• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quarta, 18 Setembro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sáb.
 22° / 17°
Céu nublado com chuva moderada
Sex.
 29° / 16°
Céu nublado
Qui.
 29° / 16°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  30° / 16°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

O futebol e os negócios estão de volta

Opinião  »  2011-09-01  »  Ana Sentieiro

Quando era criança um dos primeiros desejos foi ter uma bola para lhe dar pontapés: aliás, os primeiros brinquedos das crianças!

Comecei por ter uma bola de trapos e com ela organizava jogos no largo baldio, em volta da histórica e grande sobreira que deu nome à actual Rua da Sobreira, aqui no Entroncamento, árvore que foi abatida para dar lugar ao imobiliário.

Futebol (em inglês, football, pé na bola), foi uma das primeiras modalidades desportivas a organizarem-se, após as primeiras olímpíadas da Era Moderna, de Pierre Coubertin, em 1896, embora só em 1908, em Londres participasse nos Jogos Olímpicos, com cinco países amadores.

A primeira Federação foi a inglesa, criada em 1863, enquanto a FIFA, só nasceu em 1905.

Certo dia perguntei a um jovem, o que gostava de ser quando fosse crescido. De pronto respondeu: ”jogador de futebol para ganhar muito dinheiro”. É verdade, o futebol, enquanto prática desportiva, deu lugar a altos negócios, em que os jogadores são comprados, vendidos e cotados na bolsa e os grandes clubes até criaram sociedades anónimas (as famigeradas SADs). E, em tempos de crise, homens poderosos e com muito dinheiro, até compram os clubes.

Existem em Portugal, muitas centenas de clubes a praticar futebol (aliás, em qualquer lugar ou aldeia, dois edifícios existem: uma igreja e um campo de futebol) e, existem, centenas de milhares de jovens a praticar o ponta-pé na bola. No entanto, um batalhão de jornalistas, jornais, rádios, e TVs, ocupam-se, apenas, com o Porto, Benfica e Sporting e deles falam de tudo, só faltando revelar as cores das cuecas dos jogadores.

É a sociedade do futebol e dos seus negócios!

Mas, além dos negócios, e até, de alguma mistura entre o futebol, a política e os políticos, existe a verdadeira prática da modalidade que prolifera por tudo o que é aldeia ou pequeno lugarejo.

Por exemplo, aqui no nosso Ribatejo, em qualquer dos 21 concelhos existem clubes e associações que se dedicam à prática do futebol, embora limitados a certo amadorismo, porquanto não dispõem de meios financeiros para pagarem salários aos jogadores. É o caso da Associação que se constituiu aqui, no Entroncamento, para preencher o vazio deixado pelo abandono e extinção do histórico Ferroviários do Entroncamento.

Denominada Cidade Ferroviária, ADCFE, com um conjunto de jovens e empenhados futebolistas, conseguiu vencer o campeonato distrital secundário e subir à divisão principal. Agora, ei-los já a treinar para o seu primeiro embate, numa deslocação a Vila Chã de Ourique, a 18 de Setembro, seguindo-se dois jogos aqui no Entroncamento, com o União de Tomar e o ”velho rival”, Torres Novas (que grandes lembranças tenho dos jogos no campo pelado do Bairro Camões e de ver o Fernando Preto, o Bernardo, o Canelas, Furriel, o Calado, o Zeca Mendes ou o seu irmão, Virgílio Mendes que veio a consagrar-se o ”Leão de Génova”, e foi, até, capitão da Selecção de Portugal.

A história do Entroncamento não pode ignorar o futebol e o seu Ferroviários!

Eram actividades que mexiam com toda a população, antes desta terra dos comboios e dos quartéis, cair no abandono, embora tenha crescido no imobiliário e, consequentemente, no aumento de população.

O futebol quando disputado com virilidade, mas não violência, é um desporto que dá gosto de ver. É por isso que facilmente tem muitos adeptos e logo é aproveitado por apitos dourados, negócios de milhões, violação da verdade desportiva, enfim, todo o lixo e lixeiras se misturam com o futebol, cujos negócios passam ao lado da crise. Por exemplo, a Troika esqueceu-se do futebol!

Gosto muito de ver um jogo de futebol bem disputado, mas abomino e detesto as paixões e as emoções que gravitam à sua volta!

 

 

 Outras notícias - Opinião


Descalabros, duelos, metamorfoses e Inferno »  2019-09-07  »  Jorge Carreira Maia

O DESCALABRO DA DIREITA. As sondagens têm vindo a indicar que a direita democrática está à beira de um resultado desastroso, por volta dos 25%, somando velhos e novos partidos.
(ler mais...)


O nome da terra, por João Carlos Lopes »  2019-09-06  »  João Carlos Lopes

É sintomático que, em tempo de eleições, nenhum dos partidos tenha dito uma palavra sobre essa vaca sagrada que é o futebol e sobretudo acerca do estado de guerra em que as claques dos “três grandes” transformam as terras por onde passam.
(ler mais...)


Turismo ou nem por isso »  2019-09-05  »  António Gomes

A época que atravessamos é propicia à reflexão sobre esta actividade económica, o turismo.
O turismo, como toda a gente sabe, atravessa em Portugal um período particularmente estonteante. São as grandes metrópoles as mais beneficiadas com tal actividade, é lá que se encontram as maiores fontes de atracção e é lá que as infraestruturas estão mais adaptadas e melhor respondem às solicitações.
(ler mais...)


Antiga Fábrica de Fiação e Tecidos: sonho ou possível realidade? »  2019-08-25  »  Anabela Santos

Falar da valorização de um espaço que é tão importante para uma grande parte dos torrejanos é imperativo mas não é novidade.
Já muitos falaram e escreveram sobre o assunto, desejando que alguma mente iluminada e com vontade de fazer o melhor pela cidade tome alguma iniciativa no sentido de valorizar o património arquitectónico e histórico de uma fábrica que deu tanto à nossa cidade.
(ler mais...)


Repuxos, por Inês Vidal »  2019-08-25  »  Inês Vidal

Esta malta dos jornais é lixada. Parece que está do contra, sempre a dizer coisas. Ou então é de esquerda, só pode. Atrevem-se a noticiar as coisas que acontecem, esses filhos da mãe. Caso contrário, íamos fazendo as coisas à mesma, a nosso bel-prazer, mas ninguém dava por elas ou as questionava.
(ler mais...)


A greve dos motoristas »  2019-08-23  »  Jorge Carreira Maia

PÔR O REGIME À PROVA. Na greve dos motoristas de matérias perigosas coincidiram duas vertentes que, para os próprios interessados, não deveriam ter coincidido. A luta laboral por reivindicações que merecerão respeito e um desafio às instituições políticas e ao regime.
(ler mais...)


À mulher de César não basta ser séria… »  2019-08-09  »  António Gomes

Vem isto a propósito da aquisição de imóveis pela Câmara de Torres Novas, sitos em Riachos. Só o BE votou contra.

Os proprietários propuseram a aquisição e a Câmara comprou.
(ler mais...)


Bons Sons »  2019-08-09  »  Inês Vidal

Treze anos, dez edições, uma aldeia em manifesto. Arrancou ontem, dia 8, mais uma edição do festival Bons Sons, que anualmente traz a Cem Soldos, concelho de Tomar, milhares de pessoas e música, muita música portuguesa.
(ler mais...)


Carteiro »  2019-08-09  »  Ana Sentieiro

A genética é, de facto, uma coisa incrível! Contudo, no meu caso, a genética desempenha mais o papel de progenitor ausente, que se esquece do meu aniversário, não sabe o meu número de telemóvel e saca duas notas de vinte da carteira de pele quando está folgado e diz, “Para te divertires, mas não digas à tua mãe!”.
(ler mais...)


Livros para férias »  2019-08-09  »  Jorge Carreira Maia

COMO MORREM AS DEMOCRACIAS. Autores Steven Levitsky & Daniel Ziblatt, ambos professores em Harvard. Uma reflexão com incidência americana, mas apoiada no estudo das mortes da democracia nos anos trinta do século passado, na Europa, e nos anos 60 e 70, também do XX, na América Latina.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2019-08-25  »  Inês Vidal Repuxos, por Inês Vidal
»  2019-08-23  »  Jorge Carreira Maia A greve dos motoristas
»  2019-08-25  »  Anabela Santos Antiga Fábrica de Fiação e Tecidos: sonho ou possível realidade?
»  2019-09-06  »  João Carlos Lopes O nome da terra, por João Carlos Lopes
»  2019-09-07  »  Jorge Carreira Maia Descalabros, duelos, metamorfoses e Inferno