• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Quinta, 20 Junho 2019    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Dom.
 24° / 15°
Céu nublado com chuva fraca
Sáb.
 29° / 12°
Períodos nublados
Sex.
 25° / 14°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  24° / 14°
Céu nublado
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 

A água

Opinião  »  2018-06-21  »  António Gomes

"Os campos de futebol são também situações graves, pela quantidade de água que consomem"

É de todos conhecida a escassez de água doce existente no planeta. Em Portugal, o ano de 2017 foi particularmente avisador para toda a gente: lembramos bem o transporte de água de umas regiões para outras e os condicionalismos impostos ao seu consumo (jardins, rotundas, etc). Todos sabemos que isto da falta de água é para levar a sério, ou deveria ser para levar a sério.
Mesmo com as chuvas deste ano, não podemos descansar: a experiência da vida e os estudos científicos bem nos avisam.

Autarquias há que iniciaram novas abordagens à política da água, ao seu uso, nomeadamente evitando o seu desperdício. É preciso reduzir as zonas ajardinadas que consomem muita água, como rotundas, divisórias de ruas, proceder a plantações com espécies autóctones, é preciso substituir relvados naturais por relvados sintéticos nos campos de futebol, etc, etc..
Convém aqui referir que os casos mais graves são os que têm a ver com as regas feitas com água potável, tratada para consumo humano. Atrever-me-ia a dizer que é quase um crime. No caso de Torres Novas, vários são os casos, sem que se veja preocupação por isso.

Os campos de futebol são também situações graves, pela quantidade de água que consomem. É preciso alterar o paradigma, com coragem. Em Riachos, as pessoas reivindicaram, fizeram um abaixo-assinado e o relvado vai ser substituído por um sintético. Um exemplo positivo. No Campo da Pinheira, em Assentis, o sinal é ao contrário: a maioria do executivo municipal do PS votou pela continuação do relvado, investindo 25 000 euros na sua reabilitação, uma obra realizada ainda antes de ser aprovada em reunião de câmara. Adiante, que já sabemos o que a casa gasta.

Neste caso de Assentis, a coisa é bem mais grave, pois o furo existente apenas satisfaz uma pequena parte das necessidades e o que vai continuar a acontecer como até aqui, são milhares de euros/ano em água potável que vai custar a manutenção do campo.

Bem sei que o investimento em sintético é bem mais caro que os 25 000 euros, mas a poupança da água e a poupança na manutenção valeriam bem a pena. São opções.

 

 

 Outras notícias - Opinião


Democracia »  2019-06-19  »  Inês Vidal

Somos todos pela democracia. Menos quando ganha quem não queremos. Esta coisa da democracia tem que se lhe diga. Que o diga eu que, nunca falhando a umas eleições, nunca vi ganhar nenhumas. Fica sempre um sabor amargo na boca, uma angústia de não ver ganhar quem se quer.
(ler mais...)


O Tempo dos Gelados »  2019-06-19  »  José Ricardo Costa

Uma coisa que a natureza tem de bastante simpático, facilitando-nos a vida, é a sua circularidade. Por exemplo, as estações do ano. Fosse a natureza destrambelhada e nada poderíamos prever, deixando-nos à nora sobre o que fazer no dia seguinte.
(ler mais...)


Problemas de memória »  2019-06-19  »  Hélder Dias

Glifosato Man »  2019-06-19  »  Hélder Dias

Agustina, a crise na direita, a doença da social-democracia e a teia »  2019-06-07  »  Jorge Carreira Maia

AGUSTINA BESSA-LUÍS. O século XX português teve uma mão cheia de excelentes romancistas. A atribuição do Nobel a Saramago reconheceu isso. Se tivesse sido a Agustina, não teria ficado mal entregue.
(ler mais...)


Parabéns, abstenção! »  2019-06-06  »  Anabela Santos

Muito se tem falado, já tudo foi dito e é do conhecimento de todos que as eleições europeias realizadas no dia vinte e seis de Maio trouxeram uma vitória para a esquerda, excepto para o PCP, e uma acentuada derrota para a direita.
(ler mais...)


Encruzilhada »  2019-06-06  »  António Gomes

Já assim era, mas depois das últimas eleições europeias a interrogação subiu de tom: vai ou não haver geringonça após as próximas eleições legislativas? – as pessoas perguntam.
(ler mais...)


GREVE? »  2019-06-06  »  Denis Hickel

gre·ve
(francês grève)
substantivo feminino
Interrupção temporária, voluntária e colectiva de atividades ou funções, por parte de trabalhadores ou estudantes, como forma de protesto ou de reivindicação (ex.
(ler mais...)


Quando a pedra é o sapato »  2019-06-06  »  Ana Sentieiro

Ontem trajei pela primeira vez. A Noite de Serenatas enlatou a comunidade académica da Universidade do Minho no Largo da Sé. A escuridão dos trajes iluminava os corações dos presentes, aquecia os abraços e motivava as lágrimas ao som da melodia das guitarras portuguesas.
(ler mais...)


Bruno Lage, privatizações, comendas e europeias »  2019-05-26  »  Jorge Carreira Maia

BRUNO LAGE. O actual treinador do Benfica é, justamente, louvado pelo que fez no campo desportivo. Se o Benfica é campeão deve-o a Bruno Lage. Quero, porém, louvá-lo por outra coisa.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2019-05-26  »  Jorge Carreira Maia Bruno Lage, privatizações, comendas e europeias
»  2019-06-07  »  Jorge Carreira Maia Agustina, a crise na direita, a doença da social-democracia e a teia
»  2019-06-06  »  Ana Sentieiro Quando a pedra é o sapato
»  2019-06-06  »  António Gomes Encruzilhada
»  2019-06-06  »  Denis Hickel GREVE?