• SOCIEDADE-  • CULTURA  • DESPORTO  • OPINIÃO
  Sexta, 26 Fevereiro 2021    |      Directora: Inês Vidal    |      Estatuto Editorial    |      História do JT
   Pesquisar...
Seg.
 19° / 8°
Céu limpo
Dom.
 20° / 8°
Céu limpo
Sáb.
 20° / 8°
Períodos nublados
Torres Novas
Hoje  18° / 10°
Céu nublado com chuva fraca
       #Alcanena    #Entroncamento    #Golega    #Barquinha    #Constancia 
 Opinião...

 


Rota vicentina »  2015-04-10  »  Afonso Borga
Quase todos passamos por aquela fase em que nos vem de dentro uma força, típica da juventude, que nos impele a largar tudo e seguir os nossos sonhos e vontades. Faz parte. Um pouco ao estilo do ”Into the Wild”. Tirar um tempo para pensar, sair da rotina, parar.
(ler mais...)

Coisas de poetas »  2015-04-10  »  Adelino Pires
Gostaria de ter assistido à conversa entre o Alçada Baptista e a Clara Ferreira Alves enquanto faziam o trajecto entre Seteais e Cascais, em finais de 1994 quando, cumprindo o ritual do estimado júri, do estimado prémio, do estimado jornal de referência, se deslocaram a casa da pessoa que o júri queria ”aPessoar” nesse ano.
(ler mais...)

1907-1908 (2) »  2015-04-10  »  Gabriel Feitor
Nacional

1908: regicídio. D. Manuel é proclamado rei. É demitido, subsequentemente, o governo de João Franco, seguindo-lhe um governo independente chefiado por Francisco Ferreira do Amaral. Em Abril é promovido do I Congresso Pedagógico da Instrução Primária e Popular, com uma forte ligação ao espectro republicano.
(ler mais...)


Afetos e vontade de ter Vontade »  2015-04-10  »  Maria Augusta Torcato
Apetece-me começar esta crónica com uma prescriçã Vontade, tomar a quantidade máxima, tantas vezes ao dia quanto o necessário, ou q.b. face à (in)disposição de cada um.

Apetece-me ser a prescribente e a prescrita. Isto porque acho que estamos todos doentes.
(ler mais...)


Vazios de alma »  2015-04-10  »  João Carlos Lopes
No local onde durante poucos anos, de resto, funcionou a fiação de algodão da Companhia de Torres Novas, abre-se agora um enorme ground zero, sem bomba, clar foi o camartelo que se encarregou de reduzir a pó uma borbulha local da globalização e da abertura dos mercados, dizem eles.
(ler mais...)

Más companhias »  2015-04-10  »  Jorge Carreira Maia
A crise do subprime nos Estados Unidos, desencadeada a partir de 2006, e a posterior crise das dívidas soberanas do países do sul da Europa alimentaram, em certas zonas do mundo intelectual, uma revivescência dos estudos marxistas. Este interesse por Karl Marx deve, no entanto, ser lido segundo a máxima que o próprio Marx aplicou ao regresso de um Bonaparte ao poder: primeiro como tragédia, depois como farsa.
(ler mais...)

1907-1908 (2) »  2015-04-08  »  Gabriel Feitor
Nacional

1908: regicídio. D. Manuel é proclamado rei. É demitido, subsequentemente, o governo de João Franco, seguindo-lhe um governo independente chefiado por Francisco Ferreira do Amaral. Em Abril é promovido do I Congresso Pedagógico da Instrução Primária e Popular, com uma forte ligação ao espectro republicano.
(ler mais...)


Vazios de alma »  2015-04-07  »  João Carlos Lopes

No local onde durante poucos anos, de resto, funcionou a fiação de algodão da Companhia de Torres Novas, abre-se agora um enorme ground zero, sem bomba, clar foi o camartelo que se encarregou de reduzir a pó uma borbulha local da globalização e da abertura dos mercados, dizem eles.
(ler mais...)


Sinal do tempo »  2015-03-27  »  Jorge Carreira Maia

O Papa Francisco tem simbolizado, através da virtude da misericórdia e da ideia de Igreja como hospital de campanha, o desejo de muitos cristãos e não cristãos de uma mais acentuada preocupação social e de uma abertura da Igreja às novas realidades morais.
(ler mais...)


O Eclipse »  2015-03-27  »  Miguel Sentieiro
Fui assolado pela loucura do eclipse solar. Um fenómeno único, que só daqui a 11 anos poderemos ver outra vez. ”Então e onde vamos ver o tal eclipse?”; ”Disseste ver?... olhar para o acontecimento com atenção? Não podes! Causa cegueira!” Digam-me lá se faz algum nexo; publicita-se um acontecimento espectacular, deixa-se a malta em polvorosa, combinam-se festarolas, compram-se as moelas e as cervejas e depois dizem que não se pode olhar, que podemos ficar cegos.
(ler mais...)

 Mais lidas - Opinião (últimos 30 dias)
»  2021-02-05  »  Carlos Paiva Hill Street Blues - carlos paiva
»  2021-02-20  »  Inês Vidal PSD: a morte há muito anunciada - inês vidal
»  2021-02-05  »  Jorge Carreira Maia O estranho caso das vacinas - jorge carreira maia
»  2021-02-18  »  Hélder Dias Vacina
»  2021-02-22  »  José Ricardo Costa Na mouche - josé ricardo costa