• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
Directora: Inês Vidal   |     Sexta, 20 de Outubro de 2017
Pesquisar...
Seg.
 25° / 11°
Períodos nublados
Dom.
 22° / 10°
Períodos nublados
Sáb.
 21° / 12°
Céu nublado
Torres Novas
Hoje  23° / 17°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Nós e as combinações alimentares

Opinião  »  2017-06-06  »  Juvenal Silva

"É importante compreender o nosso sistema digestivo para conjugarmos as nossas refeições"

Muitas pessoas estão interessadas em conhecer as suas intolerâncias alimentares, mas desconhecem, que para além disso, existem as incompatibilidades entre alimentos, causadoras de digestões incompletas e às vezes até intoxicações.
Há dias, uma mãe ligou-me muito aflita porque a filha tinha tomado um pequeno almoço saudável, mas sentia-se muito mal e quase “a rebentar”. Pouco depois foi ao hospital porque já estava com uma enorme alergia cutânea, dores no corpo e cabeça, com vómitos e diarreia.
O que aconteceu? Uma mistura de cereais, frutos secos, chia, linhaça, sementes, uma banana e bebida vegetal de arroz mel e canela.
Tudo bons alimentos, mas mal combinados.
É importante compreender o nosso sistema digestivo para conjugarmos as nossas refeições.
A digestão começa na boca e por isso é fundamental uma boa mastigação para produzir uma salivação suficiente para que os alimentos sejam assimiláveis. A saliva é rica em enzimas digestivas e entre elas há a ptialina, necessária para realizar a digestão dos alimentos ricos em hidratos de carbono complexos, como por exemplo os cereais, que para serem digeridos precisam de um ambiente neutro ou ligeiramente alcalino. Quando colocamos na boca pão, massa ou arroz, a saliva torna-se imediatamente rica em ptialina, dando início à digestão.
Quando começamos a comer carne, o ambiente torna-se ácido, indispensável para a digerir.
Nos alimentos, é mais determinante a reacção provocada no organismo do que a sua acidez ou alcalinidade no estado natural. Por exemplo, o sumo do limão, acentuadamente ácido, tem um efeito alcalinizante derivado às diversas reacções bioquímicas. Inversamente, o açúcar, apesar de ser doce, é fortemente acidificante.
Ora, a digestão começa na boca e os alimentos parcialmente digeridos continuam no estômago transformando-se em quimo, ou seja, uma mistura que se forma pela acção sobre os alimentos dos sucos gástricos produzidos pelas paredes do estômago, em que a composição varia de acordo com os alimentos ingeridos. Isto significa que o estômago adapta os seus sucos gástricos ao tipo de alimentos ingeridos. E não segrega apenas ácido clorídrico para desmembrar proteínas, pois são muitos os sucos gástricos, variando se trate de carne, peixe, ovos, lácteos, leguminosas, etc.
Então, se os hidratos de carbono chegam ao estômago sem qualquer mistura, a acidez permanece baixa, porque a digestão iniciada na boca graças a elementos como a ptialina, continua sem ser perturbada. Mas bastará comer uma pequeníssima porção de carne, para transformar de imediato o PH alcalino para um PH de elevada acidez, imprescindível para a digestão da carne. Contudo, impede a continuação do processo digestivo dos hidratos de carbono.
Facilmente concluiremos que os hidratos de carbono simples são incompatíveis com os hidratos de carbono complexos, que os cereais são incompatíveis com carne, ou os lacticínios com carne, ou proteínas com substâncias ácidas ou leguminosas.
Uma associação compatível são as verduras com hidratos de carbono complexos, ou proteínas, ou leguminosas, como exemplo.
Os sumos de verduras com fruta associada não são uma boa opção, porque não são próximas em termos de composição e porque requerem enzimas diferentes para a sua própria assimilação, sendo preferível consumi-los separadamente.
A fruta, o momento ideal para comer é sempre distante das refeições.

 

 

 Outras notícias - Opinião


Torres Novas, hoje, é um activo tóxico »  2017-10-17  »  Ana Trincão

Como é que o município pensa atrair investimento para as zonas industriais sem fazer o trabalho de casa primeiro? Vamos imaginar um cenário possível, que não agrada ao dono da Fabrióleo por razões que não vêm aqui ao caso - o da deslocalização da empresa para a zona industrial de Torres Novas: este cenário também não agrada à gestão da nossa câmara municipal e muito menos à empresa Águas do Ribatejo.
(ler mais...)


Assobiar para o lado »  2017-10-17  »  João António

Escrevo-vos sobre um tema que me é caro, o associativismo desportivo, ao qual já dediquei mais de metade da minha vida com grande amor e paixão. Notem que é nas mãos dos clubes e associações desportivas que está o principal motor de desenvolvimento do desporto, um dos sectores mais mediático e em que o país é mais competitivo.
(ler mais...)


Intestino, o nosso segundo cérebro »  2017-10-17  »  Juvenal Silva

É no intestino que se produz um importantíssimo neurotransmissor, a serotonina, a hormona responsável pelo bem estar, otimismo e autoconfiança. O intestino, para além de ajudar a digerir e absorver os alimentos, os seus micróbios, são agora suspeitos de nos angustiar, deprimir ou alegrar.
(ler mais...)


Menino crescido... »  2017-10-17  »  Hélder Dias

Vida normal »  2017-10-16  »  Jorge Carreira Maia

Há alturas em que o jeito de ser português mostra os seus limites. O ano de 2017 é uma dessas alturas. Não chega a nossa cultura do desenrascanço (palavra horrível com que embrulhamos a incompetência na esperteza saloia).
(ler mais...)


Pedro Ferreira »  2017-10-04  »  Jorge Carreira Maia

As eleições torrejanas tinham vários ingredientes que as tornavam muito interessantes. Em primeiro lugar, havia que medir o impacto do corte dramático, ampliado na comunicação social local, de António Rodrigues, o antigo presidente, com o PS, bem como o da avaliação negativa da actuação da câmara veiculada no espaço politizado do concelho.
(ler mais...)


A nutrição é uma força poderosa contra as alergias »  2017-10-03  »  Juvenal Silva

As alergias cada vez mais estão presentes nas nossas vidas e não nos apercebemos que podem desencadear variados tipos de problemas de saúde, por desconhecermos que inúmeros sintomas patológicos poderão estar na sua origem.
(ler mais...)


Milagres precisam-se... »  2017-10-03  »  Hélder Dias

Eleições autárquicas: O que me ocorre dizer »  2017-09-26  »  Jorge Carreira Maia

Consta que vai haver eleições autárquicas no próximo domingo. Eu gostava muito de dizer alguma coisa sobre o assunto, mas, confesso, não me ocorre nada de relevante. Eu sei que são importantes, muito importantes.
(ler mais...)


Agências de rating »  2017-09-21  »  Jorge Carreira Maia

Há uma tendência – à esquerda do PS – para censurar continuamente as agências de rating e o papel que elas têm tido na dívida portuguesa. E como consequência dessa censura dizer-se que as avaliações delas não devem ser tidas em conta, o que interessa é a vida dos portugueses e não a opinião de agências de especuladores.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 10 dias)
»  2017-10-17  »  Ana Trincão Torres Novas, hoje, é um activo tóxico
»  2017-10-17  »  João António Assobiar para o lado
»  2017-10-17  »  Hélder Dias Menino crescido...