• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 17 Outubro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 19° / 10°
Céu limpo
Sáb.
 20° / 13°
Céu nublado com chuva fraca
Sex.
 23° / 14°
Céu nublado com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  23° / 16°
Céu nublado com aguaceiros e trovoadas
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Autárquicas: “Sinto que as pessoas anseiam por uma política de proximidade”, Vítor Borges da Costa

Sociedade  »  2017-09-24 

Candidato do PSD à câmara municipal da Golegã

Como avalia o exercício do actual presidente neste último mandato (2013-2107)? Aponte alguns aspectos que não tenham corrido bem e como teria agido se fosse presidente da câmara.
Na minha opinião, as medidas programáticas deste executivo do PS pecaram por uma orientação algo difusa face ao compromisso eleitoral de 2013. Matérias essenciais ao concelho, como o cuidado e preservação do espaço público, ou a total ausência de um plano de mobilidade sustentável, uma inércia total nas políticas viradas para a cultura, medidas insuficientes relativamente às questões ambientais e uma total ausência de um plano de captação de investimentos na vertente empresarial, são aspetos que merecem a minha crítica e discordância.

Além disso, notei sempre, ao longo destes 4 anos, uma péssima orientação dos recursos humanos e uma evidente falta de capacidade de motivação dos colaboradores da Câmara.

Outro dos aspetos que merece a minha crítica, está relacionado com a teimosia e insensibilidade do Presidente da Câmara, em finais de 2014, no caso dos empréstimos BEI, que deveriam ter servido para amenizar a dívida a fornecedores, ao invés da intenção de usar essas verbas para realização de mais obras. A Assembleia acabou por chumbar esses empréstimos, de cerca de 0.5M€, porque o Presidente nunca quis saber ouvir a oposição e teve, nessa ocasião, uma atitude prepotente e pouco responsável.

Não fui Presidente da Câmara nesse período, mas como deve calcular, agiria de forma absolutamente oposta, nas questões que acima referi. Além disso, teria feito questão de ter desenvolvido um mandato de muito maior proximidade com as pessoas.

 

Passado o ciclo das grandes obras e do essencial dos fundos comunitários, que panorama antevê para o seu concelho em termos de apostas de médio prazo? Qual vai ser a sua agenda?
Sinto que as pessoas anseiam por uma política de proximidade, em que os seus problemas mais básicos sejam resolvidos com celeridade. É minha convicção que são necessárias respostas direcionadas às Pessoas e às Empresas, visando a obtenção de um clima de coesão social e de desenvolvimento económico, pilares determinantes para a construção de uma sociedade equilibrada, justa e dinâmica.

São necessárias medidas integradas de captação de investimento na vertente empresarial; de atratividade e fixação de população jovem de forma a resolver os desequilíbrios demográficos existentes; de potenciação da economia social aproveitando a sua capacidade para gerar emprego; de uma política potenciadora das nossas capacidades na vertente do turismo. Será uma agenda muito imaterial, mas com uma visão estruturada e estruturante, virada ao desenvolvimento económico e social.

Se for eleito, indique cinco medidas de realização imediata para os primeiros três meses e outras tantas de cariz estruturante ou grandes investimentos de que o concelho necessite.
Sabendo-se que os RH são a maior riqueza de qualquer organização, é imperativo agir de forma rápida e eficaz para a sua valorização e motivação, melhorando assim as respostas aos cidadãos. Melhorar a mobilidade na vila da Golegã, com a reabertura ao trânsito na Rua D. João IV e com alterações no Bairro do Carrapital, serão duas das primeiras medidas.

O reforço das relações com as Juntas de Freguesia será para nós uma prioridade, iniciando de imediato uma discussão aprofundada sobre a revisão dos contratos interadministrativos. Conceber e aprovar rapidamente uma carta da cultura, que permitirá ter uma visão integrada e um plano de ação realista e abrangente. Além disso, tomar providências imediatas com o Centro de Saúde e com a tutela, no sentido de discutirmos as evidentes lacunas ao nível do apoio médico nas freguesias de Azinhaga e Pombalinho. Esta é uma agenda exigente para os primeiros três meses, mas muito importante.

Em relação aos “grandes investimentos”, destacaria quatro: na Eficiência Energética, com processo de candidatura já iniciado; Reabilitação do Sistema de Saneamento Básico, nomeadamente ETARs e Estações Elevatórias; a reabilitação do Centro Escolar da Golegã e a Remodelação e Reabilitação do Cine-Teatro, tendo, claro, em conta, o estabelecimento prévio de um protocolo com o seu proprietário.

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Alcanena em desespero com os maus cheiros »  2019-10-16 

Alcanena está a viver uma situação insustentável e isso é confirmado por qualquer pessoa que passe de carro próximo da vila, logo agredida com um mau cheiro verdadeiramente insuportável.

 Nas redes sociais surgem apelos lancinantes, outros revoltados, a apelar e exigir a solução de um problema que é antigo (todos se recordam de como era difícil estar e viver em Alcanena em meados da década de 80), mas passou uma geração e a poluição ambiental regressou em força nos últimos tempos.
(ler mais...)


PS acaba com farmácia de Alcorochel »  2019-10-15 

Com parecer positivo ao pedido de deslocalização da farmácia de Alcorochel para a cidade de Torres Novas, onde já existem sete farmácias, a maioria socialista põe fim a uma das mais antigas farmácias do concelho.
(ler mais...)


Legislativas: vitória modesta de Costa com descida da oposição »  2019-10-08 

TORRES NOVAS: as contas e as dúvidas

No distrito de Santarém, o PS aumentou a sua votação em 1 921 votos, uma média de 92 votos por concelho. Em Torres Novas, o aumento foi de 90 votos: conforme.
(ler mais...)


Entroncamento: trabalhadores dos CTT em greve »  2019-10-08 

Os trabalhadores do CDP do Entroncamento estão em greve desde hoje, dia 8 e até 15 de Outubro. Entre os problemas laborais destacam-se a má organização do serviço, aliada a uma gritante falta de trabalhadores tem consequências graves para os utentes, nomeadamente atrasos na distribuição, muitas vezes com graves prejuízos.
(ler mais...)


Encontro de apicultores, dia 12, na Lagoa do Furadouro »  2019-10-02 

O 3.º encontro de apicultores da região vai realizar-se no próximo dia 12 de Outubro, sábado, pelas 18 horas, no salão paroquial da Lagoa do Furadouro (próximo de Casais da Igreja, mas no concelho de Ourém).
(ler mais...)


Torres Novas: alterações climáticas levam câmara a anular concurso para psicóloga clínica »  2019-10-01 

Quando, no dia 1 de Abril, dia da mentiras, a câmara de Torres Novas fazia publicar no Diário da República o aviso de abertura do concurso para admissão de uma psicóloga, jurando por todos os santinhos a necessidade premente de contratação de uma técnica desse ramo, estava longe de pensar que, escassos meses depois, o aquecimento climático, as manifestações em Hong Kong, o impeachment a Donald Trump e o despedimento de Leonel Pontes do Sporting iriam alterar as circunstâncias de tal modo que, afinal, a psicóloga já não é urgente e até nem se percebe porque é que alguém alguma vez teve semelhante ideia.
(ler mais...)


Conjunto arqueológico monumental descoberto na aldeia da Mata »  2019-09-06 

A designação de “poços” utilizada no ante-título é meramente ilustrativa: trata-se de quase cinco dezenas de estruturas escavadas, de forma cilíndrica, descobertas durante os trabalhos de saneamento da aldeia.
(ler mais...)


Inédito: Torres Novas às escuras há duas noites seguidas »  2019-09-05 

Quando ontem, quarta-feira, ao anoitecer, se verificou que praticamente todo o centro histórico de Torres Novas estava sem uma única lâmpada de iluminação pública, pensou tratar-se de uma momentânea avaria.
(ler mais...)


Câmara: 80 mil para cultura e desporto, o mesmo que quer gastar nos repuxos da rotunda »  2019-08-31 

O executivo municipal aprovou por unanimidade, na reunião ordinária de 6 de Agosto, um conjunto de apoios nas áreas da cultura e do desporto que ascendem a cerca de 80 mil euros. Isto relativo à actividade de um ano, o mesmo que vai gastar nas traquitanas de um repuxo (ver peça mais abaixo).
(ler mais...)


Amália Moita: morreu uma centenária »  2019-08-28 

Há pouco mais de um ano, 18 de Julho de 2018, o JT noticiava que Torres Novas tinha mais uma mulher a atingir a idade de 100 anos: tratava-se de Amália Moita, natural de Alcorochel, aldeia onde sempre viveu, apesar de nas últimas décadas passar temporadas também em Torres Novas, em casa de uma das filhas.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2019-10-01  Torres Novas: alterações climáticas levam câmara a anular concurso para psicóloga clínica
»  2019-10-15  PS acaba com farmácia de Alcorochel
»  2019-10-16  Alcanena em desespero com os maus cheiros
»  2019-10-02  Encontro de apicultores, dia 12, na Lagoa do Furadouro
»  2019-10-08  Legislativas: vitória modesta de Costa com descida da oposição