• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Terça, 28 Janeiro 2020    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sex.
 17° / 13°
Céu muito nublado com chuva fraca
Qui.
 16° / 11°
Céu muito nublado com chuva fraca
Qua.
 16° / 12°
Céu nublado com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  18° / 12°
Céu nublado
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Pois

Opinião  »  2014-09-25  »  Carlos Tomé

Não consigo encontrar nada de jeito que se leia neste jornal. Parece que não há escândalos cá na terra, ninguém foi atropelado, os amigos do alheio não deram cabo do recheio da ourivesaria da esquina, o vizinho não pôs os cornos à mulher com a mulher-a-dias, a filha da Gertrudes não deu o nó com uma barriga de quatro meses que até teve de ir à igreja com um reposteiro branco armado ao pingarelho para disfarçar o inchaço. Ó homem tu não achas mal? Tu não achas que o jornal devia falar naquilo que realmente interessa e não andar a encher papel com coisas que ninguém percebe, com políticas e mais os tachos para eles que se enchem à custa da gente? Tu não achas, homem?

Pois.

Olha para isto. É só gaitas e mais gaitas. Coisas da Câmara e bonecos com riscos mal amanhados com piadas ordinárias e comunas, opiniões de gajos mal afamados, escritos contra o governo que eles estão fartos de apanhar porrada mas foram eleitos pelo povo e até estão a fazer um trabalho que era preciso há muito tempo, acabar com esses calaceiros que não fazem nada e vivem à nossa custa e sempre viveram acima das suas possibilidades. Não é homem?

Pois.

Andam estes gajos há 20 anos a dizer mal do homem, que foi o único presidente de jeito que a gente teve, a tentar acabar com ele, a gritarem cobras e lagartos, coitado do homem nem podia mijar fora do penico que os gajos vinham logo apontá-lo a dedo. E olha que não houve uma vez que dissessem bem dele, eu já não queria que o propusessem para o nome de uma rua porque não era caso para isso, mas ao menos que lhe passassem a mão pelo lombo. Ao menos que dissessem as coisas boas que ele fez. Agora foi sempre a deitar abaixo que até me complicava os nervos. Pois se o homem até fez o seu dever, claro que já se sabe que os da oposição estavam lá para o contrariar que isso é mesmo assim porque esses só sabem dizer mal, nem sequer tinham categoria para gerir um curral de vacas quanto mais uma Câmara com centenas de pessoas à espera do ordenado ao fim do mês. Havia de ser bonito ver os comunas a tomar conta disto. Ficava tudo a pão e água que era uma beleza. E os do jornal aí é que eles aplaudiam. Nessa altura já diziam bem que eu bem os conheço. São todos da mesma laia. Não é homem?

Pois.

Então mas admite-se lá que nestes anos todos eles não tenham entrevistado aquela malta que deu o corpo ao manifesto estes anos todos, não queriam ouvir as verdades, não era? Bom mas também não entrevistaram os outros da oposição e olha que do PSD passaram por lá mais de uma cabazada deles que eu já nem me lembro dos nomes. Bem fez aquele pessoal que não esteve cá com merdas, ah não dizem a verdade então não vai para lá nem um chavo em publicidade que hão-de sofrer até ficarem mirradinhos de todo que é para verem como elas mordem. E o dinheirito nem que seja umas moedas, nesta coisa dos jornais pobretanas, deve fazer muita falta. Não é homem?

Pois.

E quanto a informações lá da Câmara está quieto, nem abrimos o bico que é para eles não poderem dizer nada, nem bem nem mal. E assim mesmo é que é. Dizem que os da Câmara só têm olhos para o jornal da paróquia que é mais democrático e isento, como eles dizem, ao menos esse publica tudo o que seja a favor da terra, não há inauguração de chafarica que não dê direito a um relambório de fazer tremer o macho, só reportagens com os de lá foram mais de trinta e todas repimpadas que a gente até ficava arrelampada com a coisa. Nem sabia que a nossa terreola pudesse crescer tanto. Obras eram aos molhos e apareciam milhões às sacadas. Era só dar um pontapé numa pedra da calçada e aparecia logo um saco de linhagem cheio de notas. Isso é que eram bons tempos. Lembras-te da azáfama que ia por este concelho fora? Eram gruas por todo o lado. Mas disso estes não falam. Obrigado, não lhes convém. Ó homem passa-me aí mas é o Almonda para ver quem morreu esta semana.

Pois.

 

 

 Outras notícias - Opinião


Rui Rio faz o seu caminho »  2020-01-24  »  Jorge Carreira Maia

Rui Rio tornou a vencer as eleições internas do PSD. Isso terá contrariado muita gente à direita, gente despeitada e ansiosa de que se retorne à política de punição das classes populares imposta por Passos Coelho.
(ler mais...)


O discurso do rancor »  2020-01-10  »  Jorge Carreira Maia

Vivemos num país cordato e seguro, onde a violência é diminuta e o respeito pelos outros é significativo. Somos, ao mesmo tempo, medianamente ricos e medianamente pobres e, ao longo destes anos de democracia, temos sabido resolver os problemas com que nos deparámos.
(ler mais...)


As ciclovias e o debate público »  2020-01-09  »  João Quaresma

No último mês de Dezembro, em duas reuniões de câmara sucessivas, discutiu-se o programa base de uma rede de ciclovias para a cidade de Torres Novas, com cerca de 24 Km na sua totalidade, a construir por fases, bem como uma dessas fases na zona da Quinta da Silvã, com cerca de 6 Km, que será a primeira a ser realizada.
(ler mais...)


Saída de Emergência (uma crónica em atraso), por Maria Augusta Torcato »  2020-01-09  »  Maria Augusta Torcato

Madrugada. Janeiro, dia 4. De 2019.

O comboio deslizava nas linhas com o seu ritmo sereno, como se não tivesse pressa ou tivesse de respeitar passagem ou não quisesse, com brusquidão, ferir o ferro.
Há muito que não andava de comboio.
(ler mais...)


CONSIDERAÇÕES A PROPÓSITO DO BREXIT »  2020-01-09  »  José Alves Pereira

As eleições realizadas a 12 de Dezembro passado estão, tal como a situação na Grã-Bretanha, envoltas em tantas contradições que alinhavar comentários, com alguma linearidade e coerência, não é tarefa fácil.
(ler mais...)


O medo »  2020-01-09  »  António Gomes

Temos vindo a assistir, com alguma insistência por parte do presidente da câmara municipal de Torres Novas, ao anúncio da sua candidatura nas próximas eleições autárquicas. Devido à insistência, até parece que o presidente anda obcecado com tal objectivo.
(ler mais...)


A imprensa »  2020-01-09  »  Anabela Santos

Feliz Natal, boas festas, bom ano, foram os votos das últimas semanas do mês de Dezembro. Em ambiente de festa, de partilha e de solidariedade, cumpriu-se mais uma época festiva que iniciou lá para meados do mês e terminou no dia 1 de Janeiro.
(ler mais...)


Brio »  2020-01-09  »  Rui Anastácio


“Um café bem tirado e com bons modos.”
Fiquei com esta frase na cabeça. Foi dita em tom brincalhão por uma Senhora septuagenária, algures num quiosque à beira mar plantado. Uma forma simples e simpática de pedir competência e brio profissional.
(ler mais...)


Ano novo, Torres “Novas”? »  2020-01-09  »  Ana Lúcia Cláudio

Cada início de ano é, frequentemente, marcado pelo balanço das coisas que não fizemos nos 365 dias anteriores e que, consequentemente, se transformam, agora, em projectos para o novo ano. Nos primeiros dias de Janeiro, todos os anos se repete o mesmo ritual.
(ler mais...)


Serviços públicos, superavit, sistemas eleitorais e vergonha »  2019-12-20  »  Jorge Carreira Maia

DEGRADAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS. Existe a ideia de que a degradação dos serviços públicos se resolveria com uma melhor gestão. Qualquer partido a defende desde que esteja na oposição.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2020-01-09  »  Maria Augusta Torcato Saída de Emergência (uma crónica em atraso), por Maria Augusta Torcato
»  2020-01-09  »  António Gomes O medo
»  2020-01-09  »  Rui Anastácio Brio
»  2020-01-09  »  Ana Lúcia Cláudio Ano novo, Torres “Novas”?
»  2020-01-10  »  Jorge Carreira Maia O discurso do rancor