• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Sábado, 15 Dezembro 2018    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Ter.
 16° / 4°
Céu nublado com chuva moderada
Seg.
 14° / 5°
Períodos nublados
Dom.
 16° / 7°
Céu nublado com chuva moderada
Torres Novas
Hoje  17° / 8°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

BONS SONS são mais do que um festival. São a celebração da música portuguesa

Cultura  »  2014-08-22 

A quinta edição do festival BONS SONS, que decorreu entre os dias 14 e 17 de Agosto, na aldeia de Cem Soldos, Tomar, terminou sem se saber ao certo qual será o seu futuro. Entre a possibilidade de o festival ganhar periodicidade anual ou continuar num formato diferente do actual, com outros objectivos, ficaram no ar.

Para já o tempo é de balanço, sendo certo que em termos de afluência de público as expectativas da organização terão sido superadas, disse Luís Ferreira, director do BONS SONS. No domingo à noite, na recta final do festival, o responsável dizia à Antena 1 que teriam passado por Cem Soldos entre 30 a 40 mil pessoas e não falhou muito. Terão sido 38 mil os visitantes do festival, mais três mil que há dois anos.

Desafiado a pronunciar-se sobre o futuro dos BONS SONS, Luís Ferreira, preferiu manter algumas reservas. ”A próxima edição não está marcada porque este é um trabalho de equipa e é a equipa que define o que tem de se fazer. Há balanços a fazer e há que criar novos objectivos para as próximas cinco edições”, disse, acrescentando que a missão dos BONS SONS, no futuro, deverá passar pela conquista de novos públicos, inclusivamente público internacional.

Luís Ferreira destacou ainda o espírito deste evento ”de festa popular” em que ”a magia de viver a aldeia” se confunde com ao experiência de viver também a música portuguesa. O responsável mostrou-se ainda muito agradado com a transversalidade do público presente, salientando a presença de inúmeras famílias, um sinal de que este é um festival diferente dos demais existentes.


54 concertos na aldeia

Do programa previsto apenas houve uma baixa. A banda Long Way to Alaska teve de falhar o seu compromisso, segundo a organização, por motivo de doença de um dos elementos. Dos 55 concertos realizaram-se então 54 e, por sorte, não houve uma segunda baixa. Sérgio Godinho, na última noite do festival, caiu desamparado do palco depois de ter cantado o tema ”Com um brilhozinho nos olhos”. O cantor terá tropeçado e caiu no fosso, entre o palco e o público. Uma queda vertiginosa que obrigou Sérgio Godinho a receber assistência médica. Passados alguns minutos voltou ao palco e, com a boa disposição possível, retomou o concerto lamentando que a primeira vez que caiu de um palco tivesse logo acontecido nos BONS SONS. No final do concerto teve mesmo de receber assistência hospitalar, em Tomar, devido aos golpes profundos que sofrera após a queda.

Numa mensagem dirigida aos fãs publicada no Facebook, o músico qualificou o concerto em Cem Soldos como ”memorável” e agradeceu ”aos milhares que, ao longo de hora e meia, celebraram a ‘Liberdade’”, nome do seu espetáculo mais recente.

 

75 voluntários foram incansáveis

Montar um festival desta envergadura com uma equipa amadora (ainda que muito profissional e competente) é um acto no mínimo arriscado. Em Cem Soldos, acredita Luís Ferreira, a grande maioria da população está alinhada com o festival e trabalha para que tudo aconteça. Mas para a organização é fundamental que a vida dos cemsoldenses seja prejudicada o mínimo possível com esta invasão. Com efeito, dentro de uma equipa com 75 voluntários com idades entre os 17 e 69 anos, alguns dos quais são locais outros vêm de fora, há os que têm a missão de ir repondo a normalidade.

Por exemplo, no domingo, às 9 horas, a escadaria da igreja estava liberta do palco ali instalado para que a população pudesse subir para assistir a uma normal missa de domingo. Isto poucas horas depois de os DJ’s terem estado a animar os mais resistentes, até às 5 da manhã, hora de encerramento do recinto.

 

 

 Outras notícias - Cultura


Nova Augusta: para uma história da cultura em Torres Novas, segundo António Mário Santos »  2018-11-22 

 

Um dossier sobre a Grande Guerra, no ano em que se celebra o Armistício, e um caderno especial dedicado ao centenário do jornal O Almonda, com três artigos de Elvira Marques, são os traços dominantes da edição número 30 da “Nova Augusta”, uma revista de cultura patrocinada pelo município de Torres Novas mas que abre cada vez mais as suas páginas aos investigadores da história local dos concelhos vizinhos e que foi apresentada no domingo no museu municipal.
(ler mais...)


Constância: feira do livro vem aí »  2018-11-17 

A Feira do Livro vai voltar a Constância de 20 a 25 de novembro, um evento que terá lugar no Cineteatro Municipal, o qual está já a ser preparado pelo município, através da Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill.
(ler mais...)


Alcanena: teatro de Vicente Batalha assinala aniversário do “São Pedro” »  2018-11-15 

“Sinfonia em Três Andamento”, com textos e dramaturgia de Vicente Batalha, vai ser levado à cena no teatro São Pedro, de Alcanena, para assinalar o 64.º aniversário da casa. Os espectáculos terão lugar na próxima semana, nos dias 20, 23 e 24 de Novembro, sempre às 21h30.
(ler mais...)


Chamusca: Orquestra da Casa Pia dá concerto dia 24 »  2018-11-14 

“Casa Pia no Coração do Ribatejo” é o lema do concerto que vai ser dado pela Orquestra da Casa Pia, no próximo dia 24 de Novembro, no cineteatro da Chamusca, às 18h.

A Casa Pia da Lisboa tem como uma das suas marcas identitárias a oportunidade que proporciona aos seus alunos contacto com a arte e a expressão artística.
(ler mais...)


Histórias para crianças pela escritora Clara Haddad, na biblioteca de Torres Novas »  2018-11-13 

Com  grande expressividade, Clara Haddad vai apresentar no dia 24 de Novembro, sábado, uma sessão de histórias para crianças, jovens e famílias. A iniciativa, intitulada «Contos Daqui e Dacolá», terá lugar na Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, realizando-se duas sessões disponíveis, às 11 e às 15 horas.
(ler mais...)


Município da Chamusca apoia espaço comum para colectividades »  2018-11-11 

 

A Câmara Municipal da Chamusca celebrou um protocolo com a União Desportiva da Chamusca para a requalificação e adaptação do seu edifício-sede, com a contrapartida de cedência de espaços para a instalação de associações do concelho, visando criar um projeto para albergar associações do concelho que não disponham de espaço para sede.
(ler mais...)


Exposição “Uma aventura da fotografia em Torres Novas” abre domingo »  2018-11-09 

 

A exposição “Fótica, uma aventura da fotografia em Torres Novas” surge na sequência de uma generosa doação feita ao Museu Municipal Carlos Reis por Fernando Duque Simões, empresário local, esclarece nota do município.
(ler mais...)


Nova Augusta n.º 30 lançada domingo »  2018-11-09 

No próximo dia 11, pelas 16h, será lançado, no Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas, o número 30 da revista de cultura, Nova Augusta. Como sempre, vários artigos, nas áreas da história e do património locais e regionais, compõem uma revista que é já uma referência no seu campo, diz nota da autarquia.
(ler mais...)


“Con-creto-aparente”, pintura no Atrás das Artes »  2018-10-27 

Deste mês de Outubro até Janeiro, está patente no Atrás das Artes (agora denomianado “Tasca Chic”) uma mostra de pintura de Alexandra Sirgado, coincidindo coma reabertura, sob nova gerência, daquele espaço de restauração e cultura.
(ler mais...)


A grande festa da música do concelho de Torres Novas »  2018-10-14 

Não é fácil encontrar palavras para dizer o que significa o encontro de bandas filarmónicas do concelho de Torres Novas, realizado este domingo, 14 de Outubro, na praça 5 de Outubro, bem no coração da cidade.
(ler mais...)

 Mais lidas - Cultura (últimos 30 dias)
»  2018-11-15  Alcanena: teatro de Vicente Batalha assinala aniversário do “São Pedro”
»  2018-11-17  Constância: feira do livro vem aí
»  2018-11-22  Nova Augusta: para uma história da cultura em Torres Novas, segundo António Mário Santos