• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Sexta, 22 Fevereiro 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Seg.
 20° / 6°
Céu limpo
Dom.
 22° / 6°
Céu limpo
Sáb.
 21° / 7°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  22° / 7°
Períodos nublados
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

Quais os sintomas e tratamentos naturais dos resfriados

Opinião  »  2018-11-21  »  Juvenal Silva

"A causa dos resfriados pode ser qualquer um dos mais de duzentos vírus"

Os resfriados podem ocorrer em qualquer época do ano. Todavia, são mais comuns entre as estações de outono e inverno.

Os sintomas mais comuns são: coriza, espirros, congestão nasal, tosse, dor garganta, cansaço, perda de apetite, febre baixa, embora nas crianças possa ser mais elevada ocasionalmente. As pessoas com o sistema imunitário mais fragilizado são as mais afectadas por motivos variados, como excesso de trabalho, doenças preexistentes ou por falta de uma alimentação equilibrada e actividade física.

A causa dos resfriados pode ser qualquer um dos mais de duzentos vírus que infectam o trato respiratório superior. Os resfriados espalham-se no ar por meio dos espirros e da tosse ou pelo contacto de objectos contaminados. Ao reagir à invasão de um vírus do resfriado, as membranas que revestem as narinas e a garganta incham e começam a produzir mais muco. Como resultado dessa reacção, surge a congestão nasal, espirros, tosse e um mal-estar geral, formas que o organismo tem para expelir e acalmar o vírus. Quando o vírus se estabelece com intensidade, é muito importante utilizar terapias naturais com atividade antiviral e, estimular o sistema imunitário para erradicar o vírus.

Os resfriados podem durar entre 3 a 10 dias. É muito comum tomar medicamentos sem receita médica, o que não é nada conveniente, pois os sintomas de resfriado são uma tentativa do sistema imunitário de expulsar o vírus, enquanto os medicamentos os suprimem e podem efectivamente prolongar o resfriado e provocar uma recaída. O melhor tratamento para o resfriado reside na estimulação das defesas naturais do organismo, imediatamente logo que surjam os primeiros sintomas.

É difícil distinguir um resfriado de uma gripe, contudo, nos adultos, a presença de dores no corpo e febre alta costumam indicar gripe, embora uma febre baixa possa coexistir com um resfriado. As crianças poderão apresentar febre como fazendo parte de um resfriado normal. Se um adulto tiver mais que dois resfriados por ano, poderá ser uma indicação de toxicidade subjacente no organismo, que por sua vez usa o vírus do resfriado como meio de se desintoxicar por meio de eliminação do muco e da redução do apetite. Um sistema imunitário enfraquecido por causa de maus hábitos alimentares, estilo de vida desequilibrado e deficiências nutricionais, poderá ter mais resfriados como forma natural de se autocurar.

                                                                                                                                                                         Terapias naturais como forma de tratamento e autocura: alimentos leves como hortaliças cozinhadas ao vapor, sopas de legumes, chás de plantas e fruta natural rica em vitamina C. Os líquidos são muito importantes: Aajudam a hidratar e promovem a eliminação das toxinas e evitam que o sistema respiratório fique seco. Os antigos utilizavam com grande sucesso sopa quente de cebola, de alho e canja de galinha. Os povos asiáticos utilizam os caldos de gengibre e curcuma, muito poderosos também.

Alimentos que se deverão evitar: o açúcar, porque reduz a quantidade de glóbulos brancos que o organismo produz e enfraquece o sistema imunitário. Todo tipo de lacticínios e gorduras, porque aumentam a produção de mucos e provocam obstrução nas vias respiratórias. Ao contrário, o mel sendo doce, e porque é muito rico em vitaminas em minerais, é muito eficaz para o reforço do sistema imunitário e, conjugado com limão e canela, o efeito é muito terapêutico e salutar.

Outras recomendações: dormir bem e descansar. Não havendo febre, fazer um passeio higiénico rápido ajuda a expulsar o muco e a espantar a tristeza. Em caso de dor de garganta e como recurso imediato, gargarejar água com sal grosso bem diluído.

Normalmente, os resfriados passam por toda a família, mas nós podemos quebrar esse ciclo, mantendo as mãos bem limpas e adoptando uma alimentação rica em nutrientes. Em casos mais agudos e persistentes, deve-se consultar um profissional de saúde habilitado.

                                                                                         

 

 

 Outras notícias - Opinião


Mulher »  2019-02-21  »  Margarida Oliveira

Se é adquirido que com o 25 de Abril de 1974, as mulheres alcançaram o reconhecimento dos seus direitos mais fundamentais, exigindo a igualdade na vida, entre mulheres e homens, certo é, que fora o que seria obrigatório conceder, com o objectivo de serenar os ânimos reivindicativos femininos, praticamente tudo continua por fazer.
(ler mais...)


Em suma, não se fotografa o que se come, come-se para fotografar. »  2019-02-21  »  José Ricardo Costa

Por estranho que pareça, houve um tempo em que se ia ao restaurante sobretudo para comer. Sim, também para conviver, comemorar, fazer negócios, mas sempre com o prazer da boa mesa como alvo. Nós, portugueses, para além de comer adoramos falar sobre o que comemos, nem que seja para lembrar, com a expressão lúbrica do lobo dos desenhos animados, o maravilhoso cabrito com grelos que comemos há 20 anos.
(ler mais...)


Aero… coisa, mas muito séria »  2019-02-21  »  António Gomes

A noticia teve origem na informação prestada em reunião de câmara pelo vice-presidente da mesma: aeroporto internacional, 4 Kms de pista, 160 voos/dia, 200 milhões de investimento, etc..

E foi apresentada com pompa e circunstância, uma grande mais valia para Torres Novas e arredores.
(ler mais...)


Opções »  2019-02-21  »  Anabela Santos

E de repente, quando somos agradavelmente surpreendidos por um montante razoável em euros de que não estávamos à espera, a reação é de espanto e de alegria. Faz falta, é sempre bem vindo.

A partir do momento em que recebemos tão agradável notícia, impõe-se um pensamento … o que fazer com todo o dinheiro recebido?
O mais correto e consciente seria poupar, mas como há tantas coisas pendentes que nunca foram resolvidas por não haver essa tal quantia, a hipótese da poupança põe-se logo de parte.
(ler mais...)


Para quê tanto vermelho? »  2019-02-21  »  Ana Sentieiro

O Dia de São Valentim é, à semelhança do Carnaval, do Dia da Mulher, do Dia da Aproximação do Pi ou do próprio Dia do Pi, uma celebração à qual não foi atribuída o estatuto de feriado e, como tal, não é respeitada no agregado de festividades.
(ler mais...)


Beija o chão e abraça a humilhação »  2019-02-15  »  Ana Sentieiro

Olá! O meu nome é Ana, mas podes tratar-me por “caloira” num tom agressivo e um tanto incomodativo ou, se preferires, “besta”, acompanhado com “Enche vinte!” entoado de um modo pouco sugestivo.
Desde miúdos que somos inevitavelmente encurralados, durante um almoço com amigos dos nossos pais, no meio de breves golos de cerveja e rápidas trincas no papo-seco com patê de atum, na conversa dos “áureos tempos de faculdade”… Esta conversa consiste na partilha de histórias que remontam ao tempo em que todos eles possuíam um farfalhudo cabelo e conseguiam apertar o cinto das calças, bem como subir ao segundo andar sem se agarrarem ao corrimão com a língua de fora e a respiração acelerada.
(ler mais...)


Caixa, Marcelo, Venezuela e Papa »  2019-02-08  »  Jorge Carreira Maia

1. CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS. O que se tem vindo a saber da Caixa Geral de Depósitos dá razão aos que, na União Europeia, julgam ser necessário impor uma espécie de protectorado aos países do sul da Europa.
(ler mais...)


Lisboetas? »  2019-02-07  »  Inês Vidal

Tento fazer este exercício: o que é que as pessoas que não conhecem Torres Novas ficaram a saber sobre o nosso concelho, depois de lerem o artigo publicitário disfarçado de reportagem, que saiu no sábado numa alegada revista, de um honrado semanário nacional? Ora bem.
(ler mais...)


Caminhamos para o abismo »  2019-02-07  »  António Gomes

Foi recentemente colocado em discussão pública (já terminada) o Plano Estratégico Educativo Municipal para os próximos 4 anos. Este plano é da responsabilidade da autarquia, que o encomendou a um centro de estudos da Universidade Nova de Lisboa coordenado pelo professor David Justino.
(ler mais...)


Caridade ou justiça social »  2019-02-07  »  Anabela Santos

O “Gui” que não é Gui, torrejano que não é torrejano, miúdo que já não é miúdo, vagueia pela cidade durante o dia e noite absorvido pelos seus pensamentos, com um olhar vago, distante.
(ler mais...)


 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2019-01-28  »  Inês Vidal Quim
»  2019-01-25  »  Jorge Carreira Maia Lições de História
»  2019-01-30  »  Gabriel Feitor O Ribatejo foi, mais uma vez, adiado
»  2019-02-07  »  Inês Vidal Lisboetas?
»  2019-02-08  »  Jorge Carreira Maia Caixa, Marcelo, Venezuela e Papa