• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Domingo, 24 Março 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Qua.
 25° / 12°
Céu limpo
Ter.
 26° / 12°
Céu limpo
Seg.
 26° / 9°
Céu limpo
Torres Novas
Hoje  24° / 11°
Céu limpo
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A PRIMAVERA E AS ALERGIAS

Opinião  »  2018-05-03  »  Juvenal Silva

"As alergias são curáveis? Normalmente não. Existem contudo antialérgicos, sendo os mais comuns os anti-histamínicos"

Chega a primavera e os dias bonitos alegram as pessoas, mas a primavera não é sinónimo de felicidade para todos, porque também chegam os pólenes e as alergias, sinónimo de sofrimento para muita gente.

Mas o que são e como funcionam as alergias?

Linfócitos e células imunes do sangue patrulham permanentemente o nosso corpo para detetar bactérias, vírus, pólen, substâncias químicas e microrganismos que poderiam prejudicá-lo. Quando o sistema imunitário detecta algo que possa representar uma ameaça, memoriza a identidade do invasor, para quando atacar de novo poder eliminá-lo. Normalmente, os alergénicos estão contidos no ar, como a poeira, ácaros, pólen, mofo, pêlos de animais.

Qual a diferença entre alergias e asma? Os distúrbios poderão ter muito em comum, mas a asma é uma doença pulmonar crónica e, por conseguinte, mais grave. A asma pode ser desencadeada por algum tipo de alergias, mas também por vários tipos de fatores e os sintomas são o peito oprimido, dificuldade em expirar, cansaço, tosse e chieira.
Este tipo de enfermidade é limitante e apresenta certos riscos que pode restringir seriamente a capacidade respiratória. As alergias, embora sejam dolorosas, não têm um risco tão elevado.

É importante sublinhar que, além de substâncias no ar, existem determinados alimentos, produtos químicos e insectos que podem desencadear alergias no sistema digestivo, pele e olhos. Com a integração de produtos alimentares muito transformados e quantidades exageradas de químicos na sua composição e ambiente, têm aumentado significativamente nos últimos quarenta anos a quantidade deste tipo de pacientes e a quantidade do número de crianças com estes sintomas disparou.
Como podemos identificar se temos alergia sazonal?

Os sintomas são espirros, corrimento nasal incolor, comichão ou secura nos olhos, dor de cabeça, congestão e inflamação dos seios nasais. Os sintomas são semelhantes ao resfriado, todavia e, neste caso, a secreção nasal é bastante esbranquiçada ou esverdeada. Além disso, as alergias ocorrem mais vezes e, geralmente, acontecem na mesma época de cada ano.

As alergias, porque são tão comuns na Primavera?
O pólen das plantas são grãos microscópicos que lhes permitem reproduzir-se e é isso que causa alergias. Não é tanto o pólen das flores do jardim, mas sim o pólen das árvores, gramíneas e ervas daninhas que estão mais diretamente envolvidas. O vento é o grande transportador e disseminador de alergénicos. Pesquisadores descobriram pólen de arbustos a cerca de 650 Km da costa e a mais de 3.000 metros acima do nível do mar.

Perante isto, eliminar os culpados à volta de nossa casa pouco significa. As ervas daninhas produzem proporcionalmente a maior quantidade de pólen alergénico e as árvores mais implicadas são a oliveira, carvalho, freixo, olmo, bétula, álamo e pinheiro.

As alergias são curáveis? Normalmente não. Existem contudo antialérgicos, sendo os mais comuns os anti-histamínicos. Na medicina natural, o óleo de perila é usado com grande eficácia a par de algumas plantas medicinais anticolinérgicas nasais, cuja função é limpar os seios nasais. A haloterapia tem-se revelado um tratamento de muita eficácia, porque para além de contribuir para uma higiene do sistema respiratório, contribui também para o reforço do sistema imunitário. Diferentes e variados estudos indicam que o risco de sofrer de alergias e asma é maior quando o sistema imunitário está debilitado.

A melhor conduta para reforçar o sistema imunitário é o controle do stress, exercício físico e uma alimentação rica em frutas e vegetais.

 

 

 Outras notícias - Opinião


A família socialista, a democracia comunista, a transferência centrista e o terrorismo »  2019-03-23  »  Jorge Carreira Maia

A FAMÍLIA SOCIALISTA. O governo parece um lugar de convívio de famílias amigas. Não bastava já haver um casal de ministros e um ministro pai e uma ministra filha desse pai, agora a mulher de um outro ministro foi nomeada chefe de gabinete do Secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, cargo ocupado anteriormente pelo marido.
(ler mais...)


Como dantes não se falava, também não se dava por ela. »  2019-03-22  »  José Ricardo Costa


Qualquer pessoa normal é contra a violência doméstica. Acontece que não gosto da expressão “violência doméstica”, demasiado sociológica, urbana, abstracta, mera etiqueta que não faz jus ao tipo de aberração que pretende traduzir.
(ler mais...)


O Nhonhinhas »  2019-03-22  »  Miguel Sentieiro

A nonhinhisse como fenómeno social surgiu para nos pôr à prova. Entrou nas nossas vidas sem se dar por isso, mas percebemos o efeito corrosivo que tem no nosso bem estar. Um indivíduo coloca-se na fila de uma repartição comercial.
(ler mais...)


#Hashtag »  2019-03-22  »  Margarida Oliveira

Se no imediato, os 200 anos estimados pela ONU para o alcance da igualdade entre mulheres e homens parecem uma espécie de eternidade inatingível, na verdade, olhando a linha temporal da humanidade, eles representam apenas o último pedaço do último degrau, desta luta milenar.
(ler mais...)


Prioritário? As estradas. »  2019-03-22  »  António Gomes

Vem isto a propósito das obras de reabilitação do largo do Rossio. Decidiu, a maioria socialista na CM, dar prioridade à realização de obras no Largo General Humberto Delgado (Rossio). O projeto não se sabe bem o que é, visto que o PS decidiu alterar aquilo que foi aprovado em reunião de câmara.
(ler mais...)


Os phones são outro fenómeno que revolucionou o modo como experienciamos a música »  2019-03-22  »  Ana Sentieiro

É com alguma indignação entrelaçada com revolta que exponho um assunto secundário numa panóplia de assuntos, dos quais, o salário do Ronaldo agarra o protagonismo e leva-o de férias para a Grécia no seu jato privado, com direito a champanhe e não espumante! Parece que ninguém está interessado em dar relevo à falta de cultura musical dos millennials.
(ler mais...)


Brasil, China, Entre-os-Rios e Novo Banco »  2019-03-09  »  Jorge Carreira Maia

1. A DOENÇA DO BRASIL. Apesar de sermos latinos e de permitirmos coisas inaceitáveis nos países do centro e do norte da Europa, ainda é difícil para os portugueses compreender a doença que ataca com virulência inusitada o Brasil.
(ler mais...)


Remodelação, Bloco, Greves e Exames »  2019-02-22  »  Jorge Carreira Maia

1. REMODELAÇÃO DO GOVERNO. A importância da remodelação do governo ocorrida no início da semana é, do ponto de vista da orientação política, tendencialmente nula.
(ler mais...)


Mulher »  2019-02-21  »  Margarida Oliveira

Se é adquirido que com o 25 de Abril de 1974, as mulheres alcançaram o reconhecimento dos seus direitos mais fundamentais, exigindo a igualdade na vida, entre mulheres e homens, certo é, que fora o que seria obrigatório conceder, com o objectivo de serenar os ânimos reivindicativos femininos, praticamente tudo continua por fazer.
(ler mais...)


Em suma, não se fotografa o que se come, come-se para fotografar. »  2019-02-21  »  José Ricardo Costa

Por estranho que pareça, houve um tempo em que se ia ao restaurante sobretudo para comer. Sim, também para conviver, comemorar, fazer negócios, mas sempre com o prazer da boa mesa como alvo. Nós, portugueses, para além de comer adoramos falar sobre o que comemos, nem que seja para lembrar, com a expressão lúbrica do lobo dos desenhos animados, o maravilhoso cabrito com grelos que comemos há 20 anos.
(ler mais...)


 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2019-02-22  »  Jorge Carreira Maia Remodelação, Bloco, Greves e Exames
»  2019-03-09  »  Jorge Carreira Maia Brasil, China, Entre-os-Rios e Novo Banco
»  2019-03-23  »  Jorge Carreira Maia A família socialista, a democracia comunista, a transferência centrista e o terrorismo
»  2019-03-22  »  José Ricardo Costa Como dantes não se falava, também não se dava por ela.
»  2019-03-22  »  Ana Sentieiro Os phones são outro fenómeno que revolucionou o modo como experienciamos a música