• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Sexta, 27 Novembro 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Seg.
 18° / 9°
Períodos nublados
Dom.
 16° / 7°
Períodos nublados com chuva fraca
Sáb.
 16° / 7°
Céu nublado com chuva moderada
Torres Novas
Hoje  17° / 8°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

EDITORIAL: Um crime contra o património cultural será sempre um crime contra o património cultural

Sociedade  »  2020-11-06 

As obras, aquelas que vão fazendo e desfazendo os tempos percorridos por uma cidade, mesmo aquelas que se destacam de uma certa simplicidade e atraem, no momento da sua novidade, ampla simpatia e admiração, mesmo essas esbatem-se um dia na normalidade dissolvente que as gerações vão impondo à paisagem que se torna aparentemente imutável.

Outras, contudo, pelo grau de confronto ou agressão que suscitam, acabam por ficar sempre como monumentos gritantes a gestos irreflectidos, erros, arrogâncias e egoísmos, motivações diversas. São marcas que serão sempre chagas, fracturas transformadas em feridas que não saram o desgosto, o desapontamento, a tristeza.

Exemplos há muitos, e esses ficam para sempre associados a quem foi por eles responsável, como o emparedamento da ponto Raro (mesmo nessa altura havia soluções menos intrusivas e destrutivas), essoutro autêntico crime contra o património que é o mamarracho medonho construído em afrontamento ao edifício do antigo hospital, obra inútil e estúpida que assassinou a frente edificada da avenida em atropelo das próprias normas urbanísticas e oblitera o edifício na vista que dele se tem da avenida, ofendendo exactamente um objectivo da sua reabilitação, que era ampliar a sua visibilidade, para não falar da destruição daquele que era o magnífico Rossio da cidade em que se implantou uma tralha caótica de equipamentos inúteis, porque localizados ao arrepio da demografia e exactamente junto aos bairros mais envelhecidos e logo num dos locais de maior tráfego automóvel da cidade.

A não quererem arrepiar caminho no enterro do porto da Bácora, Pedro Ferreira, Luís Silva, Elvira Sequeira, Joaquim Cabral e Carlos Ramos ficarão nos desgraçados anais da história mais triste como aqueles que promoveram e viabilizaram a destruição deste elemento patrimonial da memória da cidade: o porto da Bácora, uma das últimas entradas do rio, carregada de fortes memórias e tão clara na sua lógica comunicativa da vila com o rio e as suas águas, será destruído ainda por cima num projecto que visa, na sua argumentação, valorizar o rio. Triste ironia: em vez de valorizar, fecha e empareda ainda mais o rio. Em vez de o abrir, esconde-o, tapa-o. Mata-o.

Julgam porventura, os promotores desta afronta, que uma maioria absoluta de votos é alvará para decisões características do poder absoluto e autista, quando deveria ser, pelo contrário, razão para saber ouvir, com humildade e sabedoria, as razões de quem critica ou, simplesmente, alerta. Um poder que se suporta na confiança de larga maioria da comunidade deve ser magnânimo na tolerância, na aceitação das diferenças, na consciência de que uma vitória eleitoral não suporta a razão e a justeza de todas e quaisquer decisões.

A direcção do JT

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Bloco acusa Pedro Ferreira de esconder acção da Polícia Judicária nos serviços municipais »  2020-11-27 

Segundo comunicado de imprensa do Bloco de Esquerda, uma brigada da Polícia Judiciária esteve em Torres Novas na passada sexta-feira, tendo feito buscas na sede das juntas de freguesia de Torres Novas e na sede do Partido Socialista, tendo-se depois deslocado para o edifício dos paços do concelho, adiantando os bloquistas que as acções prosseguiram na segunda-feira e terça feira seguintes, no edifício da Câmara, com incidência em processos de urbanismo.
(ler mais...)


Morreu Fernando Duque Simões, proprietário da Fótica »  2020-11-22 

Morreu no domingo, dia 23, num hospital de Lisboa, Fernando Duque Simões, uma personalidade marcante da comunidade torrejana dos últimos 50 anos. Tinha 89 anos.

De família oriunda da Mata, freguesia de Chancelaria, nasceu em Torres Novas em 1931.
(ler mais...)


Câmara promove inquérito sobre “dinâmicas culturais” »  2020-11-06 

No contexto da definição do Plano Estratégico Municipal para a Cultura, o Município de Torres Novas encomendou ao POLOBS - Observatório de Políticas de Comunicação e Cultura da Universidade do Minho o estudo «Dinâmicas Culturais Torres Novas 2020: Contributos para a elaboração do Plano Estratégico Municipal para a Cultura», que contempla duas fases diferentes a decorrer entre 2020 e 2021, informa uma nota de imprensa da autarquia.
(ler mais...)


BASTA organiza marcha lenta este sábado »  2020-11-06 

O Movimento de cidadãos #BASTA vai promover uma marcha-lenta entre Carreiro da Areia e Torres Novas, amanhã, sábado, para mais uma vez sensibilizar autarcas e cidadãos para a gravidade dos crimes ambientais. A concentração dos veículos está marcada para as 16h, no largo da Igreja, em Carreiro da Areia.
(ler mais...)


Concelho da Barquinha comemora 184.º aniversário »  2020-11-06 

O concelho de Vila Nova da Barquinha prepara-se para celebrar o seu 184.º aniversário. No dia 6 de Novembro de 1836, a rainha D. Maria II assinou um decreto que criava o concelho de Vila Nova da Barquinha, composto pelos extintos concelhos de Atalaia, Paio de Pele e Tancos.
(ler mais...)


Plano de Nacional de Investimentos: lamúria geral, só Abrantes está feliz »  2020-11-05 

O Plano Nacional de Investimentos que o Governo apresentou deixa a Chamusca revoltada, Santarém queixa-se, o PCP diz que os principais investimentos ficam por fazer, o PSD diz mais ou menos o mesmo. O PS distrital está satisfeito, Abrantes rejubila com uma nova ponte à porta.
(ler mais...)


Estrada que liga Entroncamento a Riachos está como nova »  2020-11-04 

Apesar de já estar ao serviço há algumas semanas, a estrada municipal 1179, que liga Entroncamento a Riachos, foi formalmente reinaugurada  esta quarta-feira, dia 4 de Outubro. Os presidentes de câmara do Entroncamento e Torres Novas, ambos eleitos pelo PS, e os presidentes de junta de Riachos e das duas freguesias do Entroncamento, foram ver a obra e teceram elogios ao trabalho realizado.
(ler mais...)


Hospitais da CHMT: visitas só aos domingos »  2020-10-28 

O conselho de administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo decidiu restringir o número de dias por semana em que é possível fazer visita a doentes internados. Assim passa a ser permitida apenas uma visita semanal por doente, visita essa que será restrita ao dia de Domingo.
(ler mais...)


Empreendedorismo: Câmara monta presépio antes dos Santos »  2020-10-26 

Em pleno mês de Outubro, com dias de sol ainda a fazer lembrar o verão, a Câmara de Torres Novas já montou o presépio de Natal às portas da cidade, mais propriamente na rotunda dos Negréus.

É claro que ainda os Santos vêm a caminho e um presépio montado em meados de Outubro não deixa de surpreender.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2020-11-22  Morreu Fernando Duque Simões, proprietário da Fótica
»  2020-11-06  EDITORIAL: Um crime contra o património cultural será sempre um crime contra o património cultural
»  2020-11-05  Plano de Nacional de Investimentos: lamúria geral, só Abrantes está feliz
»  2020-11-27  Bloco acusa Pedro Ferreira de esconder acção da Polícia Judicária nos serviços municipais
»  2020-11-04  Estrada que liga Entroncamento a Riachos está como nova