• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Domingo, 20 Janeiro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qua.
 14° / 9°
Céu nublado com chuva fraca
Ter.
 14° / 6°
Céu nublado com chuva fraca
Seg.
 14° / 5°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  14° / 8°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Compreender e prevenir as doenças cardiovasculares

Opinião  »  2018-10-27  »  Juvenal Silva

"Cerca de 25% das pessoas que sofrem de ataques cardíacos nunca manifestaram sintomas"

Na categoria de doenças cardíacas e cardiovasculares, estão englobadas vários tipos de doenças, entre as quais destaco: aterosclerose, angina de peito e ataque cardíaco.
As artérias desempenham um importantíssimo trabalho de transporte de sangue do coração para outras partes do nosso corpo. Aterosclerose acontece quando a parte interna da parede das artérias fica espessa (rija) e estreita a passagem por onde o sangue passa.

A aterosclerose pode afectar as artérias coronárias (artérias que vão até o coração). A aterosclerose é causada normalmente pela acumulação de depósitos de gordura no interior das paredes arteriais, sendo que esta acumulação de gordura é resultante de uma alimentação inadequada, generosa em gorduras más e pobre em fibras.
A maioria das pessoas com aterosclerose não sabe que tem a doença, uma vez que os sintomas só surgem quando já é tarde de mais. Obviamente que a ateriosclerose quando não é tratada só piora. Sem tratamento atempado, as artérias ficam de tal forma obstruídas que o sangue oxigenado necessário e adequado, não consegue chegar ao músculo cardíaco. Essa privação de oxigénio pode provocar a dor no peito, a conhecida angina de peito, precursora de um ataque cardíaco. As pessoas com angina de peito normalmente têm sorte, porque a dor representa um aviso, que impulsiona a ida ao médico que diagnostica a doença cardiovascular e que, por sua vez, possibilita várias medidas preventivas de tratamento e até de reversão da doença antes que ocorra algo mais grave ou, até, a própria morte. Todavia, para uma grande parte das pessoas, um ataque cardíaco é o primeiro sinal do problema.

Cerca de 25% das pessoas que sofrem de ataques cardíacos nunca manifestaram sintomas. O ataque cardíaco, ou infarte do miocárdio, em linguagem médica, acontece quando o fluxo de sangue é interrompido por completo até uma parte do músculo cardíaco, seja por um coágulo que provocou a obstrução, seja por uma artéria que ficou de tal forma estreita em que o sangue não consegue passar.
Sintomas de aterosclerose: tonturas - desmaios - dor na perna que começa depois de uma caminhada curta e que desaparece com repouso.
Sintomas de angina de peito: Dor no peito tanto branda como intensa. Uma sensação de que o coração está a ser esmagado. Aperto no peito - a dor pode piorar após o exercício ou uma refeição pesada, que poderá melhorar com repouso.

Sintomas de ataque cardíaco: Dor e aperto no peito que se poderá estender para os braços, as costas, os ombros, o pescoço e mandíbula. A dor poderá ser severa, intensa ou branda, ao ponto de poder ser confundida com uma indigestão.

Nas mulheres: por vezes os sintomas de ataque cardíaco são diferentes. A dor poderá começar no estômago ou na mandíbula, com pontadas no peito semelhantes a punhalada, ou abundantes suores, queda de tensão arterial, dificuldade em engolir, tinido nos ouvidos.
Causas subjacentes: alimentação inapropriada, rica em gorduras saturadas e pobre em fibras e antioxidantes - factor genético - tabagismo - hipertensão arterial - stress - depressão - ansiedade - obesidade - sedentarismo - diabetes - infeções disfarçadas - metais pesados.

Como prevenir: estilo de vida saudável em que impera a alimentação saudável - atividade física preferencialmente ao ar livre - abdicação de tabaco - álcool – drogas de todo o tipo.

Se por qualquer motivo houver a desconfiança de que está a ocorrer um ataque cardíaco, deve-se procurar imediatamente um médico, ou como melhor alternativa, chamar imediatamente uma ambulância para um rápido transporte ao hospital mais próximo, porque o tratamento de emergência hospitalar em caso de enfarte requer técnicas e instrumentos médicos especiais, o que proporcionará maiores possibilidades de sucesso.

 

 

 Outras notícias - Opinião


As eleições europeias »  2019-01-11  »  Jorge Carreira Maia

Das três eleições que decorrerão este ano – Regionais da Madeira, Legislativas e Europeias – serão estas últimas as mais importantes para o nosso destino a médio prazo.
(ler mais...)


O desassossego »  2019-01-11  »  Anabela Santos

Ou eu estou num estado de loucura que me faz confundir o real com o irreal, ou vivo num país imaginário, num sonho (menos bom) permanente, ou totalmente enganada vinte e quatro horas por dia.

Não são poucas as vezes que ouço ou leio nos meios de comunicação que o país vive tempos tranquilos.
(ler mais...)


E o Zeca revisitou-nos »  2019-01-11  »  António Gomes

Não foi um qualquer concerto, foi mesmo a sério. O Zeca revisitou-nos, desta vez no Estúdio Alfa, pela mão dos “LaFontinha”. Tal como há 50 anos, José Afonso esteve entre nós, em Torres Novas.
(ler mais...)


Como a dor desfolha o peito »  2019-01-11  »  Carlos Tomé

1.Embora uma das imagens de marca do antigo regime fosse a opressão, felizmente existem histórias de resistência espalhadas por muitos locais. A resistência contra o fascismo não foi uma expressão meramente teórica, antes foi preenchida com muitos exemplos reais, episódios de coragem, gente de carne e osso que trocou as voltas ao destino, lutando contra ventos e marés.
(ler mais...)


O negócio dos extremos »  2018-12-20  »  Jorge Carreira Maia

Uma das questões que parece atormentar certos comentadores políticos é a da ausência de uma extrema-direita em Portugal. Apesar de isso não ser completamente verdade – não existe uma extrema-direita organizada politicamente, mas existe uma extrema-direita social, ainda inorgânica –, há uma outra questão que deveria merecer atenção.
(ler mais...)


A OBESIDADE É UM PROBLEMA DE SAÚDE »  2018-12-19  »  Juvenal Silva

A obesidade é um problema de saúde e também um fator de risco para diversas doenças. Pessoas com mais de 20% de peso acima do recomendado para a sua altura e sexo, são mais vulneráveis a doenças degenerativas, nomeadamente problemas cardíacos, determinados tipos de doenças cancerosas, diabetes, artrite, etc.
(ler mais...)


Os(as) caixas de supermercado »  2018-12-19  »  António Gomes

Todos os anos por esta altura, sou confrontado com os episódios que se repetem quase mecanicamente nas grandes superfícies comerciais - estou a falar daquele dueto entre cliente e o caixa – “bom dia”, “boa tarde” ou “boa noite”, “quer um saco?”, “tem cartão cliente e factura com número de contribuinte, deseja?”

Dias, semanas seguidas, ali estão elas ou eles sempre disponíveis e na esmagadora maioria bem-humorados.
(ler mais...)


Haja fé »  2018-12-19  »  Anabela Santos

Assim, em pouco mais de um abrir e fechar de olhos, estamos, de novo, em Dezembro. Mês de festa, de família, de celebrar o aniversário de Jesus Cristo, presépio, árvore de Natal, luzes, música, afetos, união e solidariedade.
(ler mais...)


O Cacetete »  2018-12-19  »  Miguel Sentieiro

Neste momento de convulsão social, com inúmeras classes profissionais em greve, existe uma em particular que não me consegue deixar indiferente. A greve dos guardas prisionais acontece por uma clara falta de diálogo e de desconhecimento por parte dos sindicatos do plano estratégico mais profundo que se trata da criação de um novo super herói tuga chamado “Guarda Prisional numa cadeia portuguesa” ou GPCP.
(ler mais...)


Alheados »  2018-12-19  »  Inês Vidal

Afastámo-nos da coisa pública. Por descrédito, por falta de tempo, por egoísmo. Seja por que motivo for, andamos tendencialmente longe de tudo o que diz respeito à gestão das nossos destinos e deixamos em mãos alheias as decisões da nossa vida.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2019-01-11  »  Jorge Carreira Maia As eleições europeias
»  2019-01-11  »  António Gomes E o Zeca revisitou-nos
»  2019-01-11  »  Anabela Santos O desassossego
»  2019-01-11  »  Carlos Tomé Como a dor desfolha o peito