pronto. Ou Golegã, já agora. Ou mesmo Chamusca, se quiserem. Nós queremos é progresso e temos maioria abso­luta. Bolos.
Então mas não andam sempre a falar no comércio tradicional? E agora vão meter uma grande superfície de desporto com grandes lojas desse sector a pouco mais de 200 metros, e outras pequenas ali por trás, que vão para o galheiro certamente…
O mercado é que manda, e nós somos pela concorrência. A concorrência é que é bom porque aumenta a oferta e baixa os preços. Somos socialistas de mercado livre. Bolos.

Mas não consta que até hoje algum preço de alguma coisa tenha efectivamente baixado, aparecem é produtos piores, sempre piores, e o emprego não tem assim subido tanto, as estatísticas mostram que a mão de obra continua estável... aliás, abaixo dos números antigos, antes de virem as grande superfícies…
Isso é treta de bloquistas e comunistas. As pessoas querem estas coisas, bué centros comerciais e lojas de grandes superfícies. Vocês querem o quê, mercearias de bairro, sapatarias? Carrinho, peguem no carrinho, vistam o fato de treino e bute, lojas das grandes, anda-se à vontade, não se empeça na mercadoria, é isso que o povo gosta, lindos...

Mas têm responsabilidade na boa gestão do território, não queimar tudo, deixar alguma coisa para o futuro…
Responsabilidades, nós? Anjinhos! Responsabilidades são de quem votou em nós, que temos a maioria absoluta.

Está bem, mas essa coisas e outras não estão no vosso programa eleitoral, as pessoas quando votam fazem-no com alguma dose de boa fé…
Café? Estão a falar de café? Onde é que é para instalar uma grande loja de café? Vem aí a Delta?

E enfim, sacrificam uma zona verde em prol do interesse individual, de uma única pessoa, que vende o terreno, e da multinacional, que não é bem um exemplo de economia local…
Lá estão eles com o verde, verde é para as vacas, no campo. Largueza. Querem largueza vão para o campo. Isto é cidade, cimento, prédios, isso tudo. Nós é mais bolos e almoçaradas e festarolas e muito progresso e muito desenvolvimento.

Mas não vos choca mesmo nada, sabendo como o comércio tradicional está de rastos, com lojas a fechar por todo o lado, ir agora colocar na entrada nobre da cidade uma frontaria de uma loja daquelas, com mais um jardim de carros associado, assim uma coisa deprimente e desproporcionada? Aquilo não é nenhuma periferia, um arrabalde, é cidade mesmo, a confluência das duas principais avenidas urbanas, francamente…
E qual é problema? Não fica bem? Querem que aquilo vá para Tomar ou Abrantes, é? Vocês não gostam de Torres Novas, essa é que é essa. São contra Torres Novas, como dizia o outro.

Olhem lá, mas em Tomar ou Abrantes não há nenhuma coisa assim numa zona semelhante daquelas cidades, era o fim do mundo…
Não há mas aqui vai haver, é lindo: entra-se na principal via de acesso a Torres Novas, via João Paulo II, onde gastámos há pouco mais de meio milhão em alcatrão, até parece que foi de propósito mas não, e vemos logo aquele grande pavilhão, ali, granda pinta, e por trás o InterMarché, é de estalo, uma cidade a sério, emprego, progresso, mercado, desenvolvimento, maioria absoluta, votinhos, meus! Votinhos, é isso que vocês queriam, mas não é para os vossos beiços.

Certo, somos comunistas, bloquistas, judeus, ciganos, inimigos do progresso, o que quiserem. Mas não vos choca mesmo nada uma pessoa comum não poder construir uma casita por causa do PDM, não se pode suspender, e para uma multinacional, numa zona privilegiada da cidade, já se pode fazer tudo, sempre a abrir?
Tonhós, taditos, com o barulho das luzes quem se vai lembrar dessa coisas na hora dos votinhos? A malta quer é festa, lojas, sapatilhas, fatos de treino para ir às compras. Bolos, mais bolos. Porco no espeto, sandochas, pá. Cresçam e não apareçam, desapareçam. Desempatem a loja, pá

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Cruz Vermelha adquire ambulância »  2020-02-11 

Em nota enviada à imprensa, a delegação de Torres Novas da Cruz Vermelha Portuguesa anuncia a aquisição de uma primeira ambulância de transporte de doentes não urgentes, uma carrinha Volkswagen Caddy, de 7 lugares sentados, um investimento de cerca de 19 mil euros.
(ler mais...)


PSD: congresso levou ribatejanos a cargos nacionais »  2020-02-10 

O 38.º congresso nacional do PSD, que decorreu este fim de semana em Viana do Castelo, levou alguns dirigentes locais e regionais a cargos de maior relevo na estrutura partidária nacional.

Isaura Morais, a conhecida ex-autarca de Rio Maior e actual deputada por Santarém, foi protagonista da mais surpreendente ascensão na hierarquia social-democrata, ao ser eleita para a Comissão Política Nacional do partido, e logo como uma dos vice-presidentes, a convite do secretário-geral.
(ler mais...)


Abate de árvores junto à N-349 está a chocar a população »  2020-02-08 

Aquilo que parece, em alguns casos, um abate de árvores sem critério, está a deixar chocados muitos habitantes e proprietários dos terrenos contíguos à estrada nacional 349, no troço que atravessa aldeias da freguesia de Assentis.
(ler mais...)


Fabrióleo desistiu de processo contra Pedro Triguinho »  2020-02-04 

Hoje, no campus de justiça do Parque das Nações, em Lisboa, estava marcada a sentença para um processo judicial de queixa por difamação, da Fabrióleo contra o dirigente ambientalista torrejano Pedro Triguinho.
(ler mais...)


Matilde Bué, presidente da UDR Zona Alta: “Uma associação já não pode ser gerida apenas com o coração” »  2020-01-30 

Ser mulher nunca travou os movimentos a Matilde Bué. Acredita que essa é uma questão do passado. Contabilista de profissão e presidente da União Desportiva e Recreativa da Zona Alta desde Setembro, Bué contou ao JT como chegou até aqui e falou dos desafios que se colocam à colectividade, que nasceu na zona alta da cidade há mais de 40 anos.
(ler mais...)


António Alves: demolição praticamente concluída »  2020-01-23 

As antigas instalações da empresa António Alves, conhecida popularmente por “Alves das lãs”, situadas na várzea grande dos Mesiões, foram nestes dias demolidas depois de terem permanecido em ruínas durante décadas.
(ler mais...)


LIDL: trabalhadores marcam protesto para sábado »  2020-01-23 

Sábado, dia 25 de Janeiro, os trabalhadores do LIDL vão realizar “uma acção de denúncia e protesto pela postura da empresa e da APED (Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição)” que, no dizer do sindicato, arrastam a negociação do contrato colectivo de trabalho desde 2016.
(ler mais...)


Ginásio de Riachos: 20 anos depois, já há ante-projecto »  2020-01-16 

Pendurado há 20 anos, aquando da construção do pavilhão gimnodesportivo de Riachos, o ginásio anexo parece estar agora um pouco mais perto de se tornar realidade. Na reunião de ontem do executivo municipal, foi aprovado por unanimidade “o ante-projecto de arquitectura e especialidades relativos à 2.
(ler mais...)


Torres Novas na devolução do IVA: ANMP assinala disparidades no parecer sobre o orçamento de Estado »  2020-01-15 

No seu parecer habitual à proposta de lei do orçamento de Estado, a Associação Nacional de Municípios Portugueses questiona o Governo sobre os montantes da devolução de parte do IVA cobrado nos municípios e assinala, directamente, o caso de Torres Novas.
(ler mais...)


 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2020-01-23  António Alves: demolição praticamente concluída
»  2020-01-23  LIDL: trabalhadores marcam protesto para sábado
»  2020-02-04  Fabrióleo desistiu de processo contra Pedro Triguinho
»  2020-01-30  Matilde Bué, presidente da UDR Zona Alta: “Uma associação já não pode ser gerida apenas com o coração”
»  2020-02-08  Abate de árvores junto à N-349 está a chocar a população