• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Segunda, 20 Maio 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qui.
 26° / 12°
Períodos nublados
Qua.
 27° / 12°
Períodos nublados
Ter.
 24° / 11°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  23° / 10°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

BONS SONS são mais do que um festival. São a celebração da música portuguesa

Cultura  »  2014-08-22 

A quinta edição do festival BONS SONS, que decorreu entre os dias 14 e 17 de Agosto, na aldeia de Cem Soldos, Tomar, terminou sem se saber ao certo qual será o seu futuro. Entre a possibilidade de o festival ganhar periodicidade anual ou continuar num formato diferente do actual, com outros objectivos, ficaram no ar.

Para já o tempo é de balanço, sendo certo que em termos de afluência de público as expectativas da organização terão sido superadas, disse Luís Ferreira, director do BONS SONS. No domingo à noite, na recta final do festival, o responsável dizia à Antena 1 que teriam passado por Cem Soldos entre 30 a 40 mil pessoas e não falhou muito. Terão sido 38 mil os visitantes do festival, mais três mil que há dois anos.

Desafiado a pronunciar-se sobre o futuro dos BONS SONS, Luís Ferreira, preferiu manter algumas reservas. ”A próxima edição não está marcada porque este é um trabalho de equipa e é a equipa que define o que tem de se fazer. Há balanços a fazer e há que criar novos objectivos para as próximas cinco edições”, disse, acrescentando que a missão dos BONS SONS, no futuro, deverá passar pela conquista de novos públicos, inclusivamente público internacional.

Luís Ferreira destacou ainda o espírito deste evento ”de festa popular” em que ”a magia de viver a aldeia” se confunde com ao experiência de viver também a música portuguesa. O responsável mostrou-se ainda muito agradado com a transversalidade do público presente, salientando a presença de inúmeras famílias, um sinal de que este é um festival diferente dos demais existentes.


54 concertos na aldeia

Do programa previsto apenas houve uma baixa. A banda Long Way to Alaska teve de falhar o seu compromisso, segundo a organização, por motivo de doença de um dos elementos. Dos 55 concertos realizaram-se então 54 e, por sorte, não houve uma segunda baixa. Sérgio Godinho, na última noite do festival, caiu desamparado do palco depois de ter cantado o tema ”Com um brilhozinho nos olhos”. O cantor terá tropeçado e caiu no fosso, entre o palco e o público. Uma queda vertiginosa que obrigou Sérgio Godinho a receber assistência médica. Passados alguns minutos voltou ao palco e, com a boa disposição possível, retomou o concerto lamentando que a primeira vez que caiu de um palco tivesse logo acontecido nos BONS SONS. No final do concerto teve mesmo de receber assistência hospitalar, em Tomar, devido aos golpes profundos que sofrera após a queda.

Numa mensagem dirigida aos fãs publicada no Facebook, o músico qualificou o concerto em Cem Soldos como ”memorável” e agradeceu ”aos milhares que, ao longo de hora e meia, celebraram a ‘Liberdade’”, nome do seu espetáculo mais recente.

 

75 voluntários foram incansáveis

Montar um festival desta envergadura com uma equipa amadora (ainda que muito profissional e competente) é um acto no mínimo arriscado. Em Cem Soldos, acredita Luís Ferreira, a grande maioria da população está alinhada com o festival e trabalha para que tudo aconteça. Mas para a organização é fundamental que a vida dos cemsoldenses seja prejudicada o mínimo possível com esta invasão. Com efeito, dentro de uma equipa com 75 voluntários com idades entre os 17 e 69 anos, alguns dos quais são locais outros vêm de fora, há os que têm a missão de ir repondo a normalidade.

Por exemplo, no domingo, às 9 horas, a escadaria da igreja estava liberta do palco ali instalado para que a população pudesse subir para assistir a uma normal missa de domingo. Isto poucas horas depois de os DJ’s terem estado a animar os mais resistentes, até às 5 da manhã, hora de encerramento do recinto.

 

 

 Outras notícias - Cultura


Andreia Carreira - mulher, mãe, médica, música e maestrina: “A maternidade foi a única coisa que me fez sentir diferente por ser mulher” »  2019-04-20 

Andreia Carreira tem 35 anos e é natural de Torres Novas. É médica, mãe, mulher. Toca clarinete na Banda da Mata e frequenta o curso de direcção de banda e coro no Orfeão Foz Douro, no Porto, uma formação que sentiu necessidade de fazer para melhor cumprir a sua tarefa de maestrina na banda Nabantina, de Tomar.
(ler mais...)


Bons Sons: Júlio Pereira a fechar a grande festa da música portuguesa deste ano »  2019-04-19 

Diabo na Cruz, First Breath After Coma + Noiserv, Glockenwise + JP Simões, Joana Espadinha + Benjamim, Lodo + Peixe, Sensible Soccers + Tiago Sami Pereira, Sopa de Pedra + Joana Gama, são alguns dos nomes do enrome cartaz artísitico do BONS SONS deste ano, numa edição que vai encerrar com Júlio Pereira, que recentemente ganhou o prémio José Afonso com o seu álbum Praça do Comércio.
(ler mais...)


Mira de Aire: teatro a favor do Círculo Cultural, a 27 e 28 »  2019-04-19 

A pretexto da efeméride da elevação de Mira de Aire a vila, o Círculo Cultural Mirense leva à cena a peça “O Gato”, na Casa da Cultura, nos dias 27 e 28 de Abril (sábado e domingo, às 21H30 e 15H30, respectivamente), com receitas a favor das obras da sede do Círculo Cultural.
(ler mais...)


Emigração em Torres Novas (1958-1974) é tema de livro de Jorge Salgado Simões »  2019-04-10 

Está aprazada para o próximo dia 27 de abril, às 17h30, a apresentação do novo livro de Jorge Salgado Simões, intitulado de “Para melhorar a situação: os processos da Junta da Emigração no Arquivo Municipal de Torres Novas (1958-1974)”.
(ler mais...)


D. Pedro de Lencastre é tema da 10.ª edição da feira de época de Torres Novas »  2019-04-06 

Com o tema «Tempos Sombrios - D. Pedro de Lencastre, inquisidor-geral do reino», Torres Novas volta a recuar no tempo com a sua décima edição da feira de época que este ano tem lugar de 29 de maio a 2 de junho.
(ler mais...)


Gravações inéditas de José Afonso apresentadas também em Torres Novas »  2019-03-15 

O livro, cds e disco de vinil, “José Afonso ao Vivo”, contendo gravações inéditas de dois concertos de José Afonso, numa edição da TradiSom, vai ter apresentação pública também em Torres Novas, no dia 22 de Abril.
(ler mais...)


Pedro Abrunhosa deixou Torres Novas ao rubro »  2019-01-13 

Pedro Abrunhosa actuou em Torres Novas, em dose dupla: ao concerto do dia 12 de Janeiro, em que os bilhetes esgotaram num ápice, foi agendado um segundo concerto (para o dia 11) e esteve em cima da mesa a possibilidade de fazer um terceiro espectáculo.
(ler mais...)


Concerto de Reis é domingo às 17 horas »  2019-01-03 

O tradicional concerto de Reis do Choral Phydellius, que abre o ano musical em Torres Novas, realiza-se no domingo, pelas 17 horas, na Igreja do Carmo.

Participam no programa as classes do Conservatório, o coro juvenil e o Choral Phydellius, dirigido pela maestro João Branco.
(ler mais...)


Alcanena: concerto de Ano Novo com a filarmónica de Minde »  2019-01-01 

O Cine-Teatro São Pedro recebe, no dia 5 de Janeiro de 2019, sábado, às 21H30, o concerto de Ano Novo, pela banda filarmónica da Sociedade Musical Mindense, sob a direcção do maestro João Carlos Roque Gameiro.
(ler mais...)


Torres Novas: Colectivo 249 abre portas no Lamego »  2018-12-22 

“Cuidado com o degrau” é o aviso de abertura, mas também pode ser uma metáfora: o mundo está cheio de degraus que é preciso subir e descer em segurança para agarrar os tempos conturbados e interessantes que vivemos.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2019-04-20  Andreia Carreira - mulher, mãe, médica, música e maestrina: “A maternidade foi a única coisa que me fez sentir diferente por ser mulher”