• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Segunda, 15 Agosto 2022    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qui.
 34° / 16°
Céu limpo
Qua.
 26° / 16°
Períodos nublados
Ter.
 28° / 17°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  30° / 16°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Vereadora do BE, Helena Pinto, apresentou oficialmente a sua candidatura:“Temos uma equipa renovada, de gente nova e nova gente”

Sociedade  »  2021-06-21 

Depois de uma abertura musical a cargo de Luís Santos (Siul Sotnas), também ele candidato do BE à assembleia de freguesia de Riachos, e da intervenção da coordenadora nacional Catarina Martins, coube a Graça Martins, no papel de mandatária concelhia, apresentar as listas do partido à Câmara e Assembleia Municipal e sobretudo confirmar Helena Pinto, antiga deputada e actual vereadora do Bloco de Esquerda na Câmara de Torres Novas, como a candidata nas eleições autárquicas do próximo Outono.

A candidatura de Helena Pinto, que foi eleita pela primeira vez para a Câmara Municipal de Torres Novas nas autárquicas de 2013, apresentada ontem na Praça dos Claras, em Torres Novas, levou a candidata a recordar os “anos intensos” de oposição e “escrutínio” à maioria socialista, feitos de crítica, mas “sempre com propostas e alternativas”, apontando intervenções desde as áreas do ambiente, educação, saúde, protecção civil, economia e emprego, entre outras. “O PS não mereceu a maioria absoluta que os torrejanos lhe deram”, disse Helena Pinto, para afirmar ainda que os os socialistas andaram sempre a reboque, devagar e trás dos acontecimentos, sobretudo na definição de políticas sociais de combate aos efeitos da pandemia ou até na questão da Fabrióleo.

“Passaram quatro anos a vangloriar-se de pequenas obras com 20 anos de atraso, como a calçada António Nunes ou a requalificação do bairro dos pobres” (que nem sequer está concretizada) guardando para o ano de eleições uma série de anúncios de mais obras, só anúncios, que não se sabe quando serão realizadas e outras, no centro histórico, que obviamente estão atrasadas e não vão estar prontas tão depressa, mas servem para a propaganda. No defesa do rio Almonda, “zero mais uma vez em quatro anos”, referiu Helena Pinto, recordando que o rio continua como estava há 4, 8 ou 12 anos. A este respeito, importa lembrar que nem durante as obras do Parque Almonda foi limpo o troço do leito respectivo, permanecendo este completamente atulhado de lixo.

Helena Pinto, animadora social, foi deputada à Assembleia da República pelo Bloco de Esquerda entre 2005 e 2015, tendo ainda no seu currículo a presidência da União Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR). Na lista do Bloco para Torres Novas, seguem-se Ilpo Lali, um jovem animador social e activista cultural, Ana Sofia Ligeiro, geógrafa e técnica superior autárquica, António Ribeiro, professor e historiador, Maria José Formigo, técnica superior da Segurança Social, Cátia Estrela, terapeuta da fala, Gina Gouveia e o historiador e antigo autarca e vereador António Mário Santos.

A lista do BE à Assembleia Municipal é liderada pelo engenheiro químico Roberto Barata, 32 anos, que no seu discurso caracterizou como medíocre a gestão socialista, considerando que as anunciadas guerras entre facções do PS não trazem nada de novo: “São farinha do mesmo saco”, disse Roberto Barata, referindo-se à fractura entre Pedro Ferreira e António Rodrigues, unha com carne durante 20 anos e agora adversários na corrida à Câmara. A lista liderada por Roberto Barata apresenta a seguir Rui Alves Vieira, geólogo de 66 anos, actual membro da AM, Mariana Varela, uma estudante de direito de 19 anos, Luís Miguel Fanha, técnico de informática, António Gomes, ferroviário aposentado e actual membro da AM, Tânia Prezado, técnica superior de acção social e o jovem estudante de 18 anos anos Diogo Gomes.

Com uma equipa “renovada”, de “nova gente e gente nova, com competências variadas e conhecimento do serviço público”, concluiu Helena Pinto, a candidata deixou um convite aos torrejanos para que participem na construção do programa do partido e disse estar “ansiosa por debates”.

Além do actual presidente, o socialista Pedro Ferreira, 69 anos, que se candidata a um terceiro mandato, foi já anunciada a candidatura do seu antecessor (1994/2013), também do PS, António Rodrigues, 66 anos, agora como independente. Concorrem ainda, pela CDU, o director de segurança Nuno Guedelha, 45 anos, e, agora, Helena Pinto, pelo BE. Nos próximos dias está prevista a apresentação da candidatura de Tiago Ferreira pelo PSD/CDS.

Nas eleições autárquicas de 2017 o PS conquistou 51,3% dos votos, elegendo cinco dos sete elementos do executivo municipal, pertencendo os restantes um ao PSD (14,9%) e outro ao BE (14,5%), num concelho que tinha 31.579 eleitores inscritos e que agora tem pouco mais de 30 mil.

Catarina Martins e a factura da energia
Entretanto, a coordenadora do Bloco de Esquerda anunciou, no seu discurso, a apresentação de uma proposta para que os portugueses deixem de pagar taxa de carbono na energia produzida pelas barragens e eólicas, a exemplo do que fez Espanha.

“Em Espanha, que faz parte do mesmo mercado de energia que Portugal, o mercado ibérico da energia, o Governo está a acabar com o pagamento das emissões de carbono nas fontes de energia que não emitem carbono e, portanto, não pagam as licenças de carbono. Parece uma medida justa”, afirmou, questionado por que razão se há de “pagar às barragens e às eólicas o que elas não têm de pagar”.

Para a líder bloquista, a proposta visa não só uma política “socialmente responsável num momento de crise”, de “aflição” de famílias e empresas, mas também evitar que, na recuperação, as empresas portuguesas fiquem “numa situação de concorrência desleal”, porque vão pagar mais do que se paga do outro lado da fronteira, estando no mesmo mercado da energia.

“O Governo anunciou há poucos dias que ia haver uma baixa de preços, mas na verdade não fez nada”, afirmou, sublinhando que, mesmo com a lei que “permite uma ligeira oscilação positiva”, foi anunciado o aumento de 3%. Segundo a líder bloquista, este aumento acontece porque a conta da luz é paga “ao preço mais alto da última energia que entrou no sistema, que é, por razões ambientais, a que é mais poluente”, mesmo que o consumo resulte de fontes renováveis, que não produzem emissões de carbono.

“Quer dizer que estamos a consumir a energia das barragens, das eólicas, mas estamos a pagar a energia ao preço do gás, que paga emissões de carbono que estão mais caras, e bem, para proteger o ambiente", disse. Catarina Martins questionou por que razão se está "a pagar às barragens uma taxa de emissão de carbono que as barragens não produzem e não pagam" e porque é que acontece o mesmo com as eólicas.

 

 

 

 

 

 

 Outras notícias - Sociedade


Médica agredida na Chancelaria »  2022-08-08 

A médica Sandra Matorino foi agredida por um utente na passada quarta-feira, quando se encontrava a dar consultas no posto de saúde de Chancelaria, Torres Novas.

Segundo o JT apurou, a dado momento a médica saiu do seu consultório para ver o que se passava na sala de espera, alertada por uma altercação entre o funcionário administrativo e um utente.
(ler mais...)


Morreu Carlos “Pinhão”, treinador de futebol »  2022-08-03 

Vai a enterrar amanhã, no cemitério de Torres Novas, Carlos Manuel Silva (“Pinhão”), figura de destaque do futebol da região nas décadas de 70 e 80 do século passado.

Começou por jogar as “escolas” do Clube Desportivo de Torres Novas e só nos amarelos jogou oficialmente, mas enquanto esteve a estudar em Lisboa foi campeão nacional de juniores de ténis de mesa, ao serviço do SL Benfica, corria a década de 60.
(ler mais...)


Cristina Tomé reafirma: “Na Renova a precaridade é total e despedimentos assumem processos intimidatórios” »  2022-08-01 

 Na reunião da assembleia municipal de Torres Novas do passado dia 27 de Julho, a eleita pela CDU Cristina Tomé reafirmou o que dissera há cerca de um mês e meio sobre a política de despedimentos da Renova.

Nessa reunião, a militante do PCP afirmara que “já desde há algum tempo que a Renova não contrata ninguém, aliás despede, utilizando formas muito pouco claras para o efeito”, denunciando que a empresa recorre a empresas de trabalho temporário para contratar trabalhadores.
(ler mais...)


Riachos: cortejo da Bênção do Gado é domingo »  2022-07-29 

A preparar-se para os últimos dias do calendário festivo desta edição, a festa da Bênção do Gado aguarda o dia mais esperado, o “cortejo da Bênção do Gado”, sempre apresentado como o momento mais marcante da festa, cerimónia que se realiza no domingo, dia 31 de Julho.
(ler mais...)


Dia histórico: povo de Torres Novas diz basta à Renova »  2022-07-28 

A assembleia municipal de Torres Novas, reunida ontem quarta-feira, tomou uma deliberação de significado político tremendo: aprovou quase por unanimidade uma recomendação à Câmara que esteve na base de um abaixo-assinado de quase mil assinaturas exigindo o acesso público à nascente do rio Almonda.
(ler mais...)


Bloco quer agricultura intensiva com avaliações de impacto ambiental e laboral »  2022-07-24 

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, exigiu hoje que as explorações agrícolas que usam o método intensivo e superintensivo sejam sujeitas a “avaliações de impacto” a nível ambiental e laboral.
(ler mais...)


Morreu José Duarte da Piedade: operário, escritor, militante comunista »  2022-07-23 

Morreu ontem, aos 98 anos de idade, José Duarte da Piedade, natural da freguesia da Brogueira, histórico militante anti-fascista, operário e escritor.

Segundo uma nota da concelhia de Torres Novas, José Duarte da Piedade “era o mais idoso e antigo militante do Partido Comunista Português no concelho de Torres Novas, tendo aderido ao Partido nos anos 40 quando havia um núcleo do partido na sua terra, a Brogueira”.
(ler mais...)


Bons Sons: resultados do passatempo já foram comunicados ao festival e aos premiados »  2022-07-21 

O passatempo do JT realizado no dia 12 de Agosto habilitou cinco concorrentes às cinco entradas permanentes do Festival Bons Sons que tínhamos para oferecer. Recorde-se que as cinco entradas seriam entregues aos primeiros cinco concorrentes que fizessem chegar, por mail, as respostas correctas às questões colocadas.
(ler mais...)


Lamego: 700 mil euros para atirar os esgotos ao rio, mais uma trapalhada »  2022-07-15 

As obras do Largo do Lamego, cuja telenovela já aqui mereceu destaque, continuam a ser um poço sem fundo de surpresas, perplexidades e agora, de escândalo, dito com as letras todas.

Note-se bem: as referidas obras são apenas parte de uma intervenção, mais ampla, do sistema de saneamento de toda a zona que vai da Bácora ao Largo do Lamego, passando pelo “largo da Caixa” e que tinha por objectivo acabar com os últimos esgotos da cidade que ainda estavam a verter para o rio, como que era o caso.
(ler mais...)


Rede Wifi de acesso público alargada à vila de Riachos »  2022-07-14 

A rede de pontos de acesso internet do concelho de Torres Novas irá ser alargada às freguesias, “tendo-se iniciado esta estratégia de expansão pela vila de Riachos, que dispõe agora de internet sem fios gratuita e de acesso livre no Largo Manuel Simões Serôdio e no Jardim da Vila”, diz nota do município.
(ler mais...)

 Mais lidas - Sociedade (últimos 30 dias)
»  2022-07-28  Dia histórico: povo de Torres Novas diz basta à Renova
»  2022-08-08  Médica agredida na Chancelaria
»  2022-08-01  Cristina Tomé reafirma: “Na Renova a precaridade é total e despedimentos assumem processos intimidatórios”
»  2022-08-03  Morreu Carlos “Pinhão”, treinador de futebol
»  2022-07-23  Morreu José Duarte da Piedade: operário, escritor, militante comunista