• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quarta, 19 Junho 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sáb.
 30° / 13°
Períodos nublados
Sex.
 26° / 14°
Períodos nublados
Qui.
 24° / 14°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  27° / 16°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A OBESIDADE É UM PROBLEMA DE SAÚDE

Opinião  »  2018-12-19  »  Juvenal Silva

"A maior parte das pessoas estão conscientes deste problema"

A obesidade é um problema de saúde e também um fator de risco para diversas doenças. Pessoas com mais de 20% de peso acima do recomendado para a sua altura e sexo, são mais vulneráveis a doenças degenerativas, nomeadamente problemas cardíacos, determinados tipos de doenças cancerosas, diabetes, artrite, etc.

As pessoas obesas tendencialmente consomem grandes quantidades de alimentos tóxicos, que por sua vez enfraquecem o sistema imunitário e o sujeitam aos ataques de bactérias e vírus. Hipertensão arterial, derrames, hemorroidas, hérnia do hiato, varizes, problemas renais, infertilidade, cálculos biliares e doenças hepáticas, são enfermidades que as pessoas obesas têm mais propensão a sofrer.

A maior parte das pessoas estão conscientes deste problema e até recorrem a dietas de emagrecimento de todo o tipo. Contudo, e apesar de todas as tentativas com medicamentos ou suplementos, programas miraculosos anunciados na radio e tv, só um pequena percentagem consegue alguns resultados. Este tipo de estratégias ajudam de facto as pessoas a emagrecer no curto prazo, mas também se poderão tornar perigosas se não houver uma mudança de novos hábitos e estilo de vida. São várias as causas que aumentam a suscetibilidade de uma pessoa ser obesa. A genética pode ser um fator óbvio que dificulta o emagrecimento e, nestas circunstâncias, as pessoas são mais propensas a engordar com o consumo de carbo-hidratos simples, o que provoca uma subida vertiginosa dos níveis de insulina, resultando no acúmulo de gorduras.

Para as pessoas que têm suscetibilidade genética, torna-se ainda mais imperiosa a mudança do estilo de vida e hábitos alimentares, conjuntamente com suplementos nutricionais que podem ajudar a reduzir essa suscetibilidade. A quantidade de calorias que uma pessoa consome é um dos motivos mais comuns e óbvios para o aumento de peso. Quando uma pessoa consome mais calorias do que queima, o resultado é muito simples: aumento de peso. O equilíbrio hormonal também é importante para a prevenção e o tratamento da obesidade.

Muitas hormonas afectam o metabolismo. As mais importantes são a tiróide, que influencia muitíssimo a taxa metabólica a nível celular. As hormonas de crescimento e testosterona também têm grande influência, assim como o desequilíbrio entre estrogénio e progesterona contribui para o acúmulo de gordura e retenção de líquidos, provocando aumento de peso. Esta situação é muito comum nas mulheres em situação de menopausa. O desequilíbrio hormonal também inclui os níveis de serotonina.

Os baixos níveis deste neurotransmissor contribuem para uma sensação de fome e necessidade de comer açúcar e carbo-hidratos, potenciando o aumento de peso. As toxinas no organismo também são um problema para as pessoas que estão acima do peso, porque muitas das substâncias químicas às quais as pessoas estão expostas interferem no funcionamento normal das células, inclusive no metabolismo. Os pesticidas, metais pesados como mercúrio e outros, fazem parte do nosso mundo poluído. Além disso, uma alimentação desprovida de nutrientes provoca deficiências nutricionais. Ora, o corpo não queima gorduras tipo solução mágica, porque de facto precisa de vitaminas, minerais e enzimas.                                                                                                                                                                                                                                     O bem-estar mental, emocional e espiritual de uma pessoa não pode ser descurado, porque está comprovado cientificamente que desequilíbrios nestas áreas costumam suplantar as razões genéticas e físicas para o aumento de peso.

 

            

 

 

 Outras notícias - Opinião


Agustina, a crise na direita, a doença da social-democracia e a teia »  2019-06-07  »  Jorge Carreira Maia

AGUSTINA BESSA-LUÍS. O século XX português teve uma mão cheia de excelentes romancistas. A atribuição do Nobel a Saramago reconheceu isso. Se tivesse sido a Agustina, não teria ficado mal entregue.
(ler mais...)


Parabéns, abstenção! »  2019-06-06  »  Anabela Santos

Muito se tem falado, já tudo foi dito e é do conhecimento de todos que as eleições europeias realizadas no dia vinte e seis de Maio trouxeram uma vitória para a esquerda, excepto para o PCP, e uma acentuada derrota para a direita.
(ler mais...)


Encruzilhada »  2019-06-06  »  António Gomes

Já assim era, mas depois das últimas eleições europeias a interrogação subiu de tom: vai ou não haver geringonça após as próximas eleições legislativas? – as pessoas perguntam.
(ler mais...)


GREVE? »  2019-06-06  »  Denis Hickel

gre·ve
(francês grève)
substantivo feminino
Interrupção temporária, voluntária e colectiva de atividades ou funções, por parte de trabalhadores ou estudantes, como forma de protesto ou de reivindicação (ex.
(ler mais...)


Quando a pedra é o sapato »  2019-06-06  »  Ana Sentieiro

Ontem trajei pela primeira vez. A Noite de Serenatas enlatou a comunidade académica da Universidade do Minho no Largo da Sé. A escuridão dos trajes iluminava os corações dos presentes, aquecia os abraços e motivava as lágrimas ao som da melodia das guitarras portuguesas.
(ler mais...)


Bruno Lage, privatizações, comendas e europeias »  2019-05-26  »  Jorge Carreira Maia

BRUNO LAGE. O actual treinador do Benfica é, justamente, louvado pelo que fez no campo desportivo. Se o Benfica é campeão deve-o a Bruno Lage. Quero, porém, louvá-lo por outra coisa.
(ler mais...)


Crise, Professores, Brexit e Venezuela »  2019-05-11  »  Jorge Carreira Maia

1. CRISE POLÍTICA. A questão da contagem do tempo de serviço congelado dos professores foi uma bênção caída do céu para os socialistas. Deu-lhes oportunidade de se mostrarem responsáveis, e mostrou uma oposição de direita desorientada, perdida entre o eleitoralismo puro e duro e, quando confrontada com a reacção de António Costa, em recuo humilhante perante a opinião pública.
(ler mais...)


Sondagens, Marcelo, Anos Sessenta e Notre-Dame »  2019-04-20  »  Jorge Carreira Maia

AS SONDAGENS E AS FAMÍLIAS. As sondagens reflectem já o desgaste que os socialistas estão a sofrer devido à trapalhada em que se meteram com as ligações familiares na governação.
(ler mais...)


O porco »  2019-04-20  »  Inês Vidal

Sentei-me no café a tentar escrever este “vinte”. Erro. A ideia que trazia, rapidamente se confundiu com a voz que esganiçada me ecoava repetidamente ao ouvido, vinda de uma televisão em altos berros, a história do terror – muito terror – de um jovem, um homem e um cão.
(ler mais...)


A FALTA DE ÉTICA QUE ANDA POR AÍ »  2019-04-20  »  João Lérias

Com os recentes casos das nomeações de pais e filhas, maridos e mulheres, primos e sei lá que mais, o país parece ter acordado para uma nova realidade que, não sendo nova, desta vez, sobretudo pela sua dimensão, é censurável.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2019-05-26  »  Jorge Carreira Maia Bruno Lage, privatizações, comendas e europeias
»  2019-06-07  »  Jorge Carreira Maia Agustina, a crise na direita, a doença da social-democracia e a teia
»  2019-06-06  »  Ana Sentieiro Quando a pedra é o sapato
»  2019-06-06  »  António Gomes Encruzilhada
»  2019-06-06  »  Denis Hickel GREVE?