• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 17 Janeiro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 14° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Sáb.
 16° / 9°
Céu nublado com chuva fraca
Sex.
 13° / 3°
Céu nublado com chuva moderada
Torres Novas
Hoje  14° / 6°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Autárquicas: “Sinto que as pessoas anseiam por uma política de proximidade”, Vítor Borges da Costa

Sociedade  »  2017-09-24 

Candidato do PSD à câmara municipal da Golegã

Como avalia o exercício do actual presidente neste último mandato (2013-2107)? Aponte alguns aspectos que não tenham corrido bem e como teria agido se fosse presidente da câmara.
Na minha opinião, as medidas programáticas deste executivo do PS pecaram por uma orientação algo difusa face ao compromisso eleitoral de 2013. Matérias essenciais ao concelho, como o cuidado e preservação do espaço público, ou a total ausência de um plano de mobilidade sustentável, uma inércia total nas políticas viradas para a cultura, medidas insuficientes relativamente às questões ambientais e uma total ausência de um plano de captação de investimentos na vertente empresarial, são aspetos que merecem a minha crítica e discordância.

Além disso, notei sempre, ao longo destes 4 anos, uma péssima orientação dos recursos humanos e uma evidente falta de capacidade de motivação dos colaboradores da Câmara.

Outro dos aspetos que merece a minha crítica, está relacionado com a teimosia e insensibilidade do Presidente da Câmara, em finais de 2014, no caso dos empréstimos BEI, que deveriam ter servido para amenizar a dívida a fornecedores, ao invés da intenção de usar essas verbas para realização de mais obras. A Assembleia acabou por chumbar esses empréstimos, de cerca de 0.5M€, porque o Presidente nunca quis saber ouvir a oposição e teve, nessa ocasião, uma atitude prepotente e pouco responsável.

Não fui Presidente da Câmara nesse período, mas como deve calcular, agiria de forma absolutamente oposta, nas questões que acima referi. Além disso, teria feito questão de ter desenvolvido um mandato de muito maior proximidade com as pessoas.

 

Passado o ciclo das grandes obras e do essencial dos fundos comunitários, que panorama antevê para o seu concelho em termos de apostas de médio prazo? Qual vai ser a sua agenda?
Sinto que as pessoas anseiam por uma política de proximidade, em que os seus problemas mais básicos sejam resolvidos com celeridade. É minha convicção que são necessárias respostas direcionadas às Pessoas e às Empresas, visando a obtenção de um clima de coesão social e de desenvolvimento económico, pilares determinantes para a construção de uma sociedade equilibrada, justa e dinâmica.

São necessárias medidas integradas de captação de investimento na vertente empresarial; de atratividade e fixação de população jovem de forma a resolver os desequilíbrios demográficos existentes; de potenciação da economia social aproveitando a sua capacidade para gerar emprego; de uma política potenciadora das nossas capacidades na vertente do turismo. Será uma agenda muito imaterial, mas com uma visão estruturada e estruturante, virada ao desenvolvimento económico e social.

Se for eleito, indique cinco medidas de realização imediata para os primeiros três meses e outras tantas de cariz estruturante ou grandes investimentos de que o concelho necessite.
Sabendo-se que os RH são a maior riqueza de qualquer organização, é imperativo agir de forma rápida e eficaz para a sua valorização e motivação, melhorando assim as respostas aos cidadãos. Melhorar a mobilidade na vila da Golegã, com a reabertura ao trânsito na Rua D. João IV e com alterações no Bairro do Carrapital, serão duas das primeiras medidas.

O reforço das relações com as Juntas de Freguesia será para nós uma prioridade, iniciando de imediato uma discussão aprofundada sobre a revisão dos contratos interadministrativos. Conceber e aprovar rapidamente uma carta da cultura, que permitirá ter uma visão integrada e um plano de ação realista e abrangente. Além disso, tomar providências imediatas com o Centro de Saúde e com a tutela, no sentido de discutirmos as evidentes lacunas ao nível do apoio médico nas freguesias de Azinhaga e Pombalinho. Esta é uma agenda exigente para os primeiros três meses, mas muito importante.

Em relação aos “grandes investimentos”, destacaria quatro: na Eficiência Energética, com processo de candidatura já iniciado; Reabilitação do Sistema de Saneamento Básico, nomeadamente ETARs e Estações Elevatórias; a reabilitação do Centro Escolar da Golegã e a Remodelação e Reabilitação do Cine-Teatro, tendo, claro, em conta, o estabelecimento prévio de um protocolo com o seu proprietário.

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


JORNAL TORREJANO de luto: morreu Joaquim da Silva Lopes »  2019-01-17 

Joaquim da Silva Lopes, primeiro director desta série do JORNAL TORREJANO, tinha 72 anos e era natural de Curvaceiras (Paialvo, Tomar).

Radicado em Torres Novas desde o início da década de 70 do século passado, residira entretanto durante alguns anos em Riachos, onde colaborou estreitamente com o jornal “O Riachense”, de que foi sub-director.
(ler mais...)


Constância: mais de 100 mil euros para criar espaço multiusos no centro da vila »  2019-01-14 

Estão a decorrer obras de remodelação do Largo Cabral Moncada, no centro de Constância, com o objectivo de o transformar num espaço multiusos, informou a câmara municipal em comunicado. Na mesma informação prestada pelo município, lê-se que a solução encontrada foi objecto de uma “reflexão cuidada” e a ideia é transformar aquele ermo num novo “cartão de visita”.
(ler mais...)


Alcanena: antigo “kalifa” subiu ao palco do São Pedro »  2019-01-11 

O Cine-Teatro São Pedro recebeu, no dia 5 de Janeiro, com casa cheia, o concerto de Ano Novo pela filarmónica da Sociedade Musical Mindense, dirigida pelo maestro João Carlos Roque Gameiro. O concerto contou com a participação de três gerações de percussionistas: Rui Venâncio, Isaac Achega e José Pedro Menezes.
(ler mais...)


Águas do Ribatejo reforça abastecimento no concelho de Torres Novas »  2019-01-11 

Ampliação do reservatório do Cerejal custa cerca de um milhão de euros e vai aumentar cinco vezes a reserva de água para a cidade e lugares envolventes

 As obras de construção de duas novas células junto do reservatório do Cerejal, em Torres Novas, estão em curso, prevendo-se que a empreitada esteja concluída no último trimestre de 2019.
(ler mais...)


Barquinha: Ilha de Almourol requalificada para acolher melhor os visitantes »  2019-01-10 

Os mais de 70.000 visitantes anuais do castelo de Almourol, concelho de Vila Nova da Barquinha, tem agora melhores condições de segurança e conforto para visita ao monumento nacional como fim das obras de valorização e arranjo paisagístico da ilha, esclarece uma nota da autarquia.
(ler mais...)


Rodoviária do Tejo: sindicatos anunciam greve para amanhã »  2019-01-02 

Segundo uma nota da estrutura distrital da CGTP, vai ter lugar amanhã, dia 3 de Janeiro, com prolongamento até ao final do dia 4, a greve dos trabalhadores das empresas Rodoviária do Tejo e Rodoviária do Lis.

A complementar esta forma de luta, diz a CGTP, estão a ser organizados pelo Sindocato dos Transportes, sindicato afecto à CGTP-IN, piquetes de greve nas principais filiais de ambas as empresas no distrito de Santarém, adiantando que os trabalhadores vão deslocar-se para a sede do Grupo Barranqueiro (Lisboa), onde se concentrarão em protesto.
(ler mais...)


Novo ano com fogo e luz em Torres Novas e na Chamusca »  2018-12-30 

A chegada do novo ano, em Torres Novas, vai ser assinalada na praça central da cidade, onde a partir das dez horas da noite deverá iniciar-se a animação musical. À meia-noite, as atenções vão estar viradas para o castelo, de onde será lançado fogo-de-artifício.
(ler mais...)


Torres Novas: Anonymous for the Voiceless vão estar na praça, amanhã »  2018-12-28 

Ligado a ideias ambientalistas e de defesa dos animais, com forte empenho na defesa de uma alimentação vegan (que rejeita a inclusão de produtos de origem animal), o grupo Anonymous for the Voiceless vai estar amanhã, sábado, pelas 15 horas, na praça 5 de Outubro, para uma acção de divulgação.
(ler mais...)


50 anos do Zeca em Lapas evocados em dois concertos na sexta à noite »  2018-12-26 

A passagem dos cinquenta anos do concerto de José Afonso nas grutas de Lapas (28 de Dezembro de 1968) vai ser assinalada em Torres Novas por duas iniciativas, no mesmo dia, à mesma hora.

O grupo LaFontinha tinha anunciado há mais de um ano e divulgado num semanário local, há cerca de três meses, a realização de um concerto para celebrar a efeméride, e era intenção do grupo realizá-lo exactamente nas grutas de Lapas.
(ler mais...)


Barquinha: posto de carregamento de veículos eléctricos já funciona »  2018-12-19 

Já pode carregar o seu automóvel eléctrico no centro histórico de Vila Nova da Barquinha, anuncia a autarquia em nota de imprensa. Hoje, 19 de Dezembro, entrou em funcionamento o novo carregador rápido (20 – 30 minutos) de veículos eléctricos instalado na Rua Marechal Carmona, em frente à igreja matriz, com capacidade para dois veículos.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2018-12-19  Barquinha: posto de carregamento de veículos eléctricos já funciona
»  2019-01-17  JORNAL TORREJANO de luto: morreu Joaquim da Silva Lopes
»  2018-12-19  Destilaria da Brogueira: passagem de ano com o Fatias de Cá
»  2018-12-26  50 anos do Zeca em Lapas evocados em dois concertos na sexta à noite
»  2018-12-28  Torres Novas: Anonymous for the Voiceless vão estar na praça, amanhã