• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Quarta, 25 de Abril de 2018
Pesquisar...
Sáb.
 17° / 8°
Períodos nublados com chuva fraca
Sex.
 17° / 10°
Céu nublado com chuva fraca
Qui.
 26° / 11°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  24° / 13°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A histeria das eleições

Opinião  »  2017-06-07  »  Roberto Barata

"Só numa histeria própria de uma equipa à deriva se teria a ideia de transfigurar a zona do Nogueiral"

Tem-se assistido, nos últimos meses, a uma cavalgada desgovernada de apresentação de projetos, anteprojetos, inaugurações e concursos. As eleições estão ao virar da esquina e, mais do que nunca, o executivo está em pânico para mostrar obra feita. Apesar de estarmos habituados a estes devaneios e idiossincrasias em época de eleições, nem tudo se perdoa. Chega-se ao cúmulo de reivindicar a construção do Hospital Rainha Santa Isabel como obra do PS.
A pressa e falta de rigor com que se tem forçado o avanço do PEDU são gritantes. A opinião pública foi escutada à força. Nada que impedisse o executivo de reclamar, para si, a ideia de ouvir os habitantes do concelho sobre obras que vão transfigurar a paisagem da zona urbana. Aguarda-se, pacientemente, para se conhecerem os resultados dessa consulta pública e, acima de tudo, o que vão fazer com os contributos dos munícipes.
Há 9 anos, visitei pela primeira vez a cidade de Torres Novas e apaixonei-me. A forma de estar dos torrejanos contrastava, de forma gritante, com os meus antigos hábitos de sintrense. Deixei-me levar pelo romantismo do Jardim das Rosas, pela história do castelo, pela força do Almonda e pela simpatia e simplicidade das pessoas. No entanto, chocava-me a degradação das casas no centro histórico, a falta de manutenção nas zonas circundantes do castelo e, sobretudo, a passividade com que se convivia com a poluição do rio e das ribeiras. Torres Novas parecia-me uma cidade rica em património, cheia de potencial mas que estava a ser engolida pela febre das grandes obras.
Hoje, 3 anos após ter assentado arraiais nesta bela cidade, assisto atónito ao desperdício de todo esse potencial. Ao invés de se investir no que traria qualidade de vida aqueles que aqui habitam, nos pequenos-grandes pormenores que danificam a imagem da cidade, decide-se investir milhões a conspurcar a nossa história.
Só numa histeria própria de uma equipa à deriva se teria a ideia de transfigurar a zona do Nogueiral, mesmo após a desastrosa construção do Edifício B. Neste momento, reina a ideia de que se tem pressa de mostrar o que se fez, o que não se fez e o que se acha que se quer fazer. Mas este folclore não esconde o facto de que nada liga o passado, presente e futuro desta cidade. Tudo é feito com histerismo, sem planeamento e ao sabor do vento.
Nos bancos de trás do executivo, todos gritam e ninguém tem razão. Ninguém se entende, nem quer entender. Mas, pior do que isso tudo, é que o condutor vai a dormir.

*Engenheiro químico, 28 anos,
residente em Torres Novas

 

 

 Outras notícias - Opinião


O desafio »  2018-04-20  »  Jorge Carreira Maia

Tenho estado a ler The Benedict Option: A Strategy for Christians in a post-Christian Nation, um livro do conservador Rod Dreher. O autor, um cristão ortodoxo americano, defende que os Estados Unidos são já uma sociedade pós-cristã.
(ler mais...)


ATIVIDADE FÍSICA É UM MEIO DE PREVENÇÃO REGULADOR DA VIDA »  2018-04-20  »  Juvenal Silva

Cada vez se verifica mais que grande parte das pessoas se poderia tratar e curar, exercitando-se todos os dias ao ar puro. Podemos citar, entre outros tipos de doenças a obesidade, diabetes, colesterol, depressão, sistema cardiovascular, respiratório, etc.
(ler mais...)


Caros Riachenses (I) »  2018-04-20  »  António Gomes

O processo de decisão sobre a rede viária de acesso às zonas industriais de Riachos e Entroncamento chegou ao fim. A decisão tomada pelo governo (Infraestruturas de Portugal IP), câmaras municipais do Entroncamento e Torres Novas e com o apoio da junta de freguesia de Riachos (com os votos contra do BE) é a proposta que liga a A23, Torreshoping, à rotunda dos boieiros e esta à zona do terminal de contentores junto à linha férrea.
(ler mais...)


O Janota nunca entrou na Abidis »  2018-04-20  »  Carlos Tomé

Quando saiu de casa, o Janota ia com a intenção de finalmente ter coragem de beber um chá e comer um duchese na Abidis, a pastelaria mais fina do burgo. Especialista em navalhas de ponta e mola, limpa-unhas, bilhetes falsos, ilusões cheias e carteiras vazias, as suas relações sociais e profissionais subiam até às subcaves de Alcântara e aos vendedores de vigésimos premiados.
(ler mais...)


Angústia no Supermercado »  2018-04-20  »  José Ricardo Costa

Resolvi fazer há dias um risoto. Precisava por isso de queijo parmesão ralado. Tudo na vida há-de ter um sentido e se na ordem universal das coisas coube ao parmesão a grata missão de dar alma ao risoto, a ordem lá terá as suas razões.
(ler mais...)


A história da gente »  2018-04-20  »  Anabela Santos

Sem saber muito sobre o assunto, tenho a certeza de que para entendermos melhor o mundo e a nós próprios, é muito importante conhecermos a história da gente e a gente da história.

É o passado que temos em comum que nos serve como referência e nos ajuda a compreender o presente e a preparar o futuro.
(ler mais...)


PERDER EM CASA »  2018-04-20  »  Eduarda Gameiro

Sou uma vítima do fanatismo pelo futebol e como tal, não preciso de estar a ver um jogo para saber se o Benfica perdeu ou ganhou, porque assim que uma bola atinge a baliza, os meus ouvidos fazem questão de me avisar que há ruído na sala e, das duas, uma: ou algo está correr muito bem, ou algo está a correr muito mal.
(ler mais...)


Escola...escola, quem és tu? »  2018-04-20  »  Maria da Luz Lopes

Quase a terminar mais um ano letivo, muitos e grandes desafios se colocam à Escola Pública no próximo ano. Flexibilização Curricular ou a Educação Inclusiva são apenas alguns. Abraçá-los, exige um compromisso e um envolvimento de todos há muito reclamado.
(ler mais...)


A anemia democrática »  2018-04-05  »  Jorge Carreira Maia

Se olharmos para as três principais ideologias políticas que estruturaram as democracias representativas, conservadorismo, liberalismo e socialismo (cada uma delas com diversas nuances), descobrimos que resultaram da implosão da visão cristã do mundo.
(ler mais...)


Um sobreiro em Águas de Moura, ondas na Nazaré e eucaliptos em Riachos »  2018-04-04  »  Carlos Tomé

Sempre me arrependi de não ter aceitado o convite, faz agora 40 anos, do Victor Silvino para irmos à Nazaré na sua Vespa ver uma onda enorme que estava a chamar curiosos. Mas na altura a imagem que me apareceu de imediato à frente dos olhos, não foi a do mar em polvorosa, foi a do pendura da motorizada a esbardalhar-se todo pela serra abaixo quando o mais célebre chofer da biblioteca itinerante da Gulbenkian fizesse as curvas de Porto de Mós mais direito do que um fuso, e isso deu razão à nega.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 10 dias)
»  2018-04-20  »  Eduarda Gameiro PERDER EM CASA
»  2018-04-20  »  Jorge Carreira Maia O desafio
»  2018-04-20  »  José Ricardo Costa Angústia no Supermercado