• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Terça, 13 de Novembro de 2018
Pesquisar...
Sex.
 20° / 10°
Períodos nublados
Qui.
 20° / 10°
Períodos nublados
Qua.
 20° / 9°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  19° / 8°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Uso e abuso de substancias químicas: a dependência de drogas e álcool

Opinião  »  2018-08-29  »  Juvenal Silva

"O que é uma dependência química? Acontece quando um indivíduo necessita de uma droga para funcionar"

O uso e abuso de substâncias químicas caracteriza-se por uma dependência, tanto psicológica como física, de drogas, incluindo-se medicamentos com receita médica e álcool.

O que é uma dependência química? Acontece quando um indivíduo necessita de uma droga para funcionar. As drogas e o álcool podem provocar danos graves ao organismo e ambos têm um efeito tóxico sobre o fígado, órgão essencial para o bom funcionamento do organismo, e também para o cérebro, cujos danos poderão ser verdadeiramente preocupantes. O uso e abuso continuado de substâncias químicas pode desencadear uma toxicomania ou vício, podendo causar problemas mentais, desde ansiedade, pânico e depressão, decorrentes de um sistema nervoso central danificado e de outras doenças como insuficiência renal e impotência. O abuso de substâncias químicas e álcool está ligado a casos de homicídios, suicídios, mortes no trânsito, agressões domésticas e actos de violência.
Como reconhecer se existe ou não dependência? Normalmente, a dependência desenvolve-se ao longo dos tempos, com início esporádico e, de vez em quando, progredindo até à dependência.
Algumas pessoas são mais propensas que outras a desenvolver a dependência, para o que contribuem factores sociais, psicológicos, depressivos, deficiências nutricionais, etc.
Antes de qualquer tratamento, é fundamental solicitar exames que ajudem a compreender as possíveis causas da tendência para o abuso de substâncias químicas, drogas, álcool:
- Análises de vitaminas e sais minerais: magnésio, vitaminas do complexo B, crómio;
- Análises da função digestiva: micróbios, parasitas, cândida;
- Intolerâncias alimentares e ambientais, alergias;
- Equilíbrio do açúcar sanguíneo e dos aminoácidos.
A Naturopatia trata estas situações, respeitando três grandes princípios:
Desintoxicação: restauração dos sistemas danificados do organismo através de uma alimentação específica. Equilíbrio do organismo com suplementos naturais para reforço do sistema imunitário e do sistema central nervoso. A desintoxicação visa a limpeza diária do intestino e do fígado, através da depuração sinérgica de spirulina e clorela, conjuntamente com dente de leão, cardo mariano, alcachofra e ganoderma.
Alimentação: restaurar o organismo é fundamental; os alimentos naturais devem ser variados e constituídos por verduras, vegetais coloridos, cereais integrais, leguminosas, oleaginosas, sementes, fruta, proteínas magras, ou seja, um conjunto de nutrientes ricos em proteínas, minerais e vitaminas. A ingestão de alimentos deverá ser alternada e variada ao longo do dia, preferencialmente com intervalos de duas horas.
Esta estratégia ajudará a equilibrar os níveis de açúcar no sangue e a resistir às tentações. Beber um copo de água a cada duas horas, proporciona ao organismo uma hidratação apropriada e contribui para a eliminação de toxinas acumuladas.
A alimentação rica em fibras é essencial para evitar a obstipação, ajudar o intestino a libertar toxinas e prepará-lo para uma boa absorção de todos os nutrientes.
A suplementação consagra polivitamínicos de minerais e vitaminas de alta potência, fundamentais para a revitalização e energia do organismo, e para reforçar o sistema nervoso e emocional, elevando a autoconfiança e o humor.
O tratamento eficaz começa quando um dependente toma a decisão de abandonar o vício e, nestas circunstâncias, muito contribuem as terapias de carácter psicológico e espirituais.

 

 

 Outras notícias - Opinião


Joaquim Paço d`Arcos »  2018-11-09  »  Jorge Carreira Maia

Foi só agora que cheguei à leitura de Joaquim Paço d’Arcos (1908-1979). Não fazia parte daquele grupo de escritores tidos por referência, apesar de ter sido bastante lido nos anos 40 e 50 do século passado.
(ler mais...)


Orçamento municipal 2019 »  2018-11-09  »  António Gomes

O OM é o documento orientador mais importante da gestão municipal.

É um documento técnico que deve ter plasmadas as contas do município, mas é sobretudo um documento político que espelha as prioridades e as opções de quem aqui governa.
(ler mais...)


Coesão »  2018-10-27  »  João Carlos Lopes

A criação da província do Ribatejo, em 1936, surgiu na sequência de movimentações das “forças vivas” de toda uma vasta região que, grosso modo, vai de Vila Franca a Abrantes, e cujo potencial económico (a agricultura, sobretudo, mas já os grandes polos industriais emergentes), enunciava razões de sobra para um “destaque” face à imensa e diversa Estremadura.
(ler mais...)


O campo das piscinas »  2018-10-27  »  António Gomes

Entendamo-nos: o acesso à fruição de piscinas por puro recreio, manutenção física ou prática desportiva deveria ser de acesso fácil. Infelizmente, em Torres Novas, a generalidade da população, na época do calor, no verão, não tem onde refrescar-se, não temos piscinas de verão e as que já tivemos são recordadas com muita saudade.
(ler mais...)


Compreender e prevenir as doenças cardiovasculares »  2018-10-27  »  Juvenal Silva

Na categoria de doenças cardíacas e cardiovasculares, estão englobadas vários tipos de doenças, entre as quais destaco: aterosclerose, angina de peito e ataque cardíaco.
As artérias desempenham um importantíssimo trabalho de transporte de sangue do coração para outras partes do nosso corpo.
(ler mais...)


O desejo da barbárie »  2018-10-24  »  Jorge Carreira Maia

Vive-se, em Portugal, uma doce ilusão, a de que ainda não fomos tocados pelo vírus do populismo. É um facto que os principais agentes políticos têm evitado recorrer ao mais sombrio populismo político.
(ler mais...)


Casimiro Pereira… dedicação e simplicidade »  2018-10-12  »  Anabela Santos

Pego na caneta, no papel, sento-me na mesa do café e questiono-me: como me atrevo a escrever sobre este senhor? – Não sei, corro o risco, simplesmente.

Era uma miúda, criança mesmo, quando Casimiro Pereira começou a sua vida autárquica em Torres Novas.
(ler mais...)


Como prevenir e tratar infeções urinárias »  2018-10-12  »  Juvenal Silva

Como prevenir e tratar infeções urinárias

As infeções urinárias são muito incómodas e mais recorrentes nas mulheres, que as obrigam a consultas médicas algumas vezes ao ano. Normalmente, o tratamento consiste na toma de antibióticos, que matam a infeção presente, mas deixam a bexiga vulnerável a uma próxima invasão bacteriana.
(ler mais...)


Venha daí um refrigerante fresquinho! »  2018-10-12  »  Miguel Sentieiro

Sumol é um dos actuais alvos da implacável máquina fiscal. Essa refrescante bebida de laranja, com bolhinhas, que nos alivia o calor no pingo do verão, afinal é um vilão cheio de sacarose para nos envenenar.
(ler mais...)


Passa »  2018-10-12  »  Inês Vidal

A Golegã auto intitula-se capital do cavalo. Veiga Maltez gostava de cavalos, havia cavalos na vila, sacou daquela da cartola e um dia disse: “cavalos são na Golegã”. A ideia pegou, vendeu e hoje já não é só o presidente que lhe chama assim.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 10 dias)
»  2018-11-09  »  Jorge Carreira Maia Joaquim Paço d`Arcos
»  2018-11-09  »  António Gomes Orçamento municipal 2019