• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 20 Junho 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 24° / 15°
Céu nublado com chuva fraca
Sáb.
 29° / 12°
Períodos nublados
Sex.
 25° / 14°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  24° / 14°
Céu nublado
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

O futebol e os negócios estão de volta

Opinião  »  2011-09-01  »  Ana Sentieiro

Quando era criança um dos primeiros desejos foi ter uma bola para lhe dar pontapés: aliás, os primeiros brinquedos das crianças!

Comecei por ter uma bola de trapos e com ela organizava jogos no largo baldio, em volta da histórica e grande sobreira que deu nome à actual Rua da Sobreira, aqui no Entroncamento, árvore que foi abatida para dar lugar ao imobiliário.

Futebol (em inglês, football, pé na bola), foi uma das primeiras modalidades desportivas a organizarem-se, após as primeiras olímpíadas da Era Moderna, de Pierre Coubertin, em 1896, embora só em 1908, em Londres participasse nos Jogos Olímpicos, com cinco países amadores.

A primeira Federação foi a inglesa, criada em 1863, enquanto a FIFA, só nasceu em 1905.

Certo dia perguntei a um jovem, o que gostava de ser quando fosse crescido. De pronto respondeu: ”jogador de futebol para ganhar muito dinheiro”. É verdade, o futebol, enquanto prática desportiva, deu lugar a altos negócios, em que os jogadores são comprados, vendidos e cotados na bolsa e os grandes clubes até criaram sociedades anónimas (as famigeradas SADs). E, em tempos de crise, homens poderosos e com muito dinheiro, até compram os clubes.

Existem em Portugal, muitas centenas de clubes a praticar futebol (aliás, em qualquer lugar ou aldeia, dois edifícios existem: uma igreja e um campo de futebol) e, existem, centenas de milhares de jovens a praticar o ponta-pé na bola. No entanto, um batalhão de jornalistas, jornais, rádios, e TVs, ocupam-se, apenas, com o Porto, Benfica e Sporting e deles falam de tudo, só faltando revelar as cores das cuecas dos jogadores.

É a sociedade do futebol e dos seus negócios!

Mas, além dos negócios, e até, de alguma mistura entre o futebol, a política e os políticos, existe a verdadeira prática da modalidade que prolifera por tudo o que é aldeia ou pequeno lugarejo.

Por exemplo, aqui no nosso Ribatejo, em qualquer dos 21 concelhos existem clubes e associações que se dedicam à prática do futebol, embora limitados a certo amadorismo, porquanto não dispõem de meios financeiros para pagarem salários aos jogadores. É o caso da Associação que se constituiu aqui, no Entroncamento, para preencher o vazio deixado pelo abandono e extinção do histórico Ferroviários do Entroncamento.

Denominada Cidade Ferroviária, ADCFE, com um conjunto de jovens e empenhados futebolistas, conseguiu vencer o campeonato distrital secundário e subir à divisão principal. Agora, ei-los já a treinar para o seu primeiro embate, numa deslocação a Vila Chã de Ourique, a 18 de Setembro, seguindo-se dois jogos aqui no Entroncamento, com o União de Tomar e o ”velho rival”, Torres Novas (que grandes lembranças tenho dos jogos no campo pelado do Bairro Camões e de ver o Fernando Preto, o Bernardo, o Canelas, Furriel, o Calado, o Zeca Mendes ou o seu irmão, Virgílio Mendes que veio a consagrar-se o ”Leão de Génova”, e foi, até, capitão da Selecção de Portugal.

A história do Entroncamento não pode ignorar o futebol e o seu Ferroviários!

Eram actividades que mexiam com toda a população, antes desta terra dos comboios e dos quartéis, cair no abandono, embora tenha crescido no imobiliário e, consequentemente, no aumento de população.

O futebol quando disputado com virilidade, mas não violência, é um desporto que dá gosto de ver. É por isso que facilmente tem muitos adeptos e logo é aproveitado por apitos dourados, negócios de milhões, violação da verdade desportiva, enfim, todo o lixo e lixeiras se misturam com o futebol, cujos negócios passam ao lado da crise. Por exemplo, a Troika esqueceu-se do futebol!

Gosto muito de ver um jogo de futebol bem disputado, mas abomino e detesto as paixões e as emoções que gravitam à sua volta!

 

 

 Outras notícias - Opinião


Democracia »  2019-06-19  »  Inês Vidal

Somos todos pela democracia. Menos quando ganha quem não queremos. Esta coisa da democracia tem que se lhe diga. Que o diga eu que, nunca falhando a umas eleições, nunca vi ganhar nenhumas. Fica sempre um sabor amargo na boca, uma angústia de não ver ganhar quem se quer.
(ler mais...)


O Tempo dos Gelados »  2019-06-19  »  José Ricardo Costa

Uma coisa que a natureza tem de bastante simpático, facilitando-nos a vida, é a sua circularidade. Por exemplo, as estações do ano. Fosse a natureza destrambelhada e nada poderíamos prever, deixando-nos à nora sobre o que fazer no dia seguinte.
(ler mais...)


Problemas de memória »  2019-06-19  »  Hélder Dias

Glifosato Man »  2019-06-19  »  Hélder Dias

Agustina, a crise na direita, a doença da social-democracia e a teia »  2019-06-07  »  Jorge Carreira Maia

AGUSTINA BESSA-LUÍS. O século XX português teve uma mão cheia de excelentes romancistas. A atribuição do Nobel a Saramago reconheceu isso. Se tivesse sido a Agustina, não teria ficado mal entregue.
(ler mais...)


Parabéns, abstenção! »  2019-06-06  »  Anabela Santos

Muito se tem falado, já tudo foi dito e é do conhecimento de todos que as eleições europeias realizadas no dia vinte e seis de Maio trouxeram uma vitória para a esquerda, excepto para o PCP, e uma acentuada derrota para a direita.
(ler mais...)


Encruzilhada »  2019-06-06  »  António Gomes

Já assim era, mas depois das últimas eleições europeias a interrogação subiu de tom: vai ou não haver geringonça após as próximas eleições legislativas? – as pessoas perguntam.
(ler mais...)


GREVE? »  2019-06-06  »  Denis Hickel

gre·ve
(francês grève)
substantivo feminino
Interrupção temporária, voluntária e colectiva de atividades ou funções, por parte de trabalhadores ou estudantes, como forma de protesto ou de reivindicação (ex.
(ler mais...)


Quando a pedra é o sapato »  2019-06-06  »  Ana Sentieiro

Ontem trajei pela primeira vez. A Noite de Serenatas enlatou a comunidade académica da Universidade do Minho no Largo da Sé. A escuridão dos trajes iluminava os corações dos presentes, aquecia os abraços e motivava as lágrimas ao som da melodia das guitarras portuguesas.
(ler mais...)


Bruno Lage, privatizações, comendas e europeias »  2019-05-26  »  Jorge Carreira Maia

BRUNO LAGE. O actual treinador do Benfica é, justamente, louvado pelo que fez no campo desportivo. Se o Benfica é campeão deve-o a Bruno Lage. Quero, porém, louvá-lo por outra coisa.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2019-05-26  »  Jorge Carreira Maia Bruno Lage, privatizações, comendas e europeias
»  2019-06-07  »  Jorge Carreira Maia Agustina, a crise na direita, a doença da social-democracia e a teia
»  2019-06-06  »  Ana Sentieiro Quando a pedra é o sapato
»  2019-06-06  »  António Gomes Encruzilhada
»  2019-06-06  »  Denis Hickel GREVE?