• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quarta, 18 Setembro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sáb.
 22° / 17°
Céu nublado com chuva moderada
Sex.
 29° / 15°
Períodos nublados
Qui.
 30° / 16°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  31° / 15°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Amália Moita: morreu uma centenária

Sociedade  »  2019-08-28 

Mais nova de 9 irmãos tinha 101 anos

Há pouco mais de um ano, 18 de Julho de 2018, o JT noticiava que Torres Novas tinha mais uma mulher a atingir a idade de 100 anos: tratava-se de Amália Moita, natural de Alcorochel, aldeia onde sempre viveu, apesar de nas últimas décadas passar temporadas também em Torres Novas, em casa de uma das filhas.

Hoje, quarta-feira pela madrugada, Amália Moita morreu com 101 anos feitos há pouco mais de um mês, nesta cidade. O funeral realiza-se amanhã na sua terra natal, devendo o corpo estar na casa mortuária Alcorochel a partir da tarde de hoje.

Nascida no ano em que acabava a Grande Guerra e num momento em que o país era assolado pela pneumónica, que ceifou milhares de portugueses, Amália Moita atingiu a idade escolar ainda vigorava a Primeira República. Mas, com grande pena, e aliás como acontecera com as suas irmãs, não foi à escola. «Tentei ensiná-la a ler e escrever e era frequente encontrá-la a "ler" o jornal do meu pai...», contava Ana Teresa Fazenda, uma das netas, para quem a sua avó Amália era «especial por ter sido sempre autêntica e nunca ter querido ser outra coisa que não ela própria. Marcou-nos, porque adorava ir à vila, ao invés das mulheres da sua geração, que não viam mais que a aldeia».

Mas, na aldeia da sua infância não havia automóveis, como não havia nas redondezas, e nos céus apareciam os primeiros aeroplanos. Amália Moita assistiu à implantação da electricidade, ao aparecimento da rádio e de todo o desenvolvimento tecnológico posterior, ouviu falar dos horrores da II Guerra Mundial, sobreviveu até à era da televisão, assistiu à conquista do espaço e, mais recentemente, terá vislumbrado o mundo dos telefones móveis, dos computadores e da internet.

Foi casada com Ezequiel Fazenda, um dos últimos senão o último boieiro de Alcorochel, que também era agricultor. Deixa três filhos: José Manuel, Maria Alice e Helena, com quem se encontrava por estes dias e que é proprietária, com o marido, do restaurante Adega Regional (“Manel Dias”). Destes três filhos, Amália Moita assistiu ao nascimento de 8 netos e 12 bisnetos.

Apesar nunca ter ido à escola, sempre foi mulher dotada de muita inteligência, diz uma outra neta, Inês Fazenda. «Gostava de ter sido jornalista. Foi uma mulher do campo que, mal pôde, o trocou pela “vila”. Vinha na carreira das 8h30 para Torres Novas e voltava às 17h para junto do seu marido, que cultivava a terra. Em Torres Novas, falava com quem encontrava, criava os netos e passeava no jardim, de que tanto gostava». Inês recorda que a muitos a sua avó deliciou com o seu arroz doce, com as  visitas aos doentes, que tanto gostava de fazer. «Uma mulher simples, que gostava de repartir tudo o que tinha, fossem uvas, maçãs ou nêsperas. Tudo o que tivesse».

Outro aspecto curioso da vida Amália Moita é o facto de ser a mais nova de nove irmãos que, por terem, sete deles, construído casas no mesmo local, deram origem ao Bairro dos Moitas, em Alcorochel, onde por junto criaram 25 filhos. José Moita (“polícia”), Maria do Rosário, Manuel, Joaquim, Antónia, Rosária, Alice e Conceição, eram os seus irmãos e irmãs, todos eles nascidos antes da gripe espanhola e todos sobreviventes a esse período difícil. Todos morreram bastante idosos, mas Amália, a mais nova, teve a felicidade de chegar aos 101 anos de vida.

Segundo o último censo, Portugal tinha cerca de 4000 pessoas com 100 anos ou mais e no concelho de Torres Novas, não sendo possível apurar esses dados com certeza, não existirão mais de uma dezena de “centenários”.

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Conjunto arqueológico monumental descoberto na aldeia da Mata »  2019-09-06 

A designação de “poços” utilizada no ante-título é meramente ilustrativa: trata-se de quase cinco dezenas de estruturas escavadas, de forma cilíndrica, descobertas durante os trabalhos de saneamento da aldeia.
(ler mais...)


Inédito: Torres Novas às escuras há duas noites seguidas »  2019-09-05 

Quando ontem, quarta-feira, ao anoitecer, se verificou que praticamente todo o centro histórico de Torres Novas estava sem uma única lâmpada de iluminação pública, pensou tratar-se de uma momentânea avaria.
(ler mais...)


Câmara: 80 mil para cultura e desporto, o mesmo que quer gastar nos repuxos da rotunda »  2019-08-31 

O executivo municipal aprovou por unanimidade, na reunião ordinária de 6 de Agosto, um conjunto de apoios nas áreas da cultura e do desporto que ascendem a cerca de 80 mil euros. Isto relativo à actividade de um ano, o mesmo que vai gastar nas traquitanas de um repuxo (ver peça mais abaixo).
(ler mais...)


Torres Novas: manuais gratuitos para o 3.º CEB e secundário »  2019-08-15 

O executivo municipal aprovou por unanimidade o alargamento da distribuição gratuita de manuais escolares aos alunos do escalão A e B do 3.º CEB (ciclo do ensino básico) e ensino secundário.

“No âmbito das competências de acção social da câmara, já são comparticipados os cadernos de actividades aos alunos até ao 6.
(ler mais...)


Legislativas: mulheres chegam-se à frente na região mais marialva do antigamente »  2019-08-09 

No Ribatejo, aquele Ribatejo marialva de antigamente, já nada é o que era. Quatro dos cinco partidos com representação parlamentar no distrito, PS, PSD, CDS e Bloco apresentam mulheres como cabeças de lista às legislativas de Outubro.
(ler mais...)


Pias Longas: QUERCUS exige responsabilidades e arrasa autarquias »  2019-07-26 

A QUERCUS acaba de tomar posição sobre os aterros ilegais do aeródromo de Pias Longas e é contundente: faz notar que mesmo após o embargo da Câmara de Ourém, continuaram os aterros, que se traduzem no “grave atentado ambiental”.
(ler mais...)


Pias Longas: aterros já chegam aos caminhos e trilhos utilizados por população e desportistas »  2019-07-22 

 

Os aterros, constituídos por toneladas de pedras e terra, que pretendem alongar a pista do aeródromo de Pias Longas, na fronteira entre os concelho de Ourém e Torres Novas, continuam em marcha, apesar do alegado embargo decretado pela câmara de Ourém e da alegada comunicação da câmara de Torres Novas junto do município vizinho.
(ler mais...)


Olá cidade! »  2019-07-09 

Torres Novas comemorou ontem, dia 8 de Julho, mais um aniversário da elevação a cidade. Dias antes, terá havido em local apropriado mais uma jornada, mais uma, de apresentação de obras digitais. Milhões de flores entre as ruínas, como diz a canção.
(ler mais...)


Legislativas: PSD agastado, PS calado, Bloco rachado, PCP ao lado »  2019-07-06 

As listas dos candidatos às legislativas de Outubro, pelo distrito de Santarém, estão na ordem do dia e mobilizam as máquinas partidárias. São processos em que corre sempre algum sangue, com os contendores a evocarem “a vontade do povo”, “o povo do distrito” e outros argumentos patéticos para justificar intenções, vontade e decisões, quando elas passam e só, pela arregimentação de militantes.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2019-09-05  Inédito: Torres Novas às escuras há duas noites seguidas
»  2019-08-31  Câmara: 80 mil para cultura e desporto, o mesmo que quer gastar nos repuxos da rotunda
»  2019-09-06  Conjunto arqueológico monumental descoberto na aldeia da Mata
»  2019-08-28  Amália Moita: morreu uma centenária