• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Segunda, 17 Fevereiro 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qui.
 19° / 6°
Céu limpo
Qua.
 19° / 4°
Céu limpo
Ter.
 15° / 6°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  17° / 8°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Futebol: “clássico” do distrito acabou empatado, com Sudesh em grande destaque

Sociedade  »  2018-11-04 

Campeonato Distrital da 1.ª divisão da AFS
Estádio Municipal de Tomar, 4 de Novembro de 2018

“Clássico” do distrito acabou empatado, com Sudesh em grande destaque

UFCIT: Nuno Ribeiro; David Vieira, Diego (45` Faustino), Kiko, Nuno Rodrigues, Telmo Ferreira, Pires, Rafael, Diogo Pereira (85` Alex), Alan, Rui Lopes (85` Natividade). Suplentes: Mahau, Alex, Faustino, A. Lopes, Natividade. Treinador: Lino Freitas.
CD TORRES NOVAS: Nabais, Fábio Timor, Sudesh, Dani, Tiago Vieira, Pedro Pereira, Joel, Dinis, Ricardo Major (65` Sérgio), Júlio Batista, Micael (65` Soma). Suplentes: Quaresma, Xico, Soma, Sérgio, A. Pedro, Dinis. Treinador: Nando Costa.

União de Tomar e CD Torres Novas fizeram jus àquele que é o maior clássico distrital, numa tarde que se antevia difícil para a prática do futebol: frio, chuva e algum vento, que fizeram aconchegar todos os espectadores à desabrida bancada do “municipal” de Tomar.

O União partia confortável para esta partida, enquanto o Torres Novas, no fundo da tabela e depois de uma derrota frente ao Riachense para a Taça, lambia feridas já abertas depois do empate caseiro diante do Marinhais. E este jogo seria o tudo ou nada para os amarelos: a derrota atirava a esquipa para um lugar sombrio, um resultado positivo poderia fazer renascer as aspirações de um campeonato tranquilo.

Começou melhor o União de Tomar, com um futebol mais vivo e dinâmico, assente em tabelas curtas, rápidas e verticais, remetendo o Torres Novas para zonas recuadas do seu campo, mas sempre atento ao último passe com perigo dos nabantinos. E começava a despontar, em jogo jogado, uma figura que marcaria esta partida: Sudesh.

Os amarelos foram acertando as marcações e enredaram os tomarenses numa teia cada vez mais impenetrável, ao mesmo tempo tempo que emprestavam energia, entusiasmo e força ao seu jogo: dir-se-ia que não era a mesma equipa que fez um jogo apenas razoável frente ao Marinhais.

É verdade que, muitas vezes, é o adversário que faz a outra equipa, e pode dizer-se que a melhor formação dos unionistas acicatou os torrejanos: de repente, estávamos diante de uma grande partida de futebol, com contra-ataques repartidos, lançamentos de ruptura, grande vivacidade e jogo positivo de ambos os lados. O União foi mais vezes às linhas defensivas do Toprres Novas, desenhou melhores ataques mas, a pouco e pouco, os torrejanos foram-se equiparando aos da casa e o jogo nem parecia do distrital.

E não admira que, à passagem dos 30 minutos, fosse o Torres Novas a estar de perto de marcar, com Ricardo Major, isolado e com a baliza à sua mercê, a não cabecear da melhor maneira na sequência de um canto marcado no lado direito.

Faltava ao Torres Novas a geometria de ataque dos últimos metros, é verdade, e a acutilância de uma avançado eficaz, apesar do enorme esforço de Micael, grande na luta, e de Major. Mas sobrava aos amarelos uma linha defensiva onde a experiência de Pereira veio trazer tranquilidade e classe, num conjunto em que Dani, Dias, e Timor estiveram em grande nível, mas em que Sudesh foi gigante em classe, determinação e entrega ao jogo: o veterano atleta encheu o campo com uma exibição notável, cortando tudo o que havia para cortar, arrumando o jogo defensivo e colaborando nos lançamentos de ataque da equipa. Foi o homem do jogo.

A segunda parte decorreu na mesma toada e o Torres Novas entrou mais confiante, depois do que tinha feito na primeira metade. Não houve supremacia nabantina visível no segundo tempo, o jogo foi mais equilibrado e qualquer das equipas poderia ter marcado nas várias oportunidades com que cada uma contou.
É justo dizer que o União de Tomar rematou mais, atacou mais vezes e tomou o jogo nas suas mãos durante mais tempo do que os amarelos: mas estes foram grandes na resposta, cresceram à medida que o jogo se ia desenvolvendo e acabaram por fazer esquecer a ideia inicial de que os nabantinos eram os favoritos da partida.

Adivinhava-se o empate e, na verdade, faltaram os golos num jogo que engrandeceu as duas equipas e o futebol distrital, dirigido por uma equipa de arbitragem que realizou um trabalho exemplar.


NOTAS

Época após época, vai-se dizendo o que já foi dito dezenas de vezes por companheiros de outros órgãos de comunicação regional: é imperdoável que num estádio de uma cidade como Tomar não haja um sítio minimamente decente para que seja feito o trabalho de reportagem.

Por outro lado, e neste aspecto a questão diz respeito à AFS, não se compreende que não sejam dadas orientações aos clubes para afixarem uma simples folha de papel A4 com a formação das equipas e a constituição da equipa de arbitragem. É absolutamente ridículo que os colaboradores dos jornais, que graciosamente ajudam a divulgar a festa do futebol distrital e os seus protagonistas, tenham de andar a mendigar a alguém, nunca se sabe a quem, para que se disponha a revelar aquilo que é básico que seja divulgado. Falta, nesta crónica, a identificação da equipa de arbitragem, e outros detalhes relacionados com as substituições. Pode ser que a AFS entenda que isto é importante para o futebol.

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Cruz Vermelha adquire ambulância »  2020-02-11 

Em nota enviada à imprensa, a delegação de Torres Novas da Cruz Vermelha Portuguesa anuncia a aquisição de uma primeira ambulância de transporte de doentes não urgentes, uma carrinha Volkswagen Caddy, de 7 lugares sentados, um investimento de cerca de 19 mil euros.
(ler mais...)


PSD: congresso levou ribatejanos a cargos nacionais »  2020-02-10 

O 38.º congresso nacional do PSD, que decorreu este fim de semana em Viana do Castelo, levou alguns dirigentes locais e regionais a cargos de maior relevo na estrutura partidária nacional.

Isaura Morais, a conhecida ex-autarca de Rio Maior e actual deputada por Santarém, foi protagonista da mais surpreendente ascensão na hierarquia social-democrata, ao ser eleita para a Comissão Política Nacional do partido, e logo como uma dos vice-presidentes, a convite do secretário-geral.
(ler mais...)


Abate de árvores junto à N-349 está a chocar a população »  2020-02-08 

Aquilo que parece, em alguns casos, um abate de árvores sem critério, está a deixar chocados muitos habitantes e proprietários dos terrenos contíguos à estrada nacional 349, no troço que atravessa aldeias da freguesia de Assentis.
(ler mais...)


Fabrióleo desistiu de processo contra Pedro Triguinho »  2020-02-04 

Hoje, no campus de justiça do Parque das Nações, em Lisboa, estava marcada a sentença para um processo judicial de queixa por difamação, da Fabrióleo contra o dirigente ambientalista torrejano Pedro Triguinho.
(ler mais...)


Matilde Bué, presidente da UDR Zona Alta: “Uma associação já não pode ser gerida apenas com o coração” »  2020-01-30 

Ser mulher nunca travou os movimentos a Matilde Bué. Acredita que essa é uma questão do passado. Contabilista de profissão e presidente da União Desportiva e Recreativa da Zona Alta desde Setembro, Bué contou ao JT como chegou até aqui e falou dos desafios que se colocam à colectividade, que nasceu na zona alta da cidade há mais de 40 anos.
(ler mais...)


António Alves: demolição praticamente concluída »  2020-01-23 

As antigas instalações da empresa António Alves, conhecida popularmente por “Alves das lãs”, situadas na várzea grande dos Mesiões, foram nestes dias demolidas depois de terem permanecido em ruínas durante décadas.
(ler mais...)


LIDL: trabalhadores marcam protesto para sábado »  2020-01-23 

Sábado, dia 25 de Janeiro, os trabalhadores do LIDL vão realizar “uma acção de denúncia e protesto pela postura da empresa e da APED (Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição)” que, no dizer do sindicato, arrastam a negociação do contrato colectivo de trabalho desde 2016.
(ler mais...)


A sério: foi você que pediu um PDM? »  2020-01-19 

Na reunião de 10 de Dezembro do ano que findou, a maioria socialista na Câmara de Torres Novas aprovou a suspensão parcial do PDM num terreno às Ferrarias, fronteiro à rotunda de saída de Torres Novas, suspensão que permitirá a eventual instalação, no local, de um pavilhão da Decathlon, para comércio de roupas e material de desporto.
(ler mais...)


Ginásio de Riachos: 20 anos depois, já há ante-projecto »  2020-01-16 

Pendurado há 20 anos, aquando da construção do pavilhão gimnodesportivo de Riachos, o ginásio anexo parece estar agora um pouco mais perto de se tornar realidade. Na reunião de ontem do executivo municipal, foi aprovado por unanimidade “o ante-projecto de arquitectura e especialidades relativos à 2.
(ler mais...)


Torres Novas na devolução do IVA: ANMP assinala disparidades no parecer sobre o orçamento de Estado »  2020-01-15 

No seu parecer habitual à proposta de lei do orçamento de Estado, a Associação Nacional de Municípios Portugueses questiona o Governo sobre os montantes da devolução de parte do IVA cobrado nos municípios e assinala, directamente, o caso de Torres Novas.
(ler mais...)


 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2020-01-23  António Alves: demolição praticamente concluída
»  2020-01-23  LIDL: trabalhadores marcam protesto para sábado
»  2020-02-04  Fabrióleo desistiu de processo contra Pedro Triguinho
»  2020-01-30  Matilde Bué, presidente da UDR Zona Alta: “Uma associação já não pode ser gerida apenas com o coração”
»  2020-02-08  Abate de árvores junto à N-349 está a chocar a população