• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Quarta, 14 de Novembro de 2018
Pesquisar...
Sáb.
 20° / 11°
Céu nublado
Sex.
 20° / 10°
Períodos nublados
Qui.
 21° / 11°
Períodos nublados com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  21° / 10°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Compreender e prevenir as doenças cardiovasculares

Opinião  »  2018-10-27  »  Juvenal Silva

"Cerca de 25% das pessoas que sofrem de ataques cardíacos nunca manifestaram sintomas"

Na categoria de doenças cardíacas e cardiovasculares, estão englobadas vários tipos de doenças, entre as quais destaco: aterosclerose, angina de peito e ataque cardíaco.
As artérias desempenham um importantíssimo trabalho de transporte de sangue do coração para outras partes do nosso corpo. Aterosclerose acontece quando a parte interna da parede das artérias fica espessa (rija) e estreita a passagem por onde o sangue passa.

A aterosclerose pode afectar as artérias coronárias (artérias que vão até o coração). A aterosclerose é causada normalmente pela acumulação de depósitos de gordura no interior das paredes arteriais, sendo que esta acumulação de gordura é resultante de uma alimentação inadequada, generosa em gorduras más e pobre em fibras.
A maioria das pessoas com aterosclerose não sabe que tem a doença, uma vez que os sintomas só surgem quando já é tarde de mais. Obviamente que a ateriosclerose quando não é tratada só piora. Sem tratamento atempado, as artérias ficam de tal forma obstruídas que o sangue oxigenado necessário e adequado, não consegue chegar ao músculo cardíaco. Essa privação de oxigénio pode provocar a dor no peito, a conhecida angina de peito, precursora de um ataque cardíaco. As pessoas com angina de peito normalmente têm sorte, porque a dor representa um aviso, que impulsiona a ida ao médico que diagnostica a doença cardiovascular e que, por sua vez, possibilita várias medidas preventivas de tratamento e até de reversão da doença antes que ocorra algo mais grave ou, até, a própria morte. Todavia, para uma grande parte das pessoas, um ataque cardíaco é o primeiro sinal do problema.

Cerca de 25% das pessoas que sofrem de ataques cardíacos nunca manifestaram sintomas. O ataque cardíaco, ou infarte do miocárdio, em linguagem médica, acontece quando o fluxo de sangue é interrompido por completo até uma parte do músculo cardíaco, seja por um coágulo que provocou a obstrução, seja por uma artéria que ficou de tal forma estreita em que o sangue não consegue passar.
Sintomas de aterosclerose: tonturas - desmaios - dor na perna que começa depois de uma caminhada curta e que desaparece com repouso.
Sintomas de angina de peito: Dor no peito tanto branda como intensa. Uma sensação de que o coração está a ser esmagado. Aperto no peito - a dor pode piorar após o exercício ou uma refeição pesada, que poderá melhorar com repouso.

Sintomas de ataque cardíaco: Dor e aperto no peito que se poderá estender para os braços, as costas, os ombros, o pescoço e mandíbula. A dor poderá ser severa, intensa ou branda, ao ponto de poder ser confundida com uma indigestão.

Nas mulheres: por vezes os sintomas de ataque cardíaco são diferentes. A dor poderá começar no estômago ou na mandíbula, com pontadas no peito semelhantes a punhalada, ou abundantes suores, queda de tensão arterial, dificuldade em engolir, tinido nos ouvidos.
Causas subjacentes: alimentação inapropriada, rica em gorduras saturadas e pobre em fibras e antioxidantes - factor genético - tabagismo - hipertensão arterial - stress - depressão - ansiedade - obesidade - sedentarismo - diabetes - infeções disfarçadas - metais pesados.

Como prevenir: estilo de vida saudável em que impera a alimentação saudável - atividade física preferencialmente ao ar livre - abdicação de tabaco - álcool – drogas de todo o tipo.

Se por qualquer motivo houver a desconfiança de que está a ocorrer um ataque cardíaco, deve-se procurar imediatamente um médico, ou como melhor alternativa, chamar imediatamente uma ambulância para um rápido transporte ao hospital mais próximo, porque o tratamento de emergência hospitalar em caso de enfarte requer técnicas e instrumentos médicos especiais, o que proporcionará maiores possibilidades de sucesso.

 

 

 Outras notícias - Opinião


Joaquim Paço d`Arcos »  2018-11-09  »  Jorge Carreira Maia

Foi só agora que cheguei à leitura de Joaquim Paço d’Arcos (1908-1979). Não fazia parte daquele grupo de escritores tidos por referência, apesar de ter sido bastante lido nos anos 40 e 50 do século passado.
(ler mais...)


Orçamento municipal 2019 »  2018-11-09  »  António Gomes

O OM é o documento orientador mais importante da gestão municipal.

É um documento técnico que deve ter plasmadas as contas do município, mas é sobretudo um documento político que espelha as prioridades e as opções de quem aqui governa.
(ler mais...)


Coesão »  2018-10-27  »  João Carlos Lopes

A criação da província do Ribatejo, em 1936, surgiu na sequência de movimentações das “forças vivas” de toda uma vasta região que, grosso modo, vai de Vila Franca a Abrantes, e cujo potencial económico (a agricultura, sobretudo, mas já os grandes polos industriais emergentes), enunciava razões de sobra para um “destaque” face à imensa e diversa Estremadura.
(ler mais...)


O campo das piscinas »  2018-10-27  »  António Gomes

Entendamo-nos: o acesso à fruição de piscinas por puro recreio, manutenção física ou prática desportiva deveria ser de acesso fácil. Infelizmente, em Torres Novas, a generalidade da população, na época do calor, no verão, não tem onde refrescar-se, não temos piscinas de verão e as que já tivemos são recordadas com muita saudade.
(ler mais...)


O desejo da barbárie »  2018-10-24  »  Jorge Carreira Maia

Vive-se, em Portugal, uma doce ilusão, a de que ainda não fomos tocados pelo vírus do populismo. É um facto que os principais agentes políticos têm evitado recorrer ao mais sombrio populismo político.
(ler mais...)


Casimiro Pereira… dedicação e simplicidade »  2018-10-12  »  Anabela Santos

Pego na caneta, no papel, sento-me na mesa do café e questiono-me: como me atrevo a escrever sobre este senhor? – Não sei, corro o risco, simplesmente.

Era uma miúda, criança mesmo, quando Casimiro Pereira começou a sua vida autárquica em Torres Novas.
(ler mais...)


Como prevenir e tratar infeções urinárias »  2018-10-12  »  Juvenal Silva

Como prevenir e tratar infeções urinárias

As infeções urinárias são muito incómodas e mais recorrentes nas mulheres, que as obrigam a consultas médicas algumas vezes ao ano. Normalmente, o tratamento consiste na toma de antibióticos, que matam a infeção presente, mas deixam a bexiga vulnerável a uma próxima invasão bacteriana.
(ler mais...)


Venha daí um refrigerante fresquinho! »  2018-10-12  »  Miguel Sentieiro

Sumol é um dos actuais alvos da implacável máquina fiscal. Essa refrescante bebida de laranja, com bolhinhas, que nos alivia o calor no pingo do verão, afinal é um vilão cheio de sacarose para nos envenenar.
(ler mais...)


Passa »  2018-10-12  »  Inês Vidal

A Golegã auto intitula-se capital do cavalo. Veiga Maltez gostava de cavalos, havia cavalos na vila, sacou daquela da cartola e um dia disse: “cavalos são na Golegã”. A ideia pegou, vendeu e hoje já não é só o presidente que lhe chama assim.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 10 dias)
»  2018-11-09  »  Jorge Carreira Maia Joaquim Paço d`Arcos
»  2018-11-09  »  António Gomes Orçamento municipal 2019