• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quarta, 27 Outubro 2021    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Sáb.
 22° / 17°
Céu muito nublado com chuva moderada
Sex.
 19° / 16°
Céu muito nublado com chuva moderada
Qui.
 24° / 10°
Céu nublado com chuva fraca
Torres Novas
Hoje  26° / 12°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

O cronista divaga numa tarde de verão - josé mota pereira

Opinião  »  2021-08-30  »  José Mota Pereira

"Já se sabe, sempre foi assim, achamos sempre que o antes foi sempre melhor que agora. "

A mãe da ML trabalha por turnos. Muitos dias da semana o horário de saída do trabalho vai para além do horário do infantário onde a ML passa os dias. Tal como acontece com muitos meninos e meninas deste país, tem calhado à avó (que ainda trabalha) a tarefa de ir buscar a menina ao infantário ao fim da tarde e com ela passar o tempo até a entregar à companhia materna.

 O cronista nunca foi pai, mas tendo sido anexado por via de amores de meia idade à avó da ML, descobre-se surpreendemente a reaprender canções infantis que julgava esquecidas, lenga-lengas e até a descobrir que uma das heroínas das crianças de hoje é um boneco animado chamado Masha, que já agora, permitam a opinião pessoal, é feia como os trovões. 

 Um conjunto de circunstâncias que inclui uma pandemia, que convida ao afastamento social, tem feito com que estes lanches nos finais das tardes de verão sejam verdadeiras descobertas ou redescobertas de locais onde se pode desfrutar da natureza e brincar tranquilamente. Temos andado muito por aí: já descobrimos ou redescobrimos locais quase paradisíacos junto ao rio e a ribeiros, parques de merendas, fontes e fontanários e muitos caminhos rurais na natureza. Até já nos vimos a apanhar caracóis na beira de uma dessas estradas ou a visitar "furtivamente" quintas particulares que julgávamos abandonadas e a cruzarmo-nos à saída com uma viatura da Securitas, provavelmente chamada face à nossa desautorizada presença. Aventuras com adrenalina q.b.

 A ML sorri. Creio que tem gostado. À beira de fazer três anos, canta no carro da avó a bola do Manel e a o balão do João. O cronista também tem gostado, aqui se confessa. E não deixa de olhar muitas vezes para a ML e lembrar-se do famoso poema de Jorge de Sena em que o poeta se interroga angustiado sobre o mundo que deixará aos seus vindouros. Se não conhecem procurem, Jorge de Sena merece.

 Optimista incorrigível, este cronista nascido poucos meses antes do 25 de Abril, desconfia desoladamente que o mundo que a sua geração deixará para os meninos e meninas como a ML será pior que o Mundo que recebeu de herança dos seus avós. 

 Já se sabe, sempre foi assim, achamos sempre que o antes foi sempre melhor que agora. O cronista recusa cair nessa rasteira e lá vai enumerando para si que apesar de tudo (e o tudo tem sido demais) hoje as crianças neste canto do mundo têm ao dispor de melhores cuidados de saúde; melhor ensino; oportunidades que a evolução da ciência e a tecnologia permitem - enfim, em geral estão mais bem protegidas pela sociedade do que há 50 anos.

 Apesar de tudo, repito-me. Apesar da destruição da vida e do ambiente que liga o ser humano ao chão e ao ar; do individualismo feito paradigma da vida moderna; do rompimento dos laços sociais entre os indivíduos; da destruição dos sentimentos de comunidade e de grupo, que inevitavelmente tornarão o ser humano mais frágil e com certeza mais exposto a novas formas de opressão por outros seres humanos. Um mundo onde ainda impera a submissão dos poderosos sobre os “danados” da terra.

 Escuto a ML a chamar-me. Sorridente, está a brincar com pedrinhas que guarda numa pequena garrafa que me vai mostrando como se fossem um tesouro. Está quase na hora do lanche, o cronista desperta das suas divagações filosóficas e regressa ao mundo das canções infantis. Desejando que a ML, que um dia destes fará três anos, seja sempre feliz. Ela e todos os meninos e meninas que daqui a 50 anos devem andar por aí com os netos a descobrir curvas secretas nas margens do rio. Parabéns ML!

 

 

 

 Outras notícias - Opinião


Fundamentalismo eleitoral (III) - pedro ferreira »  2021-10-21  »  Pedro Ferreira

 Nesta terceira e última parte, vou falar sobre assembleias de cidadãos no contexto do nosso concelho. Há que notar que estas não devem nunca ser vistas como um fim em si mesmas, mas antes como uma ferramenta que pode ajudar todo o tipo de colectivos a tomar decisões que através de outras estruturas não seriam tomadas.
(ler mais...)


Um olhar sobre as eleições concelhias - jorge carreira maia »  2021-10-17  »  Jorge Carreira Maia

Há dias, um médico prescreveu-me um conjunto de exames e, como se pretendesse explicar-me a razão, disse que não praticava uma medicina intuitiva (a que é feita de diagnósticos baseados nas aparências sintomáticas), mas que lidava com resultados empíricos, uma medicina científica.
(ler mais...)


Não adianta lamentarem-se - antónio gomes »  2021-10-17  »  António Gomes

O PS continua com maioria absoluta, contrariando todos os prognósticos, até os dos próprios. O BE sofre uma derrota, contrariando todos os prognósticos, até os dos adversários. Este é o resultado das recentes eleições autárquicas no concelho de Torres Novas: menos democracia, menos escrutínio, menos alternativa política.
(ler mais...)


Ressaca - carlos paiva »  2021-10-17 

Após as eleições autárquicas e conhecidos os seus resultados, li on-line algumas tentativas de pseudojornalismo, outras tantas opiniões de pretensos analistas políticos e, também, algumas declarações de vencedores e vencidos.
(ler mais...)


A Faixa - josé ricardo costa »  2021-10-17  »  José Ricardo Costa

A percepção visual tem as suas leis, que interferem, sem darmos conta, no modo como diante de uma imagem, separamos a figura e o fundo, a visão central e a periférica, o seu motivo e o contexto. E muito antes da ciência estudar essas leis já os artistas do Renascimento as exploravam para criar os efeitos visuais desejados.
(ler mais...)


Juventude centriste… »  2021-10-15  »  Hélder Dias

Um olhar sobre as eleições concelhias - jorge carreira maia »  2021-10-13  »  Jorge Carreira Maia

Há dias, um médico prescreveu-me um conjunto de exames e, como se pretendesse explicar-me a razão, disse que não praticava uma medicina intuitiva (a que é feita de diagnósticos baseados nas aparências sintomáticas), mas que lidava com resultados empíricos, uma medicina científica.
(ler mais...)


O vinho de Almeirim e os “políticos de Lisboa” - joão carlos lopes »  2021-09-20  »  João Carlos Lopes

Arreliado com a legislação que exige alguma contenção aos autarcas em funções, no que diz respeito à difusão de informação relacionada com obras, inaugurações e outras iniciativas durante o período eleitoral, o presidente da Câmara de Almeirim disse que a culpa é dos “políticos de Lisboa”, que fazem leis que só lançam confusão.
(ler mais...)


Apedeuta, insipiente, mentecapto, néscio - carlos paiva »  2021-09-16  »  Carlos Paiva

Por altura do lançamento do programa “Novas Oportunidades” (em 2007), recordo-me de ver uma entrevista na televisão em que a jornalista na rua perguntava a um cidadão jovem se ele achava importante estudar. Respondeu qualquer coisa como: “Sim, é bastante importante.
(ler mais...)


O fundamentalismo eleitoral (II) - pedro ferreira »  2021-09-16  »  Pedro Ferreira

 

Na primeira parte desta crónica, tentei criar no leitor uma postura crítica sobre aquele que acho ser o maior dogma da nossa sociedade, de forma a ficar mais receptivo a alternativas. Se no fim de a leres não ganhaste uma aversão ao uso de eleições para atribuir cargos públicos e nem te questionaste sobre alternativas a este método, ficaste pelo menos a saber qual era a minha intenção.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2021-10-21  »  Pedro Ferreira Fundamentalismo eleitoral (III) - pedro ferreira
»  2021-10-17  »  José Ricardo Costa A Faixa - josé ricardo costa
»  2021-10-15  »  Hélder Dias Juventude centriste…
»  2021-10-13  »  Jorge Carreira Maia Um olhar sobre as eleições concelhias - jorge carreira maia
»  2021-10-17  Ressaca - carlos paiva